Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Jornada

Com apenas 26% de leitores plenos, país precisa “correr atrás” da formação de mediadores, diz representante do MinC

0

Em Passo Fundo, secretário executivo do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL) José Castilho Marques Neto reconheceu que o orçamento para eventos culturais é limitado

Fernanda da Costa, no Zero Hora

Com apenas 26% de leitores plenos, país precisa "correr atrás" da formação de mediadores, diz representante do MinC Diogo Zanatta/Especial

José Castilho Marques Neto fala sobre as prioridades do Ministério da Cultura Foto: Diogo Zanatta / Especial

Formar pessoas é a principal prioridade do Ministério da Cultura, conforme o secretário executivo do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL) José Castilho Marques Neto. Em Passo Fundo para a abertura da 15ª Jornada Nacional de Literatura, ele também reconheceu que o orçamento federal para realização de eventos culturais ainda é limitado.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, o secretário afirmou que, atualmente, apenas 26% dos alfabetizados no Brasil são leitores plenos, aqueles capazes de compreender o conteúdo dos textos. Por isso, segundo ele, é prioridade máxima do MinC “correr atrás” de políticas públicas que auxiliem no aumento da porcentagem. Entre elas, a principal seria a formação de pessoas:

— Há muito orçamento para compra de livros, mas existe pouquíssima verba para formar pessoas.

O MinC quer incentivar o desenvolvimento de mediadores de leituras, que segundo Castilho parte das universidades.

— É preciso que as universidades se engajem na formação de mediadores de leitura. Os professores que trabalham com a educação básica saíram de uma universidade. É um clico — afirma.

Com apoio dos mediadores, a meta estabelecida pelo MinC é de aumentar, até 2020, a média atual de leitura de 1,3 livros por ano para quatro livros anuais.

Embora a curto prazo os esforços do órgão estejam voltados à democratização da leitura, há um desejo, a longo prazo, de “institucionalização das políticas de leitura”, nas palavras de Castilho.

— Não podemos mais ter políticas episódicas para o livro e a leitura, onde avançamos de um lado e retrocedemos de outro — relata.

Orçamento para eventos culturais é limitado

Este ano, a organização da Jornada Nacional de Literatura esbarrou em dificuldades para captar recursos, uma realidade da maioria dos eventos culturais no país. Castilho admitiu que, apesar dos esforços do governo federal em apoiar o setor, a dificuldade persiste:

— É notório que o orçamento do Ministério da Cultura não é suficiente para o conjunto das atividades necessárias para o desenvolvimento da cultura no país — admitiu.

A perspectiva do órgão, conforme o secretário, é que estes eventos possam ser cada vez mais compartilhados com setor privado.

Falta de leitura prejudica economia

O secretário ainda explicou que há um trabalho no MinC voltado à investigação do impacto da falta de leitura na economia do país. Segundo ele, o órgão buscará saber, por meio de uma pesquisa, quanto as empresas perdem com a “não leitura”, que prejudica a comunicação e o crescimento das instituições.

— Queremos que os governos e a sociedade civil entendam que o incentivo à leitura aquecerá a economia. O Brasil precisa da leitura muito mais do que a leitura precisa do Brasil _ completa o secretário.

Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo (RS) começa nesta terça-feira

0

Com o tema “Leituras Jovens do Mundo”, debates devem incluir assuntos como sexualidade e afeto, relações de trabalho, autonomia e consumo

Foto: Diogo Zanatta / Especial

Foto: Diogo Zanatta / Especial

Publicado por Zero Hora

A 15ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo começa nesta terça-feira em um novo espaço – sai a tradicional lona do circo, entra um pavilhão desmontável – e com a expectativa para a revelação do vencedor do Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura, que será anunciado à noite.

O tema geral deste ano é Leituras Jovens do Mundo, e os debates devem incluir assuntos como sexualidade e afeto, relações de trabalho, autonomia e consumo.

— A jornada é a continuação de um movimento cultural que tem 32 anos. Não é só um evento que ocorre de dois em dois anos. Tem desdobramentos que acontecem durante todo o ano, como o Livro do Mês, o programa de televisão Mundo da Leitura, o Centro de Referência de Literatura e Multimeios e muitas outras programações — destaca a coordenadora do evento, Tânia Rösing.

Uma das novidades deste ano será a realização de um Encontro Internacional de Bibliotecários e Mediadores de Leitura. Convidados da Colômbia, Chile, Argentina, Portugal e Brasil irão debater as novas possibilidades de integração entre a biblioteca e a comunidade. Outras programações paralelas à Jornada são a Jornadinha, voltada para crianças, o Encontro Estadual de Escritores e o Festival de Gastronomia Páginas Saborosas. Para atrair o público de 14 a 25 anos, alunos do EJA e de escolas públicas, foi criada a programação noturna da JorNight, que já está na segunda edição.

