Posts tagged leilão

Manuscrito do matemático Alan Turing é leiloado por US$ 1 milhão

0
Um caderno manuscrito de 56 páginas que pertenceu ao pioneiro da computação Alan Turing é leiloado em Nova York (Foto: REUTERS/Bobby Yip)

Um caderno manuscrito de 56 páginas que pertenceu ao pioneiro da computação Alan Turing é leiloado em Nova York (Foto: REUTERS/Bobby Yip)

Ele foi responsável por decifrar códigos nazistas na 2ª Guerra Mundial.
‘Isso reflete a importância dele na história’, diz especialista em livros raros.

Publicado no G1

Um caderno manuscrito de 56 páginas que pertenceu ao pioneiro da computação Alan Turing, responsável por decifrar códigos nazistas na Segunda Guerra Mundial e interpretado pelo ator Benedict Cumberbatch no filme “O jogo da imitação”, foi vendido por mais de US$ 1 milhão num leilão realizado em Nova York, afirmou a casa de leilões Bonhams nesta segunda-feira (13).

Turing, um gênio da matemática britânico, liderou a equipe de criptógrafos que decifrou o código de guerra Enigma, tido pelos alemães como inquebrável, trabalho que se acredita ter acelerado o fim da Segunda Guerra Mundial e salvado vidas.

A especialista do departamento de livros raros e manuscritos da Bonhams, Cassandra Hatton, disse que o resultado do leilão presta um testemunho sobre o legado de Turing.

“Isso reflete a importância dele na história. Acho que ele é alguém que merece um estudo mais aprofundado, e espero que isso contribua para aumentar o interesse nele e no trabalho dele”, disse em entrevista.

O leilão também reafirma um crescente interesse por itens de cunho científico, relacionados à história dos computadores, da investigação do espaço, da exploração do planeta e ligados aos primeiros experimentos científicos, acrescentou ela.

Carta de Karl Marx é vendida por US$ 678 mil em leilão na China

0
Foto: Reprodução/Xiling Yinshe

Foto: Reprodução/Xiling Yinshe

Publicado por BOL Notícias

Uma carta do filósofo alemão Karl Marx, junto com uma fotografia do pensador, foi vendida por US$ 678 mil em um leilão realizado na China.

Segundo informou nesta terça-feira o jornal “China Daily”, o lote foi oferecido em um leilão especial sobre documentos originais dos pioneiros do comunismo realizado na casa Xiling Yinshe da cidade chinesa de Hangzhou (província de Zhejiang, leste do país).

Na fotografia leiloada, é possível ver Marx com os cabelos e a barba longos e envelhecidos, vestido com um traje escuro e uma camisa branca sobre a qual destaca-se um monóculo que leva pendurado ao pescoço, apoiando sobre uma mesa seu braço direito enquanto coloca o dedão na gola de sua jaqueta.

A carta vendida ontem foi escrita em 2 de junho de 1881 pelo filósofo, que morreu em Londres em 1883 aos 63 anos de idade.

Como consequência de sua má saúde, o intelectual baixou notavelmente sua produção em seus últimos anos de vida, por isso que esta carta é um dos poucos escritos que foram conservados desta etapa.

No documento, que ocupa uma página (incluindo um longa post scriptum), o autor de “O capital” menciona Friedrich Engels e a sua esposa e se refere aos pensamentos progressistas do século XIX.

Esta carta assinada por um dos pais do comunismo já foi publicada na versão chinesa das Obras Completas de Marx e Engels e em uma monografia russa sobre o pensador.

Na República Popular da China, os estudos da obra de Marx e das ideias marxistas são obrigatórios na educação média e universitária, já que nelas se inspirou a construção de seu sistema político atual, que entrou em vigor em 1949.

