Posts tagged cinema

7 adaptações de livros para o cinema e a TV que estreiam em 2019

0

Watchmen ganhará uma nova versão em série da HBO (Foto: Divulgação)

Se planejar direitinho, dá até para ler tudo antes de chegarem às telinhas e telonas

Marilia Marasciulo, na Galileu

Nos últimos anos, o principal lema da indústria cinematográfica e televisiva parece ser o de que “nada se cria, tudo se adapta”. No bom sentido, é claro. Cada vez mais livros ganham boas versões para o cinema e TV, apesar de nem sempre ser uma missão fácil. Seja você do time que gosta de ler antes de ver, ver e depois ler ou somente ver, aqui estão algumas das adaptações com estreia prevista para 2019:

Belas Maldições
A comédia fantástica sobre o Armagedom escrita pelos britânicos Terry Pratchett e Neil Gaiman vai virar uma série de TV, com roteiro e produção executiva do próprio Gaiman. A trama, que passa em 2018, segue o demônio Crowley (David Tennant) e o anjo Aziraphale (Michael Sheen) quem acostumado à vida na Terra, tenta evitar a chegada do anticristo e a batalha final entre o Paraíso e o Inferno. Os episódios de 60 minutos serão lançados na primeira metade de 2019 no Amazon Video.

Cadê você, Bernadette?
A adaptação do best seller sobre o sumiço de Bernardette, uma mulher controversa — o marido a considera uma maníaca e as mães da escola elitista da filha a detestam; os especialistas a consideram uma gênio e sua filha, Bee, acredita que tem a melhor mãe do mundo —, deve chegar aos cinemas em março de 2019. Dirigido por Richard Linklater, da trilogia Antes do Sol Nascer e Boyhood, tem Cate Blanchett no papel principal.

Mulherzinhas
Baseado no clássico de Louisa May Alcott, o filme é um dos mais esperados de 2019. A história explora a vida de irmãs na Massachussetts dos anos 1860, período da Guerra Civil Americana. O longa terá roteiro e direção de Greta Gerwig e nomes de peso no elenco: Meryl Streep, Saoirse Ronan, Laura Dern, Emma Watson, Louis Garrel, Bob Odenkirk e Chris Cooper. A previsão de lançamento é 25 de dezembro.

Cemitério Maldito

O livro “O Cemitério”, de Stephen King, ganhará uma nova adaptação para as telonas (existe uma versão de 1989), com estreia prevista para abril. No suspense, a família Creed é atormentada por uma série de acontecimentos estranhos, que começam após a morte do gato de estimação. Aos poucos, eles chegam à conclusão de que um antigo cemitério nos fundos da casa pode ter relação com os eventos.

Watchmen
Os quadrinhos de Alan Moore e Dave Gibbons, publicados pela DC Comics, vão virar uma série de drama da HBO. Ela se passa em uma história alternativa, na qual super-heróis são tratados como criminosos. Ainda não há data confirmada de estreia.

Catch 22
Considerado uma das grandes obras do século 20, o romance satírico-histórico de Joseph Heller que trata dos estágios finais da Segunda Guerra Mundial vai virar uma mini-série. Ela gira em torno de Yossarian, um bombardeador da Força Aérea Americana, enquanto ele e seu esquadrão estão baseados na Itália. Dirigida por George Clooney e com Hugh Laurie no elenco, ainda não tem data confirmada de estreia.

The Rhythm Section
Com previsão de lançamento em fevereiro nos Estados Unidos, o filme baseado no livro homônimo conta a história de Stephanie Patrick (Blake Lively) que busca descobrir a verdade sobre um acidente aéreo que matou sua família. Quando descobre que a queda do avião não foi acidental, ela embarca em uma missão para encontrar os responsáveis e assume a identidade de uma assassina.

E se os clássicos do cinema dos anos 80 e 90 virassem livros infantis?

0

Publicado no Hypeness

Se você nasceu no fim da década de 70 ou no início dos anos 80 e tem uma criança na família, há uma nova maneira de apresentar clássicos da sua infância para os pequenos de hoje: são os livros ilustrados da Coleção Pipoquinha.

Trazida para o Brasil pela Editora Intrínseca, a coleção, criada pela ilustradora Kim Smith, transforma os inesquecíveis clássicos E.T. – O Extraterrestre, Esqueceram de Mim e De Volta Para o Futuro em uma viagem no tempo que promete entreter tanto as crianças quanto os adultos – talvez principalmente os adultos.

As histórias ilustradas são contadas em 48 páginas, e os três livros estão disponíveis tanto em versão física (R$49,90) como em e-book (R$34,90). A venda é feita através de diferentes lojas on-line, e os links podem ser encontrados através do site da editora. Boa nostalgia!

 

Série traz o lendário Jack Ryan de volta às telas

0

Personagem criado nos livros de espionagem de Tom Clancy ganha série em serviço de streaming

Rafael Braz, na Gazeta Online

Criado por Tom Clancy em 1984 no livro “Caçada ao Outubro Vermelho”, Jack Ryan se tornou o principal protagonista do escritor americano que emplacou vários best-sellers e virou até uma “grife” para jogos como “Splinter Cell”, “The Division” e “Ghost Recon” antes de sua morte, em 2013 – desde então, alguns escritores, antigos parceiros de Clancy, continuam escrevendo e publicando livros com o personagem.

