Posts tagged ler bem

Pais incentivam paixão dos filhos pela leitura: ‘Livraria é parada obrigatória’

0
Enzo gosta de ler livros e histórias em quadrinhos (Foto: Jéssica Bitencourt / G1)

Enzo gosta de ler livros e histórias em quadrinhos (Foto: Jéssica Bitencourt / G1)

Adolescente começou a ler e-books, mas irmão não aprova a escolha.
Pais acreditam que exemplo fortaleceu a paixão pelos livros.

Jéssica Bittencourt, no G1

Os livros físicos ainda são os favoritos da maioria dos brasileiros, que desde cedo são incentivados a ler nas escolas, e em alguns casos, dentro de casa. No Dia Nacional do Livro Infantil, comemorado nesta sexta-feira (18), uma família de São Vicente, no litoral de São Paulo, mostra que a paixão pela leitura foi passada de uma geração para outra.

Para os professores e coordenadores regionais Gerson Novais Silva e Luciene de Souza, ler faz parte da profissão. Ele coordena a área de Química e ela, de Língua Portuguesa. Desde pequenos, os filhos do casal observam os pais com livros nas mãos. “É a questão do exemplo. Nós sempre lemos muito, tanto pela profissão quanto pelo prazer, e eles se interessavam”, explica Gerson.

Ainda que fosse uma forma de aprendizado, os pais transformaram o hobby em um momento de aproximação com os filhos Letícia, de 14 anos, e Enzo, de 9. “Eu comprei livros de banheira para os dois, aqueles de plástico, e contava histórias durante o banho. Quando a Letícia cresceu um pouco, ela começou a contar as histórias sozinha, e eu ouvia”, conta a mãe, Luciene.

Letícia prefere os meios digitais quando se trata de leitura (Foto: Jéssica Bitencourt / G1)

Letícia prefere os meios digitais quando se trata de
leitura (Foto: Jéssica Bitencourt / G1)

Aluna do Centro Federal de Educação Tecnológica de Cubatão (SP), Letícia começou a ler bem cedo, aos 4 anos. A adolescente é adiantada nos estudos, e já chegou a terminar 30 livros em um ano. “Gosto de ler de tudo, não tenho gênero preferido”, diz a jovem, que tem trocado os livros físicos pelos e-books, os livros digitais. Ela é a única da casa que fez a opção, mas teve um bom motivo. “Vários livros são lançados antes na internet, e quando não aguento a curiosidade, eu baixo e leio no celular”, comenta a estudante.

Gerson e Luciene apoiam a escolha da filha, mas o irmão é contra. Enzo se recusa a ler os livros digitais. “Eu gosto de fazer o ritual do livro novo. Cheirar o papel, ler a contracapa e as orelhas, virar as páginas. Não troco os meus livros nem pela curiosidade de ler a história antes”, declara o menino, que também lê gibis e até arrisca desenhar alguns personagens das HQs.

Os pais da dupla sempre optaram por brinquedos educativos na criação dos filhos, e segundo eles, isso também ajudou a construir o amor pelos livros. “Os dois têm videogame, mas se controlam na hora de jogar. Os presentes preferidos eram lápis de cor, massinha e os livros também. Eles pediam para a gente comprar. A livraria sempre foi parada obrigatória para nós”, brinca Luciene.

Ela e o marido têm orgulho da escolha que os filhos fizeram. “Nunca foi obrigação para eles. Foi sempre uma coisa natural, e nos orgulhamos disso”, comemora o casal.

Pais aprovam e incentivam paixão dos filhos pela leitura (Foto: Jéssica Bitencourt / G1)Pais aprovam e incentivam paixão dos filhos pela leitura (Foto: Jéssica Bitencourt / G1)

Obras que compõem ‘Clássicos de Harvard’ estão disponíveis para download em portal

0
Crédito: Shutterstock.com

Publicado por Estadão

Entre os títulos selecionados, estão Don Quixote, Utopia e Crime e Castigo – todos em inglês

O portal Universia Brasil lançou nesta semana uma compilação digitalizada de 96 títulos que compõem os “Clássicos de Harvard”. A coletânea, originalmente conhecida como “Dr. Eliot’s Five Foot Shelf”, faz parte de uma antologia de 51 volumes de obras clássicas da literatura mundial editadas, em 1909, por Charles W. Eliot, então reitor da Universidade de Harvard.

Em discursos, Eliot afirmou diversas vezes que os principais elementos de uma educação liberal podiam ser alcançados gastando 15 minutos diários de leitura em uma coleção de livros que poderia caber em uma prateleira de pouco mais de um metro. Diante dessa afirmativa, a editora P. F. Collier and Son desafiou o reitor a realizar o que propunha, selecionando uma coletânea de obras. Desse desafio nasceu a coleção “Clássicos de Harvard”.

Entre as obras selecionadas estão Don Quixote, de Miguel de Cervantes, Crime and Punishment, de Fyodor Dostoyevsky, Utopia, de Thomas More, Pride and Prejudice, de Jane Austen e dezenas de outros livros.

A compilação dos clássicos da literatura mundial integra a biblioteca que o Universia vem montando desde 2011. Atualmente, o portal reúne cerca de 700 obras digitalizadas, todas disponíveis para download gratuito. Segundo Alexsandra Bentemüller, gerente de conteúdo do site, o Universia espera ultrapassar a marca de 1 mil títulos até o fim de 2012. “É importante ler sempre e é importante ler bem”, diz ela, lembrando que a escolha de obras visa atender aos mais variados estilos.

Alexsandra ressalta também que, neste caso específicos, as leituras podem ajudar bastante àqueles que querem ou precisam treinar o inglês, uma vez que as obras estão escritas no idioma.

A lista com os 96 títulos disponíveis em versão PDF está disponível no portal Universia Brasil.

dica do Jarbas Aragão

Go to Top