Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged brasileiros

7 perfis no Instagram para se apaixonar por novos livros

0

Biblioteca Strahov, em Praga (Foto: Divulgação)

De HQs a livros de terror, contas na rede social reúnem indicação para todos os gostos

Jéssica Ferreira, na Galileu

Uma pesquisa da organização We Are Social sobre tendências globais do mundo digital, divulgada no início de 2019, revelou que as pessoas ficam mais de duas horas por dia fuçando as redes sociais. A pesquisa Retratos da Leitura no Brasil de 2016, feita pelo Instituto Pró-Livro, por sua vez, mostrou que 30% dos brasileiros nunca compraram um livro e que a média de obras lidas é de 2,43 por ano. Para tentar reverter o cenário e unir redes sociais à leitura, selecionamos sete perfis no Instagram que vão te dar vontade de largar o celular e correr para a livraria:

(Foto: Divulgação)

1. Leia Mulheres

O projeto #readwomen, criado em 2014 pela escritora britânica Joanna Walsh, procura incentivar a leitura de mais autoras mulheres. A ideia foi reproduzida no Brasil sob o nome Leia Mulheres, que conta com clubes espalhados em várias cidades do país. No site do projeto é possível consultar em quais cidades brasileiras ele está presente. O Instagram do Leia Mulheres, com mais de 55 mil seguidores, traz dicas de escritoras do mundo todo e divulga os encontros presenciais.

2. Literature-se

A leitora assídua e professora de literatura Mell Ferraz é dona do canal de YouTube Literature-se, com mais de 117 mil inscritos. No Instagram, seus 46 mil seguidores conferem as sugestões literárias de Ferraz e as dicas de bibliotecas e sebos para conhecer. As recomendações de livros vão de clássicos brasileiros a HQs e bestsellers.

3. Ler Antes de Morrer

Criado pela também booktuber Isabella Lubrano, o Ler antes de Morrer tem clube do livro, canal no YouTube e perfil no Instagram, este com quase 60 mil seguidores. A meta de Lubrano é ler e resenhar 1001 livros, incentivando o público a ler junto, sejam livros de terror e fantasia estrangeiros ou livros-reportagens brasileiros.

4. Livros e Pessoas (Olha nós aqui!!😀😎)

Nesta conta de 41 mil seguidores, não só são as capas de livros que ganham visibilidade. Ela tem de tudo um pouco, incluindo dicas de adaptações de livros para filmes, feiras e festas literárias, passeios turísticos e lugares imperdíveis para os leitores.

5. Belletrist

Criado pela atriz norte-americana Emma Roberts, fã assumida de literatura, o Belletrist é um clube de leitura com mais de 213 mil seguidores. A cada mês, ele seleciona um livro para o público ler e opinar. Nem sempre as sugestões têm tradução no Brasil (já que muitas são lançamentos), mas é possível encontrar alguns dos escolhidos mais antigos em português, como Os Imortalistas, de Chloe Benjamin, que abriu as leituras de 2018.

6. Objeto Livro

Além de compartilhar as impressões das leituras, o Objeto Livro, de 14 mil seguidores, traz uma proposta diferente: o livro é fotografado junto a um objeto que remeta à história lida. As pouco mais de 80 postagens da conta trazem diversas sugestões leituras brasileiras, assim como clássicos de Sylvia Plath e Valter Hugo Mãe.

7. LiteraTamy

A criadora do LiteraTamy entende a leitura como um ato solitário. Foi na internet que ela achou seu espaço para dividir impressões de leituras e trocar ideias. Hoje são mais de 17 mil seguidores que também compartilham essas experiências literárias, que vão dos quadrinhos argentinos de Liniers à tetralogia de Elena Ferrante.

Os principais livros de Chico Buarque, vencedor do Prêmio Camões

0

Publicado na Revista Cifras

O cantor e compositor brasileiro Chico Buarque foi o vencedor da 31ª edição do Prêmio Camões, honraria cedida anualmente a um escritor lusófono pelo conjunto de sua obra.

Criado em 1988 pelos governos do Brasil e de Portugal, o Camões elege a cada ano um escritor de países onde o português é a língua oficial. A eleição de Chico, segundo o júri, foi definida a partir da qualidade de seu trabalho e também pela “contribuição para a formação cultural de diferentes gerações em todos os países onde se fala a língua portuguesa”.

Também pelo “caráter multifacetado”, uma vez que Chico escreve para teatro, além de romances e da poesia de suas canções. “Seu trabalho atravessou fronteiras e mantém-se como uma referência fundamental da cultura do mundo contemporâneo”, afirmaram os jurados, em nota.

Chico Buarque, que vai receber 100 mil euros pelo prêmio, se tornou o primeiro músico a ganhar a distinção além de ser o 13º autor brasileiro a figurar entre os vencedores.

