Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged peça

Oitavo livro da série Harry Potter chega ao Brasil antes de filme

0

k81477744886

‘Harry Potter e a criança amaldiçoada’: a história nunca termina.

Publicado no Portal o Dia

O trem que partiu da Plataforma Nove e Meia, há quase dez anos, rumo à Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts não foi o último. A partir da meia-noite de segunda-feira, os brasileiros poderão comprar “Harry Potter e a criança amaldiçoada” (Rocco), o oitavo livro da série de J.K. Rowling, que sai com tiragem inicial de 500 mil exemplares. Ao contrário das sete obras anteriores, “A criança amaldiçoada” não é um romance, mas uma peça, em cartaz em Londres desde 30 de julho e com sessões esgotadas até 2017. O livro chega às prateleiras brasileiras a menos de um mês da estreia de “Animais fantásticos e onde habitam”, o primeiro de cinco filmes , como revelado por Rowling este mês, que se passam no universo de Potter, mas não têm o bruxo como protagonista.

A história de “A criança amaldiçoada” começa no mesmo ponto em que terminou “Harry Potter e as relíquias da morte” (Rocco). Harry e sua mulher, Gina Weasley, levam os três filhos, Tiago, Alvo e Lílian, para o início das aulas em Hogwarts. É o primeiro ano de Alvo, que está bastante preocupado para qual das quatro casas — Grifinória, Sonserina, Lufa-Lufa e Corvinal — será mandado pelo Chapéu Seletor. Grifinória é a casa de Harry e de seus dois melhores amigos, agora casados, Ronald Weasley e Hermione Granger. É também a casa de Tiago, seu irmão mais velho, que o perturba com a possibilidade de Alvo ir para Sonserina, a casa do vilão Voldemort. Os fãs vão lembrar que, no primeiro livro da série, o Chapéu Seletor quase mandou Harry para a Sonserina.

OPOSIÇÃO ENTRE GERAÇÕES

Uma vez na escola, e aqui começam alguns spoilers, Alvo acaba indo para a Sonserina e se torna o melhor amigo de Escórpio Malfoy, filho de Draco Malfoy. Harry e Draco foram antagonistas ao longo dos sete livros e se enfrentaram na batalha que dividiu o mundo bruxo, já que a família Malfoy foi uma das principais aliadas de Voldemort. Essa oposição entre gerações é um dos pilares de “A criança amaldiçoada”, junto com as aventuras (e desventuras) da dupla Alvo e Escórpio. A relação de Harry e Draco com seus respectivos filhos é cheia de incompreensão e expectativas frustradas. A busca de Alvo pelo reconhecimento paterno, levando a reboque Escórpio, é um dos motores da trama.

“Eu não esperava que houvesse um oitavo livro. Ela tinha dito que a série teria sete livros, e para mim havia se encerrado. Mas isso não quer dizer que eu não tenha ficado muito contente”, diz Paulo Rocco, dono da editora que detém os direitos de todos os títulos da franquia.

O oitavo livro é também o único que não foi escrito apenas por J.K. Rowling. A peça foi construída a seis mãos, com o dramaturgo Jack Thorne e o diretor John Tiffany. A escalação do elenco não seguiu a adaptação cinematográfica. A atriz negra Noma Dumezweni foi escolhida para viver Hermione nos palcos, a personagem de Emma Watson nas telas. A decisão provocou ataques racistas, prontamente rebatidos por Rowling. A autora lembrou que a cor da pele da heroína nunca foi dita nos livros. “Com minha experiência em mídias sociais, eu imaginei que idiotas seriam idiotas. Mas o que você pode dizer? Esse é o jeito que o mundo é. Noma foi escolhida porque ela foi a melhor atriz para o trabalho’’, disse em entrevista ao “Observer” em junho.

