Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged realismo fantástico

Quatro contos inéditos de Gabriel García Márquez são encontrados

0

O Prêmio Nobel de Literatura Gabriel García Márquez Foto: EFE/Ballesteros

Textos de quando escritor era jornalista já contêm traços do realismo fantástico

Yanet Aguilar Sosa, em O Globo

MEDELLÍN, Colombia — Quatro contos originais, inéditos e datilografados de Gabriel García Márquez, alguns com notas de sua própria caligrafia, foram encontrados pela equipe de pesquisadores da Biblioteca Luis Ángel Arango do Banco da República da Colômbia. O local abriga uma importante coleção do Prêmio Nobel e seus amigos colombianos da juventude.

Os textos são do período entre 1948 a 1953, quando o escritor ainda era um jovem jornalista. “Relato de las Barritas de Menta” (“Conto das barrinhas de menta”), “Olor Antiguo” (“Cheiro antigo”), “El ahogado que nos traía caracoles” (“O afogado que nos trazia conchas”) e um relato sem título serão expostos na biblioteca do instituto.

Os contos encontrados marcam a entrada de Gabo no universo do Caribe colombiano e já apontam para a presença do realismo mágico com a menção de uma mulher forte chamada Úrsula (personagem de “Cem anos de solidão”).

A obra foi reunida em um arquivo de 66 páginas. Além dos quatro inéditos, há textos publicados em jornais de Cartagena e Barranquilla da época, como “El Heraldo” e “El Espectador”.

3 Autores que escreveram ‘Fantasia Realista’ muito antes de George RR Martin

0

dito

Fabio Mourão, no Dito pelo Maldito

Quando George RR Martin lançou o Guerra dos Tronos em 1996, ele ajudou o mercado a olhar com mais atenção para o gênero de fantasia ao popularizar o seu estilo narrativo mais realista. Por conta deste evento, muitas pessoas podem ser levadas a acreditar que George foi o primeiro escritor a trazer esse realismo para a fantasia épica. Mas, apesar de As Canções de Gelo e Fogo de fato ter sido um divisor de águas dentro do gênero, muitos outros escritores já haviam se enveredado por essas trilhas.

Infelizmente a maioria deles nunca forma lançados no Brasil, mas conseguimos listar aqui pelo menos três, cujo os trabalhos estão disponíveis em nossas livrarias.

✔ Robin Hobb
A obra O Aprendiz de Assassino de Hobb saiu em 1995, um ano antes de Guerra dos Tronos. E a história de Fitz, um jovem bastardo que é desprezado e maltratado por todos, mas que secretamente é treinado na antiga arte dos assassinos, tem alguns paralelos óbvios com certos aspectos da narrativa de Martin.

O Aprendiz de Assassino
– Editora Leya
O Aprendiz de Assassino_cover 1O jovem Fitz é o filho bastardo do nobre Príncipe Cavalaria e foi criado pelo cocheiro de seu pai, à sombra da corte real. Ele é tratado como um penetra por todos na realeza, com exceção do Rei Sagaz, que faz com que ele seja secretamente treinado na arte do assassinato. Porque nas veias de Fitz corre a mágica do Talento e o conhecimento obscuro de um garoto criado em um estábulo, entre cães, e rejeitado por sua família.

Quando assaltantes bárbaros invadem a costa, Fitz começa a tornar-se um homem. Logo ele enfrentará sua primeira missão, perigosa e que despedaçará sua alma. E embora alguns o vejam como uma ameaça ao trono, ele pode ser a chave para a sobrevivência do reino.

✔ Glen Cook
A série Companhia Negra de Cook começou a ser escrita na metade da década de 80, e ela foi muitas vezes citada como obras importantes na história militar da fantasia. Além disso, seus livros são importantes percursores da fase atual do gênero, com histórias compostas por personagens falhos em um mundo complicado e moralmente cinza.

