Ansiedade 3 - Ciúme

Posts tagged edição

Escola de magia inspirada na saga Harry Potter terá aulas em agosto

0
Hotel que irá sediar o evento em Campos do Jordão Divulgação

Hotel que irá sediar o evento em Campos do Jordão
Divulgação

É a segunda edição do evento que deve reunir mais de 200 pessoas

Rodrigo Fernandes, no Meon

Todos os aspirantes a bruxos e bruxas devem ficar atentos: já estão abertas as inscrições da Escola de Magia e Bruxaria, no Castelo Nacional Inn, em Campos do Jordão.

É o segundo ano de funcionamento da escola, inspirada na famosa saga de Harry Potter, da escritora J. K. Rowling. O evento acontece entre os dias 18 e 21 de agosto e as atividades são voltadas para maiores de 14 anos.

Neste segundo ano, a experiência vivida pelos participantes contará com a novidade da introdução às lendas brasileiras. Até agora, já são 200 inscritos.

“Já introduzimos de forma sutil no ano anterior, mas agora queremos aprimorar essa experiência com a participação de personagens conhecidos da nossa cultura como o curupira e a sereia Iara”, diz a idealizadora da escola, Vanessa Godoy.

“Acreditamos que isso agrega e muito na cultura das pessoas. Sabemos que todos buscam vivenciar o universo de Harry Potter, mas podemos também inserir as nossas lendas sem perder o foco”, diz Vanessa.

Durante dez dias, o hotel Castelo Nacional Inn em Campos do Jordão se torna a escola de Hogwarts, tudo inspirado na história de bruxaria mais famosa do mundo.

“É uma experiência única, um evento muito especial. É o mais próximo que você vai chegar da experiência de ir para uma escola de magia como nos livros e filme”, diz o youtuber Leonardo Santi do canal “Patrono Net” que é um dos convidados especiais para a edição deste ano.

“Eu cresci lendo os livros e assistindo os filmes e para mim é algo fantástico viver essa experiência”, diz o youtuber.

Com mais de 40 mil inscritos em seu canal no Youtube, o paulistano de 21 anos possui mais de 70 vídeos que exploram o universo do bruxinho mais famoso da literatura e dos cinemas.

“Desde que eu me conheço por gente, eu acompanho ‘Harry Potter’. Eu me lembro de ter ido, quando criança, na estreia de ‘A pedra Filosofal’ nos cinemas, em 2001, e é uma das minhas primeiras lembranças. Eu tinha 5 anos na época”, diz o youtuber.

Atividades contemplam o universo criado pela escritora J.K. Rowling Divulgação / Leonardo Santi

Atividades contemplam o universo criado pela escritora J.K. Rowling
Divulgação / Leonardo Santi

O youtuber irá se unir aos outros matriculados na escola para participar das aulas e todas as atividades durante os dias.

“Já recebemos inscrições de todas as regiões do país e já estamos com as vagas quase preenchidas”, diz a idealizadora da escola, Vanessa Godoy.

Com mais de 40 pessoas na organização e 11 atores que interpretam os professores, os dias no hotel em Campos do Jordão irão ser conduzidos por atividades que incluem aulas de práticas de defesa contra as artes das trevas, história da magia e técnicas avançadas de quadribola (famoso torneio apresentado nos livros).

Além disso, o hotel terá espaços que lembram áreas bastante conhecidas dos fãs de Harry Potter como o ‘beco diagonal’ e a taverna do ‘javali bizonho’, além de um campo externo para um torneio de quadribola.

As inscrições para essa imersão ao universo de Harry Potter em Campos do Jordão, que também é uma matrícula para a EMB (Escola de Magia e Bruxaria), podem ser feitas através do site do evento.

O valor é de R$ 2.950, incluindo hospedagem e alimentação.

