Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged inteligência

Humor e inteligência: leia frases do escritor americano Gore Vidal

0

Publicado originalmente na Folha de S. Paulo

Leia frases do escritor americano Gore Vidal, que morreu nesta terça-feira (31) aos 86 anos em Los Angeles.

*
“Mick Jagger ficou hospedado comigo três dias, mas não me lembro o que ele comeu lá em casa. Nós temos cozinheiro. Ele tem um diamante no dente, o que foi a primeira coisa que notei. Disse-lhe que tinha alguma coisa presa nos dentes. Ele respondeu: “É, é o meu diamante”. E eu disse: “Não incomoda?”

*
“Os americanos precisam sempre acreditar em alguma coisa. Sabem como a sodomia entrou nos nossos códigos? No começo, as leis da igreja proibiam tudo o que fosse sexo mas não diziam nada de específico sobre sodomia. Segundo Procópio, o imperador Justiniano, que estava codificando as leis, vivia às turras com o arcebispo de Constantinopla, cujo maior prazer era enrabar meninos. Então, o imperador condenou tais práticas no seu código, dizendo serem contrárias à lei de Deus. E citou a Escritura o melhor que pode. Acrescentou, como todos sabemos, que a sodomia é a causa principal dos terremotos. Assim sendo, julgo muito apropriado que a costa oeste mergulhe no Pacífico dia destes, em nome do imperador Justiniano.”

*
“Na Europa, ‘Myra’ é levado a sério. Em consequência, imagino antecipadamente que os entrevistadores querem discutir o livro com seriedade. Então, de repente, lembro-me de recomeçar tudo. Explicar o que é literatura.”

*
“Já que o cinema falado está mais próximo do romance do ponto de vista da forma (…) ocorre-me que a geração literária que está surgindo poderia ver o cinema como seu tipo específico de romance, um romance a ser criado por eles com a colaboração de técnicos, mas sem a interferência do Diretor, esse plagiário-espertalhão que há vinte anos domina, explora e (ocasionalmente) realça uma forma de arte que ainda está em busca de seus verdadeiros autores.”

*
“Agora um pouco de moralismo ao estilo americano. A morte de Mishima é explicável. Certamente ele nos preparou, e a ele próprio, para essa morte. De maneira extremamente dramática, a flor perecível colhe-se a si mesma. Sem conotações políticas. Mas o que dizer das flores artificiais que deixou atrás de sim?”

*
“Tecnicamente, os romances de Mishima não têm ousadia. Isso não é uma falha de modo nenhum. Mas uma observação que se poder fazer sobre sua arte é que ele nunca escreveu nada de exclusivamente seu. Satisfazia-se muito depressa com modelos bem conhecidos e de nenhum modo os melhores.

*
“Ao analisar a produção literária de 1965, Miss Sontag achou “difícil pensar em algum livro (em inglês) que exemplificasse de modo central as possibilidades de ampliação e complicação das formas da literatura em prosa”. Esse desejo de “ampliar” e “complicar” o romance tem um certo quê de loucura. Por que não minimizar e simplificar?

*
“Embora as noções que temos sobre o que constitui um comportamento sexual correto apoiem-se geralmente em texto religiosos, esses textos são invariavelmente interpretados pelos governantes com o objetivo de manter os governados sob controle. Qualquer atividade sexual, intelectual, recreativa ou política que possa diminuir a quantidade de carvão extraído de uma mina, o número de pirâmides construídas, a quantidade de comida de má qualidade produzida, será proscrita através de leis que, por sua vez, apoiam-se em revelações divinas passadas aos homens por qualquer deus ou deuses eventualmente em moda no momento.”

(Extraídos de entrevistas e do volume “De Fato e de Ficção” [Companhia das Letras])

*
“Eu nunca perco uma chance de fazer sexo ou aparecer na televisão.”

*
“Narcisista é alguém mais bonito que você.”

*
“Qualquer americano preparado para disputar a presidência deveria ser, automaticamente, inelegível para isso, por definição.”

*
“A inveja é o valor central do estilo de vida americano.”

*
“Toda vez que um amigo tem êxito, eu morro um pouco.”

*
“Os Estados Unidos foram fundados pelas pessoas mais brilhantes do país — e nós não as vimos desde então.”

