Posts tagged livros usados

Portal de sebos começa a vender livros novos

0

Alguns títulos oferecidos são mais baratos do que nos concorrentes e chegam a custar quase o mesmo que os usados

Maria Fernanda Rodrigues, no Estadão

Com um acervo de 12 milhões de livros provenientes de 1.300 sebos e pequenos livreiros espalhados por mais de 300 cidades brasileiras, a Estante Virtual quer ir além da venda de títulos usados e fora de catálogo e entra, agora, na briga pelo mercado de livros novos. Não que esse tipo de comercialização não fosse feito antes. “Há muitos anos os sebos não vendem apenas livros raros e esgotados, como está no imaginário das pessoas. Vendem livros seminovos e, mais recentemente, novos – que compram de ponta de estoque das editoras ou numa transação normal”, explica André Garcia, fundador da Estante Virtual. A abertura para o novo negócio, acredita, vem do fato de as livrarias estarem cada vez mais restritas, até por limitação de espaço, a obras comerciais.

No acervo geral, estão disponíveis 12 milhões de livros

No acervo geral, estão disponíveis 12 milhões de livros

No entanto, os best-sellers não serão ignorados pelos sebos. Muito pelo contrário. Ontem, um exemplar de A Culpa É das Estrelas, o livro mais vendido no País em 2014, estava sendo oferecido no portal pelo Sebovero por R$ 16,99. Na Amazon, que costuma ter os preços mais baixos – e é criticada no mercado por isso – ele custava R$ 20,61. O preço de capa é R$ 29,90. Uma curiosidade: a edição usada mais barata era vendida por R$ 15.

“Ou ele está com preço promocional ou esse livro já está sendo vendido na ponta de estoque porque ele não é o último best-seller”, avalia Garcia, que afirma não haver uma orientação de sua empresa quanto aos preços praticados, ou seja, não há intenção de concorrer de igual com as grandes redes. “Não regulamos. No caso dos usados e seminovos, o preço é muito importante e recomendamos um desconto de 40% ou mais em relação ao preço de capa. No caso dos novos, não pedimos nenhum desconto e eles dão se quiserem. Mas no nosso entendimento, o preço não é o foco no caso dos livros novos. Ele está na diversidade de títulos e na sustentabilidade do mercado.”

O que a Estante Virtual está iniciando agora, a Amazon já faz, por exemplo, nos Estados Unidos – mas não aqui, por ora. Sebos consultados pelo Estado disseram que ainda não foram procurados pela empresa.

Até o fim de janeiro, pequenas livrarias também vão poder vender seus livros pelo portal. “Um dos pilares da Estante Virtual é a sustentabilidade, sempre privilegiando os pequenos e médios players. Queremos democratizar o acesso dos leitores ao livro estejam eles onde estiverem. Queremos inverter a lógica da hiperconcentração”, diz.

Principal portal do gênero, a Estante Virtual entrou em conflito com os fornecedores este ano ao aumentar suas tarifas – sua comissão varia hoje entre 8% e 12% e ela recebe R$ 42 de mensalidade. “Foi uma tensão gerada por uma movimentação que envolveu um aumento do patamar de serviços. Muito do que fizemos foi pedido dos livreiros, e não havia como viabilizar sem uma revisão da tarifa.” Alguns ameaçaram tirar o acervo do ar. “Mas a saída foi infinitesimal, não chegou a 10.”

10 dedicatórias fascinantes que vão te emocionar e instigar!

0

Gustavo Magnani, no Literatortura

A história dentro de uma história. Ou melhor dizendo: várias histórias dentro de uma história. Essa é a percepção que podemos ter acerca de livros usados. Quantos leitores colocaram as mãos naquelas páginas? Em quais momentos de suas vidas eles leram aquelas palavras e, ainda mais importante, qual o impacto delas na vida de cada um?

Como reagiram ao verso dum poema de amor, ao ponto final duma história de suspense, ou ao susto dum livro de horror? Leram sentados, em pé, no ônibus, deitados? Foram interrompidos? Se sim, por quem? Por amigos, por familiares, por amores ou ex-amores?

Existem mais histórias nas entrelinhas do que podemos ler.

E não podemos porque elas estão omitidas, entre o espaço em branco que liga uma palavra escrita a outra.

