Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Sementes

Jornal japonês contém sementes e se transforma em planta após leitura

0
Você já imaginou quantas toneladas de papel de jornais são descartadas no mundo todo?

Você já imaginou quantas toneladas de papel de jornais são descartadas no mundo todo?

 

Publicado no VivaGreen

Isso gera um impacto ambiental gigantesco se ele não tiver o destino correto.

Pensando neste impacto que o jornal ‘The Mainichi’, do Japão, fez com que seus periódicos se transformassem em uma planta.

O material é totalmente reciclado e impresso com uma tinta 100% vegetal.

Durante a fabricação, sementes de plantas são compactadas no papel e, depois da leitura, basta colocar as páginas em vasos e regar com frequência.

Após algum tempo uma nova planta crescerá e todo o processo poderá recomeçar. Legal, né?

Mas isso não é novidade exclusiva do Japão.

No Brasil também já se utiliza esta técnica, como se vê no site da Papel Semente.

É possível transformar convites, cartões, tags, folders, faixas e embalagens em papel semente.

Ou seja, nem tudo precisa virar lixo.

Aproveite esta ideia você tambem!

IPC Digital

Aos 10 anos, Ana Cristina publica seu primeiro livro

0

Uma sementinha foi plantada e agora os frutos começam a nascer

169237_1

Publicado no Cruzeiro do Sul

Desde que a sementinha da leitura foi plantada em Ana Cristina Rodrigues Henrique, de 10 anos, muitas ideias começaram a florescer em sua mente. As palavras das poesias apresentadas a ela pela família e amigos fizeram com que ela se encantasse com aquele mundo de rimas e mensagens bonitas que nos fazem pensar em nossas vidas. Desde então, Ana Cristina libertou sua criatividade e começou a traduzir seus pensamentos no papel.

Em um cantinho montado na sala de sua casa, que conta com uma mesinha rosa e vários brinquedos e livros, a menina se inspira nos seus autores preferidos, que são Vinicius de Moraes e Carlos Drummond de Andrade, para poder escrever suas próprias poesias. Além de gostar de lembrar das palavras desses grandes poetas brasileiros, Ana Cristina também busca inspiração em coisas simples, do seu dia a dia mesmo. “Sempre que acontece alguma coisa no meu cotidiano eu dou um jeito de escrever sobre aquilo”, diz ela.

Com isso, uma formatura no ensino fundamental, o dia dos pais e até o aniversário de uma professora querida já viraram poesias nas mãos de Ana Cristina. “Amor, amizade e família. É quase sempre sobre isso que eu escrevo”, declara.

“Primeiro de muitos!”

Todo o talento de Ana Cristina não se resume à escrita dos poemas. Como demonstrou essa vontade e prazer pelo mundo dos livros, a menina foi convidada por um vizinho para ir até o Cantinho Girassol, um espaço cultural instalado no bairro Wanel Ville que sempre realiza eventos para amantes dos textos, histórias e poesias. “Ele me chamou para declamar alguns poemas de Drummond num sarau do Girassol”, afirma Ana Cristina.

E a timidez passa longe da menina. Ela diz que nunca teve vergonha de nada e aceitou o desafio, declamando vários poemas no microfone na frente de muitas pessoas que estavam no espaço. Desde então ela passou a adotar o Cantinho Girassol como sua segunda casa.

Em um dos saraus que participou, Ana Cristina conheceu um editor de livros de São Paulo. “Ele então me perguntou se eu queria lançar um livro de poesias. Eu aceitei a ideia na hora”, revela a menina, com muita animação.

Com o desafio lançado, Ana Cristina teve de reunir 21 poesias em cerca de dois meses. Então ela colocou o seu talento e criatividade para funcionar e realmente conseguiu! Na noite de ontem Ana Cristina lançou o seu primeiro livro de poesias, chamado Sementes de Ana Cristina.

Mas ela não vai parar por aí não! Seu grande sonho é continuar lançando publicações, para se tornar uma grande escritora no futuro. “Que esse seja o primeiro de muitos!”

Pela dedicação e pelo talento que a menina já apresenta aos 10 anos de idade, certamente esse sonho se tornará realidade!

Biblioteca nos Estados Unidos além de livros, empresta sementes

0

Publicado no IBahia

capa-sementes.jpg
As sementes são armazenadas em envelopes com etiquetas que descrevem informações da fruta ou vegetal, e o nome do produtor
Fotos: Divulgação

Sair de biblioteca apenas com livros e CDs é coisa do passado na Biblioteca Pública de Basalto no Colorado, Estados Unidos. O local adicionou um banco de sementes na sua coleção de meios de comunicação. Os visitantes além de usufruírem de uma boa leitura, também podem virar produtores de frutas ou legumes e de novas sementes que devem voltar ao local de origem.

Para participar é simples. O leitor adquire o pacote de sementes e planta. Quando o vegetal cresce é só colher as sementes e devolvê-las à biblioteca para que outras pessoas possam usá-las.

As sementes são armazenadas em envelopes com etiquetas que descrevem informações da fruta ou vegetal, e o nome do produtor, no intuito de dar crédito às pessoas que se esforçaram no cultivo.

seed-packets-537x358.jpg

Segundo a American Library Association, existe pelo menos uma dúzia de programas semelhantes em todo o país. E para a diretora da biblioteca, Barbara Milnor, o local pode parecer estranho para o projeto, mas é uma ótima solução para ampliar o acesso de sementes e plantas à população, afirmou no portal NPR.

Já para a frequentadora Stephanie Syson, a biblioteca tem sido um lugar onde a filha aprende. As sementes adicionaram apenas mais uma nova lição.

 

EcoDesenvolvimento.org – Tudo Sobre Sustentabilidade em um só Lugar.

Go to Top