Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged milhões

Cinco dicas para curtir o Rio de Janeiro durante a Bienal do Livro

0

Publicado no Diário do Nordeste

A Bienal do Livro acontece no Riocentro, localizado na Barra da Tijuca, com fácil acesso ao Aeroporto do Galeão e da Rodoviária Novo Rio. Há 36 anos, o evento – que este ano acontece de dias 31 de agosto a 10 de setembro – abre espaço para escritores consagrados e novos nomes da literatura. Para quem vai aterrissar no Rio de Janeiro nos próximos dias, a agência de viagens online ViajaNet preparou uma lista com dicas para os amantes da literatura.

Estátuas literárias

image

 

Por muitos anos, o Rio foi polo intelectual do País por conta da mistura do ar boêmio com a arte. Em homenagem, estátuas de diversos artistas foram espalhadas pelos principais pontos: Carlos Drummond de Andrade em Copacabana; Manuel Bandeira, Machado de Assis, na Academia Brasileira de Letras e, mais recentemente, o bairro do Leme ganhou a figura de Clarice Lispector (foto), que atrai turistas e cariocas aficionados por suas obras.

Academia Brasileira de Letras

image2

 

Criada em 1887 por Machado de Assis, a ABL tem como intuito manter viva “a cultura da língua e da literatura nacional”, como está escrito em seu estatuto. É ali que são discutidas novas ideias, definem-se publicações, além de abrigar um verdadeiro museu das palavras e poesias que nasceram em terras tropicanas. É lá também que o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (reformado recentemente em 2009) é elaborado.

Biblioteca Nacional

image3

 

Considerada a sétima maior biblioteca do mundo e a maior da América Latina pela Unesco, a Fundação Biblioteca Nacional abriga cerca de 9 milhões de títulos. Em seu acervo estão raridades como um exemplar da Bíblia de Gutenberg de 1462 e a coleção iconográfica Teresa Cristina Maria. No estabelecimento existem laboratórios de restauração e conservação para manter as obras em bom estado ao longo dos anos.

Real Gabinete Português de Leitura

image4

 

Quando o Rio de Janeiro ainda era a capital do Brasil, um grupo de 43 portugueses se reuniu e dali saiu a ideia de criar um espaço onde os conhecimentos fossem ampliados. Aberta ao público desde 1837, a biblioteca chama atenção por sua arquitetura que carrega o neomanuelino, estilo romântico e que apresenta portas e janelas ricas em detalhes luxuosos. Na Sala de Leitura, por exemplo, podem ser vistos candelabros e claraboias, além de 350 mil de obras.

Sebos diversos

image5

 

Apesar das programações e atrações incríveis, nem sempre os preços dos livros nas bienais são muito convidativos. Por isso, vale a pena dar uma chance para os sebos, que apesar de comercializar exemplares usados, guardam vários achados em bom estado. O Baratos da Ribeiro, em Botafogo, é um dos destaques. Aproveite para visitar também o Luzes da Cidade, o Sebo da Serra e a Casa da Cultura, que ficam na mesma região. Bons garimpos!

Em sebos on-line, a oportunidade de economizar e encontrar livros raros

0
Jornalista passou a comprar livros usados pelos filhos na escola em sebos virtuais (Foto: Fernanda Luz)

Jornalista passou a comprar livros usados pelos filhos na escola em sebos virtuais (Foto: Fernanda Luz)

 

Um dos sites mais antigos do País, o Estante Virtual, já vendeu mais de 16 milhões de títulos em 12 anos

Carolina Iglesias em A Tribuna

Com uma diversidade de livros cada vez maior, os sebos virtuais têm caído no gosto dos consumidores. E engana-se quem pensa que o grande atrativo destes ambientes são só os preços mais baixos. Nos sites de livros de segunda mão, é possível encontrar exemplares que já sumiram dos catálogos de grandes editoras ou livrarias, além de uma infinidade de obras que nem chegaram a ser lançadas no Brasil.

Há cerca de três anos, a jornalista Alcione Herzog trocou as livrarias convencionais pelos sebos on-line. Ela conta que a primeira compra ocorreu após uma indicação. De lá para cá, mais de 50 títulos já foram adquiridos, muitos deles para os filhos, de 12 e 15 anos. O custo de um livro, segundo ela, dependendo da procura, pode chegar a até 50% do valor de uma livraria. “Quando são livros mais raros, economiza-se um pouco menos, mas mesmo assim ainda é mais barato”.

Com o passar do tempo, ao perceber que os livros adquiridos em sebos on-line sempre eram entregues em sua residência, em bom estado, passou também a comprar algumas obras de interesse para ela e para o marido. “Nunca tive problemas. Só uma vez que encomendei, paguei, mas o sebo não tinha mais o exemplar em estoque. Mas, restituíram o dinheiro. É bem organizado”, comenta a jornalista, que afirma que a cultura do reuso também caiu no gosto de outras mães.

“Na escola onde os meus filhos estudam tem um clube de livros, onde as mães trocam. Deixam lá o que eles usaram no ano letivo que se encerra e pegam outros deixados por outras mães. Eu mesma também já me beneficiei desse clube”.

