Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged paulo coelho

Juíza peruana ordena que ladrões leiam ‘O Alquimista’, de Paulo Coelho

0

O escritor brasileiro Paulo Coelho, autor de obras como ‘O Alquimista’ Foto: Ernesto Rodrigues/Estadão – 18/6/2006

A inusitada condenação obriga dois jovens que roubaram um celular em 2018 a ler também ‘Pai Rico, Pai Pobre’, de Robert Kiyosaki, e a estudar. Essas são as condições para a dupla não passar quatro anos na prisão

Publicado no Estadão

Dois ladrões de celulares receberam uma inusitada condenação judicial no Peru: ler dois livros de autoajuda, um deles O Alquimista, do brasileiro Paulo Coelho, para não precisar passar quatro anos na prisão, informou a Justiça peruana na terça-feira, 30.

“Michael Ramos Landeo, de 21 anos, e Jhonatan Torres Quispe, de 23, deverão estudar e ler livros se não quiserem ser presos”, decidiu a juíza Katy Rocío Jurado, da Corte Superior de Justiça da região Huancavelica (sudeste).

A decisão judicial estipula que os condenados deverão ler e estudar no prazo de um ano O Alquimista, de Coelho, e Pai Rico, Pai Pobre, de Robert Kiyosaki.

“Esta é uma sentença exemplar”, disse a juíza à rádio RPP ao justificar a decisão atípica, que busca a “ressocialização efetiva e a reabilitação dos condenados”.

A juíza ainda determinou que eles estudem para uma carreira profissional, que pode ser técnica ou universitária.

Ela informou que os condenados deverão cumprir regras de conduta rigorosas, como “não frequentar locais de reputação duvidosa”.

Eles também pagarão, em conjunto, cerca de US$ 1.200 de reparação civil.

Os jovens foram condenados pelo roubo, praticado em 20 de outubro de 2018, do celular de uma pessoa, que os denunciou à polícia.

Livros de Paulo Coelho vão ganhar série com produtora de ‘American Gods

0

O escritor Paulo Coelho (//VEJA)

Trama vai transitar entre as obras ‘Brida’, ‘O Demônio e a Srta. Prym’ e ‘A Bruxa de Portobello’

Publicado na Veja

Três produtoras americanas, entre elas a FremantleMedia, assinaram um contrato com Paulo Coelho para desenvolver uma série de TV inspirada em três de seus livros. Segundo o site especializado Deadline, o seriado será um thriller policial que vai transitar entre as tramas e personagens das obras Brida, O Demônio e a Srta. Prym e A Bruxa de Portobello.

O seriado, ainda sem título, vai acompanhar um jovem padre em uma jornada de autoconhecimento e redenção, após ser excomungado e se tornar alvo de uma família criminosa. Na caçada pelo personagem, que também é fugitivo da polícia, uma agente da CIA descobre que o padre está envolto em outros mistérios.

A produtora FremantleMedia também está à frente da adaptação de American Gods, de Neil Gaiman, disponível no canal de streaming Amazon Prime Video. A empresa também prepara a série inspirada na obra assinada por Elena Ferrante, A Amiga Genial, para o canal HBO.

Em Frankfurt, artista pede 100 mil livros para construir templo grego

0

645902-970x600-1

Mauricio Meireles, na Folha de S. Paulo

A ideia é botar de pé um monumento que simbolize os ideais estéticos e políticos da primeira democracia do mundo. A artista argentina Marta Minujín pediu a ajuda de leitores e editores na Feira do Livro de Frankfurt, nesta quinta-feira (20), para reconstruir O Parthenon dos Livros, instalação que montou em Buenos Aires em 1983, durante a ditadura argentina.

A artista quer reunir, como na obra original, cem mil livros proibidos —agora ou no passado. A nova versão do Parthenon será erguida em 2017 durante a Documenta de Kassel, cidade alemã onde os nazistas queimaram 2.000 livros em 1933.

A obra de Minujín foi uma dos símbolos da redemocratização argentina e trazia obras banidas pela junta militar que governava o país. Ela foi inaugurada cinco dias depois das eleições democráticas.

Dessa vez, serão reunidos livros de todo o mundo. A ideia, como na época, é que o público possa pegá-los para si. O que sobrar deve ser doado para bibliotecas.

