Posts tagged J R R Tolkien

‘The Green Dragon’- uma experiência Hobbit!

1

Publicado no Snack in Box

 

Abre_Snack_Hobbit

Os fãs do J.R.R. Tolkien vão adorar esse post. Agora o ‘The Green Dragon’ é uma realidade, a taverna em que os hobbits se deliciavam com suas cervejas e cantorias agora existe de fato na Nova Zelândia. Servem bebidas e comidinhas!

Esse curioso local foi inaugurado no mês passado. Em sua decoração busca ser bastante fiel aos detalhes para oferecer aos visitantes uma verdadeira experiência de Hobbit!

Veja as fotos abaixo. E aí? Embarcaria nessa aventura?

imagemHobbit01 imagemHobbit02 imagemHobbit03

‘The Green Dragon’

Livro fala dos bastidores de “O Hobbit “

1

Publicado no O Diário

 

“O Hobbit de A a Z”, da jornalista Sarah Oliver, conta os bastidores da história escrita por J.R.R. Tolkien que chega às telonas / Foto Divulgação

Os apaixonados pela obra do escritor britânico J.R.R. Tolkien terão mais um motivo para mergulhar na fantasia de Hobbit. Com a estreia do primeiro filme da trilogia na última sexta-feira a editora Universo dos Livros colocou simultâneamente nas livrarias “O Hobbit de A a Z”,  um guia completo escrito pela jornalista Sarah Oliver sobre os bastidores e segredos por trás dos filmes dirigidos por Peter Jackson.

 

Para deleite dos fãs “O Hobbit de A a Z é” é um livro indispensável para entender todas as etapas da adaptação cinematográfica. Dos detalhes do set de filmagem na Nova Zelândia, a coreografia, os testes de elenco, os treinadores de voz, as locações e os dublês usados nas cenas de batalhas.

Na história de O Hobbit, o mago Gandalf e os 13 anões que formam sua companhia contratam Bilbo Bolseiro para uma jornada até a Montanha Solitária, onde tentarão recuperar os pertences dos anões que foram roubados pelo dragão Smaug. É nessa aventura que Bilbo encontra o Anel que desencadeia a trilogia de “O Senhor dos Anéis”.

“O Hobbit de A a Z” traz ainda  em primeira mão depoimentos do diretor e dos atores que interpretam os personagens do filme, como Alfrid, Azog, Bain, Radagast, Elrond, Fili, Galadriel, Gollum e Smaug – o dragão gerado por computador, com a voz de Benedict Cumberbatch.  E, é claro, os protagonistas Bilbo Bolseiro – o ator Martin Freeman quando  jovem e Ian Holm na sua velhice – e Gandalf, o mago de barba branca vivido por Ian McKellen.

(mais…)

Família de Tolkien processa estúdio de ‘O senhor dos anéis’, diz revista

0

Elijah Wood no papel de Frodo, um dos
protagonistas de ‘O senhor dos anéis’
(Foto: Divulgação/Divulgação)


Publicado originalmente no G1

Os responsáveis pelo espólio do escritor J. R. R. Tolkien (1892-1973) abriram nesta segunda-feira (19), em Los Angeles, um processo de US$ 80 milhões contra o estúdio New Line, empresa subsidiária da Warner Bros., que filmou os três filmes inspirados na obra mais famosa do autor, “O senhor dos anéis”. A informação é da revista “The Hollywood Reporter”.

De acordo com reportagem do site da publicação, os herdeiros de Tolkien alegam que a Warner está “ultrapassando seus direitos quando se trata da comercialização de propriedade de ‘O senhor dos anéis'”. A “Hollywood Reporter”, que informa ter obtido uma cópia da ação judicial, acrescenta que a HaperCollins, editora dos livros, apoia a família do escritor.

A infração dos direitos autorais estaria especificamente ligada à violação de contrato, que previa a criação apenas de mercadoria “tangível”, caso de criações que reproduzem personagens e figurinos – e não exploração de conteúdos digitais, como games jogados na internet, por exemplo. A família usa o termo “caça-níqueis online” para se referir ao que a Warner tem feito, segundo a “Hollywood Reporter”.

A ação vem à tona poucas semanas antes da estreia de “O Hobbit: Uma jornada inesperada”, também baseado na obra de J. R. R. Tolkien. Em 2008, a família do autor já entrado com um processo contra a Warner, acusando a empresa de não ter pago “nem um centavo” dos lucros obtidos com a trilogia “O senhor dos anéis”, estimados em cerca de US$ 6 bilhões desde a estreia do capítulo inaugural, em 2001.

Na época, os herdeiros e a HarperCollins figuravam como codemandantes da ação apresentada pelo Tolkien Trust, grupo de caridade com sede na Grã-Bretanha, na Corte Superior de Los Angeles.

Conto original de Gabriel García Márquez será leiloado em Londres

0

O ESCRITOR GABRIEL GARCÍA MÁRQUEZ (FOTO: GETTY IMAGES)


Publicado originalmente no Época Negócios

O texto original do conto “Neste povo não há ladrões”, do colombiano Gabriel García Márquez, com correções e anotações do próprio escritor, será leiloado no próximo dia 21 de novembro na casa Christie’s de Londres, anunciou nesta quinta-feira a entidade.

Segundo a casa britânica de leilões, o texto, tido como o primeiro manuscrito de Márquez leiloado em nível internacional, está escrito à máquina, mas conta com muitas anotações e correções, um fato que “permite uma rica aproximação aos métodos de trabalho do escritor”.

A versão original deste conto, adaptada ao cinema em 1965, pelo diretor mexicano Alberto Isaac, difere muito da edição publicada na coleção “Os funerais da Mamãe Grande” (1962), incluindo o próprio título, que a princípio era “Às vezes sucede um milagre”.

O manuscrito de 33 páginas também inclui uma seção revisada do romance “A Má hora”, que o Prêmio Nobel de Literatura publicou nesse mesmo ano, e seu preço estimado é de entre US$ 62 mil e US$ 126 mil.

O texto do autor de “Cem anos de Solidão” será leiloará no próximo dia 21 de novembro, junto com outros manuscritos originais e cartas de reconhecidos escritores, livros antigos e partituras. Entre as partituras, destaca-se uma original do “Quarteto de corda em dó maior op.59 núm.3”, de Ludwig vão Beethoven, com várias correções do compositor alemão.

Christie’s também levará à leilão edições antigas de livros como “A Riqueza das Nações”, do economista Adam Smith; “Sentido e Sensibilidade”, de Jane Austen; “A Origem das Espécies”, de Charles Darwin, e “O Hobbit”, de J.R.R. Tolkien, em alguns casos com dedicatórias realizadas pelos próprios autores.

Além das peças anunciadas, o leilão da Christie’s também contará com cartazes de Franz Kafka e Simón Bolívar, os índices das coleções de arte do empresário americano John Pierpont Morgan e um “Livro de Horas” em francês e latim, datado em 1503 e com um preço estimado de em quase US$ 600 mil.

Go to Top