Entretanto, vejam só, como existe uma arte [sim, arte!] muito específica e eterna, que transmite um pouco desta atmosfera: dedicatórias de livros!

“Presentear alguém com um livro é conceder o prazer de viver outra história. Algo muda quando se conhece a fundo as páginas de um livro. A verdade é que o livro é quase uma epifania em palavras e páginas, em estado de ebulição. Se ela não ocorre agora, daqui a uns anos ela pode acertar em cheio o leitor. A questão é que uma epifania, por vezes, não modifica o estado de uma pessoa; é um momento passageiro de revelação. Os livros não. Milhares deles conseguem provocar alterações inimagináveis na vida cotidiana.” escrito pela colunista Marina Franconeti, na publicação 10 dedicatórias mais fascinantes que encontrei no site “Eu te dedico”

Sendo assim, quando a Estante Virtual entrou em contato para a publicação de uma matéria que falasse sobre livros usados e dedicatórias, fiquei imensamente feliz. Como bom leitor, adoro livros com dedicatórias. Mas, adoro ainda mais livros usados.

Tenho aos montes. E por estar vivendo no interior do Paraná, não tenho acesso a livrarias, muito menos a sebos. Faço todas as compras pela internet e nunca tive qualquer problema com o sistema da empresa.

E adoro livros usados por todas as palavras escritas acima. Pelas páginas amarelas, pelas histórias não-contadas e, quando tiro a sorte grande, pelas dedicatórias encontradas. Mas, também, pelo preço. Não dá pra negar: já cheguei numa diferença de quase oito vezes um menor valor do que se vendia numa livraria comum.

De todo modo, para dar a você, leitor, o gosto duma excepcional dedicatória, fiz como a Marina na matéria dela, publicada aqui no literatortura. Selecionei as 10 dedicatórias que mais gostei do site Eu Te Dedico, um tumblr que publica dedicatórias (você pode ler mais sobre o site clicando no post da Marina aqui.

Com você, as 10 dedicatórias mais fascinantes que Eu, Gustavo Magnani, encontrei nos últimos 10 meses do site “Eu te dedico”, com links para compra na Estante Virtual.

p.s: o texto, imagem e todas as informações, pertencem ao site “Eu te dedico”

1

Que a conversa entre nossos silêncios
não termine logo, tristonhos Olhos castanhos,
Rogo de coração que escolhas dentre
as tempestades, só a que te trouxer
calmaria, e se por acaso
a sorte lhe sorrir, ria!
O Apego às vezes é como uma
parede que impede o corpo de
receber um carinho da chuva que
cai, e da brisa fresca que nos beija,
pós tempestade…
Àquela que me tem em
verso, prosa e poesia.
Boa leitura, lek.
Andrey S. Santos”

> Satanás . Mario Mendoza

>Enviada por Anny Gomes (coleção particular)

>Ela conta: Um amigo me deu de aniversário, tivemos uma história meio enrolada durante alguns meses e no dia que eu recebi o presente teve algo no olhar dele ao me entregar — e nas palavras — que me fez mudar totalmente de ideia sobre a nossa situação. Estamos juntos até então. O livro, o olhar, as palavras, ele e eu.

1

“Busquei o livro mais velho
do sebo. O livro mais vivido, mais chorado,
mais sofrido. Este livro carrega não só
a história do papel, ele carrega várias outras
que o rodearam por sabe-se lá quanto tempo.
Escolhi este livro por um motivo simples.
É hora de ele descansar. Todos merecemos
esse momento. Quero dar a este livro
o presente que é estar ao redor de você
e suas histórias. Que fique sempre claro,
o presente é pra ele e não pra você.
Então, tenha uma vida bem feliz, cheia
de amores realizados e sonhos lindos.
Afinal, prometi isso a este querido livro.
Te amo. Seja sempre ao meu lado.
Erika Araújo

29.11.13

Ps.: Eça é um clássico.

Ps2: Quero um dia segurar um livro seu. Não demora.”

>A Correspondencia de Fradique Mendes – Memórias e Notas . Eça de Queiroz

>Enviada por Ana Luiza Gonçalves (coleção particular)

>Ela conta: Ganhei esse livro de uma amiga muito querida no dia do meu aniversário. O avô dela tinha falecido um dia antes e ela estava bem tristinha quando me encontrou. E mesmo assim não deixou de ir me dar um abraço e esse presente com essa dedicatória incrível. Ela com certeza é a pessoa que mais torce para o meu futuro literário.

