Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Tiago

Você sabia que o captcha que você digita na internet pode ajudar a mudar o mundo?

0

1

Ademilson Tiago de Miranda Ramos, no Engenharia é:

Tempo atrás, o Captcha, aquelas palavras que digitamos antes de baixar alguma coisa ou verificação de contas, não tinham utilidade nenhuma além de evitar fraudes.

Percebendo isso, um dos inventores da ferramenta, Luis von Ahn, resolveu dar outra utilidade para o Captcha. Quando você digita uma palavra nesta ferramenta, você pode estar ajudando a digitalizar livros.

O que? Como assim?

Sim, se você perceber que o Captcha que está escrevendo é do projeto ReCaptcha, você está ajudando a passar livros para o computador.

Para entender: há um processo automático que digitaliza as obras para um formato digital, mas o sistema do computador tem dificuldades em ler algumas palavras de livros mais antigos. Assim, essas palavras que o sistema não compreende são jogadas no Captcha, nós as reconhecemos e ajudamos o mundo a ter mais livros digitais. Legal né?

Para saber que o que escrevemos está correto, eles disponibilizam duas palavras: uma que o computador sabe e outra que ele não compreende. Ao acertar a que o computador já sabe, ele automaticamente entende que você também acertará a que ele não entende.

São mais de 200 milhões de ReCaptchas resolvidos todos os dias, o que dá cerca de 5 milhões de livros por ano. Isso tudo está explicado no vídeo abaixo, em que Luis também fala sobre outro projeto colaborativo para aprender novas línguas: é o Duolingo.

Portanto, da próxima vez que aparecer um ReCaptcha para você, pense que você não está perdendo o seu tempo e sim ajudando a transmitir o conhecimento para o mundo digital. (:

dica da Suelen Vargas

Alunos acusam universidade cearense de racismo em questionário

0

‘Você concorda que a qualidade dos cursos será prejudicada com a entrada de negros?’, pergunta a Uece

Lauriberto Braga, no Estadão

Uma pergunta em um questionário socioeconômico está rendendo acusações de racismo contra a Universidade Estadual do Ceará (Uece). O Censo Discente 2013, elaborado pela Procuradoria Educacional Institucional da instituição, tem uma seção de questões sobre cotas raciais. E uma delas é: “Você concorda que a qualidade dos cursos será prejudicada com a entrada de alunos negros?”

Vários estudantes se manifestaram nas redes sociais protestando contra o questionário e a universidade. “Racismo é crime!”, escreveu o aluno Tiago Régis. “Mente conservadora, colonial, elitista e segregacionista”, comentou outro estudante. Até as 12h de ontem, as mensagens tiveram mais de 200 compartilhamentos.

Em resposta, a Uece publicou uma nota de esclarecimento em sua página no Facebook. A instituição afirma que as questões, que pretendiam levantar o perfil dos 18 mil estudantes, “têm o propósito de captar a compreensão dos alunos da Uece quanto aos argumentos que norteiam sua opinião eventualmente favorável ou desfavorável ao sistema de cotas nas universidades”. O comunicado acrescenta que as perguntas “devem ser instigantes, para que as posições sejam percebidas com clareza”.

Ainda assim, os estudantes dizem que a nota “não convence” e que a pergunta sobre as cotas é preconceituosa.

A assessoria de imprensa informou que “não ficou bem entendida a pergunta para os alunos”. “Ninguém teve intenção de afetar ninguém com os questionamentos. Inclusive, uma das pessoas que elaboraram a pergunta é professora doutora da universidade e negra.”

A professora em questão é Zelma Madeira, coordenadora de Célula de Ação Afirmativa da Uece. “Sou do movimento negro, sou negra e favorável às cotas. Estamos tranquilos com o teor da pesquisa”, disse. “Queríamos saber os argumentos dos alunos, se são favoráveis ou não às cotas. A intenção da pesquisa foi a de captar as opiniões e entender o que os 18 mil alunos compreendem sobre o sistema”, explicou Zelma.

dica do João Marcos

Go to Top