Na estreia da peça, Rowling garantiu que a história de Harry Potter acaba em “A criança amaldiçoada”. Contudo, os fãs terão pouco tempo para lamentar. No dia 17 de novembro, estreia no Brasil “Animais fantásticos e onde habitam”, baseado no livro homônimo publicado em 2001. A obra e seu autor, Newt Scamander, são criações de Rowling. Scamander é um consagrado magizoologista e “Animais fantásticos e onde habitam” é um dos livros indicados na lista de materiais dos alunos do primeiro ano em Hogwarts. A obra faz um inventário das espécies do mundo mágico, e pouco é revelado sobre o seu autor.

Parte da trama dos cinco filmes já vem sendo desenvolvida por Rowling no site “Pottermore”. Lançado em 2012, o “Pottermore” é uma espécie de portal oficial do mundo bruxo. Ao longo dos anos, a autora continuou escrevendo textos relacionados ao universo da série. No mais recente, ela faz uma genealogia da família Potter, até então desconhecida. Em preparação para o lançamento de “Animais fantásticos”, Rowling descreveu em detalhes, no site, a formação da sociedade bruxa americana. No filme, Newt Scamander, vivido pelo ator Eddie Redmayne, chega a Nova York na década de 1920 com sua maleta mágica cheia de bichos fantásticos e precisará usar suas habilidades para capturar aqueles que escapam.

Thaiane Oliveira, professora da Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense (UFF), destaca que se observa no caso de Harry Potter o desenvolvimento de novas narrativas que dialogam com os livros, mas que não são necessariamente uma continuação da narrativa original.

— O “Pottermore” foi uma grande estratégia que a autora utilizou para manter o universo da narrativa vivo. Na plataforma, ela desenvolve outras histórias e aprofunda detalhes que não constam nos livros— explica Thaiane. — A criação de novas narrativas a partir de uma já existente é um dos principais conceitos das obras transmídia. Harry Potter caminha para um produto transmídia apesar de não ter surgido como tal.

LANÇAMENTO À MEIA-NOITE

À meia-noite de segunda-feira, livrarias vão abrir as caixas do novo “Harry Potter” e colocá-lo à venda. Na Saraiva do Rio Sul, os trabalhos começam às 20h de amanhã, com distribuição de brindes e atividades da equipe do fã-site “Potterish”.

Na Travessa do Shopping Leblon, um encontro de fãs vai começar às 22h de amanhã e seguir noite adentro. Já na Livraria Cultura do Cine Vitória, haverá atividades no dia 31 a partir das 9h.

Fonte: O Globo

Harry Potter chega ao teatro como adulto e pai de três filhos

0

19308870

Pré-estreia é a manhã e já foram vendidos mais de 175 mil ingressos para as apresentações regulares, a partir de 30 de julho

Publicado no Zero Hora

O personagem Harry Potter chega ao teatro na terça-feira em Londres em uma obra que apresenta o menino bruxo criado pela escritora J.K. Rowling como pai de três filhos.

Harry Potter and the Cursed Child (Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, em tradução literal) é ambientado 19 anos depois do sétimo e último livro da série da escritora britânica, da qual foram vendidos mais de 450 milhões de exemplares desde 1997. Os livros também geraram oito filmes, sucesso no mundo inteiro.

Como muitos de seus fãs, Potter cresceu e tem três filhos com sua esposa Gina Weasley, irmã de seu fiel amigo Rony, e trabalha no Ministério da Magia.

Potter continua utilizando seus clássicos óculos redondos e ainda tem a cicatriz em forma de raio na cabeça, que lembra seu confronto com o grande inimigo Lord Voldemort, mas agora precisa ajudar seu filho mais novo, Albus, a confrontar o passado obscuro da família.

As apresentações em pré-estreia começarão na terça-feira no teatro Palace de Londres, a preços reduzidos, antes da estreia oficial mundial em 30 de julho. Rowling pediu aos espectadores dessas apresentações prévias que não revelem detalhes da obra.

