Contando e Cantando (Volume 2)

Posts tagged Jogos Vorazes

Jogos Vorazes e Crepúsculo podem ganhar novos filmes

0

hungergames_twilight

Presidente da Lionsgate diz que tudo depende dos autores dos livros

Thiago Romariz, no Omelete

Em entrevista à Variety, o presidente da Lionsgate John Feltheimer disse que ainda não chegou ao fim a vida das franquias Crepúsculo e Jogos Vorazes no cinema. No entanto, há uma condição para isso tomar vida: a boa vontade das criadoras Stephenie Meyer e Suzanne Collins.

“Existem muitas histórias para contar e nós estaremos prontos para mostrá-las assim que as autoras dos livros também estiverem”, disse durante uma reunião de acionistas do estúdio na última terça.

O executivo também confirmou a intenção da Lionsgate de se aproximar de serviço de streamings, estreitando a relação entre cinema e vídeos sob demanda. Apesar disso, nenhum tipo de projeto sobre as franquias foi comentado.

James Cameron vai fazer série documental sobre ficção científica

0

28457

Publicado no Comunidade Cultura e Arte

O cineasta James Cameron vai produzir uma série documental que explora a evolução da ficção científica desde a sua origem como um gênero cinematográfico menor e de culto, até se transformar num fenômeno de cultura popular e sucesso de bilheteiras.

O anuncio foi feito pelo canal de televisão AMC, que adianta que a série, com o título provisório ‘James Cameron’s Story of Science’, terá seis episódios de uma hora e tem estreia prevista em 2018.

De ‘Star Wars’ a ‘Avatar’, passando por ‘The Hunger Games’ e ‘The Walking Dead’, a ficção científica tornou-se um pilar da cultura popular e o documentário vai explorar as dúvidas que cada um suscita, como por exemplo, a ciência por detrás de The Walking Dead, ou como poderia surgir uma epidemia de mortos-vivos.

Assim, nesta nova série sobre as origens e a história da ficção científica, James Cameron introduz em cada episódio uma das “grandes questões” com que a humanidade se tem confrontado ao longo dos anos, e regressa ao passado para melhor compreender como é que os filmes, programas de televisão, livros e vídeos favoritos do público nasceram e para onde é que este gênero – e a espécie humana – caminha.

O realizador afirma que esta série regressa às origens da ficção científica, seguindo o seu DNA: sem Jules Verne e H.G. Wells não haveria Ray Bradbury ou Robert A. Heinlein e, sem eles, não haveria Lucas, Spielberg ou Ridley Scott.

“Como cineasta especializado em ficção científica, estou interessado em explorar as lutas e os triunfos que trouxeram essas histórias incríveis à vida e ver como a arte imita a vida, bem como a ficção científica imita e às vezes informa a ciência”, disse.

O cineasta canadense – autor de filmes como ‘O Exterminador Implacável’, ‘Aliens’, ‘Titanic’, ‘A verdade da Mentira’ ou ‘Avatar’ – e outros contemporâneos que ajudaram a impulsionar o crescimento da ficção científica nas últimas décadas debatem os méritos, os significados e os impactos dos filmes e romances que influenciaram o gênero.

O próprio James Cameron autoproclamava-se “nerd da ficção científica”, antes de se tornar um dos realizadores de maior sucesso da sua geração.

“Quando eu era miúdo, basicamente lia qualquer livro que tivesse uma nave espacial na capa e vi o filme ‘2001: Odisseia no Espaço’ vezes sem conta”, disse o realizador, acrescentando que aquele filme o inspirou a tornar-se um realizador.

Segundo James Cameron, além dos efeitos especiais, o que mais o intrigava naqueles filmes eram as ideias e as questões por detrás deles: “Como vai o mundo acabar? A tecnologia vai acabar por nos destruir? O que significa ser humano”?

Texto de Lusa

Livros de fantasia podem “danificar o cérebro de crianças”

2
 Harry Potter Foto: Divulgação

Harry Potter
Foto: Divulgação

 

Diretor de escola disse que livros como ‘Harry Potter’, ‘Game of Thrones’ e ‘Jogos Vorazes’ são prejudiciais à saúde mental das crianças

Publicado no Terra

Diretor de escola inglesa quer banir livros como Harry Potter , Game of Thrones e Jogos Vorazes . Ele acredita que pode “danificar o cérebro de crianças”, afirmou um professor de uma escola particular do Reino Unido. As informações são do site The Independent .

Recentemente, o diretor Graeme Whiting publicou um extenso post intitulado A Imaginação da Criança no site da escola Acorn, em que argumenta que os pais devem proibir que seus filhos leiam “textos místicos e assustadores” que ele acredita conter “material profundamente insensível e viciante”.

Whiting, que se considera uma representante dos “valores da literatura tradicional”, escreveu que a compra desses livros é como “alimentar as crianças com um monte de açúcar”. O professor ainda pediu que os responsáveis “protejam” os pequenos da “literatura demoníaca, feita com magias e histórias assustadoras de fantasmas” e expressou sua indignação com uma falta de “licença especial” para produzir estes contos.

