Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged O Dia

Biblioteca oferece aula de pole dance para atrair frequentadores na Escócia

0

Publicado no UOL

O governo da província escocesa de Midlothian está tentando aumentar a taxa de frequência das bibliotecas da região de uma forma bem inusitada – oferecendo aulas gratuitas de pole dance. A sessão está marcada para o dia 2 de fevereiro, na biblioteca de Dalkeith, perto de Edimburgo, capital do país.

Outras atividades da rede de bibliotecas incluem partidas de pingue-pongue nas quais os livros serão usados como raquetes.

Todas as ações serão realizadas no próximo dia 2, em uma jornada que ficou conhecida como “Love Your Library Day” (Dia do Ame a Sua Biblioteca, em tradução livre).

“O Love Your Library Day é uma oportunidade maravilhosa para que todos celebrem o imenso papel importante das bibliotecas no seio da nossa comunidade”, afirmou Bob Constate, um dos integrantes do governo.

“As sessões de pole dance são um caminho divertido e interessante para encorajar as pessoas a entrar em nossas bibliotecas, a testar nossos serviços e a pegar mais livros emprestados.”

As aulas são oferecidas apenas a pessoas acima dos 16 anos.

Outras bibliotecas vão oferecer aulas de danças típicas da Escócia, sessões de massagem e um desafio Xbox para crianças e pais.

Cantores e músicos locais também realizarão performances, enquanto haverá cursos de escrita de romance para aqueles que querem ser escritores.

Bibliotecas móveis ajudam haitianos a superarem o grande terremoto

0

Publicado no Global Voices Online

Se hoje fosse o dia 12 de janeiro de 2010, o mundo estaria prestes a parar e emudecer diante das notícias sobre o terremoto que destruiria Porto-Príncipe, capital do Haiti. As imagens seriam desoladoras, o que não impediria que um choque ainda maior se sucedesse às estimativas de que em poucos minutos 222 mil pessoas haviam perdido suas vidas, 2 milhões perdido seus lares. E se fossem feitas estimativas com o coração, o cálculo seria que o medo e a insegurança sobre a vida de familiares, amigos e sobre si deixou todos os 9 milhões de haitianos feridos.

A história desse terremoto não caberia em um livro, mas é exatamente a leitura o que está ajudando a população haitiana a superá-lo. Isto porque a Bibliotecas Sem Fronteiras está inaugurando bibliotecas móveis para que circulem pela capital do país fornecendo livros e, com isto, oferecendo meios de acesso à informação e ao conhecimento.

BiblioTaptap ônibus-biblioteca no Haiti. Foto de Bibliotecas sem Fronteiras

BiblioTaptap ônibus-biblioteca no Haiti. Foto de Bibliotecas sem Fronteiras

A organização realiza este trabalho em países do mundo em desenvolvimento bem como naqueles que se encontram em situações de risco devido a desastres e conflitos. Atuando em países da América, África e Ásia, no Haiti a Bibliotecas Sem Fronteiras atua em parceria com a Biblioteca Nacional do país, que está sendo reconstruída, o Bureau Nacional Haitiano de Livros e a Fundação para Conhecimento e Liberdade (FOKAL).

Diante de catástrofes, governos e organizações internacionais unem-se para distribuir medicamento, água, alimento, vestuário e abrigo para as vítimas. No entanto, as necessidades básicas de uma pessoa se estendem por seu corpo e sua mente ou espírito ou coração ou onde escolheram guardar seus sentimentos a respeito do que viveram. Badis Boussouar, Chefe de Comunicações da Bibliotecas Sem Fronteiras, explicou o papel da leitura neste contexto:

For Libraries Without Borders, there is no question that organizations and governments must devote the majority of their efforts to promoting the physical wellbeing of disaster victims. But more attention should be given to nourishing the mind as a second measure to help victims cope with catastrophe and move forward. Books and expression help sustain intellectual stimulation and promote self-worth and resilience in times of crisis. Through books, computers or training, access to information and cultural resources empowers individuals and gives them the tools to reconstruct what has been lost.

