Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged site

Conheça Westeros e detalhes de Game of Thrones como se você estivesse no Google Maps

0

20140421westeros1670

Matheus Gonçalves, no Digital Drops

Nós já mostramos pra vocês como visitar virtualmente a TARDIS, a nave espacial/máquina do tempo/torradeira/limpa chifre/facas Ginsu do seriado Doctor Who, através do Google Street View. Para quem não conhece, basta acessar este link.

Depois de uma semana turbulenta e cheia de discussões sobre Game of Thrones, nada melhor que um passeio por terras distantes para ficar longe de spoilers, certo? Ou não, se é pra saber, melhor saber tudo de uma vez.

Bem, de qualquer forma, aqui está uma mapa interativo de Westeros, Sothoryos e Essos, continentes fictícios criados por George R.R. Martin em sua obra As Crônicas de Gelo e Fogo (A Song of Ice and Fire) e fantasticamente retratados na série de TV Game of Thrones.

 

O mapa foi feito por fãs da saga, e usa recursos do Google Maps para navegação e exibição de conteúdos bem legais, como os reinados, a localização original das famílias e suas casas.

westeros2670

Ao navegante, é concedido o benefício de visitar Westeros, Sothoryos e Essos sem o risco de ser assassinado enquanto estiver viajando pela Kingsroad. Tenho certeza que alguns personagens adorariam ter acesso à uma ferramenta como esta, antes de certas, digamos… intempéries.

O que difere este site de um mapa em papel (como alguns que vem junto com edições luxuosas dos livros) é que, com poucos cliques, é possível obter diversos detalhes sobre este universo, como qual família é proprietária daquela região ou terra, ou ter uma ideia da distância entre Winterfell (Casa Stark) e A Muralha de Gelo, na qual ficam os vigilantes da Night’s Watch.

Dá pra separar o mapa entre os brasões da nobreza, ou acessar os perfis de diversos personagens no AWOIAF (A Wiki of Ice and Fire). Que, a propósito, está cheio de spoilers do livro, então, fique atento. Por exemplo como aquela vez em que [SPOILER DETECTED AND SUPRESSED].

Aliás, não se trata de uma ferramenta só para leitores. Dá pra trocar as informações exibidas no mapa entre capítulos, mas também entre episódios exibidos na série da HBO, e ir acompanhando o trajeto que cada personagem fez pelos mapas, como o percorrido por Daenerys Targaryen.

westeros4670

Certamente é um site que todo fã da obra, seja de A Guerra dos Tronos, seja de As Crônicas de Gelo e Fogo, deve favoritar para futuras referências.

Dica adicional: se você também é fã de Senhor dos Anéis, o Hobbit ou qualquer obra do Tolkien, este site, feito para o Google Chrome, permite que você navegue pela Terra Média, como por exemplo essa página com detalhes sobre Rivendell (ou Valfenda) e tantos outros lugares deste universo concebido de uma forma igualmente genial.

Mais detalhes no vídeo abaixo:

George R.R. Martin publica capítulo do sexto livro de ‘Game of thrones’

0

‘The winds of winter’ deve sair em 2015; quarta temporada da série estreia no dia 6

George R.R. Martin ilustrou o capítulo em seu site com a imagem do 'Titã de Braavos' Reprodução

George R.R. Martin ilustrou o capítulo em seu site com a imagem do ‘Titã de Braavos’ Reprodução

Publicado em O Globo

RIO — A poucos dias da estreia da quarta temporada de “Game of thrones”, George R.R. Martin resolveu dar aos fãs um gostinho do que será o próximo livro da saga. O autor publicou um capítulo de “The winds of winter” em seu site oficial, com o título “Mercy”.

“O novo capítulo na verdade é antigo. Mas não, ainda não publiquei ele em lugar nenhum, nem acho que tenha lido em alguma convenção”, disse o autor. “Ele é novo no sentido de que não foi lido por ninguém além dos meus editores e antigo pois foi escrito há muito tempo.”