No entanto, em um leilão que aconteceu em julho em Xangai, no qual foi colocada à venda outra carta do filósofo alemão, ninguém ofereceu os US$ 1,34 milhão que era pedido para começar o leilão.

dica do Guilherme Massuia

Carta que inspirou Jack Kerouac a escrever “On the Road” será leiloada

0
 Livro virou o filme Na Estrada, dirigido pelo brasileiro Walter Salles Divulgação

Livro virou o filme Na Estrada, dirigido pelo brasileiro Walter Salles Divulgação

Livro ficou conhecido como a grande obra da geração beat e ganhou até filme

Publicado no R7

A carta que um amigo escreveu a Jack Kerouac em 1950 será leiloada no próximo dia 17 nos Estados Unidos, conforme publicou nesta terça-feira a revista Time. Escrita pelo autor Neal Cassady, a carta inspirou Kerouac a escrever On The Road, livro considerado o maior expoente da geração Beat.

Considerada por alguns especialistas como o documento original mais importante da literatura da geração Beat, a carta será leiloada em 17 de dezembro, quando completarão exatamente 64 anos desde que foi datada em 1950.

Trata-se de uma carta datilografada em nove páginas, frente e verso, por outra das figuras da geração Beat, Neal Cassady, na qual conta a seu amigo Kerouac um fim de semana que passou em Denver, no Colorado. Cassady relata suas aventuras, como ter que pular pela janela após ser descoberto tendo um caso com uma babá.

Conforme o próprio Kerouac explicou em várias ocasiões, foi esta carta que lhe inspirou a criar o estilo que sete anos depois plasmaria em seu livro mais famoso, On the Road, que virou o filma Na Estrada, em 2012, dirigido pelo brasileiro Walter Salles.

Em entrevista à revista Paris Review, em 1968, Kerouac falou sobre o assunto.

— Tive a ideia para o estilo espontâneo de On the Road após ver como Neal Cassady me escrevia as cartas: tudo em primeira pessoa, rápido, amalucado, confessional, muito sério, tudo minuciosamente. A carta, a carta principal, tinha 40 mil palavras, era uma novela curta. Era a melhor peça escrita que jamais tinha visto nos EUA.

Por muito tempo, acreditou-se que a carta estava perdida até que Jean Spinosa, uma mulher de 41 anos, a encontrou este ano em Oakland, na Califórnia, organizando os documentos que seu falecido pai tinha deixado.

O pai, um produtor musical, tinha recebido, por sua vez, a carta entre uma multidão de textos, poemas e outras mensagens de escritores com as quais ficou depois que a editora Golden Goose, com a qual compartilhava o escritório, fechou.

Cassady escreveu a carta no bairro de Russian Hill, em San Francisco, e a enviou ao amigo que estava em Nova York.

Registro de punições escolares de John Lennon vai a leilão

0

Publicado na BBC Brasil

Estima-se que as folhas alcancem até R$ 11,1 mil no leilão

Duas folhas de registro escolar descrevendo as infrações cometidas na escola por John Lennon quando adolescente serão vendidas em um leilão.

Os professores da escola Quarry Bank High School for Boys, em Liverpool, escreveram nos registros que Lennon, aos 15 anos, foi punido por “brigar em sala de aula” e por “sabotagem”.

As duas folhas, de 1955, foram resgatadas nos anos 1970 por um professor encarregado de destruir os registros antigos guardados em um depósito na escola.

Estima-se que as duas folhas alcancem até 3 mil libras (cerca de R$ 11,1 mil) no leilão.

Os documentos revelam que por duas vezes o ex-Beatle chegou a receber três castigos em um só dia.

Outras razões dadas pelos professores para as punições incluem “perturbação”, “empurrar” e “não mostrar nenhum interesse”.

Folhas arrancadas

 

Folhas de registro cobrem dois períodos distintos entre 1955 e 1956

Folhas de registro cobrem dois períodos distintos entre 1955 e 1956

As duas folhas cobrem os períodos de 19 de maio a 23 de junho de 1955, quando ele estava na classe 3B, e de 25 de fevereiro de 1955 a 13 de fevereiro de 1956, quando estava na classe 4C.