Livro traduz 200 canções de Bob Dylan, prêmio Nobel de literatura de 2016

0
Nascido em 1941, o americano Bob Dylan é poeta, compositor, músico e escritor. Um dos maiores artistas de nosso tempo, ele tem livros de poesia, de ficção e um de memórias (Foto: Divulgação)

Nascido em 1941, o americano Bob Dylan é poeta, compositor, músico e escritor. Um dos maiores artistas de nosso tempo, ele tem livros de poesia, de ficção e um de memórias (Foto: Divulgação)

 

Duzentas letras de Bob Dylan são apresentadas, em edição bilíngue, no livro Letras (1961-1974), o primeiro volume das letras do vencedor do prêmio Nobel de literatura de 2016

Publicado no Correio 24Horas

Bob Dylan tornou-se figura célebre da música popular americana e da cultura mundial com canções como Blowin’ in the Wind, The Times They are A-Chagin’, A Hard Rain’s A-Gonna Fall, All Along the Watchtower, Mr. Tambourine Man e Like a Rolling Stone, compostas nos anos 1960, com conexões com os movimentos de protesto contra a Guerra do Vietnã, bem como os grupos de defesa dos direitos civis da comunidade negra dos Estados Unidos.

As letras foram escritas quando Dylan tinha pouco mais de 20 anos. O valor literário delas, algo que o Nobel percebeu muito além dos limites tradicionais, pode ser comprovado no livro Letras (1961-1974), que a Companhia das Letras edita no Brasil com tradução de Caetano W. Galindo, 640 páginas e preços de R$ 89,90 (papel) e R$ 44,90 (ebook). É o primeiro de dois volumes.

“A concessão do prêmio de Nobel de literatura a Bob Dylan certamente contribuirá bastante para as velhas discussões quanto ao estatuto literário da canção. Ou, no que mais nos interessa aqui, quanto ao estatuto literário da letra da canção, separada de melodia, harmonia, ritmo, produção, performance”, afirma Caetano Galindo na apresentação da sua tradução.

E prossegue: “Porque, traduzindo as letras, essa primeira grande distinção já vira o maior problema. O que temos aqui afinal é apenas parte do produto estético que deu fama, reconhecimento e prestígio a Bob Dylan. E em que medida essas letras, inclusive no original, sobreviveriam com o mesmo poder que tinham quando embaladas em música? É parte do que a tradução tem que responder”.

Em edição bilíngue e com tradução de Caetano Galindo, livro traz as letras de Bob Dylan entre 1961 e 1974 (Foto: Divulgação)

Em edição bilíngue e com tradução de Caetano Galindo, livro traz as letras de Bob Dylan entre 1961 e 1974 (Foto: Divulgação)

 

Oralidade sofisticada
Galindo que, ao lado de Christian Schwartz, também traduziu as letras de Lou Reed (1942-2013) para o livro Atravessar o Fogo (Companhia das Letras/2010), explica que traduzir os poemas/letras de Dylan segundo os critérios normais da tradução de poesia (com atenção a metro e rima, por exemplo), geraria vários problemas.

“O primeiro deles advém do fato de que a métrica e até as rimas das canções são estabelecidas em função de como elas foram cantadas. Os critérios não são os mesmos ‘de papel’, já que aqui o autor pode mostrar ao público como os textos devem ser escandidos, como devem soar. Está ao alcance de Dylan todo um mundo que notações rítmicas mais radicais de um poeta como Gerard Manley Hopkins apenas vislumbravam”, escreve.

Outro detalhe importante observado pelo tradutor é a oscilação de tom, do registro retórico das canções de Dylan reunidas no livro. O que Galindo chama de “oralidade sofisticada”.

“Dylan, ao longo das duas décadas aqui retratadas, não escreve apenas canções com vozes diferentes, com textos que vão do folk à retórica neopentencostal; ele mistura esses registros no mesmo texto, nos mesmos versos. Do inglês de rua à elevação bíblica, dos poetas Beat a Dante Alighieri, da prosa ao verso mais evocativo, das cadências mais constantes ao discurso espraiado. Tudo, no entanto, imerso no que eu chamaria de uma oralidade sofisticada, que faz com que, mais que cantadas, suas letras pareçam sempre faladas, mesmo em livro”.

Dylan publicou também livros de poesia, letras de músicas e um de ficção, Tarântula (1971), além de suas memórias em Crônicas Vol. 1 (2004).