Raridades

Para o jornalista e escritor Flávio Viegas Amoreira, a vantagem da compra em sebos on-line vai muito além da economia. É possível, muitas vezes, encontrar raridades não só para consumo próprio, mas também para presentear amigos que são literários.

Flávio acredita que comprar livros em sebos on-line vai além de economia (Foto: Alberto Marques/AT)

Flávio acredita que comprar livros em sebos on-line vai além de economia (Foto: Alberto Marques/AT)

“Eu já tinha o hábito de comprar livros em sebos físicos, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Só transferi essa prática para o ambiente virtual”, conta o jornalista, que há pelo menos 10 anos compra livros de segunda mão pela internet. “Em livrarias comuns, alguns títulos são impossíveis de serem encontrados. Além das obras que adquiri para mim, alguns exemplares utilizo nas oficinas de literatura que aplico e, já encontrei, nestes sites de livros usados, muitas biografias famosas, além de livros de poetas esgotados e de autores esquecidos”.

Garimpar títulos antigos em sites de sebos on-line também passou a ser um hábito na vida da médica veterinária Kathia Brienza, que hoje já coleciona cerca de 50 livros de segunda mão. Amante da literatura, ela conta que muitos dos exemplares adquiridos nesses sites são raridade, ou nunca chegaram a ser vendidos no País.

Kathia coleciona cerca de 50 livros de segunda mão (Foto: Irandy Ribas/AT)

Kathia coleciona cerca de 50 livros de segunda mão (Foto: Irandy Ribas/AT)

“Eu sempre tive o hábito de comprar livros pela internet, mas títulos mais antigos acabam sendo difíceis de encontrar numa livraria convencional. Foi por isso que comecei a vasculhar estes sites, que reúnem muitas obras fora de catálogo. Além das opções mais em conta, encontro muitas obras que nem foram publicadas no País”, conta a veterinária, que só este ano já comprou 13 livros em sebos virtuais.

Onde encontrar:

Estante Virtual – www.estantevirtual.com.br

O site, um dos mais antigos em funcionamento no País, disponibiliza em seu acervo cerca de 16 milhões de livros, entre usados, novos e seminovos. Na página, em média, as obras são vendidas a preços até 52% mais baixos do que nas livrarias. Para comprar, é só digitar na guia de busca o nome ou autor da edição desejada e efetuar a compra.

Livronauta – www.livronauta.com.br

No ar desde 2010, reúne, em média, mais de 400 sebos e 4 milhões de livros.

Portal dos Livreiros – www.portaldoslivreiros.com.br

O site, que promete preços mais baratos, justamente por cobrar uma fatia menor das transações efetuadas, tem vendedores de todo o Brasil.

Sebos Online – www.sebosonline.com

No portal, uma das singularidades é que além da venda de livros é possível encontrar vinis, DVDs, VHS e CDs.

Por que o maior sistema educacional do mundo está falhando?

0
Na opinião de alguns indianos, o investimento pequeno destinado à educação é responsável pelo ensino deficitário (Foto: Wikimedia)

Na opinião de alguns indianos, o investimento pequeno destinado à educação é responsável pelo ensino deficitário (Foto: Wikimedia)

Iniciativas como a da organização não governamental Pratham ajudam a melhorar a qualidade do ensino na Índia, mas sem o envolvimento efetivo do governo milhões de crianças e jovens não têm acesso a uma formação educacional sólida

Publicado no Opinião e Notícia

No andar térreo de uma escola primária em Jaipur no estado de Rajasthan, 50 alunos esperam o intervalo do almoço. A escola tem três professores, mas dois deles estão ausentes. Um está “doente” e o outro, a diretora da escola, saiu ao meio-dia, com o pretexto que tinha “trabalho externo para fazer”. O ensino é muito fraco e as crianças esforçam-se para ler frases simples em livros de poesia abertos à sua frente.

Já no segundo andar o ambiente é dinâmico. Rekha Gurjar, uma professora da ONG Pratham pede que as crianças leiam um texto escrito no quadro-negro. Ela faz perguntas e as mãos se levantam para responder. Os centros de ensino da ONG Pratham com currículos adaptados ao nível escolar dos alunos ensinam noções básicas da língua híndi e matemática em 40 dias, com base em métodos novos que aceleram o processo de aprendizado.

Cerca de 260 milhões de crianças frequentam a escola na Índia, mais do que em qualquer outro país. A frequência de alunos tem aumentado ao longo dos últimos 20 anos, devido à lei do Direito à Educação (RTE) aprovada em 2009, que obriga os pais a matricularem os filhos nas escolas até a idade de 14 anos. Mas em geral o ensino é muito fraco.

As consequências do baixo nível de escolaridade são graves. O bom rendimento escolar está associado a salários mais altos e ao crescimento econômico mais rápido. A Índia só participará do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), um exame para avaliar os sistemas educacionais em diversos países, em 2021. Mas os resultados dos jovens de 15 anos dos estados de Himachal Pradesh e Tamil Nadu, que fizeram o exame em 2009, mostraram que estavam com um atraso de cinco anos em relação a alunos de Xangai e de países mais desenvolvidos do Leste Asiático.

