Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Londres

Peça de Harry Potter será continuação dos livros, diz produtora

0
Cartaz da peça "Harry Potter and the Cursed Child"

Cartaz da peça “Harry Potter and the Cursed Child”

Publicado no UOL

A peça “Harry Potter and The Cursed Child” (Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, em tradução livre), que chega aos teatros de Londres em julho de 2016, será uma sequência da história finalizada no sétimo livro.

De acordo com o jornal “Daily Mail”, que teve acesso ao roteiro da obra, a história se passa 19 anos depois dos eventos dos livros. “Nunca foi fácil ser Harry Potter e continua sendo difícil agora que ele trabalha no Ministério da Magia, é casado e pai de três filhos”.

A história, dividida em duas partes, deve se concentrar em Harry e seu filho Albus, que deve lutar contra o peso do legado da família que ele nunca quis. Pai e filho devem aprender a verdade desconfortável que “às vezes, a escuridão vem de lugares inesperados”.

“Podemos dizer com segurança que ‘The Cursed Child’ retoma a história a partir de ‘As Relíquias da Morte'”, disse ao jornal a produtora Sonia Friedman. O sétimo livro termina com Harry casado com Ginny Weasley, e pai de três crianças: Albus, James e Lily.

As duas partes poderão ser vistas no mesmo dia ou em duas noites consecutivas. Um período inicial de 16 semanas de exibição estará à venda na primeira fase de reservas, que começa em 30 de outubro.

Os assessores estão divulgando informações a conta gotas ao longo de vários meses, no que parece ser uma estratégia para agitar os fãs, embora o sucesso comercial da peça pareça extremamente provável, independentemente de quaisquer esforços de marketing.

Até agora tudo ligado a Harry Potter se transformou em ouro. Os livros de Rowling já venderam mais de 450 milhões de cópias e foram traduzidos em 78 línguas, enquanto a franquia de filmes, em oito partes, com base nos livros, arrecadou mais de 7 bilhões de dólares nas bilheterias do mundo todo.

*Com informações da Reuters

Primeiras informações revelam que ‘Harry Potter e a criança amaldiçoada’ se passará após ‘Relíquias da morte’

0
 Sinopse da peça teatral, que será apresentada em Londres e dividida em duas partes, foi divulgada oficialmente e confirmou alguns rumores Peça será dividida em duas partes, com a primeira estreando no ano que vem, em Londre

Peça será dividida em duas partes, com a primeira estreando no ano que vem, em Londres

Publicado no Divirta-se

A euforia dos fãs com a peça teatral baseada na franquia Harry Potter aumentou ainda mais depois que as primeiras informações foram divulgadas. Através do site Pottermore, J.K. Rowling, autora da saga, liberou a primeira sinopse de Harry Potter e a criança amaldiçoada, que se passará após o epílogo apresentado em Relíquias da morte.

“Sempre foi difícil ser Harry Potter e não é muito fácil agora que ele é um funcionário cheio de trabalho no Ministério da Magia, um marido e pai de três crianças na idade escolar. Enquanto Harry luta contra um passado que se recusa a ficar no passado, seu filho mais novo, Alvo Potter, precisa lidar com o peso de um legado de família que ele nunca quis. Enquanto passado e presente começam uma sinistra fusão, pai e filho aprendem uma verdade desconfortável: às vezes a escuridão vem de lugares inesperados”, revela a sinopse.

A peça será dividida em duas partes e, segundo J.K. Rowling, isso foi preciso devido a “natureza épica da história”. O primeiro ato será lançado na metade de 2016 e os ingressos começam a ser vendidos no fim do ano.

Jack Thorne, John Tiffany e Sonia Friedman comandam o espetáculo, que foi escrito por JK Rowling. Imogen Heap, responsável pela trilha de As Crônicas de Nárnia, cuida das canções.

NOVO FILME

Quem imaginava que, com o fim do oitavo filme, o mundo fantástico de Harry Potter daria adeus às telonas estava enganado. Uma nova trilogia baseada no universo criado por J.K. Rowling está sendo preparada e será lançada nos próximos anos.

Protagonizado por Eddie Redmayne, Animais fantásticos e onde habitam se passa 70 anos antes das histórias de Potter e chega aos cinemas em 2016. A trama gira em torno do magizoologista Newt Scamander, em sua jornada pelo mundo bruxo, catalogando animais fantásticos.

