Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged olimpíada de matemática

Estudantes brasileiros são medalhistas em Olimpíada de Matemática realizada na Índia

0
Alexandre Souza Rodrigues, 18 anos, e Larissa Ferreira Perrone, 17, medalhistas de bronze na categoria individual Foto: Thiago Freitas / Extra

Alexandre Souza Rodrigues, 18 anos, e Larissa Ferreira Perrone, 17, medalhistas de bronze na categoria individual Foto: Thiago Freitas / Extra

 

Publicado no Extra

Pense rápido: considerando que a distância, em linha reta, do Brasil para Índia é de 14.774 quilômetros, qual é o tempo estimado de viagem de um país a outro voando a 900 km/h? Se, para você, chegar à resposta de um pouco mais de 16 horas não é tão simples, para Alexandre Souza Rodrigues Júnior, de 18 anos, e Larissa Ferreira Perrone, de 17, esse calculo é fácil. Os dois estudantes de São Gonçalo, região metropolitana do Rio, acabam de voltar de terras indianas, onde cada um conquistou uma medalha de bronze na etapa internacional da Olimpíada de Matemática Sem Fronteira (International Young Mathematicians Convention, no nome original em inglês), na cidade de Lucknow. Outras três alunas também participaram da competição.

Fluente em inglês e alemão, Alexandre também está aprendendo, por conta própria, japonês e espanhol. Mas é com os cálculos que o rapaz bate um bolão. Consciente de suas habilidades com os números, ele está se preparando para conseguir uma bolsa de estudos no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos.

— Comecei a tomar gosto pela matemática aos 6 anos, depois de ser apresentado à disciplina pelo meu pai e meu falecido avô. Desde então, as contas passaram a ser a minha diversão — conta o estudante do Colégio Odete São Paio, no Colubandê, que diz ter feito um teste de QI, há dois anos: — Na época, meu QI era de 170 pontos. A média é de cem. Sei que isso me ajuda bastante, mas sempre digo uma frase: ‘O esforço vai além do talento’. Tive que estudar muito para chegar a essa competição.

Outra medalhista de bronze, a moradora do Jardim Catarina e estudante do Colégio Jean Piaget, Larissa Perrone, diz que gosta de ser um exemplo positivo para os amigos.

—Depois que participamos da Olimpíada de Matemática, no Brasil, passei a estudar muito para conseguir uma boa colocação na Índia. Sempre ajudo a galera nos estudos. Agora, vou me dedicar para me tornar engenheira da computação.

Competição fez cair quantidade de reprovações

Assessora pedagógica dos dois colégios gonçalenses que levaram alunos para a competição na Índia, Melissa São Paio conta que, há dois anos, as escolas passaram a ir à Olimpíada Brasileira de Matemática:

— No primeiro ano, ficamos no terceiro lugar geral. Esse ano, também faturamos medalhas. Para essa competição na Índia, o critério de seleção foi pela proficiência dos alunos em matemática e inglês. O mais interessante é que o número de reprovações nos dois colégios caiu muito.

Outras três competidoras de São Gonçalo que também ficaram bem colocadas foram as estudantes Ana Carolina Almeida, de 16 anos, e Letícia Ildefonso e Victória Lobato, ambas de 13.

— A experiência foi fantástica! Competimos com alunos das mais variadas nacionalidades. Vamos levar para a vida toda — diz Ana.

Os alunos ficaram na Índia entre 28 de novembro ao dia 8 deste mês e foram apoiados pelo professor de matemática Marcelo Alves.

Estudantes dos colégios Odete São Paio e Jean Piaget, em São Gonçalo, retornam com medalhas de competição internacional de matemática Foto: Thiago Freitas / Extra

Estudantes dos colégios Odete São Paio e Jean Piaget, em São Gonçalo, retornam com medalhas de competição internacional de matemática Foto: Thiago Freitas / Extra

Brasil fica em 1º em olimpíada de matemática para universitários

0

Quatro equipes brasileiras representaram o país na Cidade do México.
No total, Brasil levou 3 medalhas de ouro, 2 de prata e 4 de bronze.

equipe_brasil_1_lugar

Publicado no G1
Uma equipe brasileira levou o primeiro lugar geral na 7ª Competição Ibero-americana Interuniversitária de Matemática (CIIM). O torneiro terminou nesta segunda-feira (28) na Cidade do México, e os quatro estudantes que representaram o país retornam ao Brasil com três medalhas de ouro e uma de prata.

Segundo a Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), que seleciona os brasileiros para os eventos internacionais da área, o Brasil foi representados por quatro equipes: a selecionada pela OBM, que ficou na primeira colocação, e grupos de estudantes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), da Universidade de São Paulo (USP), campus de São Carlos, e do Instituto Militar de Engenharia (IME).

Equipe vencedora
O estudante Tadeu Pires de Matos Belfort Neto, de São José dos Campos (SP), ficou com o primeiro lugar individual geral da olimpíada. Sua pontuação final foi de 47 (a nota máxima possível era 60).

Os demais brasileiros que integram a equipe da OBM são Cassio Henrique Vieira Morais, de Belo Horizonte (MG) e Glauber de Lima Guarinello, de São Paulo (SP), que também receberam medalha de ouro, e Igor Albuquerque Araújo, do Rio de Janeiro (RJ), que ficou com uma medalha de prata.

Segundo a OBM, as equipes da UFMG, da USP e do IME conquistaram uma medalha de prata e quatro medalhas de bronze.

Realizada desde 2009, CIIM tem como objetivo o incentivo do estudo da matemática dentro da comunidade universitária ibero-americana.

Brasil vence olimpíada de matemática dos países de língua portuguesa

0

Dois integrantes da delegação brasileira levaram a medalha de ouro.
No ranking geral, Brasil ficou em primeiro lugar, seguido por Portugal.

1cplp_final

Publicado no G1

Quatro jovens brasileiros conquistaram duas medalhas de ouro e duas de prata na 5ª Olimpíada de Matemática da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). No ranking geral, o Brasil ficou em primeiro lugar, seguido por Portugal. A competição aconteceu entre os dias 19 e 25 de julho, em Cabo Verde, e os estudantes retornaram nesta terça (28) ao Brasil.

Pedro Lucas Lanaro Sponchiado e Mateus Siqueira Thimóteo, de 15 anos, ambos do estado de São Paulo, foram os únicos premiados com as duas medalhas de ouro da competição. Os dois jovens marcaram 42 pontos cada no torneio.

A equipe brasileira também foi premiada com medalha de prata para Andrey Jhen Shan Chen, de São Paulo, e para Bruno Brasil Meinhart, do Ceará, ambos com 15 anos de idade.

Participaram da olímpiada 24 jovens de seis países lusófonos e cada um levou à competição uma equipe composta por quatro estudantes e dois professores.

Na classificação geral por países, o Brasil ficou em primeiro lugar com 154 pontos num total de 168, à frente de Portugal, com 108 pontos e de Cabo Verde, com 68 pontos.

A competição foi composta por duas provas aplicadas em dois dias consecutivos, na qual os estudantes deveriam solucionar três problemas matemáticos que envolviam álgebra, teoria dos números, geometria e combinatória.

Competições internacionais

Os quatro estudantes foram selecionados para representar o Brasil através da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM). A competição acontece todos os anos nas escolas públicas e privadas de todo o país.

Para participar da OBM, a insititução de ensino deve realizar um cadastro no site da competição. Os alunos interessados em fazer a olímpiada devem se inscrever na própria escola.

Go to Top