Na opinião de alguns indianos, o investimento pequeno destinado à educação é responsável pelo ensino deficitário. A Índia gasta 2,7% do PIB com o sistema educacional do país, menos do que outros países em desenvolvimento, como o Brasil. Mas, na verdade, a verba é mal administrada. O orçamento destinado à educação aumentou 80% entre 2011 e 2015, segundo a análise dos orçamentos de oito estados realizada por Geeta Kingdon do University College London. No entanto, o rendimento escolar caiu.

A reforma do sistema educacional da Índia precisa do apoio efetivo do governo. O primeiro-ministro Narendra Modi comprometeu-se a melhorar a educação no país. Mas pouco foi feito. Uma nova proposta de reformulação do ensino ainda aguarda os trâmites burocráticos para ser apresentada. É uma situação lamentável em um país onde mais de 20 milhões de indianos atingem a idade escolar todos os anos e não têm acesso a um ensino de qualidade.

Fontes:
The Economist-Why the world’s biggest school system is failing its pupils

Livro reúne os melhores Tweets de Maisa Silva

0

Com mais de 19 mil Tweets, Maisa é hoje uma das maiores influenciadoras da rede social com 47 milhões de impressões por mês (média dos últimos três meses

Publicado em A Crítica

Maisa Silva, considerada a rainha da internet brasileira com mais de 1 milhão e 500 mil seguidores no Twitter, dá o que falar nas redes sociais. A atriz, prestes a completar seus quinze anos, mostra que é uma adolescente consciente e engajada ao levantar assuntos polêmicos e também engraçados em seu perfil pessoal administrado por ela mesma. Foi pensando nas boas tiradas e na reunião de um conteúdo relevante e inusitado que, em parceria inédita com a Agência Mostre-se, a Editora Gutenberg anuncia o projeto do livro de Tweets da Maisa.

Com mais de 19 mil Tweets, Maisa é hoje uma das maiores influenciadoras da rede social com 47 milhões de impressões por mês (média dos últimos três meses). Em sua página, costuma postar sobre seu dia a dia, novidades profissionais e pessoais, vídeos e participação em programas e até mesmo levantar argumentos em relação a diversas questões de cunho social. O sucesso é tanto que a garota possui até um fandom – grupo de fãs de determinada mídia ou personagem – chamado “maisáticos”, que se encantam com a originalidade e autenticidade da garota.

20160811101636-unnamed

O objetivo do livro é trazer ao público uma divertida face da jovem que, em meio a controvérsias e críticas, exibe sempre o bom humor e a versatilidade, que são sua marcas registradas, tratando dos temas leves e até dos mais sérios com a naturalidade que a fez conquistar uma legião de fãs no Brasil.

Assim como seus dois livros já lançados, Sinceramente Maisa – Histórias de uma garota nada convencional e O diário de Maisa, este é mais um projeto inédito que promete trazer aos fãs uma grande oportunidade de carregar os melhores memes da garota para todos os lugares.

Sobre a autora: Maisa Silva é atriz, apresentadora e cantora. Apareceu pela primeira vez na TV, no programa Raul Gil e logo depois foi contratada pelo SBT para apresentar o programa Sábado Animado. Com todo o seu carisma, foi conquistando a família brasileira e ganhou mais espaço na televisão, no Programa Silvio Santos e no Bom Dia & Cia. Pelo grande sucesso de seu trabalho, Maisa conquistou reconhecimento de toda a mídia e já foi premiada com o Troféu Imprensa e Troféu Internet. Como atriz, fez sucesso interpretando a personagem Valéria na novela Carrossel, remake adaptado por Iris Abravanel e exibido no SBT. Atualmente, está no ar no SBT no papel de Juju da novela Carinha de Anjo, e participando dos programas da casa. Já possui lançados pela Editora Gutenberg os livros Sinceramente Maisa e O diário de Maisa. Para o apresentador Silvio Santos, Maisa Silva será a nova rainha da televisão brasileira.

30 dias para o Enem: candidatos fazem piadas e lamentam no Twitter

0

Provas serão aplicadas daqui 30 dias em todo o Brasil.
Neste ano são mais de 7 milhões de inscritos.

alta_twitter

Publicado no G1

Faltam 30 dias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e os candidatos aproveitaram a data nesta quinta-feira (24) para lamentar nas redes sociais. Alguns internautas fizeram piada com a proximidade do exame, que neste ano tem 7.746.057 inscritos.

Nesta quinta, o G1 também publica uma lista com sete itens essencias na lista dos candidatos e o primeiro vídeo da série de dicas rápidas para a prova. Desta vez, os professores respondem: Por que cai tanta regra de três no Enem?

Data da prova

O Enem será realizado em 24 e 25 de outubro. No primeiro dia de prova, um sábado, serão realizados os testes de ciências humanas e de ciências da natureza, com duração de 4 horas e 30 minutos.

No domingo, 25, os estudantes terão 5 horas e 30 minutos para resolver questões de linguagens, códigos, matemática e fazer a redação.

 

enem_twitter7

enem_twitter8

enem_twitter9

enem_twitter9_1

Go to Top