Posts tagged poder

Editora fecha acordo para publicar livros do universo “Stranger Things”

0

Livro vai contar a história da mãe de Eleven Imagem: Reprodução

Publicado no UOL

Você em breve poderá comprar livros baseados no universo de “Stranger Things”. A editora Penguin Random House fechou uma parceria com a Netflix para publicar livros relacionados à série, de acordo com o site Deadline.

Os primeiros dois títulos serão lançados nos Estados Unidos no segundo semestre. Um deles falará dos bastidores da produção, enquanto o outro trará “conselhos” do mundo de “Stranger Things” para jovens leitores.

Os lançamentos serão seguidos, no ano que vem, por um livro de ficção. Escrito pela autora Gwenda Bond, ele funcionário como um prequel, contando a história da mãe de Eleven e do programa MKUltra.

A Netflix está atualmente filmando a terceira temporada de “Stranger Things”, que poderá ser vista em 2019.

Suma divulga capa de A Incendiária, novo volume da Biblioteca Stephen King

0

Editora presentei os fãs com um dos livros mais aguardados. Vendas começam em março

Fernando Rhenius, no Vavel

A editora Suma publicou nas redes sociais nesta terça-feira, 23, a capa de A Incendiária, quarto volume da Biblioteca Stephen King, coleção que resgata obras inéditas ou esgotadas do autor no Brasil.

(Foto: Divulgação)

Publicado pela primeira vez em 1980, a história se passa em cima de Andy McGee, sua esposa Vicky que passaram por experiências quando jovens. Da união do casal nasceu Charlene. “Charlie” acaba adquirindo o poder de atear fogo em tudo e em todos, o que acaba trazendo mais problemas do que benefícios.

Por conta disso, acaba chamando a atenção de uma sociedade secreta intitulada “Oficina” que usa humanos que tenham algum poder. Tentando salvar a filha, Andy passa pelas mais diversas situações. O livro chega as livrarias em março.

O livro ganhou uma adaptação para o cinema em 1984.

Harry Potter | Tom Riddle está com sede de poder em trailer de filme feito por fãs

0

8a82d749-bf83-411e-8568-9585add85302_560_420

Marina Val, no Jovem Nerd

Fãs sempre surpreendem com suas próprias versões de universos conhecidos. Com ilustrações, histórias curtas e até filmes, eles conseguem contar sua própria versão de eventos que conhecemos, como é o caso desse fanfilm que fala sobre a origem de Tom Riddle.

Voldemort: Origins of the Heir originou-se de uma releitura de O Enigma do Príncipe, no qual a equipe questionou o que fez Tom Riddle virar Voldemort e o que aconteceu quando ele retornou a Hogwarts. Eles acharam algumas pistas nos livros e nos contos expandidos e decidiram juntar estes pedaços.

O filme segue Grisha Mac Laggen, a herdeira de Grifinória que investiga o assassinato de Hepzibah Smith, uma descendente da família Lufa-Lufa. Indo a fundo no caso, a bruxa descobre magia negra dentro de Hogwarts e um estudante envolvido com essa confusão.

Voldemort: Origins of the Heir será lançado em 13 de janeiro no Youtube.

Autêntica publica aguardada obra de Judith Butler

0

 

‘A vida psíquica do poder’ combina teoria social, filosofia e psicanálise

Publicado no Jornal do Brasil

Considerada uma das maiores pensadoras da atualidade, Judith Butler concilia, com originalidade, filosofia e psicanálise em A vida psíquica do poder, lançamento da Autêntica Editora. O objetivo é propor uma teoria da formação do sujeito que considere a ambivalência dos efeitos psíquicos do poder social. Ela toma como base o pensamento de Hegel, Nietzsche, Freud, Foucault e Althusser para demonstrar como o poder fundamenta o sujeito.

Para Butler, a operação social do poder é o que gera nossa vida psíquica, e nossa psique, paradoxalmente, oculta e fortalece o poder social que a gerou. Para ela, o poder não é entendido como algo que o sujeito “internaliza”, ao contrário: o sujeito é gerado como efeito ambivalente do poder. Nesse sentido, ele é uma operação da consciência.

