Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged imaginação

Com ilustração de Ziraldo, 13 mil alunos escrevem livro sobre o Rio

0

Alunos da unidade Mangueira já tiveram primeiro contato com a obra
Foto: Divulgação


Publicado originalmente no Terra.com

Assistir ao longa Rio, participar de debates e fazer pesquisas na internet estiveram na agenda de 13 mil alunos de ensino fundamental do Rio de Janeiro. A programação fez parte da Oficina do Texto, um dos projetos do Portal Educacional, mantido pelo Grupo Positivo, em que alunos escrevem livros em coautoria com escritores consagrados – neste ano, foi a vez dos estudantes do Santa Mônica Centro Educacional, que contaram com ilustrações de Ziraldo.

Com o título “Rio: Conhecer para cuidar”, alunos das 13 unidades da rede privada escreveram sobre pontos turísticos da capital fluminense e os problemas da cidade, além de dar sugestões para melhorá-la. Depois de receber as ilustrações de Ziraldo, cada criança criou a sua historinha. Entre as participantes do projeto, está a unidade da Mangueira, que atende gratuitamente alunos carentes da comunidade. Segundo a diretora instituição, Marcia Moura, o projeto começou a tomar forma no início do ano.

Na unidade da Mangueira, 636 escreveram seu livrinho. “Houve muita conversa sobre os pontos turísticos. Ao visualizar as imagens, eles reconheciam o Carnaval, o Maracanã. Assistir ao filme Rio ajudou muito, já que, como o número de alunos era muito grande, não conseguiríamos levar todo mundo até os pontos turísticos”, afirma.

Na Oficina do Texto, cada aluno produz sua obra escrevendo as histórias e fazendo suas escolhas no ambiente virtual disponibilizado no portal da instituição, com gerenciamento pelo professor. A criança ou jovem assina a produção como coautor, recebe livros impressos e ainda tem acesso a um arquivo em PDF. “Eles abraçaram a ideia com muita vontade, ficavam ansiosos pela produção, que acontecia de duas a três vezes por semana, quando iam para o computador”, explica a diretora.

Projeto já lançou mais de 1 milhão de livros

Realizado desde 2000, o projeto já lançou mais de um milhão de livros escritos por crianças e jovens em parceria com grandes personalidades da literatura brasileira. Além de Ziraldo, nomes como Luis Fernando Verissimo e o professor Pasquale Cipro Neto já assinaram obras em coautoria.

Na Mangueira, o projeto atingiu alunos do 1º ao 5º ano. A aluna do 5º ano Samara Viana de Carvalho da Silva conta que não conhecia muitos dos pontos turísticos da cidade. “Antes, eu só conhecia a praia, mas aprendi sobre as belezas e as necessidades do Rio. Agora sei que preciso cuidar melhor da minha cidade. Fiquei com vontade de saber mais”, diz. A professora de Samara, Tânia Cristina da Costa Rodrigues, explica que um dos grandes feitos do projeto foi unir a turma. “Muitos deles não conheciam a maioria dos pontos turísticos do Rio de Janeiro. Era nessas horas que uns ajudavam aos outros. O envolvimento entre eles foi muito grande, o que tornou a produção ainda mais dinâmica”, avalia.

A Oficina de Texto reforçou a ligação das crianças com a internet. Segundo Tânia, a rede colaborou para que os alunos conhecessem bem os pontos turísticos. Ainda assim, as contribuições que saíam de dentro da sala de aula ajudaram a produção a tomar forma. “Fizemos um levantamento sobre quais pontos eram conhecidos. Queríamos compreender a vivência que tinham nossos alunos. Quem conhecia o local ajudava os colegas que não conheciam. Um tinha uma ideia, o outro complementava”, diz.

A equipe de Ziraldo se envolveu na criação das ilustrações. O autor, que completa 80 anos em 2012, é parceiro antigo da Positivo Informática. “Esse é um esforço muito grande para que os jovens compreendam o que é ser cidadão. Não se trata só de aproveitar as belezas do Rio, mas de conhecer os problemas e poder participar disso”, diz. Para ele, é papel da escola ser um agente de conscientização. “É na sala de aula que nasce a consciência a respeito de direitos e deveres. Eles precisam saber que podem usufruir do Rio de Janeiro, mas que devem cuidar dele”, acrescenta.

Ziraldo contou com ajuda de uma equipe de profissionais. “Nós caprichamos nas ilustrações. Queríamos estimular as crianças a perceber a veia artística, e o que se viu foi uma aliança que ficou ainda melhor com a ajuda da internet”, destaca. Os estudantes devem receber a versão impressa em outubro. O lançamento oficial dos livros escritos na unidade Mangueira está previsto para 10 de novembro, em evento com apresentações culturais e presença da comunidade.

Melhores capas de livros

0

Niege Borges, no Ponto eletrônico

O Design Observer divulgou a sua lista dos indicados a melhor capa de livro de 2012. Tem bastante coisa bem massa por lá. Pra quem não viu ainda, também tem a lista das melhores capas de 2011. Abaixo estão algumas dessas ganhadoras, mas vale clicar pra ver que tem bem mais.