1

“Meu amor, Michelle, e talvez caro leitor.

Eu não gosto de danificar livros, por isto escreverei esta dedicatória à lápis.

Um dia, quando tivermos juntas, virado espuma, talvez este livro caia nas mãos de algum colecionador de sebo, que vai sorrir por poder ter um pedaço do nosso passado.

Pois bem, caro leitor, e pois bem, meu amor. Quero informar a ambos que vivemos e viveremos o nosso indivisível infinito perfeito. O nosso infinito foi e para sempre será um pedacinho dos nossos erros e acertos, de um amar perfeito e imperfeito, de um ser, nós duas. Algumas vezes divididas, mas nunca incompletas.

E aqui vai pra você, na língua que você ama, a história de um infinito completo que é a sua favorita… antes da nossa.

Eu te amo, te amarei e

te amei.

Nena. 2013”

>A Culpa é das Estrelas . John Green

>Enviada por Michelle M. (coleção particular)

>Ela conta: É engraçado, hoje, contar sobre este livro porque minha então namorada na época o comprou quando ainda namorávamos. Mas só recebi depois que havíamos terminado. A edição é em italiano porque sou descendente e completamente apaixonada pela língua. Seguimos caminhos diferente mas acho que não tem como apagar pessoas e histórias.

1

“24/11/2013
Domingo
Hoje temos o que a
incerteza dos ventos
indomados da vida
nos proporcionou:
a necessidade um do outro.
Hoje és pra mim
simplesmente bem querer.
Simplesmente amor…
Que os Cem sonetos do
Neruda sejam para seus
dias o que és para os meus:
Uma linda e doce inspiração.”

>Cem Sonetos de Amor . Pablo Neruda

>Enviada por Izabela Souza Braga (coleção particular)

>Ela conta: Envio em anexo as fotos do livro Cem sonetos de amor, do Pablo Neruda, que ganhei do meu namorado que se chama Gita Juan. É um livro especial, pois além de ser do Neruda, autor que nós dois adoramos, é um livro dedicado à sua amada.

1

Não tem porque não te
dar um livro que um
dia vai ser nosso.
Espero ver ele na nossa
biblioteca um dia.
01/01/2014”

>O Vermelho e o Negro . Stendhal

>Enviada por anônimo (coleção particular)

>Ele conta: A dedicatória é bem simples, mas é recheada de significados. Eu encontrei o livro na biblioteca dos avós da minha ex-namorada. Ela disse que ia levar pra ela e, logo, falei “mas eu sempre te dou meus livros, por que você não dá esse pra mim?”. Brigamos e ficamos sem falar um com o outro durante um bom tempo (no ano novo) e, no final do dia, ela me entregou o livro com essas palavras. O pior é saber que, no fim das contas, o livro não vai se juntar à nossa biblioteca.

1

Para: Bruna,
O primeiro presente que seu pai e eu
compramos para você foi uma mala,
em nossa viagem à Argentina.
De cor neutra, pequena, couro de vaca.
Interessante, assim que compramos ela já
começou a carregar sonhos, planos. Será
que vai ser menino ou menina? Lembro-me com que
alegria ela era arrumada para nossas
viagens de Arcos para Córrego Danta. ‘Como vai
ficar linda com essas roupinhas, essa é
para aniversários, festas, frio, calor, presentes
de tantos que amariam você’. Malinha
pra lá e malinha pra cá você cresceu. Agora, outra
mala imaginária e real eu preparei pra
você, como vai descobrir ao ler este livro.
Viagens, idas e voltas, ao fazer e desfazer
malas, em um lugar qualquer de sua
bagagem, você vai encontrar sempre, o meu
amor por você. Eternamente, sua mãe,
Marta”

>Para minha Filha que Cresceu . Lidia Maria Riba

>Enviada por Bruna Leão (coleção particular)

>Ela conta: Marta é minha mãe. Ganhei esse livro lindo com a melhor dedicatória que uma filha poderia receber.