Martin sempre teve o hábito de oferecer “cenas do próximo livro” ao final de cada tomo da “Crônica de gelo e fogo”. Um capítulo sobre a personagem Arianne estava no site há algum tempo, considerando o longo intervalo entre “A dance with dragons”, lançado em 2011, e “The winds of winter”, previsto para, quem sabe, meados de 2015.

A quarta temporada de “Game of thrones” começa no dia 6 de abril, na HBO. Numa entrevista recente, Martin disse que a série pode terminar com um filme de grande orçamento no cinema, dependendo do tempo que o programa de TV levar.

Spritz: método de leitura faz você ler até 5 vezes mais rápido

0
Fonte da imagem: Divulgação/Spritz)

Fonte da imagem: Divulgação/Spritz)

Ideia revolucionária pretende ensinar as pessoas a lerem com mais velocidade e otimizar o tempo

Fabio Jordão, no TecMundo

É bem provável que você nunca tenha parado para pensar sobre os métodos e a sua eficiência de leitura. A verdade é que uma vez que aprendemos a ler, apenas fazemos tal atividade com mais rapidez, mas o modo como lemos permanece o mesmo.

A Spritz é uma empresa que vem trabalhando há três anos em um novo método de leitura que pretende ajudar as pessoas a economizarem tempo lendo até cinco vezes mais rápido que o normal.

Recentemente, durante a Mobile World Congress 2014, a Samsung demonstrou a novidade no Galaxy S5 e no Gear 2. Graças ao método Spritz, o usuário poderia ler um email completo em poucos segundos na tela do smartwatch que tem display de tamanho reduzido.

(Fonte da imagem: Reprodução/SlashGear)

(Fonte da imagem: Reprodução/SlashGear)

Como fazer isso? A ideia é aproveitar o conceito da técnica RSVP (Apresentação Visual Serial Rápida, um método desenvolvido para experimentos psicológicos que visa testar a reação humano ao conteúdo que está sendo lido) e aperfeiçoá-lo para garantir agilidade na leitura e compreensão das palavras.

De acordo com as informações no site oficial do Spritz, a leitura com esse método acontece na vertical, sendo que um aplicativo mostra as palavras na sequência correta e na velocidade desejada (no site, é possível configurar valores entre 250 e 500 palavras por minuto). Será que algum ser humano consegue ler com tamanha velocidade?

Ponto de reconhecimento

No site do Spritz, há algumas informações que revelam como o método pode ajudar o leitor. Basicamente, para cada palavra que lemos, nossos olhos tentam encontrar um ponto para compreender o que ela significa. Esse ponto específico é chamado de ponto ótimo de reconhecimento (ORP).

(Fonte da imagem: Divulgação/Spritz)

(Fonte da imagem: Divulgação/Spritz)

Após encontrar o ORP, o cérebro aguarda até que os olhos se direcionem para a próxima palavra, para que seja possível identificar o significado e o contexto. Ao verificar a presença de um símbolo de pontuação, finalmente conseguimos compreender o todo. Esse processo geralmente acontece em poucos segundos (dependendo da frase e das palavras).Pode parecer rápido, mas existe como melhorar esse tempo. Os desenvolvedores do método Spritz relatam que somente 20% do tempo é usado para processar o conteúdo, sendo que o resto é gasto para mover os olhos para visualizar cada uma das palavras. É justamente aqui que entra o Spritz.

O segredo está no alinhamento das palavras

Para garantir que o leitor possa entender o conteúdo de forma ágil, o método Spritz alia a técnica RSVP ao ponto ótimo de reconhecimento. Empilhando as palavras na vertical e disponibilizando uma de cada vez com o ponto de reconhecimento no centro, a técnica garante que a pessoa consiga acompanhar o texto sem ter que mover os olhos.