Sombras Eternas – Série Companhia Negra
-Editora Record
Companhia-Negra-Sombras-Eternas-Glen-CookA Companhia Negra é um grupo de mercenários com uma história que remonta a séculos. Numa tentativa de reviver o passado de glórias, ela se une ao exército da Dama, uma feiticeira de poder inigualável que acordou de um sono de eras para reconquistar tudo que perdeu. A Companhia se vê envolvida, então, em muito mais do que campanhas militares: ela precisa sobreviver aos conflitos extremamente traiçoeiros entre os servos da Dama. Num mundo onde a magia está presente em cada esquina, toda rua esconde segredos maravilhosos… e perigos mortais.

A segunda aventura da Companhia Negra promete ser ainda mais sombria que a primeira. Após ajudar a Dama a massacrar o movimento rebelde, o grupo de mercenários deve eliminar um castelo misterioso na cidade de Zimbro. O que eles não imaginam é que no povoado também moram Corvo e Lindinha, dois antigos membros do grupo com um importante segredo. Agora Chagas, o cronista da Companhia, precisa proteger os antigos amigos e decidir a quem devotará sua lealdade – uma escolha que pode alterar os rumos do conflito para sempre.

✔ Michael Moorcock
Moorcock nos apresentou Elric de Melniboné, um anti-herói de olhos vermelhos e pele branca que anda por aí assassinando pessoas com a sua espada devoradora de almas. Há 20 anos atrás, Moorcock já desafiava a visão maniqueísta de Tolkien de uma luta entre o bem e o mal. Seu protagonista é um viciado em drogas cuja moral tende a ser escorregadia na pior das hipóteses.

Elric de Melniboné
-Editora Generale
elricA história de Elric de Melniboné, o imperador albino e feiticeiro, é uma das grandes criações de fantasia moderna. Um fraco e introspectivo escravo de sua espada, Stormbringer, ele é também um herói cujas aventuras e andanças sangrentas levam-no, inevitavelmente, a intervir na guerra entre as forças da lei e do caos.

Um clássico do gênero espada e feitiçaria. Neste livro, Elric enfrentará a ameaça ao império de Melniboné e transitará entre o uso da magia e seus princípios morais, que o impedem de tomar algumas decisões. Além disso, sua amada Cymoril encontra-se em perigo, e ele não medirá esforços para salvá-la.

Colômbia irá imprimir cédulas com rosto de Gabriel García Márquez

0
García Márquez morreu aos 87 anos em sua casa na Cidade do México (Foto: Divulgação)

García Márquez morreu aos 87 anos em sua casa na Cidade do México
(Foto: Divulgação)

Publicado no Correio do Estado

O Banco Central da Colômbia irá imprimir cédulas para homenagear o escritor Gabriel García Márquez, que morreu em abril de 2014 e é visto como o pai do estilo literário conhecido como realismo fantástico.

O Congresso colombiano aprovou, na terça (16), um projeto de lei instruindo o banco a estampar a imagem de “Gabo”, como ele era afetuosamente chamado, nas próximas notas que produzir. A lei também exige que certos locais de sua região natal sejam preservados para o turismo.

García Márquez, que começou a carreira como repórter de jornal, ficou famoso por sua obra-prima “Cem Anos de Solidão”, que lhe garantiu o Prêmio Nobel de Literatura em 1982. Credita-se a ele ter despertado a América Latina para milhões de leitores com suas histórias de amor e saudade.

“Gabo deixou uma coleção extraordinária de obras literárias e jornalísticas, cuja distribuição, leitura e estudo devem ser ativamente divulgados”, teria dito o congressista Antenor Durán segundo o jornal “El Espectador”.

García Márquez morreu aos 87 anos em sua casa na Cidade do México depois de sofrer durante algum tempo com uma pneumonia. Seus arquivos, incluindo manuscritos, álbuns de foto, máquinas de escrever e computadores, foram adquiridos pela Universidade do Texas no mês passado.

Go to Top