Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged rede social

Biblioteca pública de Nova York publica livros nos stories do Instagram

1

Biblioteca Pública em Nova York Imagem: Getty Images

Publicado no UOL

A biblioteca pública de Nova York, nos Estados Unidos, está usando a função “Stories” do Instagram para tornar os clássicos da literatura mais atrativos, especialmente, para as novas gerações. A ideia é transformar o aplicativos de fotografias em um leitor de e-books.

Com parceria com a agência de publicidade Mother, a biblioteca criou um serviço chamado “Insta Novels”, disponível desde a última quarta-feira (22) no perfil oficial da NYPL na rede social.

A tecnologia foi lançada com o livro “Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carroll. A obra foi dividida em partes, que são publicadas diariamente pela conta do Instagram da biblioteca. As histórias consistem em uma curta animação, considerada a capa, seguida das páginas do romance.

Nos próximos meses, a Insta Novels adicionará outros dois clássicos: um conto de Charlotte Perkins Gilman, “The Yellow Wallpaper”; e a famosa obra de Franz Kafka, “A Metamorfose”.

Stan Lee convida J.K Rowling para fazer um crossover entre o universo Marvel e Harry Potter

0

J.K Rowling e Stan LeeReprodução / Divulgação

Publicado na Gaucha ZH

O lendário Stan Lee, responsável por criar personagens de história em quadrinhos antológicos, como Homem-Aranha, X-Men e Pantera Negra, voltou ao Twitter. Em clima de descontração, Stan perguntou a outra usuária assídua da rede social, J.K Rowling, se ela não queria alguns personagens da Marvel em Hogwarts:

A britânica ainda não respondeu à brincadeira.

Página do Facebook une literatura com memes e resultado é hilário

0

17904100_454380498238040_7388251532023047018_n

Giuliana Viggiano, na Galileu

Se você é fã de literatura, mas também não perde a oportunidade de dar uma boa risada com memes, a página do Facebook Obras literárias com capas de memes genuinamente brasileiros é tudo o que você procurava.

22046145_540821329593956_2575575334518260387_n

A página surgiu em 2016 e foi ideia de Luis Miguel: “A ideia é dar umas risadas e incentivar o pessoal a ler mais, tornar a literatura mais inclusiva, de modo que se identifique com o modo de vida do século 21, principalmente em relação a livros de épocas passadas”, disse em entrevista à GALILEU.

18839320_483608378648585_8169003842249774430_n

Funcionou. Em outubro de 2017 o perfil contava com quase 300 mil curtidas e um grupo na própria rede social no qual os fãs mais “assíduos” podem publicar o que quiserem.

“Eu sempre procuro postar no grupo da página para ver a reação do pessoal em relação ao meme, mas não compactuamos com opiniões ofensivas a minorias”, contou a outra administradora, Isabelle Lara Campos.

16864210_428308524178571_5117182922898803897_n

Cuidar do perfil virou quase um trabalho para os organizadores da página, tarefa que Giovanne Lima às vezes acha complexa. Contudo, ele concorda com a colega Marcia Abreu quando diz que eles “simplesmente se divertem”.

Para ver mais memes geniais, clique aqui.

17884617_452977961711627_2803257162373802765_n

17904004_453994911609932_1678779217508205508_n

18058142_462687090740714_8761880975059391482_n

18341880_469073850102038_4438413980713209698_n

18767708_481249728884450_6170681342176179098_n

19905031_502635120079244_5910390269994016748_n

20155591_508868739455882_2039635114428394316_n

20156063_509461476063275_1738235999599573797_n

20914710_523886857954070_386027148742591355_n

21034352_525697227773033_7445212341212226192_n

21106615_526078674401555_8171400914262114318_n

21462409_533205623688860_5213887041412670638_n

Escola deixa alunos se fantasiarem em foto de carteirinha e sucesso é INCRÍVEL

0

Publicado no Hypeness

Enquanto a maioria de nós teve carteirinhas escolares com as fotos mais horríveis que poderíamos imaginar, alguns alunos desta escola nos Estados Unidos estão esbanjando na criatividade nestes registros. Tudo começou quando a North Farmington High School, de Detroit, Michigan, permitiu que os estudantes se fantasiassem em suas fotos de carteirinha escolar.

