Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Peter Thiel

9 livros que inspiraram o inovador Elon Musk, da Tesla

0

Publicado na Exame

São Paulo – Quando questionado sobre como aprendeu a construir foguetes, Elon Musk, fundador da SpaceX e da Tesla, costuma dar uma reposta simples: “eu li nos livros”.

Para descobrir como a leitura influenciou o inovador empresário, o site Business Insider analisou uma série de entrevistas que ele deu ao longo dos anos.

O resultado é uma lista de nove títulos, dentre os quais apenas um pode ser considerado da área de negócios.

Há obras sobre engenharia, biografias de grandes cientistas e até livros de ficção científica. Confira nas fotos.

aaaa

O Senhor dos Anéis, de J.R.R. Tolkien

A trilogia fantasiosa gira em torno da história de um anel poderoso e ao mesmo tempo devastador, que precisa ser destruído. A obra é toda construída com elementos imaginários, desde criaturas até o mundo e o tempo.

“Os heróis dos livros que eu li sempre se sentiam no dever de salvar o mundo”, teria dito Musk sobre a saga.

aaaaaaa

O guia do mochileiro das galáxias, de Douglas Adams

A série é considerada um dos maiores clássicos da literatura de ficção científica.

Ela conta a história de dois amigos que conseguem escapar da destruição da Terra graças à ajuda de um ET que havia desenvolvido um guia de viagens entre planetas.

Na trama, um supercomputador descobre que a resposta para uma vida é com sentido o número 42, mas a pergunta nunca é revelada. Com esse dilema, Musk teria aprendido que “se você consegue fazer a pergunta correta, a resposta é a parte fácil”.

sss

Benjamin Franklin – an American life, de Walter Isaacson

(Benjamin Franklin – uma vida americana, em tradução livre)

Do mesmo autor das biografias de Steve Jobs, o livro conta a vida de Benjamin Franklin, cientista norte-americano que estudava a energia elétrica.

“Ele era um empreendedor. Ele começou do nada. Ele era só uma criança fujona”, disse Musk sobre o inventor, segundo o Business Insider.

ccc

Eisntein – sua vida, seu universo, de Walter Isaacson

Também de Walter Isaacson, o livro é baseado em cartas do gênio Albert Einstein, divulgadas 20 anos após da morte de sua enteada, em 2006.

A biografia descreve não só o lado profissional físico, mas também seus conflitos de relacionamento e sua militância pacifista. (mais…)

Jovem cria programa para quem quer largar a faculdade

2

Felipe Maia, na Folha de S.Paulo

O norte-americano Dale Stephens, 21, largou o colégio aos 12 anos por não querer “perder tempo com coisas monótonas”. Estudou em casa e em grupos de alunos, fez estágios, conseguiu entrar na faculdade e largou o curso após menos de um semestre.

Stephens é frequentemente convidado pela mídia americana, incluindo o jornal “New York Times” e a rede de TV CNN, para falar sobre por que a universidade é uma “perda de tempo”.

E fatura com isso: o jovem participou da primeira turma da Thiel Fellowship, uma bolsa de US$ 100 mil (R$ 226 mil) concedida por Peter Thiel, o fundador do PayPal que se tornou um megainvestidor.

O benefício é concedido a jovens que não desejam estudar na universidade e, em lugar disso, desenvolver seus sonhos empresariais.

Agora, Stephens montou um negócio em torno da sua falta de experiência acadêmica e quer estimular outros jovens a fazer o mesmo.

Fundador da UnCollege.org, Dale Stephens, 21 anos (Adriano Vizoni/Folhapress)

Fundador da UnCollege.org, Dale Stephens, 21 anos (Adriano Vizoni/Folhapress)

A organização que ele criou, a UnCollege lançou um programa que cobra US$ 13 mil (R$ 30 mil) de jovens interessados em largar a faculdade por um ano e “aprender a aprender por si mesmo”.

As atividades incluem aulas em San Francisco (EUA) sobre temas como comunicação avançada, negociação e autoavaliação. Thiel deve ser um dos professores.

“São coisas que você deveria aprender na escola, mas ninguém se interessa por ensinar”, disse o jovem à Folha.

Ele esteve no Brasil na semana passada para dar palestras na escola de negócios Perestroika.

O programa da UnCollege também inclui uma viagem a um local para o qual o participante nunca tenha ido, estágios em empresas e a confecção de um projeto.

Stephens diz que a organização recebeu cerca de 200 inscrições para o curso -grande parte dos interessados está terminando o ensino médio e quer adiar a entrada na faculdade.

Ele reconhece que pode ser difícil investir em um sistema de educação criado por alguém tão jovem e sem experiência.

“Eu concordo que pode não ser a coisa mais racional do mundo, mas eu não estou dizendo que vou ensinar algo que está no sistema [na educação formal], mas algo que está fora”, diz.

O americano diz que a ideia não é ter lucro com o programa, mas, sim, “criar um negócio sustentável”.

Sobre ter largado os estudos, o jovem reconhece ser “bem preguiçoso”. “Não quero fazer coisas nas quais não vejo sentido.”

Go to Top