Filósofa estará no Brasil entre os dias 7 e 9

Filósofa estará no Brasil entre os dias 7 e 9

 

Considerando a questão da subjetividade e da consciência de si, a autora faz uma investigação crítica sobre o processo de formação do sujeito que revela o sujeito consciente de si como paradoxo necessário; ela interroga como o poder produz subordinados e como estes vêm a se entender como tais.

Por mais que a maioria dos leitores de Foucault evite a teoria psicanalítica, e a maioria dos teóricos da psique evite Foucault, Judith Butler busca teorizar essa relação ambivalente entre o social e o psíquico como um dos efeitos mais dinâmicos e difíceis do poder.

Com tradução de Rogério Bettoni, a obra é lançada junto com a vinda da autora ao Brasil. Judith Butler participa do Simpósio Internacional “Os Fins da Democracia”, que acontece entre os dias 7 e 9 de novembro, no Sesc Pompeia. O seminário convida filósofos, sociólogos, antropólogos, cientistas políticos e psicanalistas da América Latina, Europa, EUA e África para discutirem as reações contemporâneas e locais ao enfraquecimento do potencial campo de consenso nas democracias liberais para o pensamento crítico contemporâneo.

Judith Butler é doutora em Filosofia pela Universidade Yale e hoje é professora de Retórica e Literatura Comparada na Universidade da Califórnia, em Berkeley. É autora de diversos livros, entre os quais se destacam Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade e Relatar a si mesmo: crítica da violência ética. Tem presença marcante em debates sobre direitos humanos e identidade de gênero e ganhou vários prêmios na área, entre eles o Adorno Prize, de Frankfurt (2012), por suas contribuições para os estudos de gênero, para a filosofia política e para a filosofia moral.

7 Livros de ‘Fantasia Dark’ para explorar em noites escuras

0

capa fantasia dark

Fabio Mourão, no Dito Pelo Maldito

A definição exata do subgênero ‘Fantasia Dark’ pode ser algo difícil de se precisar. Geralmente podemos classificar desta forma qualquer obra de fantasia que fuja das tradicionais florestas verdejantes de elfos saltitantes imortalizadas por Tolkien, e leva o leitor ao lado mais sangrento e sobrenatural do medieval. Sendo a maioria resultado de algum flerte momentâneo de autores de terror com o gênero original.

Essas narrativas podem retratar os humanos lutando contra forças sobrenaturais, um anti-herói sombrio como protagonista, ou ainda um elenco de personagens com ambiguidade moral, mas todas possuem um tom sombrio e temperamental em suas páginas. O que deixa ‘As Crônicas de Gelo e Fogo’ de George RR Martin, como o exemplo mais representativo da categoria.
Dada a aparente definição da ‘Fantasia Dark’, procuramos evitar os títulos mais conhecidos do grande público, e listamos aqui alguns livros que honram o estilo e podem lhe render aventuras obscuras durante suas noites de leitura.

✔ A Companhia Negra (Glen Cook)
Durante tempos imemoriais, o Dominador e a Dama, o mais poderoso casal de feiticeiros já visto.,governaram todo o mundo conhecido com mão de ferro. De maneira implacável, eles venceram todos os seus oponentes e corromperam a alma de seus dez piores inimigos, transformando-os nos Tomados. seres condenados a servi-los por toda a existência. Contudo, um grupo rebelde, liderado pela misteriosa Rosa Branca, conseguiu aprisionar os tiranos e seus seguidores em um sono profundo. Porém, séculos depois, a Dama e os Tomados finalmente foram despertados. Agora, eles estão decididos a recuperar todo o poder que lhes fora tirado.