Lennon conheceu Paul McCartney em 1957 e juntos eles formariam mais tarde os Beatles, que estouraram em 1962 com a música Love Me Do.

O professor que descobriu os registros de punições, no fim dos anos 1970, havia sido instruído pela escola a queimar os documentos encontrados em um depósito na escola previsto para ser ocupado por um novo professor contratado.

Mas ao ver o nome “Lennon” escrito acima de uma das páginas ele percebeu que elas se referiam ao estudante famoso e arrancou as folhas do livro para guardar como lembrança.

Algumas outras páginas que ele havia tirado do livro para guardar foram depois destruídas em um acidente envolvendo substâncias químicas.

Outras páginas foram dadas por ele a outras pessoas. As duas que serão leiloadas são parte das poucas que sobraram.

A autenticidade das páginas foi comprovada por Pete Shotton, amigo próximo de Lennon na escola, que escreveu o livro In My Life, sobre sua convivência com o futuro músico.

“Essa lista é típica de John Lennon, ele era um garoto extremamente abusado”, comentou Peter Beech, que era professor de ciências na época.

“Mas ele tinha limites. Dentro da classe, se você conseguisse acalmar John, você normalmente acalmava a classe inteira”, disse.

John Lennon foi assassinado em 8 de dezembro de 1980, aos 40 anos, em frente ao seu apartamento em Nova York.

O leilão online das folhas de registro escolares, feito pelo site TracksAuction.com, começará no dia 22 de novembro.

Conto original de Gabriel García Márquez será leiloado em Londres

0

O ESCRITOR GABRIEL GARCÍA MÁRQUEZ (FOTO: GETTY IMAGES)


Publicado originalmente no Época Negócios

O texto original do conto “Neste povo não há ladrões”, do colombiano Gabriel García Márquez, com correções e anotações do próprio escritor, será leiloado no próximo dia 21 de novembro na casa Christie’s de Londres, anunciou nesta quinta-feira a entidade.

Segundo a casa britânica de leilões, o texto, tido como o primeiro manuscrito de Márquez leiloado em nível internacional, está escrito à máquina, mas conta com muitas anotações e correções, um fato que “permite uma rica aproximação aos métodos de trabalho do escritor”.

A versão original deste conto, adaptada ao cinema em 1965, pelo diretor mexicano Alberto Isaac, difere muito da edição publicada na coleção “Os funerais da Mamãe Grande” (1962), incluindo o próprio título, que a princípio era “Às vezes sucede um milagre”.

O manuscrito de 33 páginas também inclui uma seção revisada do romance “A Má hora”, que o Prêmio Nobel de Literatura publicou nesse mesmo ano, e seu preço estimado é de entre US$ 62 mil e US$ 126 mil.

O texto do autor de “Cem anos de Solidão” será leiloará no próximo dia 21 de novembro, junto com outros manuscritos originais e cartas de reconhecidos escritores, livros antigos e partituras. Entre as partituras, destaca-se uma original do “Quarteto de corda em dó maior op.59 núm.3”, de Ludwig vão Beethoven, com várias correções do compositor alemão.

Christie’s também levará à leilão edições antigas de livros como “A Riqueza das Nações”, do economista Adam Smith; “Sentido e Sensibilidade”, de Jane Austen; “A Origem das Espécies”, de Charles Darwin, e “O Hobbit”, de J.R.R. Tolkien, em alguns casos com dedicatórias realizadas pelos próprios autores.

Além das peças anunciadas, o leilão da Christie’s também contará com cartazes de Franz Kafka e Simón Bolívar, os índices das coleções de arte do empresário americano John Pierpont Morgan e um “Livro de Horas” em francês e latim, datado em 1503 e com um preço estimado de em quase US$ 600 mil.

Go to Top