Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Lionsgate

Jogos Vorazes e Crepúsculo podem ganhar novos filmes

0

hungergames_twilight

Presidente da Lionsgate diz que tudo depende dos autores dos livros

Thiago Romariz, no Omelete

Em entrevista à Variety, o presidente da Lionsgate John Feltheimer disse que ainda não chegou ao fim a vida das franquias Crepúsculo e Jogos Vorazes no cinema. No entanto, há uma condição para isso tomar vida: a boa vontade das criadoras Stephenie Meyer e Suzanne Collins.

“Existem muitas histórias para contar e nós estaremos prontos para mostrá-las assim que as autoras dos livros também estiverem”, disse durante uma reunião de acionistas do estúdio na última terça.

O executivo também confirmou a intenção da Lionsgate de se aproximar de serviço de streamings, estreitando a relação entre cinema e vídeos sob demanda. Apesar disso, nenhum tipo de projeto sobre as franquias foi comentado.

Veronica Roth vai lançar novo capítulo da Série Divergente

0

divergent-allegiant-four-theo-james

 

Marcel Plasse, no Pipoca Moderna

A Lionsgate ainda não definiu o que vai fazer com a franquia “Divergente”, que pode ficar sem final por culpa de sua própria ganância – o estúdio quis dividir o terceiro e último livro em dois filmes e obteve uma bilheteria inexpressiva com a primeira parte. Mas os fãs dos livros originais tiveram uma boa notícia. A escritora Veronica Roth usou seu Twitter para revelar que a história literária não acabou com “Convergente”.

Em vídeo, ela conta que lançará uma história inédita derivada da trilogia original, centrada no personagem Four (vivido no cinema por Theo James).

A história vai se passar anos depois do final de “Convergente”, e tem o título de “We Can Be Mended”, servindo como epílogo para trama. O detalhe é que ela será disponibilizada exclusivamente como bônus para quem comprar a nova sci-fi da escritora, “Cave The Mark”, em pré-venda ou no dia do lançamento, 17 de janeiro.

Segundo apurou o site da revista Variety, o estúdio Lionsgate ainda não desistiu de produzir “A Série Divergente: Ascendente”, o final da franquia, mas seus planos visariam uma parceria com um serviço de streaming.

A mudança de estratégia seria reflexo da queda de bilheteria registrada no filme anterior. Enquanto “Divergente” (2014) e “A Série Divergente: Insurgente” (2015) arrecadaram US$ 288,8 milhões e US$ 297,2 milhões, respectivamente, “A Série Divergente: Convergente” (2016) implodiu com US$ 179 milhões em todo o mundo.

Diante de um calendário lotado de blockbusters no verão de 2017, o estúdio passou a considerar a mudança de estratégia. Além de levar “Ascendente” para a televisão, o estúdio ainda estaria pensando em continuar a história com outros personagens em uma série televisiva. O problema é que, até agora, não conseguiu fechar parceria com nenhum canal de TV ou streaming. E alguns dos atores já se manifestaram, avisando que não assinaram contrato para fazer telefilme ou série televisiva.

Enquanto isso, uma subdivisão da Fox, a Fox 2000, comprou os direitos de outra sci-fi futurista da escritora Veronica Roth, “Inertia”, publicada no ano passado.

“É uma possibilidade”, diz produtor sobre novos filmes da Saga Crepúsculo

0

the-twilight-saga-extended-editions-triple-feature

Marco Antonio, no Pizza de Ontem

Desde que a Saga Crepúsculo teve seu último filme lançado em 2012, os fãs ficaram órfãos de novidades sobre novas futuras adaptações e só o que tinham era uma versão nova do livro com o gênero dos protagonistas invertidos. Mas agora, dando uma esperança, um produtor da Lionsgate disso que ainda há possibilidade de novos filmes.

Patrick Wachsberger deu entrevista para o Screen Daily e confirmou que o estúdio não enterrou de vez a saga:

É uma possibilidade. Não é certeza, mas é possível. Tudo depende da Stephanie Meyer [autora dos livros]. Se ela quiser contar uma história relacionada àqueles personagens, nós estaremos aqui esperando!”, disse.

O mais legal disso tudo é que os protagonistas dos longas Robert Pattinson e Kristen Stweart já revelaram em entrevistas antigas que ainda têm interesse em voltar em novas produções da saga. Ou seja, só depende da Stephanie escrever novas histórias, porque o elenco original já está pronto!