“Quero que as crianças comecem a ter literaturas propícias para suas idades e deixem os textos místicos e assustadores para quando puderem discernir a realidade. Harry Potter , Senhor dos Anéis , Game of Thrones e Jogos Vorazes são alguns dos livros do mundo moderno que contém material profundamente insensível e viciante e que estou certo de que incentivam o comportamento difícil das crianças. Mas, mesmo assim, eles podem ser comprados sem uma licença especial, e isso pode danificar o cérebro e o subconsciente das crianças e jovens, muitos dos quais podem ser adicionados às estatísticas atuais de crianças com doenças mentais”, escreveu.

“Para muitos jovens adultos, essa literatura pode ser entendida pelo que é, e essa é uma escolha deles”, disse. O professor também listou como Wordsworth, Keats, Shelley, Dickens e Shakespeare, como seus autores favoritos. “As crianças são inocentes e puras e não precisam ser maltratadas com essa imaginação que se encontra dentro dessas coisas inapropriadas”, concluiu.

Franquia Jogos Vorazes pode ganhar ainda mais filmes!

0

Publicado na Folha Vitória

Se você ainda não terminou de enxugar as lágrimas pelo fim da franquia Jogos Vorazes pode se preparar para comemorar: ainda existem chances de a saga voltar – tudo bem que não com Katniss, Peeta e Gale.

Afirmação foi feita pela vice-presidente da Lionsgate, produtora responsável pelo longa Foto: Agência Estrelando

Afirmação foi feita pela vice-presidente da Lionsgate, produtora responsável pelo longa
Foto: Agência Estrelando

 

Isso mesmo, de acordo com o Hollywood Reporter, Michael Burns, vice-presidente da Lionsgate, produtora responsável pelo longa, afirmou que a franquia ainda vai viver por muito tempo:

– A única coisa que as crianças dizem ter sentido falta dos primeiros filmes de Jogos Vorazes foram as arenas. Se formos mais para trás na história, obviamente teriam arenas [as competições mostradas nos longas não mostravam as arenas que eram citadas nos livros narrando edições anteriores dos Jogos].

Autora escreve carta de despedida a Jogos Vorazes

0
Suzanne Collins

Suzanne lançou primeiro livro da trama em 2008 | Foto: Jason Merritt / AFP / CP

 

Escritora da trilogia que deu origem aos filmes disse estar emocionada com o fim da saga

Publicado no Correio do Povo

Com o lançamento do capítulo final da saga “Jogos Vorazes”, a escritora da trilogia que deu origem ao mundo futurístico de Panem, Suzanne Collins, escreveu uma carta passional de despedida aos personagens envolvidos na trama. No relato, a autora se mostra encantada por ter tido a oportunidade de ver seu trabalho ganhar vida e invadir as telas do cinema, de maneira “ao mesmo tempo fiel aos livros e inovadora em seu próprio passo”.

“Tendo passado a última década em Panem, é hora de mudar para outras terras. Mas, antes, eu gostaria de agradecer imensamente todos os envolvidos com a franquia do filme””, escreveu Suzanne. Ela aproveitou a oportunidade para enfatizar o trabalho dos diretores Gary Ross (Jogos Vorazes) e Francis Lawrence (Em Chamas e A Esperança partes 1 e 2). “Obrigada por compartilhar suas canetas, cérebros e riqueza de experiência enquanto transformamos três livros em quatro longas. Um roteiro é um animal muito diferente do que um romance, e foi um prazer e uma educação trabalhar com vocês e vê-lo tecer sua magia”.

Um dos momentos de destaque diz respeito à atuação de Jeniffer Lawrence, que interpreta a personagem principal na saga. “Não há Jogos Vorazes sem Katniss. Eu sonhava com alguém bom o suficiente e ganhei alguém que excedeu todas as minhas expectativas, Jennifer Lawrence, sua profundidade emocional, presença luminosa e puro poder conduziram a história e eu sempre serei grata a você por abrir a porta e permitir que ela entrasse em sua vida”, diz um trecho.

A escritora do fenômeno juvenil ainda diz que não substituiria nenhuma pessoa do elenco caso tivesse a oportunidade, porque não há elos fracos no grupo. “Eu ainda não consigo acreditar que você embarcaram nessa jornada. Você me deixaram surpreendida com a capacidade de trazer à tona a humanidade desses personagens debaixo de perucas extravagantes. Obrigada por se voluntariarem para os Jogos e habilitar esses personagens com textura tal, cor, humor e dor”

Suzanne também escreve aos leitores e espectadores, agradecendo pelo apoio, e expressa que os livros, assim como os filmes, tiveram um grande significado pessoal. “Para mim, a trilogia dos Jogos Vorazes é parte de um objetivo maior de introduzir as ideias da teoria de guerra justa para o público jovem”. A última frase repete o bordão imortalizado por Effie Trinket durante as Colheitas para os Jogos: “E que a sorte esteja sempre a seu favor.”

Go to Top