Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged livrarias

Conheça duas duas livrarias na China de tirar o fôlego

0

Projeto assinado pelo escritório Alberto Caiola Design funciona como livraria, café e loja de móveis (Foto: Reprodução)

Projetos impressionam pelo toque de ousadia ao repensar a experiência da compra de livros

Maria Beatriz Gonçalves, na Casa e Jardim

A combinação de livraria e café é bastante comum mundo afora. Mas dois projetos recentes na China redefiniram o conceito de livraria contemporânea com consideráveis níveis de ousadia.

Multifuncionais, os arcos funcionam como divisores de espaço, como estante e até apoio para o caixa. (Foto: Reprodução)

Na Harbook, em Hangzhou, o escritório Alberto Caiola Design criou arcos que são o grande destaque do projeto. Multifuncionais, eles são usados como divisores de espaço, como estante e até apoio para o caixa. Com 600 m², o espaço é dividido em livraria, café e showroom de móveis de design.

Outra livraria bem enfeitada e extravagante é a rede do editor de livros Jin Hao, de Xangai. Para enfrentar a concorrência (vinda principalmente das lojas virtuais), Jin convidou o designer Li Xiang, da XL-Muse, para ajudá-lo a reimaginar o espaço de 930 m². Tetos espelhados e estantes coloridas marcam os abientes inspirados na natureza.

Tetos espelhados e estantes coloridas marcam o espaço, inspirado na natureza. (Foto: Reprodução) 

Não importa se os livros estão em decadência ou voltando com tudo, são dois lugares para gastar um tempo a mais.

Conheça 12 livrarias inusitadas ao redor do mundo

0

Lista traz lojas localizadas em países como Itália, China, Romênia, Portugal e Argentina. Destaque para a arquitetura moderna, localização e conceito histórico

 

Mariana Luchesi, no Consumidor Moderno

Visitar uma livraria muitas vezes pode ser uma experiência que vai além da simples compra de livros. Em todo o mundo, existem lojas que atraem milhares de turistas e que compartilham uma coisa em comum: são diferentes, seja pela localização inusitada, arquitetura moderna e até futurista e também pelo fator histórico. Reunimos 12 livrarias que merecem ser visitadas – muitas delas já estiveram nas listas do “NY Times”, das mais bonitas do planeta.

EL ATENEO
ARGENTINA | BUENOS AIRES
FUNDAÇÃO: 2000
POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER?
É a livraria mais emblemática da Argentina e uma das mais conhecidas mundialmente. O local, que já virou ponto turístico, foi eleito em 2008 pelo inglês “The Guardian” como a segunda livraria mais bonita do mundo. E não é à toa. Funciona em um prédio histórico de 1919, que já funcionou como teatro. Destaque para os afrescos no teto, pintados pelo artista italiano Nazareno Orlandi e cariátides esculpidas por Troiano Troiani – que também foi o responsável pelas obras do Palácio de la Legislatura de la Ciudad de Buenos Aires.

SELEXYZ BOOKSTORE
HOLANDA | MAASTRICHT
FUNDAÇÃO: 2006
POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER?
Já imaginou visitar uma livraria montada dentro de uma igreja dominicana de mais de 700 anos? A Selexyz é um prato cheio para os turistas desde a sua inauguração. Por lá, as estantes de livros ficam distribuídas entre os arcos góticos da construção, que se mantêm preservados. Destaque para o altar, que hoje abriga um café da rede Maison Blanche Dael, que produz cafés artesanais desde 1878.

CAFEBRERIA EL PENDULO
MÉXICO | CIDADE DO MÉXICO
FUNDAÇÃO: 1993
POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER?
O que chama a atenção dos visitantes logo de cara são as gigantes estantes de livro que chegam quase até o teto. A arquitetura moderna aliada a muito verde também são diferencial, assim como o charmoso café instalado na parte interna. Com regularidade, promove eventos culturais e artísticos, como cursos literários e até concertos. Hoje é considerado um dos centros culturais mais importantes da América Latina.

LELLO
PORTUGAL | PORTO
FUNDAÇÃO: 1906
POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER?
Um das livrarias mais conhecidas e importantes do mundo, a Lello leva o sobrenome de seus fundadores, os irmãos José e Antonio que escolheram um prédio neogótico na rua das Carmelitas para abrigar seu negócio. Quem é fã dos livros da série Harry Potter talvez reconheça as escadarias o local. A autora J.K Rowling usou-as como inspiração para os filmes da obra. Em função do grande número de visitas – em 2016 estima-se que ela tenha sido visitada por mais de 1 milhão de pessoas – as filas são mais do que normais. Também é necessário pagar uma taxa de 3 euros usada no processo de restauração do edifício.