À medida que se dedicam ao processo de reconquista, o caminho de um deles, o Apanhador de Almas, cruza com o do grupo de mercenários conhecido como Companhia Negra. Por várias gerações, a Companhia serviu a diversos senhores, sempre honrando seus contratos e prosperando. Contudo, esses dias de glória ficaram no passado. Hoje, o grupo se resume a um pequeno contingente que trabalha para o governante de uma ilha isolada. Tudo o que restou foram histórias. preservadas com afinco por Chagas. o médico da Companhia que registra todas as suas atividades. Dessa forma. quando o Apanhador oferece a eles a chance de se juntar ao exército da Dama contra os rebeldes. a proposta é aceita de imediato. O que era para ser uma gloriosa batalha pelo poder rapidamente se revela um pesadelo. Os Tomados são figuras repulsivas que lutam constantemente entre si. e a Companhia logo se vê enredada em intrigas. traição e manipulação. Em meio aos rumores cada vez mais fortes de que, em algum lugar. há uma criança que é a reencarnação da Rosa Branca. Chagas, os olhos e ouvidos do grupo, começa a questionar a própria participação nos eventos. Por mais forte que seja seu fascínio pela figura da Dama. Ele não consegue deixar de pensar que, no fim das contas, a Companhia pode ter escolhido se aliar ao lado errado do conflito, e que as consequências dessa decisão podem ser terríveis. (Editora Record)

✔ Elric de Melniboné. A Traição do Imperador (Michael Moorcock)
A história de Elric de Melniboné, o imperador albino e feiticeiro, é uma das grandes criações de fantasia moderna. Um fraco e introspectivo escravo de sua espada, Stormbringer, ele é também um herói cujas aventuras e andanças sangrentas levam-no, inevitavelmente, a intervir na guerra entre as forças da lei e do caos.

Um clássico do gênero espada e feitiçaria. Neste livro, Elric enfrentará a ameaça ao império de Melniboné e transitará entre o uso da magia e seus princípios morais, que o impedem de tomar algumas decisões. Além disso, sua amada Cymoril encontra-se em perigo, e ele não medirá esforços para salvá-la. (Editora Generale)

✔ Ciclo das Trevas (Peter V. Brett)
Assim que a escuridão cai, os demônios corelings aparecem em grande quantidade, gigantes de fogo, madeira e rocha famintos por carne humana. Depois de séculos, os humanos definham com o esquecimento das marcas de proteção. Arlen, Leesha e Rojer, três jovens que sobreviveram aos ataques demoníacos, atrevem-se a lutar e encarar o perigo para salvar a humanidade.

Em O Protegido, a humanidade cedeu a noite aos corelings e são poucos que ainda conseguem se esconder atrás das proteções mágicas, rezando para que elas os conduzam para mais um dia. Conforme os anos passam, as distâncias entre as pequenas vilas se aprofundam. Parece que nada pode deter os demônios ou aproximar a humanidade novamente.
Arlen, Leesha e Rojer, crianças nascidas nesses pequenos vilarejos hoje isolados, não se conformam com essa situação. Um Mensageiro ensina ao jovem Arlen que o medo, mais que os demônios, tem paralisado a humanidade. Leesha vê a sua vida perfeita ser destruída por uma simples mentira e se torna uma coletora de ervas para uma velha mulher, mais temida que os demônios da noite. E a vida de Rojer muda para sempre quando um menestrel viajante chega à sua cidade e toca seu violino.

Mas estes três jovens carregam algo em comum. São todos teimosos, que não se rendem à realidade imposta a eles e sabem que há muitos segredos e mistérios no mundo além do que lhes contaram. Para descobrir isso, eles terão que se arriscar, abandonar suas proteções seguras e encarar os demônios de frente. (Editora DarkSide Books)

✔ A Filha do Sangue (Anne Bishop)
O Reino Distorcido se prepara para o cumprimento de uma antiga profecia: a chegada de uma nova Rainha, a Feiticeira que tem mais poder que o próprio Senhor do Inferno. Mas ela ainda é jovem, e por isso pode ser influenciada e corrompida. Quem a controlar terá domínio sobre o mundo.

