Contando e Cantando (Volume 2)

Posts tagged Voltaire

14 frases famosas que nunca foram ditas pelos seus supostos autores

0

35887-nao-acredite-em-tudo-que-voce-le-na-620x0-2

Conheça algumas frases que tem suas autoriais erradamente atribuídas, ou que foram ditas com outras palavras.

Publicado no Purebreak

A internet já mostrou que tem muita utilidade de diversas formas diferentes, mas tudo depende da forma que ela é usada. Assim como você pode navegar na internet e aprender muitas curiosidades interessantes, sem os devidos cuidados você provavelmente vai acabar sendo mais uma vítima das “ciladas” que infestam a rede, e são fruto ora de usuários sacanas que não perdem a oportunidade de dar aquela trollada nos outros e, em outros casos, de mal entendidos criados com o tempo, no melhor esquema “quem conta um conto, aumenta um ponto”.

Um dos perigos para quem navega na internet são as falsas notícias, que são replicadas a tal ponto que uma hora começam a soar como verdades. Outra armadilha bem comum são as belas frases de efeito que nem sempre (quase nunca) são creditadas aos autores corretos. Veja alguns exemplos!

“Espelho, espelho meu, existe alguém mais bela do que eu?”

35898-a-frase-dita-pela-rainha-ma-e-um-620x0-1

A frase original da Rainha Má, traduzida para o português, seria algo próximo de “Espelho mágico na parede, quem é a mais bela de todas?”

“Os fins justificam os meios.”

35899-maquiavel-e-sua-famosa-frase-nunca-dita-620x0-1

Essa famosa máxima nunca foi dita por Maquiavel. O que aconteceu foi uma distorção das ideias do filósofo, graças a uma tentativa frustrada de alguém para resumir seus pensamentos.

“Elementar, meu caro Watson.”

35902-sherlock-holmes-e-seu-classico-bordao-620x0-1

Essas palavras nunca foram ditas, nessa ordem, pelo detetive britânico. Sherlok Holmes chegou a usar o termo “Elementar” isoladamente, e a expressão “Superficial, meu caro Watson”. A junção ocorreu no filme The Return of Sherlock Holmes, de 1929.

“Deus está morto”

35904-nietzsche-continua-incompreendido-mesmo-620x0-1

A frase até existe nos livros de Nietzsche, mas deve ser considerado o contexto. O real sentido é que a figura do “Deus clássico” perdeu valor entre os homens, e não uma simples negação da existência de Deus.

“Diga-me com quem tu andas que eu direi quem tu és.”

A frase é profunda e inspiradora, mas não existe tal passagem na Bíblia ou em qualquer documento histórico ligado a Jesus.

“Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças.”

35903-darwin-tambem-teve-suas-ideias-620x0-1

Além de errada, essa frase nunca foi dita por Darwin. A confusão provavelmente começou com uma interpretação livre de um professor de Administração e Marketing sobre as ideias de Darwin.

“Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades.”

35905-tio-ben-e-seu-sabio-conselho-para-o-620x0-1

O Tio Ben disse essa frase em 2002, no filme “Homem-Aranha”, mas ela foi dita originalmente pelo narrador do quadrinho “Amazing Fantasy #15”, de 1962.

“Quem não entende um olhar jamais entenderá uma longa explicação”

Na verdade, essa frase é um provérbio árabe, que já foi traduzida para o inglês e acabou sendo atribuída ao poeta brasileiro Mário Quintana.

“Mim Tarzan, você Jane”

35906-a-fala-do-tarzan-para-jane-foi-um-pouco-620x0-1

Na cena original, Tarzan aponta para si e diz: “Tarzan”. Imitando o gesto, Jane aponta para si e diz: “Jane”. Mas a frase de apresentação em si nunca existiu.

“Se não têm pão, que comam brioches”

Um mal entendido e, talvez, uma injustiça com Maria Antonieta. Graças a um comentário pouco claro na autobiografia de Rousseau, que cita uma “grande princesa”, mas não diz seu nome.

“Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos, pelo mesmo motivo”

O autor é desconhecido. O que se sabe é que nem Eça de Queiroz, nem Benjamin Franklin disseram essa frase.

“Eu discordo do que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo”

35907-voltaire-teve-muitas-frases-e-textos-620x0-1

Na verdade, essa frase foi dita pela biógrafa de Voltaire (e não pelo próprio) ao tentar resumir as ideias do pensador sobre a liberdade de expressão em uma sentença.

“A genialidade é 1% inspiração e 99% transpiração”

Geralmente atribuída a Einstein, mas na verdade dita pelo igualmente genial Thomas Edson.

“Mulheres bem comportadas raramente entram para a história.”

35908-marilyn-monroe-tem-muitas-frases-620x0-1

Essa frase até combina com a atriz norte-americana Marilyn Monroe, mas foi dita pela professora Laurel Thatcher Ulrich, da Universidade de Harvard.