Foto: DANIEL LEAL-OLIVAS/AFP

Foto: DANIEL LEAL-OLIVAS/AFP

 

– Vocês foram incríveis todos estes anos guardando os segredos de Harry Potter para não arruinar a experiência dos leitores que vieram depois –, disse em uma mensagem em vídeo. Ela acrescentou: – Peço mais uma vez que guardem os segredos e permitam que as audiências aproveitem “A Criança Amaldiçoada” com todas as surpresas da história –, pediu.

A expectativa foi crescendo à medida em que se aproxima a estreia, também entre os protagonistas, como Jamie Parker, o ator de 36 anos que interpreta Potter.

– É uma história com a qual as pessoas viveram por toda a vida, com a qual cresceram, e agora se reincorporam ao conto, retomando-o de onde o deixaram. E eu sou uma delas –, explicou no site oficial de Harry Potter, Pottermore.

A obra promete ser um grande sucesso comercial. Os primeiros 175 mil ingressos foram vendidos em 24 horas em outubro, e o roteiro é um sucesso de vendas antes mesmo de sua publicação, porque já pode ser encomendado.

Mas a decisão de dividir a obra em duas partes, para vê-la no mesmo dia ou em duas noites consecutivas, causou estranheza. Os ingressos para os dois atos oscilam entre 30 e 130 libras (44-189 dólares) no total.

– A galinha dos ovos de ouro de Harry Potter está longe de ter se esgotado–, disse à AFP Phil, um blogueiro teatral do West End londrino que não revela seu sobrenome.

– Parece-me que dividir em duas partes é uma decisão muito cínica. Os fãs têm que comprar dois ingressos? Deveriam ter vergonha.

A obra foi escrita pelo dramaturgo britânico Jack Thorne, com base em uma história original coescrita por Rowling e John Tiffany, que é o diretor da peça.

Diante dos milhões de admiradores da saga em todo o mundo, a decisão de levar os personagens duas décadas à frente é arriscada.

Foto: Reprodução/Twitter Harry Potter Play

Foto: Reprodução/Twitter Harry Potter Play

 

– Alguns fãs preferem que não se coloque em dúvida o que acreditavam que havia acontecido com os personagens –, disse à AFP Catherine Horvath, editora do site para fãs The Leaky Cauldron. Ela segue: – Haverá uma tonelada de expectativas e muita pressão para que a história seja boa –, acrescentou.

Outro detalhe polêmico foi a escolha de uma atriz negra, Noma Dumezweni, como Hermione Granger, a companheira de aventuras de Potter, interpretada nos filmes por Emma Watson.

A decisão contou com a aprovação de Rowling, que escreveu no Twitter que nunca foi especificado que Hermione fosse branca.

A obra é um conto de aventuras, de amizade, do bem e do mal e, é claro, de magia. Potter está envolvido em seu trabalho no Ministério, mas não pode fugir de seu passado, nem seus filhos.

“Enquanto passado e presente se fundem ameaçadoramente, pai e filho descobrem a incômoda verdade: às vezes, a maldade aparece em lugares inesperados”, diz na sinopse da obra.

Primeira foto do novo elenco de Harry Potter é revelada

0

l-r_harry_potter_jamie_parker_albus_potter_sam_clemmett_ginny_potter_poppy_miller

Elenco principal será estrelado por Jamie Parker, Poppy Miller e Sam Clemmett

Publico em O Fuxico

A saga de livros de Harry Potter conquistaram o mundo inteiro com a sua história e, principalmente, pelos seus personagens nos filmes, estrelados por Daniel Radcliffe, Emma Watson e Rupert Grint.

Com o último filme exibido em 2011, os fãs receberam recentemente a notícia de que a trama teria uma sequência inédita, chamada Harry Potter And The Cursed Child, sendo essa, uma peça teatral.

