Biblioteca da Florida Polytechnic University / Reuters

Biblioteca da Florida Polytechnic University / Reuters

Publicado no Olhar Direto

Em 2013, esse índice era de 89%.De acordo com uma pesquisa feita pela publicação especializada “Journal Library”, livros digitais, ou e-books, estão presentes em 95% das bibliotecas públicas dos Estados Unidos.

O estudo acompanha a expansão dos livros digitais desde 2010 e, na edição de 2014, notou um aumento na quantidade de bibliotecas adeptas às versões digitais. Entre 2013 e 2012, 89% desses estabelecimentos disponibilizavam e-books. Quando a pesquisa começou a ser feita, o índice de aceitação era de 72%.

Em média, as bibliotecas norte-americanas possuem em seu acervo 20.244 livros digitais. Mas esse número é puxado para cima por grandes instituições. Aquelas que declaram não oferecer e-books não o fazem por falta de recursos. Entretanto, um exemplo da mudança dos ares nos EUA foi a abertura em 2013 de uma biblioteca em San Antonio (Texas) totalmente dedicada a livros virtuais.

Os livros digitais podem ser acessados em leitores digitais especializados, como Sony Reader, Nook, da livraria Barnes & Noble, Kobo, vendido no Brasil pela Livraria Cultura, e Kindle, da Amazon. Também são consideradas plataformas voltadas para a leitura virtual o iPad, da Apple, e os tablets que rodam o sistema operacional Android.

Os empréstimos digitais variam conforme o sistema utilizado. Alguns necessitam da criação de uma conta pessoal do usuário que deve ser pareada à da biblioteca para que o e-book seja transferido de uma estante para outra via cabo USB. Outros permitem com alguns cliques a cessão de um livro de um lugar para outro, que automaticamente exibe a publicação assim que ocorre uma sincronização.