*
“Andy Warhol é o único gênio que eu conheci com 60 de QI”

*
“Cinquenta por cento das pessoas não vão votar, e cinquenta por centro não leem jornais. Espero que sejam os mesmos cinquenta por cento.”

*
“Alguns escritores são dados à bebida, outros, ao público.”

*
“Estilo é saber quem você é, o que você quer dizer e não dar a mínima para nada.”

*
“Quanto mais dinheiro um americano acumula, menos interessante ele fica.”

*
“As quatro palavras mais bonitas da nossa língua comum: Eu te disse.”

*
“Nós deveríamos parar de andar por aí dizendo que somos a maior democracia do mundo, quando nem uma democracia somos. Somos um tipo de república militarizada.”

*
“Não existe essa coisa de pessoa homossexual ou heterossexual. Só existem atos homossexuais ou heterossexuais. Muitas pessoas são uma mistura de impulsos –se não práticas.”

*
(Extratos de entrevistas, publicados pelo “Guardian”)

Por que elas preferem os homens que leem?

5

Leitura torna você muito mais interessante aos olhos da mulheres

Publicado originalmente no Viva Bem

Deixe seu cérebro malhado com bons livros / Shutterstock

Deixe seu cérebro malhado com bons livros / Shutterstock

Você se encantou com aquela gata, ela olhou para você e deu todos os sinais de “pode avançar o sinal”.

Confiante nas horas gastas na academia para ficar em forma, você se aproximou dela, mas depois de uma conversa morna acabou desistindo, já que a deusa se desinteressou totalmente da sua pessoa e só faltou bocejar.

O problema, meu caro, pode ter sido uma simples e comum falta de conteúdo. E agora, como malhar o cérebro e ficar mais interessante?

Segundo o escritor, Jeremy Beal, colunista do site “Ask Men”, a melhor maneira é encarar uma boa e velha leitura. “Ler é quase um ato de revolta em nossa cultural passiva da tela digital”, explica.

O escritor listou alguns motivos para transformar radicalmente seu estilo através dos livros e entender por que elas preferem os homens que leem. Confira:

Ler deixa você mais esperto

A leitura força você a se sentar e manter o foco, além de incrementar o seu vocabulário e suas habilidades analíticas. Isso significa que aquele cara no metrô com o nariz enfiado em um romance pensa mais rápido do que o outro passageiro com fones de ouvido, que está batucando na janela. Adivinhe quem terá mais facilidade em convencer a gata na hora do xaveco?

Ler faz com que você “entenda a piada”

Quase tudo sobre o que as pessoas falam está em um livro, ou a ideia foi tirada de um voluma. Cada episódio da sua série preferida ou da novela, notícia nos jornais, ou até um jogo de futebol pode ser contextualizado nos personagens, tramas e motivações que têm sido escritos nos últimos três mil anos. Portanto, ler faz com que você entenda várias referências que são parte da cultura mundial, onde sempre vale o ditado “nada se cria, tudo se transforma”.

É divertido

Quem já não ouviu no cinema a frase “o livro é bem melhor que o filme”? Se você nunca mais pegou um romance desde que saiu da escola, provavelmente vai achar que o cara é um chato. Acontece que, quando alguém lê, as lacunas deixadas pelo escritor obrigam seu cérebro a imaginar, em uma experiência que não existe na TV ou na telona.

Por isso, quase sempre aqueles que leram a trama em que um longa é baseado acham que o “livro é  melhor”, já que a experiência com as palavras impressas é bem mais pessoal e impossível de ser reproduzida.

É uma viagem

Quem viaja muito tem sempre uma história interessante para contar e acaba exercendo um certo fascínio aventureiro. Por isso, talvez este seja o ponto mais importante de pegar um livro: ler é o mais perto que você chegará de alguma experiência sem sair da poltrona.

Alguns argumentariam dizendo que ler não é o mesmo que passar por uma aventura de verdade. Tudo bem, o ponto é válido, mas existem várias responsabilidades na vida que talvez impeçam você de se jogar em algo como velejar ao redor do mundo, lutar contra uma ditadura ao mesmo tempo que vive uma paixão ou procurar uma civilização perdida na selva.

O fato é, ressalta o colunista Jeremy Beal, que ao vivenciar as vidas de outras pessoas e visitar todos os tipos de lugares pela leitura, essa memória emocional com certeza o tornará um pessoa melhor – e de quebra bem mais atraente.

Go to Top