Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged O Alquimista

Juíza peruana ordena que ladrões leiam ‘O Alquimista’, de Paulo Coelho

0

O escritor brasileiro Paulo Coelho, autor de obras como ‘O Alquimista’ Foto: Ernesto Rodrigues/Estadão – 18/6/2006

A inusitada condenação obriga dois jovens que roubaram um celular em 2018 a ler também ‘Pai Rico, Pai Pobre’, de Robert Kiyosaki, e a estudar. Essas são as condições para a dupla não passar quatro anos na prisão

Publicado no Estadão

Dois ladrões de celulares receberam uma inusitada condenação judicial no Peru: ler dois livros de autoajuda, um deles O Alquimista, do brasileiro Paulo Coelho, para não precisar passar quatro anos na prisão, informou a Justiça peruana na terça-feira, 30.

“Michael Ramos Landeo, de 21 anos, e Jhonatan Torres Quispe, de 23, deverão estudar e ler livros se não quiserem ser presos”, decidiu a juíza Katy Rocío Jurado, da Corte Superior de Justiça da região Huancavelica (sudeste).

A decisão judicial estipula que os condenados deverão ler e estudar no prazo de um ano O Alquimista, de Coelho, e Pai Rico, Pai Pobre, de Robert Kiyosaki.

“Esta é uma sentença exemplar”, disse a juíza à rádio RPP ao justificar a decisão atípica, que busca a “ressocialização efetiva e a reabilitação dos condenados”.

A juíza ainda determinou que eles estudem para uma carreira profissional, que pode ser técnica ou universitária.

Ela informou que os condenados deverão cumprir regras de conduta rigorosas, como “não frequentar locais de reputação duvidosa”.

Eles também pagarão, em conjunto, cerca de US$ 1.200 de reparação civil.

Os jovens foram condenados pelo roubo, praticado em 20 de outubro de 2018, do celular de uma pessoa, que os denunciou à polícia.

‘O Alquimista’, de Paulo Coelho, vai virar filme em 2018

1

alquimista_2-750x380

Renato Marafon, no Cine Pop

Há doze anos, a adaptação do livro ‘O Alquimista‘, de Paulo Coelho, roda Hollywood para sair do papel. Agora, finalmente o projeto começou a ganhar vida… de novo.

Segundo o Deadline, a PalmStar Media comprou os direitos de adaptação por US$ 5 milhões.

O filme estava em desenvolvimento desde 1994, quando Paulo Coelho vendeu os direitos de adaptação para a Warner Bros. por US$ 250 mil. Depois, os direitos foram parar na Weinstein Company, que também engavetou o projeto.

As filmagens começam em 2017, para uma estreia em meados de 2018.

Idris Elba (‘Thor’) chegou a assinar para viver o protagonista, Santiago, mas não está mais ligado ao projeto.

A direção ficará por conta de Laurence Fishburne (‘Matrix’).

Scott McGehee e David Siegel, que dirigiram os filmes ‘Até o Fim‘ e ‘Palavras de Amor‘, roteirizam.

alquimista_1

A história acompanha Santiago, um rapaz bem educado que tinha a intenção de se tornar padre. O desejo por viajar, entretanto, forçou-o a tornar-se pastor. Apesar de contente com sua vida, ele sonha com um tesouro escondido, e um vidente o manda seguir as instruções de seu sonho: ir às pirâmides do Egito, onde ele encontrará o tesouro. Santiago consegue chegar às pirâmides e lá descobre onde sua fortuna será realmente encontrada.

O orçamento será de US$ 60 milhões.

Paulo Coelho é o autor brasileiro mais popular do mundo. Suas 26 obras venderam ao todo mais de 150 milhões de cópias, foram traduzidas em 80 idiomas, e distribuídas em mais de 160 países. Autor de “O Diário de Um Mago” e “O Alquimista“, o escritor é ainda mais conhecido que qualquer um de seus livros.

Vencedora do Nobel da Paz, Malala diz que o seu livro preferido é ‘O alquimista’, de Paulo Coelho

0
Malala Yousafzai ficou conhecida a partir de um blog sobre o Paquistão

Malala Yousafzai ficou conhecida a partir de um blog sobre o Paquistão

 

História da ativista que levou três tiros disparados pelo Talibã aos 13 anos é contada em cinebiografia com lançamento na quinta-feira

Luiza Maia, no Divirta-se

Em meio a declarações emocionantes, uma curiosidade para os brasileiros é revelada na cinebiografia Malala, do cineasta Davis Guggenheim (Uma verdade inconveniente), cuja estreia será na próxima quinta-feira. O livro O alquimista, do escritor brasileiro Paulo Coelho, é o preferido da jovem paquistanesa vencedora do Prêmio Nobel da Paz em 2014. Publicado originalmente em 1988, o romance já foi traduzido para mais de 60 línguas e é a obra nacional mais vendida de todos os tempos.