5

A partir daí, a criatividade correu solta nos corredores e os estudantes se empenharam em criar as fantasias mais divertidas e elaboradas possíveis. Essa semana, a brincadeira foi parar no Twitter, onde muitas imagens foram compartilhadas com a hashtag #NFID18.

Os personagens retratados foram de Hermione até Donald Trump, passando por muitos ícones da cultura pop e até memes de internet. O sucesso foi instantâneo e todos na rede social estão sonhando em estudar em uma escola assim. Ou seja, além de deixar os alunos felizes, a escola ainda conquistou o coração de potenciais estudantes.

Espia só o resultado dessa ação nas fotos abaixo.

1

2

3

4

 

5

6

7 8

 

Goodreads aposta em retrospectiva do ano em livros

0

10-livros-que-podem-te-ajudar-a-ficar-rico-em-2016-notic

Plataforma aposta em novidade e permite que seus usuários revejam seu ano em livros.

Thais Souza Passos, no Blasting News

Agora é possível fazer a sua própria retrospectiva do ano, só que em #Livros. O Goodreads, rede social norte-americana destinada a #Leitores de livros, revistas e jornais, lançou no início deste mês o My Year in Books, que permite ver e relembrar o conteúdo lido por seus usuários desde o início do ano. O site permite também ver quantas páginas foram lidas e até qual livro foi o mais bem classificado dentre os lidos pelos usuários.

É possível ainda ver os mais recentes lançamentos do mundo editorial, curiosidades sobre os autores e quantos leitores já leram e classificaram determinado título.
O que é essa rede social?

Goodreads é uma empresa fundada a partir de uma startup em 2007. Com o intuito de reunir resenhas e comentários sobre livros, em um único site, e de aproximar ainda mais os autores e seus leitores, a empresa hoje forma um rico ecossistema, que envolve autores, editores e leitores, e que permite a interação entre eles, e que mais tarde foi integrado por varejistas e comprado pela Amazon, a gigante editorial que permite que autores se auto-publiquem.

Estima-se que a cada segundo, quatro livros são descobertos no Goodreads, e, desde sua criação, a plataforma apresentou um crescimento exponencial, passando dos 525 milhões de livros cadastrados.

Com o lema “O livro certo, nas mãos certas, pode mudar o mundo”, o site permite a interação entre diversas redes sociais, como o Twitter, Facebook e até a conta da Amazon. A plataforma serviu ainda de inspiração para outras redes sociais genéricas, como a brasileira Skoob e a alemã Readageek, que permitem, dentre as diversas opções de marcação de livros, marcar como “relendo”, “abandonei” e até mesmo excluir o livro da sua estante.
Principais problemas da plataforma

Um dos principais problemas enfrentados pelos usuários desta rede social é a falta de opção na hora de marcar um livro. Diferentemente de sua versão brasileira, o Goodreads carece de outras opções além de “Lido” ou mesmo “Lendo”. Enquanto o Skoob apresenta as opções “Relendo” e “Abandonei”, o Goodreads perde pontos nesse quesito.

Porém, compensa apresentando outras opções, como montar uma meta de leitura com um número indeterminado de livros, ou seja, o usuário pode ler quantos livros quiser durante o ano todo e todas as obras lidas entram na meta, chamada no site de Reading Challenge (Desafio de Leitura).

Outra dificuldade encontrada é a falta de autores estrangeiros no catálogo do site. Mesmo possuindo um vasto números de livros e autores cadastrados, por muitas vezes, usuários estrangeiros não conseguem encontrar autores de seus países ou de outras localidades.

Mas, apesar de todos os problemas, a plataforma se sustenta como uma das maiores e mais acessadas de todas por um público que procura suas próximas leituras, encontrar outros leitores e novos autores e até buscar conhecer mais sobre determinado autor.

Seguindo à risca seu lema, o Goodreads compensa tanto na facilidade do acesso quanto em qualidade em suas publicações e em seu catálogo, e é uma ótima dica para quem se interessa pelo mundo editorial e suas #Novidades.

Go to Top