“[A ditadura na Argentina] foram anos de tristeza, privação de liberdade. Conseguir deixar a instalação de pé foi um milagre, com a ajuda das pessoas consegui 30 mil livros”, relembrou Minujín.

Dois contêiners estão disponíveis na Feira de Frankfurt para receber as doações.

“Nesse novo Parthenon, pensei no mundo em crise, perverso na [política de fronteiras], com os imigrantes. Quero dar representação a todas as vozes em todas as línguas possíveis”, disse a artista.

Ela aproveita a feira para pedir ajuda de editores. Durante a cerimônia, uma mulher, que se apresentou como da editora alemã Suhrkamp, lhe presenteou com cinco livros. “Por favor, peça para sua editora mandar 2.000!”, disse a artista.

Pesquisadores da Universidade de Kassel fizeram uma lista de livros proibidos ou que causaram mal-estar político —relação que vai crescer conforme as pesquisas continuarem.

Há, até agora, um livro brasileiro na lista: “O Alquimista”, de Paulo Coelho, que em 2011 afirmou que seus livros haviam sido proibidos no Irã. Na relação, também estão “O Código Da Vinci”, de Dan Brown; “A Ópera dos Três Vinténs”, de Bertolt Brecht; “Versos Satânicos”, de Salman Rushdie; e “As Vinhas da Ira”, de John Steinbeck, entre outros.

De Ferguson a Paulo Coelho: Tite leva hábito de distribuir livros à seleção

0
AFP PHOTO / AFP PHOTO/FELIPE OLIVEIRA

AFP PHOTO / AFP PHOTO/FELIPE OLIVEIRA

 

Dassier Marques, no UOL

Entregar livros a seus comandados e colegas é um hábito que Tite carrega há anos e já colocou em prática na seleção brasileira.

Nesta terça-feira, o lateral esquerdo Filipe Luís foi perguntado pelo jornalista Gustavo Zupak, da Rádio CBN, sobre um presente que recebeu do treinador da seleção: o livro Maktub, de autoria de Paulo Coelho. Recentemente, o auxiliar técnico Cléber Xavier, membro da comissão mais próxima a Tite, ganhou dele o livro Liderança, escrito por Alex Ferguson e Michael Moritz.

“Ele é uma pessoa que demonstrou outras vezes ser extremamente justa”, comentou Filipe Luís. “Ele me chamou e me disse que teve que tomar uma decisão, e não tem como respeitar. Meu principal objetivo é estar aqui. E quando ele falou, falou que me respeitava. Eu leio bastante, então já li o livro, como não? E com isso ele me conquistou”, explicou o lateral do Atlético de Madrid-ESP.

A ideia de Tite em setembro, quando presentou Filipe, era animar o jogador que acabara de perder a posição para Marcelo. Como o jogador do Real Madrid-ESP está lesionado, o companheiro volta a jogar na próxima quinta, diante da Bolívia.

“Todo mundo quer jogar e quem não joga não tem como reclamar, porque quem joga tem também muita qualidade. Todo mundo quer estar na seleção. A forma como ele passou e me deu de presente, conquistou meu respeito. Sou extremamente profissional, mas ele me trouxe muito mais para o lado dele, e todos querem fazer parte de um time ganhador. Me sinto com condições de brigar por uma vaga”, complementou Filipe Luís.

No Corinthians, Tite chegou a dar livros para nomes como Liedson (sobre Michael Jordan), quando virou capitão, para Paolo Guerrero (sobre José Mourinho), quando lutava para se recuperar de lesão, e para o paraguaio Ángel Romero (sobre campeões), quando estava sem oportunidades no clube.

O meia Giuliano, outro que jogará na quinta-feira, também falou sobre o treinador. “Estou acostumado com o Tite desde a época do Internacional. Ele é um excelente profissional e tem por natureza e índole ser justo, honesto, fala olho no olho com a situação. É assim que ele decidiu e age como treinador. Faz todos terem a consciência de que são importantes. Essa briga leal por posição nos motiva”, comentou.

Paulo Coelho é o autor em língua portuguesa mais traduzido do mundo

0
O mago no topo

O mago no topo

 

Publicado na Veja

Mais uma vez, Paulo Coelho desbancou nomes consagrados e ficou em primeiro lugar no Index Translationum, que compila os autores em língua portuguesa mais traduzidos do mundo.

Com 1 098 traduções, o mago tem mais que o dobro do segundo colocado, José Saramago, com 534.

Go to Top