Questionada sobre a obra favorita – e pouco após elogiar a biografia de Stephen Hawking -, a garota de 18 anos, um dos principais ícones contemporâneos pelos direitos das mulheres, responde, sem justificar: “O alquimista, de Paulo Coelho”. Ela já havia falado sobre o interesse pelo romance em entrevistas e na biografia Eu sou Malala (Companhia das Letras, R$ 34,90), escrita em parceria com a jornalista britânica Christina Lamb, na qual o longa-metragem é baseado.

“Alguém me deu um exemplar de O alquimista, de Paulo Coelho, uma fábula sobre um jovem pastor que viaja às pirâmides do Egito em busca de um tesouro – que o tempo todo estivera em sua casa. Adorei o livro, e o li várias vezes. ‘Quando você quer alguma coisa, todo o Universo conspira para a realização de seu desejo’, escreve o autor. Penso que ele nem conhece o Talibã, nem nossos ineficazes políticos”, conta, no livro.

Malala Yousafzai ficou conhecida a partir de um blog escrito para a rede BBC, no qual narrava a situação do Vale de Swat, no Paquistão, durante a ocupação talibã, especialmente as dificuldades enfrentadas pelas mulheres e a luta dela para ter o direito de frequentar a escola, temas bastante delicados na região.

Inicialmente protegida sob um pseudônimo, ela acabou por assumir a identidade e concedeu várias entrevistas. A história da ativista pelos direitos femininos chocou o mundo em 2012, quando foi atingida por três tiros disparados por um membro do Talibã, um deles na cabeça.

Ameaçada de morte, Malala se mudou para Birmingham, na Inglaterra, onde foi tratada e continua a luta pelos direitos das mulheres. Malala já ganhou diversos prêmios e foi homenageada por instituições, ativistas, governos e artistas de vários lugares do mundo.

Bilionário, Paulo Coelho entra na lista das 300 pessoas mais ricas da Suíça

0
Paulo Coelho

Divulgação

Paulo Coelho, que vive há anos na maior cidade da Suíça, Zurique, teria uma fortuna equivalente a R$ 1 bilhão

Publicado no Midia News

A Bilan, conceituada revista de economia da Suíça, divulgou nesta semana a lista dos moradores mais endinheirados daquele país, entre eles está o escritor brasileiro Paulo Coelho, que figura no 300º lugar.

Paulo Coelho vive há anos na maior cidade suíça, Zurique, e sua fortuna ficaria entre 400 e 500 milhões de francos suíços, o equivalente a R$ 1 bilhão.

O escritor, conhecido e aclamado mundialmente por uma legião de fãs, já vendeu 175 milhões de livros no mundo, 70 milhões apenas do livro “O Alquimista”. Suas obras são traduzidas para mais 80 idiomas.

Coelho entrou para o Guiness Book of Records como autor que mais assinou livros em edições diferentes (dia 9 de outubro de 2003, Feira do Livro de Frankfurt). Em outubro de 2008, entrou, pela segunda vez, para o Guiness Book of Records pelo seu livro O Alquimista – livro mais traduzido no mundo (69 idiomas).

Com uma história de vida cheia de polêmicas, antes de dedicar-se inteiramente à literatura, trabalhou com diretor e autor de teatro, jornalista e compositor.
Conhecido como “O mago”, Coelho é dono de histórias polêmicas que incluem até um pacto com o diabo.

Escreveu letras de música para alguns dos nomes mais famosos da música brasileira, como Elis Regina e Rita Lee. Seu trabalho mais conhecido, porém, foram as parcerias musicais com Raul Seixas, que resultou em sucessos como “Eu nasci há dez mil anos atrás”, “Gita”, “Al Capone”, entre outras 60 composições com o grande mito do rock no Brasil.

É membro da Academia Brasileira de Letras, oitavo ocupante da cadeira número 21, eleito em 25 de julho de 2002 na sucessão de Roberto Campos e recebido em 28 de outubro de 2002 pelo Acadêmico Arnaldo Niskier.

Paulo Coelho nasceu no Rio de Janeiro (RJ), em 24 de agosto de 1947. Filho do engenheiro Pedro Paulo Coelho e de Lígia Coelho. Fez seus estudos no Rio de Janeiro. É casado, desde 1981, com a artista plástica Christina Oiticica.

Go to Top