Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged ebooks

99eBooks é o site que mapeia eBooks gratuitos ou com mais de 50% de desconto

0

4333643093_4c3b470d5f_b-970x360

Publicado no 33giga

Se você é um devorador de livros digitais, então precisa conhecer o 99eBooks. Esse site possui duas principais funções: ser um comparador de preços e reunir os melhores descontos em obras. E mais: você ainda pode se cadastrar na plataforma para receber e-mails sobre os gêneros que são de seu interesse.

Para usar o 99eBooks é fácil. Caso você queira pesquisar um título, basta ir até o campo dedicado e digitar o nome do livro ou do autor. Automaticamente, o site mostrará a obra e os preços nas livrarias virtuais – selecione a que mais lhe convém para ser redirecionado. Também é possível clicar na aba “Explorar” e conferir os eBooks separados por categorias.

Em “Ofertas”, você vê promoções de tempo limitado. Dá para encontrar livros com pelo menos 50% de desconto ou gratuitos. Durante os testes do 33Giga, uma promoção bem atrativa era a da coletânea “Todos os Contos”, de Clarice Lispector. A obra saiu de R$ 41,50 por R$ 8,30.

Para não perder promoções como essa, você pode se cadastrar no 99eBooks e receber notificações via e-mail. O usuário marca os gêneros que são de seu interesse e confere a mensagem em sua caixa de entrada uma vez por dia ou por semana – a decisão é sua.

As ofertas enviadas aos usuários da plataforma são sempre de grandes varejistas e, portanto, são compatíveis com os leitores de eBooks mais usados do mercado, como o Kindle e o Kobo.

Iniciativa sincroniza cenas de novelas e minisséries com eBooks da literatura brasileira

0

gabriela-970x360

Publicado no 33Giga

Globo, Amazon.com.br e Companhia das Letras acabam de lançar a iniciativa “Assista a Esse Livro”. Na prática, os clássicos da literatura brasileira serão disponibilizados em eBook e certos trechos terão links que direcionam o leitor para vídeos de séries e novelas da Globo que reproduzem a cena. Os livros digitais estão disponíveis na Loja Kindle, na Amazon.com.br. Para assistir aos vídeos, o dispositivo do usuário deve estar conectado à internet.

“Assista a Esse Livro” é uma experiência de leitura única, que une obras literárias e produções televisivas. Clicando no ícone “Play”, leitores poderão assistir às cenas correspondentes da produção para a TV enquanto estão conectados à internet. Todas os vídeos selecionados estão reunidos em uma lista ao final de cada eBook

Cada livro digital contém links de vídeos com duração de até 1 minuto. “Dois Irmãos”, por exemplo, tem 19 cenas da minissérie transmitida este ano pela Globo, com renomados atores como Cauã Reymond, Antônio Fagundes e Eliane Giardini. O livro foi escrito por Milton Hatoum e sai por R$ 19,90 na loja da Amazon.com.br.

Outros títulos que já estão disponíveis na sessão “Assista a Esse Livro” são: “Gabriela Cravo e Canela” (R$ 20,50), escrito por Jorge Amado e transformado em série por Walcyr Carrasco, “As Relações Perigosas” (R$ 16,90), de Choderlos de Laclos e adaptado por Manoela Dias, e “O Canto da Sereia” (R$ 27,90), escrito por Nelson Motta e transformado em série por George Moura e Patrícia Andrade.

Os eBooks do “Assista a Esse Livro” podem ser lidos em smartphones, tablets e computadores usando o aplicativo de leitura gratuito Kindle, disponível para Android e iOS. Para mais informações sobre a iniciativa, clique aqui.

Pessoas mais velhas e ricas são as que mais baixam livros piratas, diz estudo

0
(Foto: Jonathan Auxier / The Scoop)

(Foto: Jonathan Auxier / The Scoop)

Lucas Carvalho, no Olhar Digital

A empresa antipirataria Digimarc, em parceria com o instituto de pesquisa Nielsen, divulgou nesta semana um curioso estudo sobre o perfil das pessoas que baixam conteúdo pirata na internet. O foco da pesquisa, porém, é naqueles que têm o hábito de piratear livros digitais.