1

“Quando dois corpos
interagem, sempre
carregam a influência
um do outro sem
importar a distância.
10/12/13”

>Memória de Minhas Putas Tristes . Gabriel García Márquez

>Enviada por leitora anônima (coleção particular)

>Ela conta: Esse livro ganhei de um alguém muito especial que faz parte da minha vida há quase dois anos. É uma história de amor incomum, grandes diferenças tanto de idade quanto de costumes… países diferentes.
 Ele sabe da minha paixão pelos livros e sempre me dá um. Esse ele me deu porque ia viajar para seu país e quis deixar claro que mesmo com a distância os sentimentos não mudam. Espero o seu retorno que será em breve para que nossa história continue.

1

“Se mal sei amarrar os cadarços
ao passo em que deito a mulher em verso
a culpa é tua!
Como poderia eu te presentear no tempo certo
se o quando foste tu quem me tirou?
O nome disso é anomalia: feliz desaniversário!
Juliano Beck
19 fev. 2014.”

>Como é que Chama o Nome Disso . Arnaldo Antunes

>Enviada por Nana Rodsi (coleção particular)

1

Eu quero fotografar leminski
mesmo as vezes triste
em minhas sorteadas partes inteiras,
este poeta em frases
me tocaste distraída
fiz de mim esmera parte
de sua nunca poesia.
Lua ausente amanhecida
este pão na chapa quente
você endurecida capa
de um livro que
não me pertence.
Mari
14/3/13”

>Toda Poesia . Paulo Leminski
>Enviada por Marina (coleção particular)

>Ela conta: Sabe aquele livro que te inspira puxar o caderninho e escrever qualquer sinceridade bruta? Foi mais ou menos isso que me dei de presente.

1

“Fortaleza, 07 de janeiro de 2013
Dedico este livro para quem distraidamente
já se deixou seduzir pelo doce patético que o amor e
só o amor proporciona. É um livro escrito para mim,
do início ao fim, onde cada enredo me leva ao passo
seguinte em busca da peça do quebra-cabeça ou quem
sabe, para a porta dourada que leva ao fim do campo
de centeio, do labirinto, do devaneio dos meus amores!
É o flerte e pode ser fatal, a medida que racionalizo
e domestico os leões enfurecidos dos meus doces bárbaros sentimentos. Eis a paz e a tormenta de mãos dadas!
Lucianny Motta, 07.01.13”

>Risíveis Amores . Milan Kundera

>Lucianny Motta (presente)

>Ela conta: Achei esse livro em um sebo logo depois de ensaiar o fim de mais um capítulo da minha eterna história de amor (e única, diga-se de passagem). São seis anos entre abraços apertados e despedidas, de risos e lágrimas, de amor e ódio, sem exagero e com a pitada de drama clássico das novelas mexicanas. Hoje ele está mais uma vez se despedindo de mim (talvez pra sempre) de mudança para França e apaixonado por outros planos e eu estou aqui de novo, ensaiando mais uma vez o fim, a despedida final, o adeus. Será que eu amarei assim de novo? Quem sabe?

Site reúne lista com mais de 500 sebos online

0

Juliana Aguilera, no Catraca Livre

A lista de sebos do site Livronauta reúne diversos títulos famosos utilizados no ensino médio e lista de vestibulares com preços bem abaixo do praticado pelas livrarias.

Lançado em 2010, o site tem o objetivo de atender às necessidades do mercado de vendas online de livros usados. A lista conta com aproximadamente 500 sebos de todos os estados brasileiros, que entregam por encomenda. São mais de 3 milhões de títulos divididos em 73 gêneros.

Para comprar um livro ou anunciar seu sebo, basta o interessado se cadastrar na rede. A venda não é feita pelo site e sim diretamente pelo sebo e o cliente. Confira outros títulos disponíveis no Livronauta:

Capitães de Areia

O livro presente na lista da Fuvest 2014 é do ano 1998, R$ 10

Capitães da Areia - Imgur

Dom Casmurro

O clássico de Machado de Assis do ano de 1980, R$ 3

Dom Casmurro - Imgur

Memórias Póstumas de Brás Cubas

Do ano de 1991, o livro sai por R$ 1,94

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Imgur

dica do Ailsom Heringer

Professores já podem escolher livros didáticos para 2014

0

De 2 a 12 de agosto eles terão de escolher os títulos

Publicado no Infonet

(Foto: Arquivo Portal Infonet)

Os professores dos anos finais do Ensino Fundamental podem consultar pela internet o Guia de Livros Didáticos para 2014. De 2 a 12 de agosto eles terão de escolher os títulos de português, matemática, história, geografia, ciências e língua estrangeira que serão adotados na rede pública a partir do próximo ano.

