Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged O Dia

Em blogs, viciados em drogas relatam histórias e medos

0

Publicado por MSN

“Hoje passei o dia meio eufórico, vi o passarinho verde e, como aprendi na clínica, isso não é bom…

Nilton Fukuda/AE – “Estudante de Direito, ex-usuário de cacaína e craque conta sobre suas tentações”

“Hoje passei o dia meio eufórico, vi o passarinho verde e, como aprendi na clínica, isso não é bom. Tenho de me concentrar para manter o meu humor controlado, pois qualquer alteração brusca pode desencadear a vontade de usar drogas. Lembro-me que na ativa a alegria, a tristeza, a euforia, o estresse, o medo e qualquer outra alteração de humor me levavam a usar drogas. Eu não sei lidar com minhas emoções.”

As tentações, o medo, a alegria que vem com cada dia sem recaída inspiram os cada vez mais numerosos blogs mantidos por viciados em drogas ou parentes de dependentes químicos. O trecho acima foi escrito pelo autor do blog Diário de um Adicto, um estudante de Direito de 30 anos, morador de Diadema e ex-usuário de cocaína e crack.

“Tinha acabado de sair de uma internação, era um momento em que eu estava perdido. A coisa que eu mais gostava – que era usar drogas – me havia sido tirada e eu sentia um enorme vazio, que não tinha coragem de relatar a qualquer pessoa por medo da reação”, contou, em entrevista por e-mail ao Estado. “Então, eu criei um perfil e, protegido pelo anonimato proporcionado pela internet, me senti mais à vontade para extravasar meus medos e aflições.”

O histórico dos blogs mostra a evolução de alguns e o desespero de outros. Uma súbita interrupção nos textos acaba levando o leitor a se perguntar se, depois de tanto esforço, o autor sucumbiu às drogas novamente.

Dono da página Limpo, só por hoje, o consultor Junior Souza, de 39 anos, já está há sete anos longe das drogas. Sua vida parece um roteiro de filme. Ele fumou maconha dos 9 aos 11 anos e daí para a frente injetou cocaína, provou LSD e passou a usar crack. Ainda menino, virou cobrador do tráfico de drogas e respondeu por nove assassinatos na prisão. Era um criminoso temido em Pernambuco. Agora morando no Maranhão, continua famoso. Mas como exemplo de recuperação. “Como eu trabalho com grupos de mútua ajuda, a interação que o blog proporciona ajuda muito na minha recuperação”, diz ele, que também dá palestras.

Segundo especialistas, dividir experiências, na web ou não, segue a lógica de tratamento de grupos como Narcóticos Anônimos (NA) e Alcoólicos Anônimos (AA). “Fui a uma sessão do AA a troco de uma garrafa de cachaça e, ao contrário de todo lugar que eu ia, não me disseram que tinha de parar. Eu era contra me mandarem fazer as coisas. Não obedecia nem a lei e ia obedecer psicólogo?” Aos poucos, porém, Souza foi largando a bebida, a cocaína, o crack e, por último, a maconha.

Os blogs também ajudam os chamados codependentes, termo usado para designar parentes e familiares que passam a viver em função dos viciados.

A assistente contábil Giuliana Fisher Fatigati, de 28 anos, faz parte de uma rede de cerca de 30 blogueiras que escrevem sobre o assunto. O relacionamento dela com um usuário de crack acabou sem final feliz, com ele de volta às drogas. Além do blog Valeu a Pena, escreveu um livro sobre o assunto. “A codependência é uma doença também. Dá a impressão de que você vai suportar, que você é a mais forte, uma heroína”, diz. “No final, está arrasada, com a autoestima baixa.”

Vivendo há quase metade da sua vida com um viciado em crack, a representante comercial Luciana Laura, de 35 anos, criou no ano passado o blog 14 anos lutando por um dependente químico. “Por meio do blog, conheci inúmeras pessoas que passam pelo mesmo problema. Encontrei amigos que amo incondicionalmente e me ajudam a passar pelos traumas que a dependência química traz aos familiares.