‘Fazenda Modelo’ (1974)

No auge da ditadura militar, Chico Buarque encontrou na literatura distópica uma maneira de criticar a sociedade da época e driblar a censura e a repressão do regime. Com forte inspiração no clássico ‘Revolução dos Bichos’, de George Orwell, ‘Fazenda Modelo’ replica os grandes temas brasileiros em um microcosmo.

‘Estorvo’ (1991)

O retorno definitivo de Chico Buarque à literatura se deu com ‘Estorvo’, narrado em primeira pessoa por um personagem atormentado que se situa a meio caminho entre sono e vigília. O livro venceu o Prêmio Jabuti em 1992.

‘Benjamin’ (1995)

Narrado em terceira pessoa, ‘Benjamin’ mantém o estilo onírico de ‘Estorvo’. A trama é contada da perspectiva de um ex-modelo fotográfico à beira de sua morte, mas obcecado com a morte de uma antiga namorada.

‘Budapeste’ (2003)

Um ghost-writer decide se arriscar na alta literatura em um romance permeado por pares simétricos: Brasil e Hungria, português e húngaro, os dois livros que ele tem de escrever e as duas mulheres que ocupam sua mente.

‘Leite Derramado’ (2009)

Com os últimos dois séculos do Brasil como pano de fundo, ‘Leite Derramado’ constrói uma épica saga familiar sobre decadência moral, social e econômica.

‘O Irmão Alemão’ (2014)

A partir de questões familiares e com elementos de autoficção, ‘O Irmão Alemão’ traça a busca do narrador por seu suposto irmão desaparecido.

Livraria em Connecticut se especializa na publicação de livros brasileiros

0
Livro de Machado de Assis traduzido para o inglês

Publicado no Achei USA

A Série Brasil da editora inclui volumes bilíngues de alguns dos maiores trabalhos de literatura clássica do Brasil

A New London Librarium, pequena editora literária localizada no estado de Connecticut, se tornou a principal editora de livros sobre cultura, história, literatura e temas brasileiros na América do Norte. “O Brasil ainda é um mistério para a maioria dos americanos”, disse Glenn Alan Cheney, editora-chefe da New London Librarium. “As praias, a Amazônia e algumas cidades são reconhecidas por muitos, mas as áreas mais profundas da cultura, história e literatura ainda estão fora do escopo do conhecimento geral.”

A Série Brasil da editora inclui volumes bilíngues de alguns dos maiores trabalhos de literatura clássica do Brasil. Quatro títulos são de Machado de Assis, considerado um dos maiores escritores da literatura ocidental. Outros escritores incluem Rubem Alves, um popular psicanalista e teólogo; João do Rio, um dos primeiros jornalistas literários; e Mário de Andrade, criador da ficção modernista brasileira.

Muitas das traduções foram possíveis com o apoio da Fundação Biblioteca Nacional e do Ministério da Cultura. Com esse apoio, a editora espera produzir novos títulos escritos por Monteiro Lobato e Lima Barreto em breve.

“A New London Librarium é corajosa em seu nobre esforço de trazer a literatura brasileira para o mundo fora do Brasil”, diz a doutora Ana Lessa-Schmidt, editora de tradução sênior. “Embora o público em geral tenha pouco notado, acadêmicos e brasileiros nos EUA estão demostrando muito interesse em nossa coleção.” Lessa-Schmidt traduziu os recém-lançados Good Days! Chronicles of Machado de Assis 1888-1889 (Bons Dias! Crônicas de Machado de Assis, 1888-1889). Esta coleção bilíngue de ensaios da Gazeta de Notícias do Rio de Janeiro é a mais completa em qualquer idioma.

O catálogo da Série Brasil da New London Librarium pode ser baixado em NLLibrarium.com/brazil.

A adaptação cinematográfica de Dumplin’ chega esta semana na Netflix

0


Victor Tadeu, no Desencaixados

Nesta sexta-feira a adaptação cinematográfica de Dumplin’ chega ao catálogo da Netflix. O filme já foi lançado em território internacional e agora chegou o momento ser estreado para os brasileiros assinantes da Netflix.

O título conta a história de uma adolescente plus size chamada Willowdean, ela é apaixonada por Dolly Parton, e para irritar sua mãe decide entrar em um concurso de beleza do Texas. Inicialmente o seu intuito era protestar contra a ditadura do corpo magro, porém a sua coragem acaba sendo um gancho para um grupo de meninas desajustadas entrarem no mesmo ramo.

Dumplin’ pode ser mais um filme de sucesso da Netflix, já que Anne Fletcher (A Proposta e Vestida Para Casar) está responsável pela direção, por outro lado, Jennifer Aniston e Danielle MacDonald fazem parte do elenco.

A obra foi escrita por Julie Murphy, no Brasil o livro foi publicado pela Editora Valentina e carrega um grande número de fãs e todos eles demonstram ansiedade para conferir a adaptação da história. A avaliação de público do livro e do filme são similares, carregando ótimas críticas.

