Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Gerando

USP fará terceira edição de curso gratuito de leitura

0

Curso tem foco em desenvolvimento profissional através da melhora na leitura

Inscrições tem início no dia 1º de março e promove melhora na leitura, escrita, concentração e ampliação de vocabulário.

Publicado no A Cidade On

A Escola de Educação Física e Esporte da USP de Ribeirão Preto, em comemoração aos seus dez anos, realizará um curso gratuito de proficiência na leitura e competência na escrita: práticas contextualizadas para o desenvolvimento profissional. As inscrições podem ser feitas pelo site a partir do dia primeiro de março até o dia onze de março.

O curso tem duração de dez semanas e acontecerá no período de 22 de março a 31 de maio, todas as sextas, das 14h às 17h. A coordenadora e também ministradora do curso, professora Maria Helena da Nóbrega, explica que cada aluno escolhe um livro de romance para ler e apresentar na reta final do curso, fazendo um vídeo falando sobre a obra escolhida e depois uma resenha, opinativa e argumentativa.

“Antes disso não discutimos o livro, eu apresento várias teorias de como ler, de como melhorar a leitura, concentração e também trabalho a parte prática em textos menores, durante a aula a gente faz textos variados, não só ficcionais, mas também informativos como o jornalístico, e também analisamos muito a fotografia que compõe o texto”, detalha a professora.

Os interessados devem ficar atentos as datas de inscrições e distribuições de vagas, pois das 35 disponíveis, 20 serão ara funcionários da USP e 15 para comunidade externa de acordo com a ordem de inscrição.

“A ideia é que a leitura […] é fundamental como instrumento de aprendizagem, como instrumento de autoconhecimento, estar familiarizado a leitura leva a uma maior concentração, você aprende a treinar a mente a ter uma nova concentração. Você está no livro e não nos seus problemas, e quando você volta para o dia a dia você volta muito melhor, mais capacitado, com outra visão dos seus problemas. Leitura é uma viagem, é uma coisa maravilhosa”, reforça Maria Helena.

Gerando frutos

Desde a primeira vez que ministrou o curso, em 2017, Maria Helena afirma que a maior alegria é saber que mudou a vida das pessoas para melhor e que elas mantém os hábitos após a conclusão. O resultado da turma de 2017 foi um clube do livro que permanece até os dias atuais, se reunindo mensalmente e recebendo pessoas que participaram e não participaram do curso.

“Eu tive um público bem variado nessa primeira edição do curso em 2017, e eu acho que é essa a tendência mesmo. Então tinha pessoas que já liam muito, tinha pessoas que não tinha o hábito de leitura, tinham lido pouco na época de escola e fazia tempo que não estudavam, tinha pessoas que não gostavam de ler e nunca tinham lido. E de uma maneira geral, houve uma redescoberta da leitura, isso que a parte que mais me deixa feliz, por acreditar que isso muda a vida das pessoas”, conta.

Para ela, trazer a redescoberta de si através da leitura é um dos maiores ganhos, além de perceber a evolução causada no ambiente profissional, a percepção da mudança no pessoal também é notável.

“Eu entendo a leitura realmente como um processo libertador, porque a pessoa lendo vai aprender um pouco mais de todo mundo e também de si mesma, ela tem esse aspecto de autoconhecimento que está embutido na leitura, a partir da identificação ou não com alguns personagens, quer dizer, você repensa sua vida, revê a sua vida”, diz Maria Helena.
(Bruna Zanatto, sob supervisão de Marcelo Fontes)

SERVIÇO
Proficiência na leitura e competência na escrita: práticas contextualizadas para o desenvolvimento profissional
Quando: Inscrições 1/3 à 11/3. Curso 22/3 à 31/5
Onde: USP Ribeirão Preto (Av. Bandeirantes nº 3900 – Monte Alegre)
Entrada: Gratuita

Bienal do Rio: dos novatos aos best-sellers

0

Publicano no Yahoo

Campeões de vendas costumam ser recordistas de público nos debates e bate-papos da Bienal do Livro do Rio, gerando filas e, quando se trata de literatura adolescente, comportamentos histéricos. Este ano, a feira (de 29 de outubro a 8 de setembro, no Riocentro) traz dois autores que chegaram aos milhões de exemplares vendidos: Nicholas Sparks, de Diário de Uma Paixão e Querido John, ambos vertidos em filmes, e James C. Hunter, de O Monge e o Executivo.

A autora do título erótico do momento, Toda Sua, Sylvia Day, e a roteirista dos jogos eletrônicos Assassin’s Creed, Corey May, integram o time norte-americano. São 27 os nomes internacionais, número recorde em 16 edições da bienal.

A homenagem deste ano é à Alemanha, que em outubro recebe o Brasil na Feira de Frankfurt, maior encontro do setor no mundo. Os autores que vêm de lá não são conhecidos por aqui. Os recordes de espectadores devem ficar mesmo com Sparks, a best-seller teen Thalita Rebouças e a turma do Porta dos Fundos, que sai da internet para as páginas. Eles falarão para um auditório com capacidade para 500 pessoas.

Entre as novidades está o Placar Literário, espaço para a literatura de futebol. Os leitores miúdos encontrarão personagens da Turma do Pererê e o Menino Maluquinho no Planeta Ziraldo. O Mulher & Ponto, a cargo da jornalista Bianca Ramoneda, promete novas abordagens para velhos assuntos das revistas femininas, como envelhecimento, vaidade e educação infantil. Os debatedores não são só mulheres. “Essa estranheza de termos homens debatendo assuntos femininos me agrada muito”, diz Bianca.

O disputado Café Literário homenageará os 30 anos da própria Bienal e o poeta Paulo Leminski (1944-1989). A novíssima literatura abrirá o Café. As narrativas vindas das periferias e as manifestações de rua pautaram a programação. “Teremos desde a literatura cult à que tem maior comunicabilidade com o público em geral”, conta o curador Italo Moriconi.

Os 950 expositores esperam um público de 600 mil pessoas. Os ingressos subiram de R$ 12, em 2011, para R$ 14, com meia para estudantes e pessoas com mais de 60 anos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Go to Top