Posts tagged Nova

Dicionário de palavrões vira sucesso editorial na França

0

Autor quer mostrar como uma linguagem essencialmente oral é transmitida entre gerações.

Publicado por G1

Dicionário de palavrões vira sucesso editorial na França (Foto: Divulgação)

Dicionário de palavrões vira sucesso editorial na
França (Foto: Divulgação)

Um dicionário de palavrões publicado por um linguista francês se tornou um inusitado sucesso de vendas no país. A primeira edição do ‘Pequeno Dicionário de Palavrões’, de 10 mil exemplares, lançada no início de maio, já se esgotou.

Uma nova tiragem de 3 mil exemplares está sendo realizada, segundo a Editora First, que publicou a obra do professor de letras modernas da Universidade de Lorient, na Bretanha, Gilles Guilleron.

O linguista afirma, em entrevista à BBC Brasil, que seu objetivo é mostrar como uma linguagem essencialmente oral, que não é ensinada nas escolas nem utilizada na vida social, é transmitida entre gerações e consegue manter sua vitalidade, apesar de ser algo “subterrâneo e marginal, que geralmente exprime tabus, como o sexo”.

“O palavrão é uma palavra crua, indelicada, obscena, escatológica, que ofende o pudor, a moral, os códigos de educação”, diz. “É por isso que 80% dos palavrões e grosserias estão ligados ao sexo e às funções vitais, como as fezes”.

“Palavrões e insultos com caráter sexual são os mais eficazes”, prossegue o linguista. “Quando um motorista leva uma fechada no trânsito, ele libera a tensão ao fazer um xingamento com conotação sexual. Se a pessoa chamar a outra simplesmente de imbecil, (não tem) a mesma força de provocação”, afirma.

O autor Gilles Guilleron (Foto: Divulgação)

O autor Gilles Guilleron (Foto: Divulgação)

Virtudes
Na avaliação do linguista, os palavrões têm a “virtude de aliviar o estresse e a agressividade” e representam uma “prova de evolução das relações sociais”.

“Na época do homem de Cro-Magnon, quando a linguagem era limitada, eles passavam diretamente ao golpe de tacape. O palavrão permite verbalizar a agressividade, ele desinibe, alivia, libera, é quase um sinal de civilização”, afirma.

A mesma coisa ocorre quando alguém se machuca. “Se você bater o pé em um móvel, dizer puta ou merda ajuda a passar a dor. Se você disser matéria fecal em vez de merda, não é a mesma coisa e não vai acontecer nada”, diz o linguista. “O palavrão também é a arte de resumir e representa, às vezes, mais do que um longo discurso”.

Máscara social

Outra característica dos palavrões, segundo o linguista, é que eles são ditos “por todo mundo, independentemente da classe social ou do nível de educação”. “Do operário ao presidente da República, todo o mundo possui um reservatório de grosserias e é capaz de insultar alguém”.

Guilleron lembra o episódio ocorrido com o ex-presidente francês, Nicolas Sarkozy, que xingou um visitante no Salão da Agricultura de Paris que havia se recusado a apertar sua mão.

Sarkozy utilizou a palavra “con”, comumente usada como sinônimo de imbecil ou cretino, mas considerada um termo mais vulgar e que também designa o órgão genital feminino.

“O palavrão é o que eu chamo de flagrante delito de humanidade. Quando xingamos com um palavrão, a máscara social cai e a pessoa mostra que é um ser humano como qualquer outro”, afirma o linguista.

Guilleron diz que o palavrão mais antigo em francês, que existe em textos escritos a partir do século X, é “puta”, do latim putidus, que significa fedorento, e que acabou sendo usado para designar mulheres com comportamento fora dos padrões morais.

‘Desvio de linguagem’

O linguista ressalta ainda que os pátios de recreio nas escolas são um local onde os palavrões ouvidos no círculo familiar são normalmente repetidos pelas crianças. “Os palavrões são desvios da linguagem. É papel dos adultos impor limites e mostrar que as palavras têm poder e que é preciso controlá-lo”, afirma à BBC Brasil.

Ao mesmo tempo, ele acha que “não há graves consequências se uma criança disser um palavrão de vez em quando. Isso mostra que ela vive na mesma sociedade que nós. Mas é problemático uma criança que diz palavrões o tempo todo”.