Dumplin’ foi lançado nos Estados Unidos dia 07 de dezembro.

Veja principais livros sci-fi estrangeiros que chegam ao Brasil em 2019

0

Everton Lopes Batista, na Folha de S.Paulo

Início do ano também é período de preparar o bolso para o que vem pela frente. Neste post, o blog quer ajudar aos fãs de literatura de ficção científica a se programarem para as compras essenciais de 2019.

O Sci-Fi entrou em contato com editoras que publicam o gênero por aqui para adiantar algumas obras estrangeiras que devem ser lançadas neste ano.

Quem acompanha a área já sabe que a produção ainda é muito maior em língua inglesa. Dentro de alguns anos, porém, esperamos que o volume de livros brasileiros cresça e ocupe um espaço relevante neste mercado.

Confira abaixo a lista com alguns dos principais livros estrangeiros que serão lançados no país nos próximos meses e aproveite o início do ano para deixar as leituras em dia.

Capa da edição americana do livro “A Parábola dos Talentos”, de Octavia E. Butler (foto: divulgação)


A Parábola dos Talentos (Parable of the Talents)

Autora: Octavia E. Butler

Editora: Morro Branco

Quando: 1º semestre

Continuação de “A Parábola do Semeador”, mostra o que acontece no mundo distópico após a protagonista da história, Lauren Olamina, criar sua religião. Os acontecimentos são narrados por sua filha, Larkin.

Mundo em Caos (Chaos Walking)

Autor: Patrick Ness

Editora: Intrínseca

Quando: 8 de março

A distopia mostra um mundo no qual todos os homens conseguem ouvir os pensamentos uns dos outros e o conceito de privacidade não existe mais. A obra deve ser transformada em filme ainda neste ano.

The Geeks’s Guide to SF Cinema (o guia geek para cinema sci-fi)

Autor: Ryan Lambie

Editora: Grupo Pensamento

Quando: 1º semestre

De Georges Méliès a James Cameron, o livro conta a história do cinema de ficção científica e analisa sua importância na sociedade e no desenvolvimento de tecnologias para produção de filmes nos últimos 110 anos. A obra foi lançada originalmente em inglês em 2018.

O Fim da Morte (Death’s End)

Autor: Cixin Liu

Editora: Suma (Grupo Companhia das Letras)

Quando: abril

Último volume da trilogia iniciada com “O Problema dos Três Corpos”, primeira ficção científica chinesa a fazer estrondoso sucesso internacional. A obra trata do contato entre humanos e extraterrestes.

Capa da edição americana de “Artemis”, livro de Andy Weir (foto: divulgação)

Artemis

Autor: Andy Weir

Editora: Arqueiro

Quando: abril

O novo livro do autor de “Perdido em Marte” (“The Martian”), que virou filme em 2015, leva a aventura para a lua, e se passa em Artemis, primeira cidade construída no nosso satélite natural.

Capa da edição americana de “Stranger Things: Suspicious Minds”, de Gwenda Bond (foto: divulgação)

Stranger Things: Suspicious Minds (stranger things: mentes suspeitas)

Autora: Gwenda Bond

Editora: Instrínseca

Quando: 10 de maio

Primeiro romance inspirado na série de sucesso da Netflix, traz um prelúdio para os eventos que acontecem na primeira temporada do programa, acompanhando a mãe de Eleven durante testes feitos pelo governo americano.

The Lathe of Heaven (o giro dos céus)

Autora: Ursula K. Le Guin

Editora: Morro Branco

Quando: 1º Semestre

O livro conta a história de George Orr, um homem que tem a capacidade de mudar a realidade através de seus sonhos. A obra recebeu o prêmio Locus de melhor romance em 1972.

Nightflyers (voadores da noite)

Autor: George R.R. Martin

Editora: Suma (Grupo Companhia das Letras)

Quando: maio

Ficção científica do autor de “Guerra dos Tronos”, conta a jornada de fuga de seres humanos da terra em uma nave espacial após a destruição do planeta. A novela já havia sido publicada por aqui na coletânea “George R.R. Martin: RRetrospectiva da Obra”, da editora Leya. Agora, ganha uma edição avulsa. A série inspirada no texto deve chegar à Netflix ainda neste ano.

O Céu de Pedra (The Stone Sky)

Autora: N. K. Jemisin

Editora: Morro Branco

Quando: 2º Semestre

Terceiro e último volume da série “A Terra Partida“, saga de ficção científica geológica com humanos que tem o poder de controlar os movimentos de solos e montanhas. A autora foi a primeira na história do prêmio Hugo, um dos mais importantes da literatura sci-fi, a ser laureada por três anos consecutivos –cada prêmio para um volume desta série.

Go to Top