SHAKESPEARE & CO
FRANÇA | PARIS
FUNDAÇÃO: 1951
POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER?
Instalada às margens do emblemático Rio Sena, a livraria é considerada uma das mais charmosas de toda a França. Sediou inúmeros saraus de leituras, que eram superconcorridos e com as presenças de artistas como Ernest Hemingway, Lawrence Durrell, William Burroughs e Allen Ginsberg. Muitos deles chegaram a morar no local, que serviu como hotel barato para escritores e recebeu mais de 40 mil artistas. E quem assistiu aos filmes “Antes do Pôr do Sol” e “Meia Noite em Paris”, talvez reconheça o lugar, que aparece em ambas as produções.

BART’S BOOKS
ESTADOS UNIDOS | LOS ANGELES
FUNDAÇÃO: 1964
POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER?
Considerada a maior livraria a céu aberto dos Estados Unidos, foi fundada por Richard Bartinsdale, um colecionador de livros. E é por isso que o lugar se tornou parada obrigatória dos apaixonados por leitura, graças a edições raras de autores como Jane Austen e John Steinbeck.

LER DEVAGAR
PORTUGAL | LISBOA
FUNDAÇÃO: 1999
POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER?
Foi fundada onde antes existia a Litografia de Portugal, no Bairro Alto. Além de ter um acervo com mais de 40 mil livros, também funciona como galeria de arte para exposições temporárias e local de encontro para debates literários. Foi considerada uma das dez livrarias mais belas do mundo, de acordo com o “NY Times”. Está localizada na LX Factory, um dos lugares mais modernos da capital portuguesa, que reúne lojas, restaurantes e bares.

BOOKÀBAR
ITÁLIA | ROMA
FUNDAÇÃO: 1999
POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER?
Bastam apenas alguns segundos dentro da livraria para se dar conta de que sua arquitetura é um espetáculo à parte. Localizada no interior do Pallazzo delle Esposizioni, foi projetada pelo arquiteto Firouz Galdo, que criou um espaço quase futurista.

ACQUA ALTA
ITÁLIA | VENEZA
FUNDAÇÃO: 2004
POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER?
Esqueça as tradicionais estantes de uma livraria. Aqui, o destaque fica por conta de gôndolas, banheiras e canoas, que servem de prateleira para os muitos livros. E o nome do lugar também não foi escolhido à toa. Acqua Alta é o fenômeno muito comum em Veneza, em que a alta da maré inunda casas e ruas. No período das cheias, os livros continuam preservados e flutuando, mesmo quando a água invade o interior da livraria.

CARTURESTI CARUSEL
ROMÊNIA | BUCAREST
FUNDAÇÃO: 2016
POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER?
O significado do nome, Carrossel de Luz, diz muito sobre o lugar, que ocupa cinco andares de um prédio histórico do séculos XIX. A livraria, que passou por uma reforma monumental, ganhou uma escadaria que te leva a todos os pavimentos. Além de mais de 10 mil títulos, você também vai encontrar um enorme catálogo de CDs e DVDs distribuídos em uma área multimídia de cair o queixo.

AVANT-GARDE
CHINA | NANJING
FUNDAÇÃO: x
POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER?
Apesar das poucas opções de títulos sem ser em chinês, essa livraria é parada obrigatória para quem decide viajar a Nanjing, localizada a 300km de Xangai. O local de mais de 4 mil metros é um estacionamento subterrâneo que já serviu como abrigo antibombas. Além de mais de 300 cadeiras de leitura, a livraria ainda oferece uma biblioteca pública e um café.

ZHONGSHUGE
CHINA | HANGZHOU
FUNDAÇÃO: x
POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER?
Esta é sem dúvida uma das livrarias mais surpreendentes do mundo. Sua arquitetura moderna e futurista foi criada com o objetivo de permitir aos visitantes uma total imersão no mundo dos livros. O uso do vidro em combinação com muitos elementos geométricos criam uma ilusão de que a livraria não tem fim. Já a seção infantil traz os livros dispostos em estruturas que imitam montanhas russas, trem e roda gigante.

Com 800 mil livros vendidos no Brasil, Sheila Walsh lança nova obra

0

Publicado na Veja

Escrito pela best-seller americana Sheila Walsh, o livro Tudo bem não estar bem chega às livrarias nacionais em junho pelo selo Thomas Nelson.

Na obra, Walsh utiliza preceitos cristãos para abordar temas pesados como depressão e suicídio.

Tudo bem não estar bem

A americana já vendeu 5 milhões de livros no mundo, sendo 800 mil só no Brasil.

Pedro Paulo Graczcki, em carta a Luiz Schwarcz: “Vocês nos ferram há muitos anos”

0

Foto: Ministério da Cultura/Reprodução

Nós livreiros estamos aqui, sempre estivemos e estaremos, mesmo quando os senhores tiverem desistido de publicar livros por que o lucro é baixo. Se querem ajuda pra arrumar a casa, então queremos ser convidados pra festa quando ela acontecer

Publicado na Revista Forum

Por Pedro Paulo Graczcki*

Carta de amor aos livros uma ova.