Na França, um dos maiores mercados editoriais do mundo, uma tiragem de 10 mil exemplares, como a do dicionário de palavrões, não é considerada excepcional, que permita entrar na lista dos livros mais vendidos. Mas a tiragem é representativa, e o fato de ter sido esgotada em menos de um mês é considerado um bom desempenho de vendas.

dica do João Marcos

10 motivos pelos quais você deveria ler todos os dias

7

Se você acha que a leitura é uma prática entediante, talvez seja hora de rever seus conceitos. Conheça 10 bons motivos para ler todos os dias e transformar isso em um hábito

Publicado no Universia Brasil

10 motivos pelos quais você deveria ler todos os dias

Crédito: Shutterstock.com
Livros com histórias envolventes são capazes de desligar você do mundo ao redor, fazendo com que sua atenção esteja inteiramente voltada para o que acontece na trama

Uma das práticas que os jovens consideram mais entediantes é a leitura. Não é raro ouvir reclamações sobre a obrigatoriedade da leitura, mesmo que algumas histórias surpreendam por atrair o interesse. Contudo, estabelecer o hábito da leitura pode trazer diversos benefícios para a vida, tanto no mundo acadêmico quanto na carreira. Confira a seguir 10 motivos pelos quais você deveria ler todos os dias:

1. Estímulo mental

O cérebro necessita treinamento para se manter forte e saudável e a leitura é uma ótima maneira de estimular a mente e mantê-la ativa. Além disso, estudos mostram que os estímulos mentais desaceleram o progresso de doenças como demência e Alzheimer.

2. Redução do estresse

Quando você se insere em uma nova história diferente da sua, os níveis de estresse que você viveu no dia são diminuídos radicalmente. Uma história bem escrita pode transportá-lo para uma nova realidade, o que vai distraí-lo dos problemas do momento.

3. Aumento do conhecimento

Tudo o que você lê é enviado para o seu cérebro com uma etiqueta de “novas informações”. Mesmo que elas não pareçam tão essenciais para você agora, em algum momento elas podem ajudá-lo, como em uma entrevista de emprego ou mesmo durante um debate em sala de aula.

4. Expansão de vocabulário

A leitura expõe você a novas palavras que inevitavelmente elas serão incluídas no seu vocabulário. Conhecer um número grande de palavras é importante porque permite que você seja mais articulado em seus discursos, de maneira que até mesmo a sua confiança será impulsionada.

5. Desenvolvimento da memória

Quando você lê um livro (especialmente os grandes) precisa se lembrar de todos os personagens, seus pontos de vista, o contexto em que cada um está inserido e todos os desvios que a história sofreu. A boa notícia é que você pode utilizar isso a seu favor, fazendo dos livros um treino para a sua memória. Guardar essa quantidade de informações faz com que você esteja mais apto para se lembrar de eventos cotidianos.

6. Habilidade de pensamento crítico

Já leu um livro que prometia um mistério confuso e acabou por desvendá-lo antes mesmo do meio da história? Isso mostra a sua agilidade de pensamento e suas habilidades de pensamento crítico. Esse tipo de talento também é desenvolvido por meio da leitura. Portanto, quanto mais você lê, mais aumenta sua habilidade de estabelecer conexões.

7. Aumento de foco e concentração

O mundo agitado de hoje faz com que sua atenção seja dividida em várias partes, de modo que manter-se concentrado em apenas uma tarefa torna-se um desafio. Contudo, livros com histórias envolventes são capazes de desligar você do mundo ao redor, fazendo com que sua atenção esteja inteiramente voltada para o que acontece na trama. Embora você não perceba, esse tipo de exercício ajuda você a se concentrar em outras ocasiões, como quando precisa finalizar um projeto urgente.

8. Habilidades de escrita

Esse tipo de habilidade anda lado a lado com a expansão do seu vocabulário. Assim como a leitura permite a você ser alguém mais articulado na fala, também vai ajuda-lo a colocar com mais clareza os seus pensamentos no papel. Isso vai dar a você a chance de produzir textos com mais qualidade, não apenas de vocabulário, como também correção gramatical e ideias mais ricas.

9. Tranquilidade

O fato de envolver você em uma história e livrá-lo do estresse cotidiano faz do livro uma ótima ferramenta para alcançar a paz interior. Nos momentos de estresse, procure se distrair do que acontece com uma história que atrai seu interesse. Isso vai acalmá-lo e ajudá-lo a melhorar seu humor.