— Estamos trazendo escritores que não estão na pauta do Rio Grande do Sul, como André Vianco, Raphael Draccon e Bruna Beber. Isso isso faz com que os contatos fiquem mais próximos e esses autores comecem a aparecer em outros eventos — diz Tânia, referindo-se aos escritores que participam da JorNight.

A coordenadora assinala que o modelo da Jornada tem sido copiado por outros países da América Latina e da Europa. Por isso, o desejo de incentivar a leitura e ampliar ainda mais o número de participantes do evento, apesar das dificuldades crescentes para encontrar apoiadores e patrocinadores.

Todo o empenho da Jornada se reflete positivamente na região. Passo Fundo tem o maior índice de leitura do país, comprovado pela pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, da Câmara Brasileira do Livro. São 6,5 livros por habitante ao ano, média muito acima da nacional, que é de 1,8. Além disso, a cidade recebeu o título de Capital Nacional da Literatura, sancionado por lei de janeiro de 2006.

Entre os debatedores convidados, estão os escritores José Castello e Marcelino Freire e o músico Emicida.

dica do Jarbas Aragão

Google anuncia Textbook e promete locação de livros didáticos na Play Store

0

Sistema é voltado aos estudantes universitários e pode garantir economias para quem não pode comprar livros.

Renan Hamann no Tecmundo
Google anuncia Textbook e promete locação de livros didáticos na Play Store

Livros didáticos são alguns dos materiais mais caros que um universitário pode encontrar em sua jornada e nem sempre é possível realizar empréstimos deles nas bibliotecas — geralmente há menos exemplares do que alunos interessados neles. Mas a Google planeja facilitar esse tipo de processo, graças ao programa Textbook, que deve ser implementado na loja de conteúdos digitais Google Play Store.

Com o programa, os consumidores vão poder realizar a compra e a locação de livros didáticos por meio de seus aparelhos com Android, podendo ainda sincronizar os materiais com computadores e dispositivos iOS. Há a promessa de valores até 80% mais baixos do que os encontrados em livrarias e outras lojas de materiais didáticos. Ainda não há informações sobre disponibilidade de conteúdos em português.

Fonte: The Verge

 

Por educação, menina enfrenta jornada de uma hora e meia entre cobras e perigos na Tanzânia

0

Estudante de oito anos de idade enfrenta desafios enormes diariamente para conseguir chegar à escola.

Por educação, menina enfrenta jornada de uma hora e meia entre cobras e perigos (Foto: James Stone/Plan International)

Por educação, menina enfrenta jornada de uma hora e meia entre cobras e perigos (Foto: James Stone/Plan International)

Publicado por G1

Uma menina de oito anos enfrenta uma jornada diária de uma hora e meia para ir à escola.

No caminho, Sylvia (nome fictício) enfrenta a poeira e a lama da estrada, arbustos cheios de cobras e gravetos cortantes e trilhas inóspitas – com adultos mal-intencionados.

A jovem é vista como um ônus financeiro por seu padastro, que gostaria de vê-la trabalhando no campo e ajudando no sustento da família.

Mas Sylvia diz estar determinada a cumprir seu plano de longo prazo, que é se educar e virar professora.

Por educação, menina enfrenta jornada de uma hora e meia entre cobras e perigos (Foto: James Stone/Plan International)

Por educação, menina enfrenta jornada de uma hora e meia entre cobras e perigos (Foto: James Stone/Plan International)

Promo de quinta (5)

16

promo-de-quinta-mob-publishnews

“Nada jamais continua, tudo vai recomeçar!”
Mario Quintana

Olá, fissurados em livros.

A semana está passando rapidamente e já é quinta-feira, dia de 2 felizardos ganharem livros superlegais, presente do PublishNews e do Livros e Pessoas, dupla mais afinada que muitas sertanejas. 😛

A editora que vai participar hoje com a gente é a Objetiva e o livro escolhido foi o lançamento Livre – A jornada de uma mulher em busca do recomeço. Toda trabalhada na generosidade, a galera de lá mandou 2 kits com livro + mochila + squeeze. #todasquer

Olha só o que a Oprah Winfrey disse sobre essa obra:

“Eu amo este livro. Quero gritar isso do topo de uma montanha. Quero gritar na internet. Amo tanto e quero tanto falar sobre ele que decidi reinventar meu clube do livro.”

 

Hoje vamos fazer diferente. Para concorrer, basta deixar um comentário neste post dizendo algo que você deseja recomeçar ainda neste ano. Essa demonstração de coragem e de disposição certamente vai inspirar outras pessoas a compor novas páginas na aventura da vida. #natorcida

No final da tarde divulgaremos os nomes dos internautas sorteados. Boa sorte! :-)

Big abraço

 

***

Parabéns: Pamela Pecegueiro e Ro Angarten :-)

Go to Top