O sr. Luiz Schwarcz, da Cia das Letras, escreveu uma pseudo-carta de amor aos livros e nos pede algo que ele nunca teve: solidariedade e defesa de classe. Pois bem, qualquer estagiário sabe que ter somente um fornecedor, ou somente um ou dois clientes é burrice. Ou erro estratégico se preferir.

Quer saber? Bem feito, vocês nos ferram há muitos anos. Sou pequeno livreiro em Cachoeira do Sul (RS), faço 200 feiras de livros por ano. Sem ajuda governamental. E faz muitos anos que o Sr. Schwarcz me ignora e tenta me derrubar. Ele com a Saraiva, a Cultura, a Fnac e as grandes editoras, fizeram de tudo para destruir o mercado livreiro, e agora que destruíram ele pede solidariedade, clama por socorro. Bem feito!!!!

Aprendam, nunca apostem todas as fichas numa única jogada e nunca menosprezem pequenos parceiros.

Nossa maior incoerência é termos muito mais editoras que livrarias. É como se tivéssemos 1.000 frigoríficos e 50 açougues no Brasil inteiro. E os frigoríficos ainda tentassem acabar com os açougues. Dá pra imaginar? Pois é assim mesmo no mercado livreiro. E para piorar as “grandes editoras e livrarias” tem 100% de isenção de impostos enquanto as pequenas pagam 7,8% sobre o faturamento.

Agora a vaca foi atirada no precipício. Que momento lindo, que oportunidade única para sentarmos todos, pela primeira vez em pé de igualdade e discutirmos de igual pra igual nosso futuro. Ao invés de uma mega-caloteira, por que não, 200 pequenas livrarias?

O Brasil tem mais de 5 mil municípios, mas os senhores só querem vender nas capitais. Dos 200 milhões de habitantes quantos compram na internet?

Não existe associação de livrarias. As associações que estão por aí são todas tomadas por grandes editoras ou grandes livrarias. Quem fala em nosso nome, dos pequenos livreiros?

Schwarcz pede atenção aos protagonistas, mas nunca consideraram o protagonismo dos livreiros que são os Dom Quixote do mercado, correndo para cima e para baixo com caixas de livros para levar nossa literatura onde os senhores jamais foram. O senhor demitiu seis empregados de salários gordos? Eu vi muitos colegas mudando de profissão depois de 20, 30, 40 anos de estrada por que os descontos praticados pela Saraiva eram muito superiores ao preço que vocês nos vendiam.

É no andar de baixo que a vida pulsa mais profundamente. No andar de cima os acionistas têm capacidade financeira pessoal para salvar suas empresas. Que bom, então tá tudo ok? Agora é arrumar a casa, pedir umas orações, uma ajudinha pra galera e seguir em frente!

Caro Sr. Schwarcz, nós livreiros estamos aqui, sempre estivemos e estaremos, mesmo quando os senhores tiverem desistido de publicar livros por que o lucro é baixo. Se querem ajuda pra arrumar a casa, então queremos ser convidados pra festa quando ela acontecer.

Querem ideias pra sair da crise? Tenho várias, coloco elas em prática todos os dias. E é por isso que vou reabrir a Livraria São Paulo ainda em dezembro. Maior, mais bonita e mais prática, com a certeza que sem os senhores dando as cartas terei mais chance de sucesso no mercado.

Quer saber? Bem feito.

*Pedro Paulo Graczcki é livreiro em Cachoeira do Sul (RS)

Publicado originalmente no Jornal Já

Quarto livro da série das “Crianças Peculiares” chegará ao Brasil

0

Sarah Ferragoni, no Beco Literário

A editora Intrínseca anunciou nessa quarta – feira (2/05) que o quarto livro da série O Lar da srta. Peregrine para Crianças Peculiares, A Map of Days, chegará às livrarias brasileiras no próximo semestre. A versão em inglês é esperada nas livrarias americanas para o dia 2 de outubro desse ano e, aqui no Brasil, espera-se que o lançamento acompanhe o internacional.

A série conta com três livros principais e um anexo “Contos Peculiares” nos quais somos apresentados às histórias de crianças que possuem dons extraordinários e estão sob cuidado da Miss Peregrine. No primeiro livro (O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares), Jacob, um garoto comum, se depara com a morte misteriosa de seu avô, Abe, que, durante toda sua infância, lhe contava histórias fantasiosas sobre uma ilha na qual vivera durante a Segunda Guerra Mundial. Ao ouvir as últimas palavras dele, Jacob decide ir até o local e descobrir o que seu avô queria que ele soubesse sobre a ilha e o que havia lá. Assim, ele encontra as crianças peculiares das histórias que ouviu durante toda a sua infância.

No quarto livro da série, escrita pelo autor Ransom Riggs, Jacob retorna à Florida após salvar os “peculiares” de uma ameaça. Depois de viajar para 1940 e voltar, ele, Miss Peregrine, Emma e as outras crianças retornam e fazem o seu melhor para agir naturalmente dentro do tempo presente. O novo livro chegará ao Brasil esse ano, os fãs já podem esperar ansiosos pelo lançamento.

Go to Top