Para ajudar na escolha, o guia do Ministério da Educação (MEC) traz resumos e informações sobre as obras selecionadas para o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). A escolha deverá ser feita também online pelos professores do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Após a seleção, a aquisição das obras será negociada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) com as editoras. Pela escala da compra, o FNDE obtém preços inferiores aos do mercado.

A previsão da autarquia é a aquisição 90 milhões de exemplares para 13 milhões de estudantes. Os livros serão usados nos próximos três anos. Além da versão digital do guia, na internet, o FNDE enviará versões impressas às unidades de ensino participantes do PNLD que atendam às turmas dos anos finais do Ensino Fundamental. Mais Informações acesse. 

Fonte: Agência Brasil

Como cuidar dos seus livros

1

1

Thais Godinho, no Vida Organizada

Ter uma biblioteca em casa é maravilhoso, mas os livros precisam de cuidados, pois são feitos de matéria orgânica (papel). Veja algumas dicas para conservá-los:

– Sempre que trouxer um novo livro para casa, especialmente se você tiver o hábito de comprar livros usados, dê uma folheada geral para ver se não há traças ou sujeira entre as páginas. Passe um escovão (se puder, tenha um somente para este fim) seco na parte de cima e nas laterais, para tirar o pó acumulado. Se estiver engordurado, passe um pano úmido na capa e deixe secar ao sol. Só então guarde-o na estante.

– Procure não manusear os livros com as mãos sujas ou engorduradas. Dica básica, eu sei, mas vale lembrar.

– De uma a duas vezes por ano, pegue o mesmo escovão e limpe a parte de cima e as laterais de todos os seus livros para remover a sujeira e a poeira acumulada.

– Se a estante fica em um lugar com um pouco de umidade, espalhe pelas prateleiras algodão embebido em terebintina (vendida em lojas de produtos para artes). Troque a cada três meses.

– Para prevenir os livros das traças, existe uma série de receitas. A mais indicada é espalhar querosene por toda a estante. Sinceramente, eu nunca fiz isso. Primeiro, porque sequer sei onde deve vender querosene. Segundo, porque acho perigoso. Terceiro, porque minha estante não é envernizada e passar querosene a deixaria manchada. Assim, o que eu faço é manter sempre a área dos livros arejada, com as janelas abertas sempre que possível, e deixar pastilhas de cânfora pelas prateleiras (podem ser encontradas em farmácias de manipulação). Bolinhas de naftalina, cravo da índia, grãos de pimenta do reino e folhas de louro também funcionam, mas é preciso trocar mensalmente. É fundamental manter os livros limpos.

– Para capas de couro, a melhor alternativa é cobrí-las com uma camada leve de vaselina, pois isso mantém o tecido hidratado.

– Mantenha os livros na vertical. Se eles ficarem “deitados” na diagonal, se deformarão. Na horizontal também, além de ficarem com a capa marcada.

– Se as páginas dos livros estiverem manchadas, tente esfregar miolo de pão. Se forem manchas de mofo, elas devem ser removidas esfregando um paninho umedecido em vinagre, e depois passando algodão seco.

– Para evitar que os livros criem bolor, passe perfume neles. As essências de alfazema e terebintina são as mais indicadas.

– Se o livro estiver úmido, coloque-o para tomar sol.

– Para a limpeza no dia a dia, use um espanador bem peludo para remover a poeira constantemente.

– Estantes com portas de vidro são as mais recomendadas para guardar livros, pois os mantém protegidos dos insetos e também da poeira. Mas tudo bem se você só tiver uma estante aberta, pois é a mais comum mesmo. Basta ter esses cuidados.

– Procure não manter livros que você não goste, que não estejam sendo úteis ou que não tenham valor emocional para você. Doar livros ajuda outras pessoas e libera espaço na estante, fazendo o ar circular.

Cuidar dos livros dá um pouco de trabalho, mas é um trabalho necessário a todos aqueles que amam seus exemplares e querem mantê-los por um longo período de tempo. Vale a pena ter esse cuidado.

Go to Top