Relembre o último longa com o trailer abaixo:

Último filme da série Divergente não será exibido nos cinemas e vai lançar série derivada

0

194403

Lionsgate anunciou que A Série Divergente: Ascendente vai estrear como telefilme, mas pretende produzir uma série no mesmo universo.

Laysa Zanetti, no Adoro Cinema

A última parte do último filme da Série Divergente não vai chegar aos cinemas. Após A Série Divergente: Convergente ter feito números pouco expressivos nas telonas, Ascendente vai estrear apenas como um telefilme.

Além disso, a Lionsgate anunciou planos também de desenvolver uma série spin-off após o lançamento do filme, mas demais detalhes da história e personagens não foram divulgados.

Enquanto Divergente (2014) e Insurgente (2015) foram consideravelmente bem nas bilheterias, o primeiro arrecandando US$ 289 milhões e o segundo US$ 297 milhões, o terceiro, Convergente (2016), fez apenas US$ 179 milhões mundialmente. O quarto e último filme da franquia iria estrear nas telonas disputando a público com Guerra Mundial Z 2 e com o reboot de A Múmia, em junho de 2017.

Anteriormente, o estúdio já havia anunciado que Ascendente teria um orçamento menor que os filmes anteriores, muito em razão do fracasso comercia do filme três. Vale lembrar que Convergente teve orçamento de US$ 110 milhões, o mesmo de Insurgente. Em contrapartida, Divergente havia gastado US$ 85 milhões.

Inspirada na trilogia literária de Veronica Roth, A Série Divergente é ambientada em Chicago, em um futuro pós-apocalíptico em que a sociedade é dividida em quatro facções, de acordo com suas habilidades e aspirações. A protagonista, Tris (Shailene Woodley), descobre ser Divergente por não se encaixar exatamente em nenhuma das facções, e por isso sua vida corre perigo.

Ainda não se sabe qual emissora ou canal de streaming vai exibir o filme, ou qual será o foco da potencial série spin-off. A ideia é apresentar novos personagens e então continuar a história, segundo informa a Variety. Não se sabe se os protagonistas Shailene Woodley, Theo James, Ansel Elgort ou Zoe Kravitz farão parte da série derivada.

Lionsgate adquire direitos de adaptação para A Crônica do Matador do Rei

0

o-nome-do-vento-arte-da-capa

Lionsgate adquire os direitos de adaptação da saga A Crônica do Matador do Rei para série, filmes e até videogame.

Publicado no Box de Séries

O estúdio Lionsgate, responsável pela adaptação do sucesso Jogos Vorazes, conseguiu os direitos para adaptar os livros do autor americano Patrick Rothfuss. O autor havia vendido há um tempo atrás os direitos para adaptação dos livros para uma série de TV, mas como o prazo passou e o projeto acabou não saindo do papel, os direitos voltaram para ele, que pôde voltar a negociar a adaptação do seu best-seller.

Diversos estúdios o procuraram querendo que seus livros virassem filmes, mas o autor insistia que, se fossem adaptados, que fosse para uma série de TV. Até que a Lionsgate teve a sacada de propor um projeto multimídia, ou seja, além da série, a trilogia também terá filmes e até videogame. No dia 1 de Outubro, Rothfuss anunciou em seu blog a novidade, deixando seus fãs ansiosos por mais notícias.

Seus livros, que já venderam milhões cópias no mundo todo e foram traduzidos para diversos idiomas, contam a história de Kvothe, um mago que, durante sua infância, teve sua família assassinada por um misterioso grupo. A saga começa com Kvothe já adulto e agora dono da Hospedaria Marco do Percurso, mas durante os 3 dias que se passam os livros, Kvothe vai contando a um escriba sua história, começando na infância como uma criança com inteligência acima da média, passando por sua juventude, onde frequentou uma escola de magia (não, não é Hogwarts), até a vida adulta.

Por enquanto foram lançados os dois primeiros livros, sendo o dia 1, O Nome do Vento e o dia 2, O Temor do Sábio, e mais dois contos, sendo que um foi transformado em livro, chamado A Música do Silêncio, e o outro, intitulado The Lightning Three, foi lançado numa coletânea de contos intitulada Rogues, editada por Gardner Dozois e por George R. R. Martin, autor de Game of Thrones.

Fonte: Patrick Rothfuss Blog

Go to Top