Os 100 benefícios da leitura

1


x
Fernanda Jimenez, no Falando em literatura

A minha filha de 8 anos é uma grande leitora. Além de uma grande leitora é também uma pequena grande escritora: ela está escrevendo uma história que a mamãe- coruja vai transformar num livro. Fico feliz com as notas máximas que ela tira em língua espanhola e redação no seu curso de 3ª série primária, mas fico radiante quando acontece uma coisa assim:

“- Mamãe, acende a luz do quarto que está um pouco lúgubre…”

– Aonde você aprendeu essa palavra lúgubre, filha?!”

– No livro que eu li, mami..”

Lúgubre?! Quantas vezes você usou essa palavra na sua vida ao invés de escuro, triste?!

Ela sempre solta palavras assim pouco usuais, mostrando que tem recursos, opções lexicais, tudo isso proporcionado pelo seu gosto pela leitura, coisa que eu fiz questão de fomentar desde quando ela era muito pequenininha: temos uma bela biblioteca em casa, vamos sempre à bibliotecas públicas e livrarias, participamos de feiras de livros e discutimos cada leitura que fazemos. Sim, eu troco experiências literárias com a minha filha de 8 anos. Então eu quis preparar esse post com os benefícios que a leitura traz para você que ainda não está muito convencido disso. Para refletir:

1. A arrogância diminui lendo um grande livro.
2. A leitura pode te afastar de ações e pensamentos ruins.
3. A leitura melhora a visão das coisas e permite ver o que antes nunca se havia visto.
4. A leitura expande a mente e estimula a memória.
5. A leitura é dinamite pura para a imaginação.
6. A leitura nos permite estar sempre acompanhados, mas também respeita a nossa solidão.
7. A leitura nos dota de palavras para expressar nossos sentimentos, emoções, crenças.
8. A leitura nos aproxima cada vez mais da auto- compreensão.
9. A leitura é construtora de sociedades e de sonhos.
10. A leitura é algo que podemos fazer em todos os lugares.
11. A leitura ensina que o mundo inteiro pode estar num livro.
12. A leitura pode te transformar em imortal. Todo grande escritor, geralmente também é um grande leitor.
13. A leitura brinda benefícios econômicos: entender as cláusulas dos contratos te livrará de dores de cabeça.
14. A leitura nos transporta gratuitamente através do espaço e do tempo.
15. A leitura nos dá voz.
16. A leitura é o mais parecido à telepatia e à mediunidade.
17. A leitura nos dá o prazer de ver como nossa mente cria universos.
18. A leitura serve também como um espelho.
19. A leitura é como uma linda melodia sem instrumentos, o único instrumento é a palavra.
20. A leitura pode ser para uma criança um jogo perfeito.
21. A leitura é melhor- mas muito, muito melhor- que a televisão.
22. Quando leio, leio o universo.
23. Às vezes, quando leio, descubro o que penso.
24. A leitura evita infrações de trânsito.
25. Os maus governos temem aos bons leitores.
26. Os tiranos não suportam aos leitores que se empenham.
27. Os que têm a memória fraca têm na escritura e na leitura a sua melhor ferramenta.
28. A leitura eleva a alma.
29. A leitura rejuvenesce ao mesmo tempo que nos torna sábios.
30. É possível experimentar, morrer, nascer com a leitura, sem de fato experimentar morrer ou nascer.
31. Ler é deixar que o amor aconteça.
32. Ler é viajar sem pagar nada.
33. Ler nos guía através do mundo.
34. Ler as palavras de um pai ou mãe, escritas há muito tempo, os transporta ao presente.
35. Ler o escrito de uma criança nos obriga a redescobrir tudo.
36. Ler é uma escola, um templo, um hospital: me educo, me elevo, me reponho.
37. A boa interpretação do que se lê pode te fazer passar em concursos públicos e outros trabalhos.
38. Ler cultiva a humildade.
39. Ler nos conduz a paradoxos e é impossível aborrecer- se.
40. Ler acaba por transformar- se em uma atividade de tempo integral.
41. Ler em sonhos: quem dera fosse possível recuperar tudo o que foi lido assim.
42. Ler em uma biblioteca é como um safari na selva, mas sem vítimas.
43. Ler enriquece os sonhos.
44. Ler muda vidas.
45. Ler salva.
46. Ler é uma prova.
47. Ler nos permite ver a imensidão de nossa ignorância.
48. Ler brinda um prazer que, cultivado, pode durar toda a nossa vida.
49. Ler o que escreveu alguém há séculos é falar olho no olho com os falecidos.
50. Ler evita doenças, intoxicações e envenenamentos (leia sempre os rótulos e datas de validade).
51. Ler evita caras reparações e mal entendidos.
52. Ler é algo sumamente produtivo.
53. O hábito da leitura cria grandes oradores.
54. Ler gera temas para conversas.
55. Ler, às vezes, espanta.
56. Quando ler algo nos horroriza, comprova que o mundo ainda tem salvação.
57. Ler a imprensa é uma escola: descobre- se a mentira, a manipulação e o engano, mas sempre há algo de realidade.
58. Ler as palavras ajuda a ler os sintomas, as características, o clima, as faces, as estrelas.
59. Ler poesia é reinar em si mesmo, ou em outro.
60. Ler freneticamente e em carros em movimento, pode ocasionar tonturas (este não é um benefício).
61. Reler é um prazer supremo.
62. Ler leva as preocupações para longe.
63. Ler em voz alta é encarnar palavras.
64. Ler nos transporta a mundos desconocidos.
65. Ler é descobrir.
66. Ler é explorar.
67. Ler nos exige o mejor de nós mesmos.
68. Ler é escutar.
69. Ler enriquece sem limites.
70. Ler é uma herança magnífica.
71. Ler bons livros é uma arte que poucos cultivam.
72. Exercer o direito de ler é o princípio da sabedoria.
73. Um governo que não produz leitores, fomenta o fracasso.
74. Um governo que não produz leitores, não tem esperança.
75. Ler é o princípio da democracia.
76. Ler é um luxo que todos devem cultivar.
77. Ler deve reduzir a pobreza, a marginalização, a exclusão e a injustiça.
78. Ler abre inumeráveis portas e ilumina incontáveis caminhos.
79. Ler nos dá asas, nadadeiras, ousadia e olhos de raios- x.
80. Ler nunca é tempo perdido.
81. Ler nos dá amigos.
82. Ler educa a mente, a memória e a imaginação.
83. Ler obriga a escrever.
84. Ler obriga a aprender a escutar.
85. Ler nos faz pensar severamente nos outros.
86. Ler humaniza.
87. Ler libera.
88. Ler alimenta la auto- reflexão.
89. Ler eleva a auto- estima.
90. Ler nos abre o mundo.
91. Ler nos dá um sentido de antecipação.
92. Ler manuais nos impede de ser chatos.
93. Ler é sempre uma lição de humildade e humanidade.
94. Ler ilumina.
95. Ler é arriscar- se, expôr- se, aventurar- se.
96. Ler é correr o risco de mudar tudo.
97. Ler é uma das formas mais nobres de amor.
98. Ler é receber muito em troca de quase nada.
99. Ler é um excelente negócio.
100. Ler transforma o mundo.