O objetivo do estudo foi o de identificar que tipo de pessoa baixa ebooks piratas: gênero, idade, renda e outros detalhes. Para a surpresa dos pesquisadores, o estudo concluiu que pessoas mais velhas e de classes mais altas são as que mais recorrem à pirataria.

A maioria dos entrevistados (60%) tem mais de 30 anos de idade, enquanto 65% ganham mais do que US$ 60 mil por ano – equivalente a uma média de R$ 15 mil por mês, em conversão direta. A maioria também tem ensino superior completo (40%), enquanto outros 32% são pós-graduados.

Mas por que pessoas, em tese, mais ricas e mais velhas preferem baixar livros piratas em vez de comprar ebooks, que costumam ser bem mais baratos do que livros físicos, por exemplo? Para 58% dos participantes no estudo, a pirataria é “mais conveniente” do que pagar por uma cópia digital original.

Ainda assim, 42% disseram que, além de piratear livros, também compram ebooks originais pela internet, a partir de plataformas como a da Amazon e o iTunes. Na hora de baixar um conteúdo ilegalmente, 31% fazem isso por torrent ou por sites de troca de conteúdo direto, como o 4shared.

Por fim, a pesquisa conclui que o mercado editorial perde US$ 315 milhões por ano graças ao download ilegal de ebooks. O estudo foi feito com 516 pessoas identificadas pela Nielsen como “piratas” ao longo dos últimos seis meses.

Via TorrentFreak

Jovem ganha dinheiro escrevendo livro de sexo com dinossauros

0
"Taken by the Pterodactyl" (Levada pelo Pterodáctilo)

“Taken by the Pterodactyl” (Levada pelo Pterodáctilo)

Yannik D´Elboux, no UOL

Com mais de 40 livros eróticos sobre sexo entre mulheres e dinossauros, uma norte-americana, na faixa dos 20 anos, encontrou um caminho para fazer o que gosta e aumentar sua renda. Sob o pseudônimo de Alara Branwen, ela escreve em coautoria com a amiga Christie Sims, que também usa nome fictício, grande parte das histórias, à venda em formato digital na loja virtual Amazon.

Os títulos de seus livros são curiosos. Entre os mais populares estão: “Mating with the Raptor” (Acasalamento com o Raptor), “Taken by The T-Rex” (Levada pelo T-Rex) e “Ravished by Triceratops” (Violentada pelo Triceratops).

Na maioria das tramas, criaturas poderosas, sedutoras e dominadoras envolvem heroínas que não resistem aos encantos dos monstros, quase sempre sexualmente insaciáveis e dotados de membros enormes. Apesar das protagonistas serem mulheres, Alara afirma que os homens representam metade dos seus leitores.

Em entrevista ao UOL Comportamento por e-mail, a autora erótica, que evita aparecer na mídia, fala um pouco mais sobre como surgiu o interesse em criar histórias com seres fantásticos. Além disso, Alara Branwen revela que segue no gênero erótico e que os dragões são a bola da vez no trabalho da dupla.

UOL:  Você é uma escritora profissional? Tem outro trabalho?

Alara Branwen: Sou escritora profissional por enquanto, mas estou trabalhando em vários empreendimentos comerciais, entre eles, em uma editora.

UOL: Quando você começou a escrever erotismo com dinossauros? Você foi a criadora desse gênero?

Alara: Iniciei no meio de 2013. Não, não sou a criadora, de jeito nenhum! Muitas pessoas me mostraram vários exemplos desse gênero, que datam desde os anos 1960.

UOL: E como você teve essa ideia de escrever sobre sexo com dinossauros?

Alara: Eu estava dando uma caminhada um dia quando, de repente, por alguma razão, eu pensei no “Jurassic Park” [“Parque dos Dinossauros”, filme de Steven Spielberg]. Então minha mente voltou para o meu trabalho. Os dois se misturaram e “boom”: nasceu o erotismo com dinossauros.