Próximo lançamento de Stephen King no Brasil, “O bazar dos sonhos ruins” tem capa revelada

0
vavel-1566819492

(Foto: Divulgação Suma de Letras)

 

Suma de Letras se manteve fiel a edição americana. Livro brinda os leitores com 20 histórias curtas

Fernando Rhenius, no Vavel

A editora Suma de Letras, revelou nesta quarta (11), a capa da versão brasileira do novo livro de Stephen King, “O bazar dos sonhos ruins”. Com 20 contos, publicados em diversas revistas e jornais, entre os anos de 2009 e 2015. No Brasil, Milha 81, é o único trabalho traduzido e comercializado em forma de e-book. O lançamento está marcado para o mês de Março.

Abaixo uma pequena sinopse do que vamos encontrar no livro. A tradução ficou por conta de Regiane Winarski.

Milha 81 – Vários mortes estão acontecendo em um posto de gasolina abandonado. Todas as pessoas que param para prestar socorro a um carro que julgam estar precisando de ajuda acabam morrendo. A resenha do conto pode ser lida aqui.

Premium Harmony – O casamento de Ray e Maria Burkett não anda em seus melhores dias. Os dois saem para comprar um pequeno presente para a sobrinha. Enquanto Ray espera no carro, Maria sofre um ataque cardíaco. O cachorro de Ray também acaba morrendo sem motivo aparente. Como o marido vai lhe dar com estas duas tragédias? O conto é narrado em terceira pessoa.

Batman e Robin tem uma alteração – Sanderson leva seu pai que sofre de Alzheimer para mais um jantar de família. O filho já não tem esperanças que seu pai lembre de alguma coisa, até que subitamente encontra seu pai segurando uma arma em um raro momento de lucidez.

A duna – Harvey Beecher, juíz aposentado da suprema corte, fala para seu advogado a descoberta de uma estranha duna em uma pequena ilha na costa do Golfo, que é de propriedade da sua família. Desde pequeno, Harvey acredita que um tesouro está escondido lá.

Garotinho malvado – George Hallas foi condenado à morte por injeção letal. O motivo? A morte de um jovem rapaz. Leonard Bradley, seu advogado tenta de todas as formas salvar o cliente da morte. Em seus últimos momentos Hallas conta porque matou, e quem matou.

Uma morte – O conto narra o assassinato de uma mulher e a prisão de Jim Tusdale, suspeito pelo crime. A história foi publicada no The New Yorker no dia 9 de março de 2015.

A igreja de ossos – Em forma de poema, foi publicado em 2009 na revista Playboy. Conta com ilustrações de Phil Hale. O conto narra uma expedição a um selva malfadada.

Moralidade – Chad, um aspirante a escritor. Ele finalmente consegue um contrato de edição. Sua esposa, está trabalhando como enfermeira para um estranho idoso. Por conta das dificuldades do casal, o idoso faz uma proposta para Nora. Qual seria? Valeria a pena?

Após a morte – William Andrews, um banqueiro que acaba morrendo em setembro de 2012. Após sua morte, acaba fazendo um julgamento dos seus atos, enquanto estava vivo.

14940135_10153860169796050_4425854232157067547_o

Ur – Wesley Smith é um apaixonado por livros. Ele contraria sua namorada e acaba comprando um Kindle, o eReader da Amazon. Por conta de um erro no pedido, ele recebe um aparelho rosa. O aparelho tem um conteúdo diferente do esperado por Smith. Nem o mais ferrenho leitor poderia imaginar o que se escondia atrás daquela tela. Originalmente o conto foi criado exclusivamente para o aparelho da Amazon em 2009.

Herman Wouk ainda está vivo – Depois de ganhar $ 2.700 em um bilhete de loteria, as amigas Benda e Jasmine resolvem visitar a cidade natal com seus filhos, sete ao todo. Durante a viagem acabam reencontrando antigas paixões da faculdade.

Indisposta – Brad Franklin, desperta de um pesadelo. Sua esposa, Ellen ainda dorme, ela não teve uma boa noite de sono. Antes de ir para o trabalho, leva sua cachorra Lady para um passeio. Já no escritório, Brad começa a lembrar de todos os momentos que teve com a esposa. As decepções e conquistas. Até que recebe um telefonema dos vizinhos relatando um mal cheiro em seu apartamento.

Blockade Billy – William “Blockade Billy” Blakely, pode ter sido o maior jogador de beisebol que já viu. Ele foi o primeiro e único a ter sua existência completamente removida do livro dos recordes. Existia um motivo para que ninguém lembrasse dele.