Três homens poderosos – inimigos viscerais, sabem disso. Saetan, Lucivar e Daemon logo percebem o poder que se esconde por trás dos olhos azuis daquela menina inocente.
Assim começa um jogo cruel, de política e intriga, magia e traição, no qual as armas são o ódio e o amor. E cujo preço pode ser terrível e inimaginável. (Editora Saída de Emergência)

✔ King of Thorns (Mark Lawrence)
As apostas são altas e as reviravoltas, perfeitas. Depois de assassinar seu tio e garantir um pequeno reino nas montanhas, o jovem Jorg agora encara um inimigo carismático e poderoso – o Princípe de Arrow -, que parece destinado a reunir o Império Destruído. A ação salta entre o presente e o passado, e nos mostra como Jorg viajou pelo império e conseguiu reunir recursos e forças para enfrentar uma batalha aparentemente impossível de ser vencida. Acompanhamos também a história pelo ponto de vista de Katherine, a mulher que Jorg deseja mais do que ninguém, e que ele está destinado a não conquistar jamais.

Apesar de Jorg continuar a ser o mais maquiavélico dos protagonistas, sem hesitação para matar, mutilar ou destruir, caso isso o ajude a alcançar seus objetivos, passamos a compreendê-lo melhor neste livro, e é impossível não torcer por ele. Ele consegue renovar e dar uma reviravolta brutal, explodindo com todas as armadilhas românticas da grande fantasia – lealdade, honra, o bem contra mal e a fé em um causa maior. Às vezes, quando você vê aquele cavaleiro branco em seu cavalo, com uma armadura reluzente e um sorriso brilhante, só quer atirá-lo no chão e dar-lhe um murro na cara dele por ser tão perfeito. Se você já teve essa sensação algum vez, Jorg é o cara. (Editora DarkSide Books)

✔ Sombra e Ossos (Leigh Bardugo)
Alina Starkov nunca esperou muito da vida. Órfã de guerra, ela tem uma única certeza: o apoio de seu melhor amigo, Maly, e sua inconveniente paixão por ele. Cartógrafa de seu regimento militar, em uma das expedições que precisa fazer à Dobra das Sombras – uma faixa anômala de escuridão repleta dos temíveis predadores volcras –, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros e ficar brutalmente ferido. Seu instinto a leva a protegê-lo, quando inesperadamente ela vê revelado um poder latente que nunca suspeitou ter.
A partir disso, é arrancada de seu mundo conhecido e levada da corte real para ser treinada como um dos Grishas, a elite mágica liderada pelo misterioso Darkling. Com o extraordinário poder de Alina em seu arsenal, ele acredita que poderá finalmente destruir a Dobra das Sombras.

Agora, ela terá de dominar e aprimorar seu dom especial e de algum modo adaptar-se à sua nova vida sem Maly. Mas nesse extravagante mundo nada é o que parece. As sombrias ameaças ao reino crescem cada vez mais, assim como a atração de Alina pelo Darkling, e ela acabará descobrindo um segredo que poderá dividir seu coração – e seu mundo – em dois. E isso pode determinar sua ruína ou seu triunfo. (Editora Gutenberg)

✔ Jovens de Elite (Marie Lu)
Uma febre misteriosa deixou sequelas permanentes em toda uma população de jovens. Chamados de malfettos, alguns deles desenvolvem poderes especiais – controlam vento, fogo e até humanos – e se unem em sociedades secretas. Para alguns, esses Jovens de Elite são heróis que salvam inocentes em situações desesperadoras. Para a Inquisição, os sobre­viventes da praga são monstros marcados com poderes demoníacos e devem ser levados à justiça.

Para Adelina, expulsa de casa após a doença, significa finalmente ter encontrado seu lugar no mundo. Mas ela logo percebe que não é uma heroína, que seus poderes são alimentados por medo e ódio e podem acabar trazendo uma era de pânico a esse mundo onde política e magia se chocam de maneiras surpreendentes… e aterrorizantes. (Editora Rocco)

Go to Top