Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged O bicho-da-seda

Confira as primeiras imagens de Cormoran Strike, série baseada nos livros de J.K. Rowling

0

cormoran_strike-810x456-770x405

Paula Ramos, no Omelete

A semana vai está agitada para os fãs e seguidores da autora britânica J.K. Rowling.

Além do lançamento do filme Animais Fantásticos e Onde Habitam no próximo dia 17, foram divulgadas as primeiras imagens de Cormoran Strike e Robin, protagonistas da série de livros do autor Robert Galbraith.

Tá, mas onde entra a Rowling nisso ?

Para quem não sabe, Robert Galbraith é o pseudônimo de ninguém menos que a autora dos livros de Harry Potter, J.K. Rowling (entenderam agora ?). A conta oficial do ‘autor’ no Twitter divulgou as duas primeiras fotos de The Strike Series, a adaptação televisiva dos romances de Cormoran Strike. O detetive já tem três livros descrevendo seu trabalho: O Chamado do Cuco, O Bicho da Seda e Vocação Para o Mal, todos já publicados em português.

cormoran-strike-tv-show-768x511

Na foto podemos ver Cormoran Strike (Tom Burke) em Londres. Apesar de parecer um pouco ‘limpo demais’, pode ser que venhamos a conhecer o verdadeiro Strike durante os episódios. A série será baseada nos três livros e irão ao ar tanto na HBO quanto na BBC One, mas ainda não foi estabelecida uma data.

cormoran-robin-tv-show-768x511

Também podemos ver Robin (Holliday Grainger), a paciente secretária de Strike, e o detetive em frente ao Pub The Tottenham.

“Eu estou extremamente feliz de estar me inserindo no papel de Cormoran Strike, que é mais complexado do que a vida. Eu sei que estou me juntando a um time extraordinário de pessoas, em uma série que, para mim, é apimentada com momentos de profunda emoção e estabelecida meticulosamente no virar das páginas dos livros. O mundo de Cormoran é rico e rústico ” – comentou Burke.

“ Estou emocionada com a escolha de Tom Burke, um ator extremamente talentoso que irá trazer o personagem para a vida perfeita. Cormoran Strike é pura alegria de se escrever, e mal posso esperar para ver Tom interpretá-lo ” – disse J.K. Rowling.

A autora está, no momento, escrevendo o quarto livro, que irá (se Deus quiser) ser lançado em algum momento em 2017.

Série da BBC baseada nos livros de Cormoran Strike, de J.K. Rowling, confirma ator principal

0

LONDON, ENGLAND - JANUARY 27:  Actor Tom Burke attends "The Invisible Woman" UK Premiere at the Odeon Kensington on January 27, 2014 in London, England.  (Photo by Ian Gavan/Getty Images)

Caio Delcolli, no Brasil Post

O ator inglês Tom Burke, 35, foi confirmado nesta terça-feira (6) como protagonista da adaptação para a TV da série literária de Cormoran Strike, detetive criado pela escritora J.K. Rowling. As informações são da Variety.

Produzida pela própria autora, por meio da Brontë Film & TV, o seriado será exibido pelo canal BBC One.

Cada episódio terá duração de uma hora. Eles se dividirão em três eventos específicos, seguindo a ordem de lançamento dos livros: O Chamado do Cuco (em três partes), O Bicho-da-Seda (duas partes) e Vocação para o Mal (idem). O início das filmagens está marcado para ainda este ano, em Londres.

No enredo, Strike é um veterano da guerra no Afeganistão que consegue resolver casos complexos demais para a polícia londrina; ele tem na cidade um pequeno escritório, no qual trabalha com Robin Venetia Ellacott, uma secretária esperta e dedicada. O detetive perdeu parte de uma perna na guerra e também tem traumas psicológicos.

Burke é o único ator confirmado no elenco, desde que a adaptação foi anunciada em 2014. O ator disse em comunicado estar feliz por conseguir o papel.

“Sei que estou me juntando a um time extraordinário de pessoas em uma série que, para mim, é recheada de momentos de profundidade emocional meticulosamente fundamentados”, disse em comunicado. “O mundo de Cormoran é rico e cru.”

Rowling comemora a escolha: “Ele é um ator massivamente talentoso que trará vida ao personagem com perfeição”.