Fonte (com adaptações): aqui.

Autora de ‘Harry Potter’ cogita novas versões para livros escritos ‘às pressas’

0

Autora diz que alguns dos títulos foram escritos às pressas

Publicado originalmente no BBC 

Em entrevista à BBC, a autora, que está lançando um novo livro, The Casual Vacancy, conta que teve de ”escrever às pressas um (livro da série Harry Potter) no começo e outro mais para o final” e acrescentou que alguns destes livros precisavam de mais um ano de gestação.

”Eu os reli e pensei: ‘Oh, Deus, talvez eu faça uma versão de diretor, não sei’.”

”Mas tenho orgulho de ter escrito nas condições em que escrevi, ninguém jamais saberá o quanto foi duro.”

A autora acrescentou, no entanto, que não cogita criar um novo título da série. ”Foi como um assassinato dizer adeus (a Harry Potter). No que diz respeito a Harry, já deu para mim. Se eu tivesse uma ideia fabulosa que saísse daquele mundo, como eu adoro escrever sobre ele, eu o faria.”

Mas ela destacou que teria de ter uma grande ideia, ”porque não posso agir mecanicamente, juntar pedaços e dizer: ‘vamos lá, vamos vender isso’. Seria debochar do que aqueles livros representam para mim”.

‘Livro pessoal’

A autora está divulgando na Grã-Bretanha sua obra mais recente. The Casual Vacancy é um livro adulto com temas fortes, como consumo de drogas e sexo adolescente, um universo muito distinto das aventuras de Harry Potter.
A história se passa em uma pequena cidade inglesa e trata de um conjunto habitacional mal frequentado que se torna uma fonte de divisões em uma sociedade marcada pelo preconceito, o ódio e a exclusão social.

”É um livro muito pessoal, que fala de coisas sobre as quais penso muito a respeito. É pessoal no sentido de que lida com problemas que afetaram a minha vida em um sentido muito real, como pobreza, por exemplo.”

Indagada pela BBC se algumas das experiências vividas pelos personagens refletem a sua própria história pessoal, ela afirma que ”não gostaria de entrar muito nisso”, mas acrescenta que:

”Como já foi fartamente documentado, já tive problemas com questões de saúde mental, já sofri de depressão e, na minha adolescência, tive problemas com ansiedade”, relata.

Jk Rowling se tornou uma das autoras de maior sucesso mundial graças à série Harry Potter, que vendeu cerca de 450 milhões de cópias em todo o mundo.

Elektrobiblioteka

1

Elektrobiblioteka / Electrolibrary from waldek wegrzyn on Vimeo.

dica do Victor Machado

Go to Top