Mister Delícia – Ollie Franklin narra os momentos que teve com um homem idoso no centro de convivência Lakeview. Ollie é gay, e relembra suas experiências sobre homosexualidade nos Estados Unidos. Perdeu amigos para a Aids nos anos 80, bem como o encontro com um senhor em um clube de dança, o Mister Delícia.

Tommy – Poema publicado em 2010 na Playboy americana. Faz uma alusão ao ditado popular, “Se você se lembrar dos anos 60, você não estava lá.” Escrito em verso livre, mergulha nas gírias e referências culturais dos anos 60.

O pequeno Deus verde da agonia – Katherine McDonald é médica. Foi contratada para cuidar de um cliente rico. Andrew Newsome, passou por vários médicos e nenhum deles conseguiu tirar suas dores. Não conseguindo suportar as dores da fisioterapia, Andrew contrata um curandeiro como última esperança.

Aquele ônibus é outro mundo – Wilson chega a Nova York para uma reunião de negócios. As coisas começam a dar errado, quando perde sua bagagem no aeroporto. Para não perder seu compromisso, acaba pegando um táxi. Preso em um engarrafamento, avista um crime no ônibus que está ao seu lado. Fica a pergunta, ele avisa a polícia? É alguma gravação de filme? flash mob? Ou segue para seu encontro?

Obituários – Michael “Mike” Anderson, um jornalista, consegue um emprego em um site satírico chamado Neon Circus, onde é colocado no comando da coluna “falar mal dos mortos”, que envolve a escrever obituários sarcástico sobre celebridades que acabaram de morrer. Seu patrão, Jeroma Whitfeld, se recusa a dar-lhe um aumento, Mike decide escrever um obituário falso. Mais tarde, seu colega de trabalho Katie Curran o chama e diz que Jeroma Whitfeld morreu. Para tirar a dívida, Mike escreve outro obituário de uma pessoa viva, que também acaba morrendo. Estaria Mike com algum poder?

Fogos e bebedeira – Foi lançada inicialmente em áudio book. Narra a história de Alden McCausland, que é preso pela polícia de Castle County. Alden vive com a mãe que ganhou milhões na loteria, além de uma apólice de seguro pomposa do finado marido. O motivo da prisão é desentendimentos com um dos vizinhos após soltar fogos de artifício.

Trovão de verão – Narra a história de Peter Robinson, um dos poucos sobreviventes da terra após uma grande guerra. Tem como companheiro o cachorro Gandalf. Depois da morte de um dos poucos que restaram, Peter acredita ser o último homem da terra.

USP cai em ranking mundial, mas ainda lidera na América Latina

0

Centro de Rankings Universitários Mundiais listou 1.000 instituições.
Brasil tem 18 universidades públicas na edição de 2015 do ranking.

universidades_usp_624_1

Publicado no G1

A Universidade de São Paulo (USP) é a instituição da América Latina mais bem colocada na edição de 2015 da lista de 1.000 universidades avaliadas pelo Centro de Rankings Universitários Mundiais (CWUR, na sigla em inglês), uma instituição da Arábia Saudita. A USP ocupou a 132ª posição da lista, mas caiu uma posição em relação à edição do ano passado.

O ranking do CWUR é divulgado desde 2012, mas até 2014 a lista contava apenas com as 100 universidades com as melhores colocações.

A instituição que liderou o ranking da Arábia Saudita em 2015 foi a Universidade Harvard, seguida da Universidade Stanford e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês). Além das três americanas, duas instituições britânicas completam o top 5: a Universidade de Cambridge, na quarta posição, e a Universidade de Oxford, na quinta colocação.

Entre as brasileiras, as melhores posicionadas, além da USP, foram a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 322º lugar, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em 404º, e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em 526º.

Das 18 universidades brasileiras avaliadas, dez caíram de posição. A instituição que mais perdeu colocação no ranking foi a Universidade Federal Fluminense (UFF), que caiu 63 posições, passando de 852ª para 915ª.

A Universidade Federal do Ceará (UFC) caiu 34 posições, passando de 964ª para 998ª, ficando em penúltimo lugar. Na última colocação, está a Universidade Farmacêutica da China.