(Fonte da imagem: Divulgação/Spritz)

(Fonte da imagem: Divulgação/Spritz)

Além de interpretar as palavras e alinhá-las de forma coerente, a técnica Spritz verifica que cada palavra necessita de um tempo diferente para reconhecimento e leitura. Dessa forma, o programa dá o tempo necessário para que o leitor consiga acompanhar o conteúdo. Basta então que a pessoa selecione a velocidade e comece a ler sem ter que deslocar os olhos.Realizamos alguns testes no site do Spritz (você também pode fazer um teste na página) e concluímos que sem treinar é perfeitamente possível entender o conteúdo na velocidade de 400 wpm (500 palavras por minuto já exigem certa prática). É importante notar que essa técnica pretende, futuramente, oferecer a leitura de até mil palavras por minuto!

Por ora, o Spritz não está disponível para o público geral (só existe o plugin no site oficial), mas a desenvolvedora da técnica está trabalhando com parcerias para oferecer a novidade em apps e gadgets que possam usufruir do método. O que você achou da ideia? Será que esse método pode ser útil para livros de ficção? Ou será que ele estraga o prazer da leitura?

Fonte: Spritz, SlashGear

Único livro de Chaplin será publicado pela primeira vez

0

 

Ator e diretor Charlie Chaplin no filme 'O Garoto' de 1921 (Reprodução)

Ator e diretor Charlie Chaplin no filme ‘O Garoto’ de 1921 (Reprodução)

Romance chamado ‘Footlights’ foi escrito em 1948. Lançamento marca o aniversário de 100 anos da estreia do ator e diretor no cinema

Publicado na revista Veja

O único livro escrito por Charlie Chaplin está sendo lançado pela primeira vez esta semana. A obra, chamada Footlights, foi escrita em 1948 e traz a mesma história do filme Luzes da Ribalta, de 1952.

O lançamento marca o início das comemorações de 100 anos da primeira aparição de Chaplin no cinema.

Segundo o site do jornal The New York Times, o livro foi restaurado pelo biógrafo de Chaplin, David Robinson, usando arquivos pessoais do cineasta com a permissão de sua família. O trabalho está sendo lançado pela Cineteca di Bologna, um instituto italiano de preservação do cinema que também é responsável pelo restauro de filmes de Chaplin.

O romance se passa em Londres e é centrado no palhaço decadente Calvero, mesmo protagonista de Luzes da Ribalta, que ajuda uma dançarina a recuperar sua carreira. Segundo um porta-voz do instituto, no entanto, a obra é mais triste e sombria do que o longa-metragem.

O livro será vendido pela loja virtual Amazon e pelo site da Cineteca. O volume traz ainda fotos e documentos do arquivo pessoal do diretor.

Escritor gaúcho Moacyr Scliar é homenageado com site

0
O escritor Moacyr Scliar: homenagem em um site elaborado pela família. Divulgação

O escritor Moacyr Scliar: homenagem em um site elaborado pela família. Divulgação

Publicado em O Diário

A família do escritor e médico gaúcho Moacyr Scliar lançou um website oficial em homenagem a sua vida e carreira.

O conteúdo é composto por uma biografia em detalhes, além de informações sobre sua produção literária e carreira médica, com fotos, vídeos, booktrailers, versões de sua obra para teatro e cinema, textos inéditos e depoimentos sobre o autor.

Scliar nasceu em 1937, em Porto Alegre, e escreveu romances, ensaios, contos, crônicas e textos infanto-juvenis.

Ele morreu em 2011, aos 73 anos, na capital gaúcha, devido à falência múltipla dos órgãos.

Ganhou o Jabuti por três vezes e era membro da Academia Brasileira das Letras. O mais recente volume de sua obra publicado pela Companhia das Letras foi “Território da Emoção”, uma reunião de suas crônicas médicas.

Para conhecer o projeto, acesse o site de Moacyr Scliar.

Go to Top