As outras duas partes da história serão lançadas em 2018 e 2020.

Cinco livros que inspiram viagens dentro e fora do Brasil

0

Publicado no Bonde

Um bom livro nos faz viajar sem sair do lugar. Alguns dão vontade de ir onde a história se passa, e conhecer cada pedacinho do lugar que é relatado na obra. O blog Da Porta Pra Fora preparou uma lista de livros que se passam em lugares incríveis e famosos. Confira:

1. Jubiabá, de Jorge Amado (Salvador/ Bahia):

Jubiabá, de Jorge Amado

Jorge Amado, um dos autores brasileiros mais prestigiados em todo o mundo, contou muitas histórias sobre a Bahia, das fazendas de cacau e da capital. Este se passa em Salvador e conta a história de Antônio Balduíno que nasceu órfão no morro do Capa-Negro, e tinha como grande referência espiritual o centenário feiticeiro e ex-escravo Jubiabá.

Resenha: Depois de uma infância de liberdade e pequenos delitos nas ruas de Salvador, Antônio Balduíno vira malandro, sambista e desordeiro, até ser transformado em boxeador profissional por um empresário italiano. Encerra a carreira muito cedo ao tomar uma surra no ringue numa noite e acaba indo trabalhar nas plantações de fumo do Recôncavo Baiano. Ao longo dessas muitas vidas, choca-se contra o mundo das mais variadas formas, até atingir um vislumbre de compreensão da realidade que o cerca e de seu lugar nela.

2. O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde (Londres / Inglaterra):

O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde

Oscar Wilde relata uma Londres lendária, com uma sociedade extremamente conservadora, que vê o belo Dorian Gray tornar-se o centro das atenções, apesar dos mistérios que esconde. A cidade aparece com glamour e todo mundo sonha em conhecê-la.

Resenha: Dorian Gray é o tema de um retrato de corpo inteiro em óleo de Basil Hallward, um artista que está impressionado e encantado com a beleza de Dorian. Ele acredita que a beleza de Dorian é responsável pela nova modalidade em sua arte como pintor. Através de Basil, Dorian conhece Lorde Henry Wotton, e ele logo se encanta com a visão de mundo hedonista do aristocrata: que a beleza e a satisfação são as únicas coisas que valem a pena perseguir na vida.

3. Clarissa, de Érico Veríssimo (Porto Alegre / Rio Grande do Sul)

Clarissa, de Érico Veríssimo

Uma cidade do começo do século XX é retratada pelo genial Érico Veríssimo, com detalhes típicos de uma jovem mulher. Um livro lindo e uma cidade de sonho.

Resenha: Clarissa é uma jovem de treze anos, filha de fazendeiros, que vai morar na pensão da tia Eufrasina enquanto estuda em Porto Alegre. No pequeno universo da pensão onde mora, a jovem entra em contato com realidades que seu otimismo juvenil não imaginava que existissem. (mais…)

007 vai ganhar série regular nos quadrinhos depois de 20 anos

0

Lançamento aproveita a estreia de 007 Contra Spectre nos cinemas.

Eder Augusto de Barros, no SuperNovo

Segundo o CBR, a Dynamite Entertainment vai lançar no dia 4 de novembro nos EUA uma nova série regular do agente secreto britânico 007 depois de 20 anos longe dos quadrinhos. A revista que levará o nome de James Bond – 007 terá roteiros de Warren Ellis e Jason Masters. A primeira edição terá uma leva de capas alternativas desenhadas por Dom Reardon, Jock, Gabriel Hardman, Stephen Mooney, Dan Panosian, Francesco Francavilla e Glenn Fabry.

 

O primeiro arco, chamado de VARGR, vai mostrar James Bond voltando a Londres para assumir tarefas de outro agente double zero morte em serviço. O roteirista Warren Ellis comentou oficialmente a nova aposta da Dynamite e disse que vai se inspirar no James Bond de raíz, James Bond moleque, aquele dos livros de Ian Fleming:

O James Bond de Ian Fleming é um ícone, e é um prazer contar narrativas visuais com o Bond original dos livros, brutal e cheio de cicatrizes.

