Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Niterói

Companhia de Limpeza de Niterói monta biblioteca com livros doados para seus funcionários

0
Prateleiras cheias na biblioteca montada na sede da Clin com livros descartados por moradores. - Divulgação / Alexandre Vieira

Prateleiras cheias na biblioteca montada na sede da Clin com livros descartados por moradores. – Divulgação / Alexandre Vieira

Espaço será inaugurado na sede da companhia em Niterói

Leonardo Sodré, em O Globo

NITERÓI — Aquele livro que não serve mais pode representar um universo fascinante de descobertas e emoções para quem não tem acesso às livrarias. Em tempos de arquivos digitais, vale considerar a equação entre quem não tem mais interesse por publicações impressas e a quantidade de gente que busca acesso a elas. Em Niterói, não é difícil fechar essa conta. A partir de segunda-feira, uma nova ação passará a auxiliar a erguer a ponte que facilita o acesso à leitura: na sede da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin), no Centro, será inaugurada, para os funcionários, uma biblioteca montada com livros que moradores jogam fora diariamente e que são recolhidos por meio do programa de coleta seletiva.

O espaço será destinado a todos os profissionais da limpeza urbana da cidade e tem como objetivo promover a doação dos livros que são descartados no lixo domiciliar e entregues voluntariamente nos 14 Distritos de Limpeza Urbana (DLU) da cidade. De acordo com o coordenador de reciclagem da Clin, Luiz Abelha, a expectativa é que cerca de 400 títulos, dentre livros didáticos e de literatura, sejam disponibilizados diariamente na biblioteca. Ele diz que a ideia de criar o local surgiu depois de constatar a grande quantidade de livros que chega diariamente à triagem de materiais reciclados da companhia.

— Percebemos que chegam muitos livros no galpão onde fazemos a separação do material reciclado. Então pensei em dar um destino a eles sem que fosse a reciclagem como papel, apenas. Até porque gosto muito de ler e sei que eles têm um valor muito maior que está se perdendo. Paralelamente, comecei a perceber um interesse da equipe pelos livros que chegavam. Conseguimos um espaço adequado para montar a biblioteca e vamos começar a doá-los — conta.

Segundo a Clin, uma média de 200 livros são descartados semanalmente em Niterói nas lixeiras de casas e condomínios ou levados até às LDUs. Há títulos didáticos, romances, de filosofia, história e infantis. Luiz Carlos Fróes, presidente da Clin, explica que não haverá limitação de exemplares por funcionário, nem restrição em relação ao conteúdo.

— Eles poderão levar os livros para casa, para os seus filhos e familiares ou ainda trocar com amigos. O mais importante é disseminarmos o hábito da leitura e fazer o conhecimento circular entre todos democraticamente — acrescenta Fróes.

 

Escola da rede estadual é referência em ensino bilíngue

0
 Ciep 449 foi a primeira escola pública de Ensino Médio bilíngue criada no Brasil Foto: Divulgação

Ciep 449 foi a primeira escola pública de Ensino Médio bilíngue criada no Brasil
Foto: Divulgação

 

Publicado em O São Gonçalo

O Ciep Governador Leonel de Moura Brizola (Intercultural Brasil-França), localizado em Niterói, é referência em ensino bilíngue de Português e Francês. A escola oferece aos seus estudantes uma grade curricular diversificada, além de aulas de Biologia e Meio Ambiente no idioma francês. O colégio, que pertence à Secretaria de Educação, é uma das três unidades de ensino da América do Sul que recebeu o selo de qualidade Label France Éducation, concedido a escolas que promovem uma metodologia de excelência da Língua Francesa.

“Em todo o mundo, 158 instituições têm este selo, incluindo o Ciep 449. Isso é motivo de orgulho para os estudantes e toda a equipe desta escola”, afirmou o secretário de Educação, Wagner Victer.

Fruto de uma parceria entre a secretaria e a Académie de Créteil, com apoio do Consulado Geral da França, o Ciep 449 foi a primeira escola pública de Ensino Médio bilíngue criada no Brasil. Para receber o selo, a unidade atendeu a critérios como excelência no ensino da Língua Francesa, plano de formação pedagógica de qualidade para os professores, comprovação de qualificação, diplomas e nível de proficiência dos professores nas classes bilíngues, presença de ao menos um professor francófono com diploma reconhecido, ambiente francófono (recursos educativos, parceiros escolares, jornadas linguísticas e culturais francófonas), entre outros aspectos.

“Apresentamos nossa candidatura por meio do consulado e preenchemos todos os requisitos. Entre eles estão a qualidade de nossos profissionais, pois temos uma equipe de professores com mestrado e doutorado. Também há o Ateliê Científico, onde nossos alunos aprendem Biologia em francês”, explicou a professora do idioma, Danielle Pascotto, doutora em Literatura Francófona e Língua Francesa.

Ser selecionado para receber o selo de qualidade traz uma série de benefícios para a escola. São eles: acesso a serviços de reforço na qualidade do ensino; possibilidade de ajuda financeira para projetos de inovação pedagógica; oferta cultural online; visibilidade da escola; e troca de informações e contatos com as outras escolas selecionadas, por meio do site labelfranceducation.fr.

Intercâmbios

O Ciep 449 também realiza intercâmbios culturais. Em 2016, 38 alunos franceses e cinco professores acompanhantes passaram duas semanas no Brasil, assistindo aulas e participando de atividades propostas pelos professores brasileiros. No final de janeiro e início de fevereiro deste ano, professores e 23 alunos do Ciep viajaram para a França. A cada ano, uma professora brasileira leciona por 10 meses na escola Collège International de Noisy-le-Grand, em Noisy-le-Grand, na França.

Go to Top