Nesta terça-feira (31), o site Pottermore, de J.K Rowling, autora da história, divulgou as primeiras fotos do elenco que dará vida aos novos personagens, dessa vez com a história focada em Albus Potter, interpretado por Sam Clemmett , filho de Harry e Gina, vivida por Poppy Miller.

“É apenas icônico. São histórias que as pessoas viveram por toda a vida e cresceram com elas e agora são adultos que vão voltar à história deonde pararam e eu sou um deles. De alguma forma você não precisa mais do que a cicatriz e os óculos, é tipo ‘é isso aí’ e eu realmente não sei como colocar isso em palavras, é apenas imensamente excitante e eu mal posso esperar para mostrar isso para as pessoas.”, disse Jamie Parker, que dará vida ao Harry Potter adulto.

310126

310124

310125

Livro considerado o oitavo da saga “Harry Potter” tem lançamento previsto para julho

0
Nos cinemas, Daniel Radcliffe deu vida ao bruxo Foto: Divulgação / Divulgação

Nos cinemas, Daniel Radcliffe deu vida ao bruxo Foto: Divulgação / Divulgação

 

“Harry Potter and the Cursed Child” retoma um dos maiores fenômenos literários

Nathalia Carapeços, no Zero Hora

Em 2016, a estreia da saga Harry Potter nos cinemas completa 15 anos. Desde o primeiro livro de J.K. Rowling, lá se vão quase duas décadas. Mas o tempo parece não ter passado para o menino bruxo: o fenômeno se renova a cada ano e, agora, os fãs estão à espera de Harry Potter and the Cursed Child, considerado o oitavo título da série. O anúncio da nova obra em versões digital e impressa, com lançamento previsto para 31 de julho (aniversário da autora e do protagonista), agitou os pottermaníacos e também intrigou os apaixonados pela coleção.

J.K. teve de explicar mais de uma vez nas redes sociais: não é um romance, muito menos uma história anterior ao primeiro livro. É, sim, o texto da peça de teatro homônima, que estreia em julho deste ano – o espetáculo é baseado em uma nova história criada por J.K. Rowling, Jack Thorne e John Tiffany. O que se sabe até agora é que o enredo também dará protagonismo a Alvo Severo, segundo filho de Harry, que precisa lidar com o peso do legado familiar. Dezenove anos depois da Batalha de Hogwarts, o esposo de Gina se tornou um funcionário do Ministério da Magia, mas segue lutando contra um passado que se recusa a ficar para trás. Pai e filho terão de enfrentar a escuridão que virá de lugares inesperados.

– Estou meio dividido com esse livro, não quero criar muita expectativa. A J.K. Rowling colaborou, mas não foi só ela que escreveu. Alguns fãs acham que ela deveria lançar um novo romance, ou não fazer nada. Acho que pode até decepcionar quem não está esperando por um script, mas eu encaro como o oitavo livro mesmo, acredito na autora – conta o fã Marcelo Neves, um dos criadores do site Potterish, que está entre os principais portais brasileiros sobre Harry Potter.

Novidades da saga também no cinema

Auge das novidades divulgadas nos últimos anos, o lançamento do volume inédito é um exemplo de como a saga se mantém viva em diferentes frentes com o passar dos anos: de parques temáticos a obras literárias e cinematográficas inspiradas na série. Ativa nas redes sociais, J.K. se esforça para continuar próxima aos fãs, sempre prometendo novidades sobre o mundo de Potter – além do espetáculo e do novo livro, neste ano também estreia o longa-metragem spin-off Animais Fantásticos e Onde Habitam. Essa relação com o público é primordial para a história ganhar sobrevida a cada dia, explica Regina Zilberman, professora da UFRGS e pesquisadora da área infantojuvenil:

– É um esforço dela, afinal, ela é profissional. Mantém a história viva pelos instrumentos que tem à disposição. A autora estimula, alimentando o processo, há o mercado que tem interesse e, por fim, existem os fãs da história, seus seguidores.