Diretor e roteiristas também foram confirmados: Michael Keillor, na primeira função, e Ben Richards e Tom Edge, na segunda.

A série de Cormoran Strike, que Rowling assina com o pseudônimo Robert Galbraith, começou a ser publicada em 2013, lançando um livro por ano.

Crítica: Nova série de J. K. Rowling segue cartilha de uma Agatha Christie

0
A escritora J.K. Rowling em foto de 2012, no lançamento do livro 'Morte Súbita'

A escritora J.K. Rowling em foto de 2012, no lançamento do livro ‘Morte Súbita’. Dan Hallman/Associated Press

Cadão Volpato, na Folha de S.Paulo
Agora que a primeira parte do mistério já foi desvendada —a autora da série “Harry Potter” escreveu um romance policial sob pseudônimo em 2013, “O Chamado do Cuco” —, resta saber se o novo livro de J. K. Rowling (ou Robert Galbraith, como aparece na capa) será capaz de manter o suspense. Chama-se “O Bicho-da-Seda”, e retoma as aventuras do detetive Cormoran Strike.

Rowling é uma dessas escritoras com uma história pessoal das mais inacreditáveis: quando estava na pior, comendo o pão que o diabo amassou, conseguiu a muito custo emplacar a saga de um jovem bruxo com uma cicatriz na testa, composta de volumes caudalosos que se multiplicaram por sete livros.

O mesmo está programado para acontecer com essas novas aventuras do detetive Strike, um tipo grandalhão de uma perna e meia (a outra parte foi perdida na guerra do Afeganistão), assessorado por uma jovem assistente, Robin Ellacott.

Parte do fascínio desses dois livros se escora nas figuras dos detetives. Strike é filho ilegítimo de um roqueiro. Robin é a voz feminina transitando no mundo do crime. Ao entrar num pub, por exemplo, nota o que os homens não percebem mais: o cheiro de urina que domina o ambiente.

O Bicho-da-Seda Robert Galbraith (J. K. Rowling)

O Bicho-da-Seda
Robert Galbraith (J. K. Rowling)

Enquanto “O Chamado do Cuco” falava do mundo das celebridades, “O Bicho-da-Seda” investe no universo das publicações. O crime em questão envolve um autor excêntrico que acaba de escrever um manuscrito demolidor, no qual destrói a reputação do seu círculo de amigos.

O que acontece a seguir é a via-crúcis natural de um detetive dentro da tradição inglesa de suspense: ouvir a fila de suspeitos, levantar evidências que pareciam invisíveis, deixar escapar aqui e ali alguma excentricidade técnica, agir com cautela e sagacidade e enfrentar a violenta conclusão da história.

Assim como havia feito com a saga de Harry Potter, trilhando os caminhos de autores clássicos como J.R.R. Tolkien, de “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit”, Rowling, na pele de Galbraith, segue muito bem a cartilha de uma Agatha Christie.

Mas, assim como nas histórias do jovem bruxo, ela acrescenta detalhes contemporâneos que fazem a diferença. Há um sabor de vingança no ar, pela forma como a autora retrata o universo literário, que em “O Bicho-da-Seda” é um reino de seres cruéis, chegados a uma patifaria.

O bicho-da-seda

0

Cristine, no Cafeína Literária

O bicho-da-seda
Robert Galbraith (a.k.a. J.K.Rowling)

Quando do desaparecimento do romancista Owen Quine, sua esposa procura o detetive particular Cormoran Strike. Inicialmente, ela pensa apenas que o marido se afastou por alguns dias — como fez antes — e quer que Strike o encontre e o leve para casa.
Mas, à medida que investiga, fica claro para Strike que há mais no sumiço de Quine do que percebe a esposa. O romancista acabara de concluir um livro retratando maldosamente quase todos que conhece. Se o romance fosse publicado, a vida deles estaria arruinada — assim, muita gente pode querer silenciá-lo.
E quando Quine é encontrado brutalmente assassinado em circunstâncias estranhas, torna-se uma corrida contra o tempo entender a motivação de um assassino impiedoso, um assassino diferente de qualquer outro que Strike tenha encontrado na vida…
(fonte: rocco.com)

(mais…)

Go to Top