A primeira capa, e as versões alternativas, já foram divulgadas, e você vê abaixo. O movimento da Dynamite é uma clara oportunidade de impulsionar o lançamento com o filme 007 Contra Spectre que chega aos cinemas exatamente no dia 5 de novembro.

james-bond-1-capa6-444x682

Estudantes de Bauru ganham prêmio inédito para o Brasil na Inglaterra

0

jogo tabuleiro

Alunos desenvolveram jogo de tabuleiro economicamente sustentável.
55 escolas de 14 países que não tem o inglês como idioma participaram.

Renata Marconi, no G1

Treze estudantes do ensino médio de Bauru (SP) foram os primeiros brasileiros a ganharem as Olímpiadas Britânicas de Inglês, o BEO (British English Olympics) World, que é realizada em Londres desde 2009 pela Oxford internacional para estrangeiros, uma das mais importantes faculdades da Inglaterra. Participaram da competição 55 escolas de 14 países que não tem o inglês como idioma principal.

Julia acredita que união da equipe foi a diferença (Foto: Renata Marconi / G1)

Julia acredita que união da equipe foi a diferença
(Foto: Renata Marconi / G1)

O desafio era desenvolver um jogo de tabuleiro com o tema empreendedorismo, que fosse economicamente sustentável por pelo menos 5 anos e que fosse febre entre os usuários, segundo o professor de matemática Rafael Sanchez, que acompanhou os alunos na competição. “O jogo tinha que sobreviver da própria receita”, explica.

Uma das integrantes do grupo, a estudante Julia Segala Pietro, de 15 anos, diz que essa foi uma oportunidade internacional de aprender muito. ” Foi uma experiência única. Precisava ser inovador, criativo e que atingisse a população. Fizemos um plano de empreendedorismo”, lembra a jovem que os alunos se preparam o ano todo para o desafio.
saiba mais

Depois de 10 dias, o projeto “Survival” estava pronto. O objetivo do jogo on-line dos brasileiros era colonizar planetas. “Coletar elementos pelo tabuleiro com trocas entre seus amigos. O objetivo é colonizar planetas e sobreviver”, explica Julia. A jovem acredita que o diferencial tenha sido a união da equipe. “A nossa união mexeu com os jurados. Todos sabiam responder, queriam realmente que o jogo existisse.”

Para o professor Rafael, o trabalho na escola ajudou muito os alunos. “A rotina de trabalho na escola, trabalho em equipe, pesquisa, projeto, isso fez a diferença. Os outros alunos eram muito dedicados também e isso incentivava”, afirma.

Premiação dos estudantes foi recebida em Londres (Foto: Arquivo pessoal/ Four C )

Premiação dos estudantes foi recebida em Londres (Foto: Arquivo pessoal/ Four C )

Premiação
Com o título das Olimpíadas Britânicas de Inglês, os estudantes vão poder escolher entre uma bolsa de estudos em uma universidade da Alemanha, no curso de preferência, ou um curso de quatro semanas em universidades da Inglaterra, Canadá ou Estados Unidos. Mas, para os professores, os maiores prêmios mesmo são a experiência e o conhecimento.

Dupla ganhou "Talent Show" (Foto: Renata Marconi / G1)

Dupla ganhou “Talent Show”
(Foto: Renata Marconi / G1)

Os mais novos de, 11 a 14 anos, também competiram em jogos acadêmicos, todos em inglês. Eles chegaram a semifinal e ganharam outros prêmios, além do incentivo dos mais velhos e a experiência.

Prêmio ‘Talent Show’
Em momentos de descontração, dois amigos aproveitaram para mostrar seu talento na música e também foram premiados em um show de talentos. Lucca Bertolani Travain de 15 anos e Victor Augusto do Nascimento Silva, de 14 anos, cantaram e tocaram violão e, para surpresa, foram os melhores da competição.

Mas mesmo com o prêmio de talento, eles se empenharam para vencer a Olímpiada. E a sensação foi muito melhor, segundo Lucca. “Me sinto um businessman (empresário)”, brinca. O estudante ainda conta que a experiência que teve vai levar para a vida inteira. “A preparação é importante, trabalhar em grupo. Se não organizar, não progride”, afirma.

Depois de tanto esforço, os alunos foram recebidos com festa em Bauru. Pais e professores organizaram uma recepção para os primeiros brasileiros bilíngues a receber o prêmio.

Alunos venceram prêmio na Inglaterra (Foto: Renata Marconi / G1)

Alunos venceram prêmio na Inglaterra (Foto: Renata Marconi / G1)

Go to Top