O fenômeno de proporções internacionais – que influenciou mais de uma geração de leitores – e a contribuição para a redescoberta do gênero fantasy fiction nos anos 1990 fizeram Harry Potter entrar para a lista dos principais livros infantojuvenis das últimas décadas. O personagem também abriu espaço para outras obras desse mesmo estilo.

Ele é clássico no sentido de que formou um público e fomentou uma corrente que é muito forte na literatura contemporânea. Dá até para fazer um paralelo: o que foi Monteiro Lobato nos anos 1950 é a Rowling desde o final dos anos 1990. Uma geração de leitores se formou com Harry Potter – avalia Regina.

Ainda não há uma data certa para a versão traduzida de Harry Potter and the Cursed Child chegar ao Brasil. A boa notícia é que o título já está para pré-venda, em inglês, em livrarias como Saraiva e Cultura, além do iBooks. Depois, ainda será lançada uma edição definitiva de colecionador.

*Colaborou Vitória Lemos

Por onde eles andam?
Daniel Radcliffe, Emma Watson e Rupert Grint deram vida no cinema ao trio de bruxos mais famoso da literatura infantojuvenil nos últimos anos. Saiba como cada um seguiu na carreira após o término dos longas da saga Harry Potter.

Daniel Radcliffe (Harry Potter)
O ator participou de diferentes produções, mas ainda tenta se desvencilhar do legado do personagem. No auge da saga, surpreendeu os fãs ao ficar nu no palco para encenar a peça Equus, que estreou em 2007. Já em 2012, estrelou o filme de terror A Mulher de Preto e, em seguida, protagonizou a comédia romântica Será que?. Também teve trabalhos na TV, como Diário de um Jovem Médico. Recentemente, esteve em Victor Frankenstein (2015). Neste ano, participará dos longas Swiss Army Man e Truque de Mestre 2.

Emma Watson (Hermione Granger)
Entre os três atores principais de Harry Potter, Emma Watson certamente foi a que despontou com mais força após o término da saga. Elogiada pela crítica, a eterna Hermione estrelou longas como As Vantagens de Ser Invisível e Bling Ring: A Gangue de Hollywood. Em 2014, esteve no elenco da história bíblica Noé. Em breve, deve aparecer no filme The Circle e em uma nova versão de A Bela e a Fera. Ela também foi convidada recentemente para ser professora visitante na Universidade de Oxford, na Inglaterra.

Rupert Grint (Rony Wesley)
O ator não engrenou na carreira depois da atuação em Harry Potter. Chegou a participar de outros longas, mas sem papéis de muita expressão. Esteve no elenco da comédia Matador em Perigo, foi protagonista de Cherrybomb e também estrelou o drama Entre Inimigos, além de outras produções. Sua próxima atuação será em Moonwalkers, com estreia prevista para este ano.

“Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” pode ser lançado como o oitavo livro da série

0

A peça, que estreia em julho na Inglaterra, está em negociações com duas editoras

Gustavo Guimarães na, Capital teresina

TERESINA – A peça “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” pode virar livro. Esperada para julho de 2016, a peça se passa 19 anos após o fim de “Harry Potter e as Relíquias da Morte”, com Harry agora sendo um empregado do Ministério da Magia. De acordo com o The Rowling Library, pelo menos duas editoras estão interessadas em conseguir os direitos da peça para transformá-la em livro.

Imagem: Divulgação/The Rowling Library

Imagem: Divulgação/The Rowling Library

 

A principal negociação encontra-se nos créditos do autor: a peça foi escrita por Jack Thorne, e não por J.K. Rowling, autora da saga “Harry Potter”. O desejo do livro também parte dos fãs, já que muitos não poderão assistir à peça, apresentada em Londres, Inglaterra.

Caso se torne realidade, “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” será o oitavo livro da saga, que já vendeu mais de 450 milhões de livros em mais de 200 países.

Go to Top