Leitura terapêutica

0

Biblioterapia clínica recomenda livros para aliviar sintomas decorrentes de tratamentos de saúde, como angústia, solidão e insônia

1

Marcelo Andrade / Gazeta do Povo

Rodolfo Stancki, na Gazeta do Povo

A leitura engrandece a alma, escreveu uma vez Voltaire. A frase do pensador iluminista mostra o potencial do livro para agregar conhecimento, abrir portas para a imaginação e servir de refúgio para os problemas diários. Entusiastas de biblioteca defendem que ler tem poderes mágicos e pode ajudar a curar. A realidade não está muito longe disso. Médicos e psicólogos indicam a leitura para aliviar sintomas de diversas patologias. A prática recebe o nome de biblioterapia clínica, definida como a recomendação de livros para aliviar angústias pessoais, estimular emoções, promover o diálogo e ajudar pessoas com insônia.

“A biblioterapia mostra um cuidado com o ser humano, que se manifesta ao ler, narrar ou dramatizar histórias”, diz a professora Clarice Caldin, do departamento de Ciências da Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Especialista no tema, ela explica que as narrativas literárias buscam proporcionar a catarse, considerada por alguns autores como uma purificação do corpo e da mente.

Por meio da leitura, as pessoas podem se identificar com personagens ficcionais, refletindo suas próprias atitudes. “O objetivo da biblioterapia é favorecer a expressão dos pensamentos aflitivos, como uma descarga emocional, uma purgação”, observa.

Histórias

A administradora Roseli Bassi percebeu esse potencial terapêutico da leitura e criou a ONG História Viva, que conta com um time de 200 voluntários especializados em ler e contar histórias para pacientes de hospitais. “Nosso trabalho é apaziguar os sentimentos de pessoas que estão lidando com realidades difíceis. Tiramos crianças e adultos de suas doenças ao abrir um mundo de imaginações”, afirma.

Julia Dutra, 10 anos, luta contra o câncer desde 2008. Durante alguns dias da semana, em seu quarto no Hospital das Clínicas, em Curitiba, ela recebe a visita de um contador de histórias, que lê para a menina por cerca de uma hora. No período, suas preocupações se tornam disputas entre monstros, desafios de leões e castelos de princesas. A narrativa vira uma distração, que a anima. “É uma parte do dia que adoro”, diz a menina.

Antes de sair, o voluntário deixa um recado para os pais de Julia. “É recomendado que vocês leiam para ela também, isso ajuda a fortalecer o interesse dela.” Além de distrair e relaxar, a biblioterapia por meio de contadores de histórias incentiva a aproximação com o livro.

Benefícios

Na realidade hospitalar, a leitura tira o paciente de sua rotina, de sua espera. Existem pessoas que usam livros, revistas e jornais para enfrentar a cadeira antes de serem atendidos em um consultório. “É importante que cada um saiba o tipo de leitura que o ajuda. Geralmente são as que mais agradam”, aponta Ítala Duarte, psicóloga clínica do Hospital Erasto Gaertner. O efeito terapêutico depende da disposição do paciente diante da leitura.

Um livro antes de dormir, por exemplo, pode ajudar pessoas com insônia. O médico Attilio Melluso Filho, do Centro de Distúrbios do Sono de Curitiba, diz que quanto menos alarmante e repetitiva for a narrativa, melhor a condução para a latência do sono, período que antecede o adormecer. A leitura engrandece a alma e também faz bem para a saúde.

Companhia para a solidão

Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

Na sala de diálise da Santa Casa de Curitiba, Florisbal Costa passa algumas tardes lendo livros e jornais. Em tratamento por conta de um problema de rim há três anos, ele usa a leitura para combater a solidão. “Ler direciona o cérebro das pessoas sozinhas. Faz a gente pensar no que é bom”, diz.

Com 101 anos, o vendedor aposentado vive na companhia de uma enfermeira, que o ajuda. Há vários anos, pratica a rotina diária de ler jornais e revistas. “Assim me conecto com o mundo.” Como passa mais da metade da semana no hospital, a companhia dos livros também o mantém distraído.

A leitura é estimulada para pacientes em diálise. O médico Georgio Sfredo Bertuzzo, da Santa Casa, diz que as narrativas literárias ajudam a conter a ansiedade. Afinal, são várias horas em que os pacientes não fazem nada a não ser esperar. Costa faz a sua parte, além de ler muito, ele troca livros com outros pacientes.

Recuperação por meio de livros

Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Para Victor D’Ambrós, 12 anos, os livros são mais importantes do que os filmes. Prefere histórias de ação, que tenham alguma coisa a ver com os videogames que joga. A prática da leitura é bastante útil no período em que fica no hospital ou em casa, se recuperando de quimioterapias.

Victor descobriu que tem sarcoma de Ewing, um tipo de câncer que atinge os ossos, em julho do ano passado. Está reagindo bem ao tratamento, mas precisou se afastar da escola e dos amigos. “A leitura o ajuda a passar o tempo e o deixa animado”, conta a mãe, a professora Kátia D’Ambrós.

“Gosto de ler à noite, antes de dormir”, diz o menino. A ficção literária o leva para outros mundos, que envolvem vilões, guerras mundiais e as aventuras de crianças em escolas. Apesar de colocar os livros na frente dos filmes, quando não está no hospital coloca os jogos de videogame no topo da lista de preferências. O que não deixa de ser uma distração terapêutica.

dica do Chicco Sal

Go to Top