WEB AJUDA PACIENTE QUE TEM VERGONHA DE FALAR EM GRUPO

O psiquiatra Marcelo Niel, do Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes da Universidade Federal de São Paulo, diz que os blogs podem ajudar dependentes químicos que não conseguem dividir experiências em público.

“Muitos têm fobia social. Pode ser muito difícil para um paciente ansioso falar em grupo. Esse é o maior fator de não adesão a tratamentos”, diz o médico.

No caso dos familiares, afirma Niel, publicar relatos em blogs pode ajudá-los a descobrir que não são os únicos passando por esse tipo de problema. “Há uma carga muito grande sobre a família, que sente vergonha. É importante que eles saibam que outras pessoas passam por problema parecido”, afirma.

TRECHOS

“Há 69 dias, minha sogra faleceu. Pedi dinheiro emprestado para minha mãe para ajudar no sepultamento. O dinheiro virou droga que usei antes do enterro. Para disfarçar, tomei seis comprimidos de Diazepam que me deixaram grogue.”

“Minha doença age de forma traiçoeira, comendo pelas beiradas, aproveitando qualquer falha na minha armadura e esta semana não foi diferente.” waladicto.blogspot.com.br

?

“Ontem, ele saiu para trabalhar e até agora nada, não voltou… E o pior de tudo é que eu mais uma vez emprestei meu carro para ele, o que será que tenho na cabeça?

As vezes, não consigo entender como a codependência nos engana tanto, nos fazendo acreditar nas palavras do adicto. Em duas semanas, ele teve 3 recaídas. Estamos passando por momentos difíceis em casa, pois ele praticamente parou de trabalhar… Estou cansada de carregar tudo nas costas. Sem perceber, fui facilitando o vício dele nas drogas, pois aqui em casa eu pago aluguel, água, luz e telefone… Deixei para meu esposo apenas as despesas com a compra e infelizmente nem isso ele está fazendo…” lucianalpsm.blogspot.com.br

?

“Tudo começou na parte da manhã, quando uma nota de R$ 50 que minha mãe havia deixado por descuido na mesa da sala sumiu.

Naquela época, ele já estava morando na minha casa, mas ainda pouco sabíamos a respeito da dependência dele, pouco sabíamos sobre o crack. Logo que minha mãe deu falta, eu ‘saquei’ o que estava acontecendo, eu tive a certeza dentro de mim de que havia sido ele, o rapaz por quem eu havia me apaixonado, o rapaz a quem eu sempre chamava de anjo, e eu travei uma batalha interna dentro de mim para aceitar que aquele anjo fosse capaz de fazer algo do tipo.

E então o jogo começou! O jogo de manipulações, de chantagem emocional, de apelos e tudo mais o que vocês possam imaginar, mas quem estava jogando esse jogo era eu, não ele.” livrovaleuapena.blogspot.com.br

?

“Ainda bem que tenho um ‘piloto automático’ que logo me diz que estou no caminho errado.

Ainda bem que, mesmo recaído espiritualmente, emocionalmente e psicologicamente, e com todas as insanidades, eu não consumei a recaída no sentido de voltar ao uso de drogas. Mas eu preciso admitir que a minha vida está sem controle em alguns (ou vários) aspectos; tenho de admitir que preciso de ajuda.

Ontem, encontrei um brother das antigas, que estava em reclusão por tráfico e saiu há dois meses. Ele estava com o uniforme da empresa onde está trabalhando e isso me alegrou muito. Disse estar sendo crente e que está dormindo no albergue. Disse que não tem mais nem vontade de usar, que já recebeu várias propostas para comercializar novamente, mas não pretende mais voltar ao crime.” limposporhoje.blogspot.com.br

Dedicatória

0

Dedicatória (Dedication) from Bloco Filmes on Vimeo.