10. Entretenimento a baixo custo

Muitas pessoas acreditam que o conceito de diversão está diretamente ligado aos altos custos de uma viagem ou mesmo de uma festa. Contudo, se você encontrar um livro que chame a sua atenção, poderá viajar sem sair da sua casa. E se você acha que os preços cobrados por um livro também são abusivos, pode baixar aqui mais de 1.000 títulos gratuitamente.

Clube do livro

0

Em tempos de e-books, livrarias cariocas apostam em encontros presenciais para atrair leitores, que discutem obras, conhecem autores e trocam ideias sobre títulos variados

Publicado na Veja

Clube do Livro da Saraiva: encontros temáticos atraem leitores interessados em discutir autores, livros e estilos como a literatura fantástica. Foto: Saraiva

Com livros a um clique de distância, baixáveis em questão de segundos no computador e em leitores digitais, pode ser que a ida às prateleiras das lojas se torne um hábito cada vez menos comum. Na contramão dessa nova realidade virtual, livrarias cariocas se mobilizam para promover reuniões e encontros temáticos para os amantes da literatura: os chamados clubes do livro. Funciona assim: periodicamente, os participantes se reúnem na livraria para debater um assunto, autor ou livro específico. “É uma oportunidade para encontrar pessoas que gostam de livros específicos e conseguir um apanhado de sugestões que inclui desde livros recentes até clássicos”, afirma a designer Samara Maia Mattos, que tem um blog sobre livros e é frequentadora do Clube do Livro da Saraiva, realizado mensalmente na filial do Rio Sul. A ideia de discutir literatura em grupo tem agradado aos clientes e amantes dos livros. “As pessoas sentem necessidade de trocar opiniões, debater suas leituras”, acredita a jornalista Frini Georgakopoulos, que desde 2009 é mediadora e curadora do Clube do Livro da Saraiva.

Já foram tema de encontros desde literatura de terror e clássicos nacionais como Senhora, de José de Alencar, até Shakespeare. “Tive um professor incrível na escola que promovia essas discussões e busco replicar isso no clube, que acabou virando um lugar para o público descobrir livros novos e aprender”, diz Frini, que viu os encontros começarem com dez pessoas e pouco tempo depois já recebia cerca de 100 em eventos mais disputados. “Há uma carência de lugares abertos, não-acadêmicos, para se ler, discutir e se divertir através da literatura”, justifica Guilherme Preger, coordenador do Clube da Leitura do Baratos da Ribeiro, criado em 2007 no sebo homônimo em Copacabana. Hoje, os encontros literários quinzenais são organizados pelos próprios frequentadores da loja, antes famosa por eventos musicais como o Clube do Vinil. Além de livros, há espaço para leitura de contos escritos pelos próprios participantes. “Focamos em livros em prosa, a maioria narrativa, romances e contos. Os últimos motes foram textos de escritores como Edgar Allan Poe e Rubem Fonseca”, explica.

(mais…)

Promoção: “Mãe de primeira viagem”

20

promo mae de primeira viagem

Saber da chegada do primeiro filho deixa as futuras mamães um tanto atordoadas e cheias de dúvidas, afinal de contas, o bebê não
vem com um manual de instruções! Mas, sem dúvidas, esse é o melhor presente que você poderia ganhar: ser mãe.

Há uma longa jornada à frente, repleta de grandes descobertas e marcada por muito amor e carinho. Mas o que realmente a espera? Como adaptar-se a esta nova fase com rapidez e segurança?

Conte com Kevin Leman para ajudá-la a entender a dinâmica de sua nova vida como mãe de primeira viagem, a conhecer as necessidades de seu filho e a tomar as decisões mais acertadas, que favorecerão toda a família.

_____________________________

Para comemorar o “Dia das Mães”, vamos sortear 3 exemplares de “Mãe de primeira viagem“.

Para participar é muito fácil:

Basta deixar na área de comentários o seu e-mail e o nome da amiga ou parente grávida que vai receber esta obra de presente. Se a grávida do primeiro filho for você, parabéns! 🙂

O sorteio será realizado dia 10/5 às 17h30. Os ganhadores serão anunciados aqui e no perfil do twitter @livrosepessoas.

***

Parabéns: Jakely Carneiro, Gisele Cirolini e Carla Phelippsen #FelizDiaDasMães 😉

Go to Top