No cinema, ele já foi vivido por atores de peso: Alec Baldwin (“Caçada ao Outubro Vermelho”), Harrison Ford (“Jogos Patriótico” e “Perigo Real e Imediato”), Ben Affleck (“A Soma de Todos os Medos”) e Chris Pine (“Operação Sombra: Jack Ryan”). Agora é a vez de John Krasinski (“Um Lugar Silencioso”) encarnar o analista da CIA na série devidamente intitulada “Jack Ryan”, disponível no serviço de streaming da Amazon, o Prime Video.

A trama tem início quando o analista se depara com uma série de transações bancárias suspeitas no Iêmen. Sem o apoio de seus superiores, ele decide agir para evitar um “novo 11 de setembro”. Vale ressaltar que o “agir”, no caso, não significa pegar em armas e sair à caça de terroristas, ao menos não em um primeiro momento. O Jack Ryan de Krasinski remonta à origem do personagem, um burocrata que acaba se envolvendo em algo maior do que ele poderia imaginar.

Trama

A primeira temporada da série tem oito episódios (a segunda já está confirmada) e a trama demora um pouco a engrenar muito em função da direção preguiçosa de Morten Tyldum (“O Jogo da Imitação”) no piloto – o veterano em séries Daniel Sackheim e a mexicana Patricia Riggen assumem a partir daí.

O roteiro, em um primeiro momento, é um festival de clichês reciclados de qualquer texto de espionagem internacional filmado nos últimos anos. Felizmente, lá pelo terceiro episódio, quando tanto o protagonista quanto os vilões vão sendo humanizados (dentro do possível), as coisas começam a ficar mais interessantes.

Essa humanização é justamente uma das características mais legais de “Jack Ryan”, a série. Krasinski vem de um papel de sucesso no cinema e se tornou um rosto conhecido para o espectador. Seu personagem não vai resolver gigantescos enigmas ou derrotar, sozinho, uma grande organização terrorista – ele até demonstra certa inaptidão social no jogo de conquista de Cathy (Abbie Cornish) e uma resistência a se tornar um herói, mesmo que tenha um passado de soldado.

O que pesa contra “Jack Ryan”, ao menos para os não-americanos, é a visão americanizada de tudo. Apesar da já citada humanização de alguns vilões, boa parte dos outros personagens árabes é estereotipada; a série inclusive se utiliza da tática “nada contra, tenho até alguns amigos…” ao colocar um mocinho muçulmano, mas o acerto não é total.

Com um alto investimento – cada episódio custou US$ 8 milhões –, “Jack Ryan” merecia ter um roteiro do nível de suas cenas de ação. Apesar de interessante e de justificar a maratona, não traz nada que “Homeland”, por exemplo, já não tenha feito melhor.

Mais assustador que Jack Nicholson? Urso invade hotel de O Iluminado

0

Bruno Tomé, no Observatório do Cinema

O famoso Stanley Hotel, no estado do Colorado nos Estados Unidos, que inspirou a obra O Iluminado, de Stephen King, recebeu um visitante de respeito. Câmeras de segurança do saguão flagraram o momento em que um urso invadiu o local.

Por sorte, já era noite e todos os hóspedes estavam dormindo. O urso, como pode ser visto no vídeo ao final da publicação, apenas passeou pelo saguão e foi embora. O hotel recebe muitos visitantes que são fãs de Stephen King.

Reza a lenda que o escritor se hospedou no hotel em 1974. Em uma das noites, Stephen King teve um pesadelo com o seu filho nos corredores do Stanley e então começou a escrever a obra.

A curiosidade, no entanto, é que apesar de ter inspirado o livro, o Stanley Hotel não foi usado nas gravações do filme de 1980, de Stanley Kubrick e protagonizado por Jack Nicholson. As filmagens da versão para o cinema foram realizadas em um estúdio na Inglaterra.

Tratando em versão para o cinema, vale lembrar que a continuação de O Iluminado, Doutor Sono, está sendo produzida com a direção de Mike Flanagan, tendo Ewan McGregor como protagonista. O filme deve ser lançado no dia 24 de janeiro de 2020.

Roteiro de Os Crimes de Grindelwald será publicado no Brasil

0

Fabio de Souza Gomes, no Omelete

A Editora Rocco confirmou que publicará a edição impressa em português do roteiro original de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald, escrito por J.K. Rowling cujo o filme será lançado no cinema no dia 15 de novembro. Confira a capa:

Ambientado no mundo bruxo de J.K. Rowling, o segundo da série de cinco filmes que começa com Animais fantásticos e onde habitam muda-se de Nova York para Londres e Paris. Complementando os acontecimentos que ajudaram a dar forma ao mundo bruxo, o filme apresentará pontos em comum com as histórias de Harry Potter que deliciarão os fãs dos livros e dos filmes.

No final de Animais Fantásticos e Onde Habitam, o poderoso bruxo das trevas Gerardo Grindelwald foi capturado em Nova York com a ajuda de Newt Scamander. Mas Grindelwald, cumprindo sua ameaça, foge da prisão e passa a reunir seguidores, cuja maioria não suspeita de suas verdadeiras intenções: criar bruxos puro-sangue para governar todos os seres não mágicos.

Tentando frustrar os planos de Grindelwald, Alvo Dumbledore arregimenta Newt, ex-aluno de Hogwarts, que concorda em ajudar mais uma vez, sem saber dos perigos que tem pela frente. Limites serão traçados e o amor e a lealdade serão testados, até entre os amigos e familiares mais fiéis e confiáveis, em um mundo bruxo cada vez mais dividido.

O lançamento está programado para o dia 1º de dezembro.

Go to Top