Publicado por Bloco Filmes

Em novembro do ano passado, uma pessoa super importante pra mim, iria fazer aniversário no dia 09. Mais ou menos uma semana antes resolvi dar de presente a ela o livro “Poesia Completa” do Manoel de Barros (poeta preferido dela). Quando cheguei em casa com o livro e decidi escrever a dedicatória. Porém, não consegui.

Talvez pela infinita distância entre a beleza da escrita do Manoel e a minha. Ou talvez pela distância entre mim e ela. Não sei. Sei que com isso, comecei a pensar que era o próprio livro que não me deixava escrever nas suas páginas, pensei que como a poesia de Manoel de Barros foi escrita no meio do mato, o livro podia estar traumatizado por estar numa cidade de concreto, precisando se reencontrar com os lugares que ele foi concebido pra me deixar escrever a dedicatória. Pois é, viajei né? Sim, viajei. Dessa viagem da minha cabeça, acabou virando algo real.

Como faltava só uma semana para o aniversário Dela, comprei uma passagem no dia seguinte para Campo Grande, terra do Manoel. Nesse momento, pensei em registrar toda essa trajetória de uma forma experimental, para ver se dali saía talvez um curta, um documentário, uma dedicatória. Passei 3 dias lá sozinho, levando o livro pela cidade, pelo meio do mato, no meio dos bichos e afins. Fazendo cada poesia do livro voltar a sentir “o cheiro do sol de lá”… Toda essa trajetória me levou a um final incrivelmente mais lindo do que eu poderia imaginar, mas isso prefiro que vocês vejam no próprio filme.

Bom, voltando a trajetória, voltei para Porto Alegre e consegui finalizar o curta até o dia do aniversário. Entreguei para Ela o livro com um laço de presente, na Casa de cultura Mário Quintana. Mas, antes que ela abrisse o livro para ver a dedicatória, fomos até umas das salas de cinema de lá e passei o curta numa sessão fechada pra ela.

Essa é a história desse curta, dessa experiência… espero que vocês gostem.

dica da Luciana Leitão

MEC divulga lista de aprovados na 1ª chamada do ProUni

0

Publicado por Exame

O prazo para matrícula, mediante comprovação das informações prestadas na ficha de inscrição, começa nesta quinta-feira e vai até o próximo dia 31

O ProUni é um programa do Ministério da Educação que concede bolsas de estudo integrais e parciais em instituições privadas de educação superior (Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr)

O ProUni é um programa do Ministério da Educação que concede bolsas de estudo integrais e parciais em instituições privadas de educação superior (Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr)

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta quinta-feira a lista dos aprovados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni).

O resultado está disponível no endereço http://siteprouni.mec.gov.br/. O prazo para matrícula, mediante comprovação das informações prestadas na ficha de inscrição, começa nesta quinta-feira e vai até o próximo dia 31.

O ProUni teve 1.032.873 candidatos inscritos, de acordo com o MEC. O total de inscrições foi de 2.011.538, considerando que cada estudante pode concorrer a até duas opções de curso.

A segunda chamada será divulgada em 8 de fevereiro. O candidato deve providenciar a matrícula e a apresentação de documentos até o dia 19 do mesmo mês. Para participar da lista de espera o estudante deverá manifestar interesse por meio do Portal do ProUni na internet nos dias 24 e 25 de fevereiro.

O ProUni é um programa do Ministério da Educação que concede bolsas de estudo integrais e parciais (50% de desconto no valor da mensalidade) em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros, sem diploma de nível superior.

Ex-gari verte Histórias do lixo em livro

0

Plínio Fraga, em O Globo

"Haroldo

Tem história dramática: José Luís trabalha como gari durante o dia e estuda à noite. Na faculdade, enamora-se de Sandra, filha de um industrial. Oculta sua profissão. Certo dia, varre uma esquina quando uma colega de trabalho é atropelada. Sai em seu socorro, começa a esbravejar contra a atropeladora até deparar-se com ela frente a frente. Era Sandra.