Para a Bibliotecas Sem Fronteiras, não há dúvidas que organizações e governos devam devotar a maioria de seus esforços para promover o bem-estar físico das vítimas. Mas poderia ser dada mais atenção à ‘alimentar a mente’ como uma segunda medida para ajudar as vítimas a lidar com a catástrofe e seguir em frente. Livros e expressão ajudam o estímulo intelectual, promovem a auto-estima e resiliência em tempos de crise. Através de livros, computadores ou formação, o acesso a recursos de informação e cultura dá poder aos indivíduos e as ferramentas para reconstruir o que foi perdido.

(mais…)

Ex-engraxate de 57 anos é aprovado em medicina

1

Aposentado tenta vaga na UFG para curso de medicina após 35 anos longe da sala de aula, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Ex-engraxate estava há 35 anos longe da sala de aula (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Longe da sala de aula há 35 anos, ele é motivo de orgulho para a família.
Para garantir vaga, ele já se matriculou em faculdade particular, em Goiás.

Publicado no G1

Depois de 35 anos longe da sala de aula, o aposentado Jeová David Ferreira, de 57 anos, resolveu largar tudo e tentar realizar o grande sonho da vida dele: ser médico. Ele foi aprovado em uma faculdade particular, mas neste domingo (13) vai prestar a primeira fase do vestibular da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Para isso, nos últimos dois anos a rotina de estudos começou bem cedo. “Levantava às 5h da manhã e logo em seguida assistia ao Tele Curso, até umas 6h. Depois, ia para o colégio. Chegando ao colégio, assistia aula o dia todo, até umas 22h. Isso todos os dias”, lembra o aposentado.

Sonho
Jeová foi aprovado para medicina em uma faculdade particular de Rio Verde, no sudoeste do estado. Medicina é um dos cursos mais disputados do estado e ele enfrentou a concorrência de 70 candidatos por vaga.

“Estou animado para fazer a prova amanhã. Mas vestibular é sempre uma caixinha de surpresas. A gente nunca se sente preparado. Quando a gente chega lá, dá a tensão pré-vestibular, que é a TPV e parece que o relógio dispara. Quando você vê, já acabou o tempo”, revela o aposentado.

Para a família, o ex-engraxate é um grande orgulho. “É um exemplo para a gente. E a moçada mais nova que for fazer a prova amanhã tem um concorrente forte aí porque o velhinho está preparado”, declarou Fernando David Ferreira, filho do aposentado.

“Desde pequeno ele falava para a minha mãe que ia ser médico”, lembra a irmã mais velha de Jeová. Maria Aparecida Ferreira.

No cursinho, onde estuda há 4 anos, Jeová aprendeu muito, mas deixou uma grande lição de vida. “Ele é a prova de que não devemos nunca desistir dos nossos sonhos, mesmo que demore 5, 10 ou 57 anos”, afirma Marcos Araújo, diretor do cursinho onde Jeová estuda.

Nívea Stelmann lançará livro para ajudar mulheres a detectarem homens problemáticos

0

Publicação terá o nome sugestivo de ‘Dedo Podre’

Publicado no Tribuna Hoje

Nívea Stelmann vai lançar um livro cem parceria om a escritora Lua Veiga.

A publicação tem o sugestivo nome de “Dedo Podre” e não é necessariamente sobre a vida da atriz.

Vai ser uma espécie de guia para ajudar as mulheres a detectarem os homens problemáticos. As informações foram divulgadas pelo colunista Léo Dias, do jornal “O Dia”, desta quinta-feira (20).

A atriz confirmou a novidade em seu Twitter nesta manhã.

“O livro meu e da Lua Veiga é inspirado em fatos reais. Não citaremos nomes e não serão abordados fatos que todo mundo já conhece. Portanto não será preciso que ninguém lembre do meu passado. Não é um livro pra falar de câncer. Ao contrário. É um livro divertido, que fala da vida, de coisas cotidianas que todos já viveram. Homens e mulheres já tiveram ‘dedo podre'”, afirmou Nívea.

 

Go to Top