O escritor português Afonso Reis Cabral, ganhador do prêmio Leya em 2014

O escritor português Afonso Reis Cabral, ganhador do prêmio Leya em 2014 . Divulgação

Publicado na Folha de S.Paulo

Afonso Reis Cabral, 24, tataraneto do mestre das letras lusas Eça de Queirós —autor de “O Primo Basílio”, venceu o prêmio literário Leya, dirigido a jovens escritores em Língua Portuguesa e que concede US$ 127 mil (cerca de R$ 300 mil).

Conforme informou a editora portuguesa, Cabral, o autor mais jovem a ganhar este prêmio instituído em 2008 cativou o júri com o romance “O Meu Irmão”, em que aborda a relação de dois irmãos, um deles com síndrome de Down. O livro competiu com um total de 361 originais de 14 países.

Formado em Estudos Portugueses na Universidade Nova de Lisboa, o jovem escritor já tinha publicado uma coleção de poemas que escreveu entre os 10 e 15 anos, com o título “Condensação”.

Na primeira edição do prêmio, realizada em 2008, o ganhador foi o jornalista e romancista brasileiro Murilo Carvalho, com “O Rastro do Jaguar”. O moçambicano João Paulo Borges levou a segunda edição com “O Olho de Hertzog”, em 2009. Já em 2010 o prêmio não foi entregue, pois o júri considerou que não houve obras com qualidade suficiente.

Em 2011, o Leya foi para o português João Ricardo Pedro, com “O Teu Rosto Será o Último”; e em 2012, a premiação foi para o também português Nuno Camarneiro, com “Debaixo de Algum Céu”. No ano passado, a ganhadora foi a portuguesa Gabriela Ruivo Trindade autora de “Uma Outra Voz”.

O Grupo Leya é formado, atualmente, por 17 casas editoras lusas, entre elas Asa, Caminho, Dom Quixote e Escritório do Livro.