Algumas das obras falam sobre, por exemplo, como é bonito ter o cabelo crespo ou tratam de preconceitos  |  Fonte: Shutterstock

Algumas das obras falam sobre, por exemplo, como é bonito ter o cabelo crespo ou tratam de preconceitos | Fonte: Shutterstock

 

Criado por livreira, perfil já conta com mais de cem obras

Publicado no Universia Brasil

Sabemos como a representatividade é fundamental para a construção do ser humano e seu sentimento de pertencimento, porém, ainda é difícil encontrar diversidade em algumas áreas e a literatura é uma delas. Pensando nisso, a livreira Luciana Bento criou um projeto no qual reúne uma lista com mais cem livros protagonizados por meninas negras.

O foco da página são histórias que mostrem heroínas, guerreiras e princesas, mas também há muito espaço para garotas comuns. São diversos temas, estilos e faixas etárias, tudo reunido com o conhecimento prévio do trabalho e a ajuda de amigos. O intuito é dar visibilidade às meninas negras e trazer isso para outros ambientes, como o escolar.

A ideia é totalmente colaborativa. Disponível em um perfil do Tumblr, Luciana convida os leitores a deixarem suas sugestões e ajudar a aumentar ainda mais a lista. As postagens são feitas sempre no mesmo modelo: foto da capa, nome do autor, ilustrador, editora e um resumo.

Algumas das obras falam sobre, por exemplo, como é bonito ter o cabelo crespo ou tratam de preconceitos, porém, há histórias que abordam outras questões e apenas usam protagonistas negras. O objetivo é fazer também que não apenas as meninas negras conheçam esses livros, mas sim todas as crianças, introduzindo de uma maneira saudável e inteligente temas importantes e debates pertinentes.

Há um projeto para livros com meninos sendo pensado também, mas, por enquanto, o foco ainda são elas. A iniciativa de Luciana, aliás, lembra em muito a da jovem Marley Dias. Aos onze anos, a estudante americana também criou um projeto para encontrar livros com protagonistas negras. A ideia, que é anual, pretende reunir mil títulos.