Tem história romântica: Raquel era a “garizete” mais bonita da seção, mas não dava bola para ninguém. Queria formar-se em Direito. O advogado Gilmar atentou para aquela moça bonita que cuidava da limpeza de sua rua. Sempre puxava conversa, sem muito sucesso. Mas não desistia. Até que ela dirige a ele as primeiras palavras: “O senhor está fora da lei 3.273, de 2001, no artigo 94, por estar ofertando lixo domiciliar para a coleta fora do dia e do horário preestabelecidos.” Só começaram namorar depois da formatura dela, pois tinha virado doutora Raquel.

Tem história engraçada: três garis trabalhavam juntos em torno do aeroporto do Campo dos Afonsos. Um deles conta que sonhou que um homem chegava e matava os três. Outro replicou que sonhos podem ser premonitórios. Alguém sai correndo. Os outros acompanham. Correm até cansar. Alguma ameaça? O que sonhou responde: “Que nada! Tenho um medo danado de avião”, diz, enquanto aponta para um que fazia sua aterrissagem.

Há quase 30 anos na Comlurb, Haroldo César de Castro Silva, 50 anos, recolheu 33 histórias de companheiros de trabalho e publicou em “Vida de gari”, com a primeira edição bancada do próprio bolso no fim do ano passado. A segunda edição, de 300 exemplares, foi custeada pelo sindicato da categoria. Ele vende os exemplares por conta própria, na repartição em Del Castilho, e após palestras para as quais é convidado.
— Escrever para mim foi uma forma de fugir da solidão. Não sabia como fazer. Resolvi fazer do meu jeito. O livro não é um lixo. É coisa fina. Só cem páginas — conta ele, rindo.

Haroldo já prepara um novo livro, em que pretende narrar os bastidores da escolha de samba de uma escola fictícia. Quer mostrar as agruras de quem faz o carnaval:

— A disputa de samba é uma guerra. Envolve dinheiro, poder. Não é só samba.

Amigo do gari mais famoso do Rio, Renato Sorriso, Haroldo se conforma em ser o escritor da Comlurb.

— Ninguém chama escritor para dar show. Por isso tenho um grupo de samba de resistência — avisa.

dica do Jarbas Aragão

Johnnie Walker cria embalagem com participação dos fãs

0

Bruno Garcia, no Exame

Nomes de escritores como Clarice Lispector, Ferreira Gullar, Monteiro Lobato, e de brasileiros comuns estarão juntos na edição limitada que chega às lojas em abril

Johnnie Walker:  internautas podem acessar a fanpage da empresa e votar em frases e imagens de autores e artistas consagrados, como Clarice Lispector e Ferreira Gullar (Divulgação)

Johnnie Walker: internautas podem acessar a fanpage da empresa e votar em frases e imagens de autores e artistas consagrados, como Clarice Lispector e Ferreira Gullar (Divulgação)

Johnnie Walker cria uma edição especial em homenagem ao Brasil e convida os fãs da marca a co-criarem a nova embalagem. Os internautas podem acessar a fanpage da empresa e votar em frases e imagens de autores e artistas consagrados, como Clarice Lispector, Ferreira Gullar, Monteiro Lobato, entre outros.

As mensagens estão divididas em três temas, escolhidos para representar a alma do brasileiro: paixão, criatividade e beleza. Os participantes também serão convidados a votar em autores contemporâneos, que vão criar frases que dialoguem com os temas propostos.

A votação prossegue até o dia 14 de fevereiro e os primeiros 10 mil consumidores que participarem terão os nomes impressos na embalagem, juntamente com os artistas homenageados pela empresa. A edição especial chegará aos supermercados em abril.

dica da Luciana Leitão

Go to Top