UOL: Você sempre teve interesse em literatura erótica? Você acha que dinossauros são excitantes?

Alara: Eu, sinceramente, fiquei interessada nesse tipo de literatura por duas razões. A primeira é que eu sempre gostei de escrever livros eróticos. É divertido e sempre achei excitante criar mundos e personagens sensuais. A segunda razão, quando comecei, é porque eu estava em uma situação financeira difícil e precisava do dinheiro.

UOL: Como estão indo as vendas dos seus livros no site da Amazon? Em média, quantos você vende por mês?

Alara: Não gosto de falar de números específicos nem quanto dinheiro estou ganhando, mas posso revelar isso: minha renda é maior do que a de 70% dos lares nos Estados Unidos.

UOL: Como seus leitores reagem ao seu trabalho? Eles ficam curiosos ou excitados com seus livros?

Alara: Acredite ou não, muitos dos meus leitores realmente gostam do meu trabalho. Alguns acham apenas divertido, enquanto outros se excitam com meus livros. Entretanto, a maioria que se excita com os textos não verbaliza muito esse fato.

UOL: Além de dinossauros, você escreve histórias eróticas sobre outras criaturas?

Alara: Sim, escrevo sobre as mais variadas criaturas fantásticas. Dragões, grifos, hidras, ogros. Nomeie uma criatura e eu provavelmente já devo ter escrito uma história a respeito dela.

UOL: Os dinossauros sempre representam homens em seus livros? Conte-me um pouco sobre o teor das histórias.

Alara: Os dinossauros representam machos nos meus livros. Eles não são apenas homens, são dinossauros. Seus pensamentos são bem diferentes dos nossos. A maior parte das histórias é sobre mulheres que são pegas em situações estranhas, nas quais elas devem ou querem fazer sexo com a criatura a fim de ter prazer, sair de uma situação ruim ou, simplesmente, porque elas querem.

UOL: Você planeja traduzir seus livros?

Alara: Eu gostaria de traduzir meus livros para várias línguas. Tenho falado com uma pessoa nesse momento para traduzir para o português e o espanhol.

UOL: Quais são seus próximos projetos?

Alara: Atualmente, estou trabalhando em histórias eróticas de diferentes gêneros. Mas tenho escrito vários livros eróticos com dragões.

UOL: Você pode revelar seu nome verdadeiro? Se não, por que você prefere mantê-lo em segredo?

Alara: Eu prefiro manter minha identidade secreta. Eu valorizo minha solidão algumas vezes e não quero que as pessoas venham atrás de mim, constantemente, me identificando como a “dino porn lady” [senhora do pornô dinossauro].

 

Acesso ilimitado a livros eletrônicos por R$19,90 mensais

0

amazon_kindle-450x404

Publicado no Catraca Livre

Leia quantos livros eletrônicos desejar e ainda economize. No programa Kindle Unlimited da Amazon é assim: você explora diferentes títulos, autores, gêneros e categorias por apenas R$19,90 por mês, com cancelamento disponível a qualquer momento. Se quiser testar, os primeiros 30 dias são gratuitos.

Neste serviço da Amazon, não é necessário ter um dispositivo Kindle (leitor de livros digitais da Amazon) para aproveitar o programa. Acesse o aplicativo gratuito de leitura da Kindle, e leia seu livro em qualquer dispositivo que tenha o app instalado.

Na loja Kindle você encontra todos os títulos disponíveis do programa Kindle Unlimited. Esses livros exibem o ícone da Kindle Unlimited e apresentam o botão “leia de graça” nas suas páginas.

Livros como “Orgulho e Preconceito”, da Jane Austen; “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, de J.K. Rowling; “O Retrato de Dorian Gray”, de Oscar Wilde; e “1984”, de George Orwell estão disponíveis do programa.

Saiba mais sobre o Kindle Unlimited aqui e comece a testar o seu agora.

Go to Top