Posts tagged melhora

Ler para as crianças melhora o desempenho escolar

0

(Tatyana Tomsickova Photography/Getty Images)

A exposição à leitura beneficia os desenvolvimentos emocional e neurológico.

Raquel Drehmer, no M de Mulher

Ler sempre é bom. Por meio da leitura desenvolvemos a empatia, aumentamos o vocabulário, relaxamos, conhecemos e entendemos pensamento e realidades diferentes do nosso padrão, entre outros fatores. Quando lemos perto das e para as crianças, isso se amplifica, pois elas recebem estes mesmos benefícios e, de quebra, os laços familiares são fortalecidos. E tem mais: quando o assunto é desempenho escolar, os pequenos que são expostos com frequência aos livros antes dos cinco anos ficam à frente daqueles que não têm este estímulo.

Esta é a conclusão de um estudo realizado pela Universidade de Newscastle (Austrália) divulgado no final de 2018. Com base na observação da dinâmica de 1320 crianças e seus pais – metade das famílias orientadas a ler para os filhos, metade orientada a não ler –, observou-se que, depois de três anos, o grupo infantil da leitura tinha o vocabulário mais amplo e a compreensão de situações cotidianas mais apurada que o outro grupo.

Naturalmente, houve consequências no rendimento em sala de aula: no geral, as crianças do primeiro grupo tiveram avaliações e/ou notas mais elevadas que as do segundo.

O resultado confirma o que havia sido revelado em um outro estudo, de 2017, publicado no periódico Pediatric Academic Societies Meeting. Nele, pela análise por 4 anos de 250 filhos para os quais as mães liam desde os 6 meses de vida, observou-se que o vocabulário e a compreensão da linguagem eram mais amplos que a média na entrada na escola.

Desenvolvimento cerebral infantil pela leitura

Deborah Moss, neuropsicóloga especialista em psicologia do desenvolvimento pela USP, afirma que a ação da leitura é tanto emocional quanto física: “Além de toda a questão de afeto e troca neste momento de qualidade que os pais se dispõem a ficar com os filhos, o contato com os livros e as letras estimula uma parte do desenvolvimento neurológico que chamamos de ambiente alfabetizador, onde as letras circulam. À medida que eles crescem, a associação com as letras é feita.”

Que fique claro, porém, que o objetivo não é alfabetizar precocemente essas crianças, mas sim estimular sua familiaridade com as letras, com a escrita – que serão fundamental ao longo de toda sua vida. “O mundo letrado estimula a curiosidade. Este é o ponto principal”, explica.

A pedagoga Caroline Assis, professora de ensino fundamental I, conta que em sala de aula é perceptível quando a criança vem de uma realidade da qual livros, gibis e revistas façam parte do dia a dia. “Elas tendem a ser mais curiosas, criativas e capazes de associações incríveis, pois deixam a imaginação voar longe desde cedo. Aproveitam muito melhor o mundo do faz-de-conta e participam da construção de histórias mais ativamente”, diz.

Quem lê livros é mais popular em aplicativos de namoro

0

7030239035_624c94268aedit

Publicado no Curiosamente

Um site de namoro descobriu quais são os tipos de leitura preferidas para tornar a pessoa mais atraente para potenciais parceiros. De acordo com o aplicativo eHarmony, as mulheres que listaram Jogos Vorazes como um de seus livros preferido tiveram maior popularidade. Já os homens que adicionaram os livros de negócios de Richard Branson aos favoritos também foram procurados mais vezes.

Os Homens que Não Amavam as Mulheres se mostrou como uma boa opção para os dois gêneros, mas ler qualquer coisa é algo positivo nessa área de conquista. A pesquisa realizada apontou que homens que adicionam leituras ao perfil recebem 19% mais mensagens, enquanto mulheres recebem 3% a mais.

Estudos já haviam mostrado anteriormente que pessoas que leem tem mais empatia, de acordo com o jornal britânico The Guardian. Uma pesquisa da Universidade de Toronto mostrou que leitores ávidos tiveram uma pontuação melhor no teste de empatia e no teste de leitura mental a partir dos olhos. No geral, acredita-se que ficção literária melhora a personalidade.

Uma análise da Reading Agency feita em 51 artigos e relatórios mostrou que leitura também melhora o relacionamento com os outros, reduz os sintomas de depressão e os riscos de demência, além de melhorar o bem-estar ao longo da vida.

Malhar melhora o seu aprendizado

0
Malhar melhora o seu aprendizado

É melhor malhar se quiser lembrar (Foto: Reprodução)

Rennan A. Julio, na Galileu

Segundo pesquisadores da Georgia Tech, malhar aumenta 10% da sua capacidade de memorização. Para os autores do estudo, 20 minutinhos de exercícios físicos são suficientes para que você consiga lembrar o que as outras pessoas – sedentárias – não lembram.

A ciência já comprovou que exercícios aeróbicos regulares, a longo prazo, são importantes para a memória. Mas segundo os pesquisadores americanos, em curto prazo também malhar também traz efeitos. Realizando seu teste com um grupo de jovens e saudáveis adultos, a equipe descobriu que dar aquela puxada de ferro exatamente depois de períodos de aprendizagem pode ser uma ótima pedida.

Inicialmente, a equipe mostrou uma série de 90 fotos. As imagens mostravam cenas positivas (crianças brincando), negativas (corpos mutilados) e neutras (como relógios, por exemplo). Depois disso, metade das pessoas foi convidada a realizar exercícios e a outra metade a ficar sentada em uma sala normal. 48 horas depois, os cientistas mostraram uma nova sequência de imagens: agora com 180 – sendo que as 90 originais estavam entre elas. E o resultado mostrou que enquanto o grupo de controle – aquele que ficou sentado – só se recordou de 50% das fotos; a galera da malhação conseguiu lembrar-se de 60%.

Aparentemente, intensos exercícios enchem o nosso organismo de hormônios similares aos presentes em situações estressantes – como falar em público -, e durante esse estado as pessoas possuem maior probabilidade de lembrar as coisas. E aí, #partiu academia?

Go to Top