Veja a colocação das universidades brasileiras no ranking:
132ª – Universidade de São Paulo (USP)
322ª – Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
404ª – Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
526ª – Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
583ª – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
589ª – Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
664ª – Universidade Estadual Paulista (Unesp)
826ª – Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
915ª – Universidade Federal Fluminense (UFF)
918ª – Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
920ª – Universidade de Brasília (UnB)
934ª – Universidade Federal do Paraná (UFPR)
939ª – Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
941ª – Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
961ª – Universidade Federal do ABC (UFABC)
974ª – Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
992ª – Universidade Federal da Bahia (UFBA)
998ª – Universidade Federal do Ceará (UFC)

Sobre o ranking da CWUR

Segundo o centro, o ranking mede oito critérios diferentes de qualidade, e prioriza a qualidade dos ex-alunos das instituições: 25% da nota das universidades é medida pelo número relativo de pessoas formadas nelas que ganharam prêmios internacionais importantes, de acordo com o tamanho da instituição, 25% é medida pelo número de formandos que atualmente ocupam cargos de dirigentes nas melhores empresas do mundo, e 25% da nota mede a qualidade dos professores, a partir do número de prêmios e medalhas de relevância.

O resto da pontuação é composto do número de publicações em jornais de reputação, do número de publicações em jornais de grande influência, do número de citações em pesquisas, do índice que mede o impacto geral da instituição e das patentes internacionais solicitadas pela universidade.

Fies tem novas regras oficializadas pelo MEC no Diário Oficial da União

0

Mudanças só valerão para os próximos contratos.
Portaria foi publicada na edição desta terça do DOU.

size_810_16_9_estudantes-de-mochila

Publicado no G1

O Ministério da Educação (MEC) publicou na edição desta sexta-feira (3) do “Diário Oficial da União” uma portaria que oficializa as novas regras para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) no segundo semestre de 2015 anunciadas pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro.

De acordo com a publicação, os cursos com notas 5 e 4 terão mais vagas ofertadas. A portaria indica também que haverá prioridade para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste (excluindo Distrito Federal) e em carreiras como engenharia, áreas da saúde e formação de professores.

A segunda edição do programa já havia sido anunciada em 8 de junho pelo ministro. Agora, o programa de financiamento terá juros de 6,5% e novo teto de renda familar para participar do programa.

Veja abaixo as principais mudanças no Fies:

TAXA DE JUROS
COMO SERÁ: 6,5% ao ano
ANTERIOR: Antes, até outubro de 2006, eram de 9%. Depois, até agosto de 2009, passou a ficar entre 3,5% e 6,5%. Desde março de 2010 os juros são de 3,4% ano ano.

JUSTIFICATIVA: Ministérios dizem que buscam “fortalecer a sustentabilidade do programa, para que, no médio prazo, novos alunos sejam financiados pelos formados”. Outra razão é corrigir distorção com o mercado de crédito.

TETO DA RENDA FAMILIAR
COMO SERÁ: Limite é a renda per capita de 2,5 salários mínimos.
ANTERIOR: Renda familiar bruta de 20 salários mínimos.

JUSTIFICATIVA: “O Fies é para os estudantes que são mais pobres e precisam de financiamento. Não é mais (a família com renda de) até R$ 15 mil que tem direito ao Fies, são valores mais baixos, mas que ainda atingem muitas pessoas”, afirmou o ministro da Educação. O governo diz que 90% das famílias brasileiras estão no novo limite de renda.

PRIORIDADES PARA CURSOS DE TRÊS ÁREAS

COMO SERÁ: As áreas de engenharias, formação de professores (licenciaturas, pedagogia ou normal superior) e saúde serão prioritárias.
ANTERIOR: Não havia definição de critério.

JUSTIFICATIVA: Cursos são considerados estratégicos para o desenvolvimento do país ou para atendimento de demandas sociais. Alunos de outros cursos continuarão a ser atendidos.

CURSOS COM NOTAS ALTAS TERÃO PRIORIDADE
COMO SERÁ: Foco serão os cursos com notas 5 e 4 no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).
ANTERIOR: MEC exigia avaliação positiva no Sinaes. No primeiro semestre, passou a adotar o critério e cursos com nota 4 ou 5 somaram 52% dos financiamentos.

JUSTIFICATIVA: Ministério diz que cursos com nota três no Sinaes ainda serão financiados, mas em patamares menores do que os das áreas consideradas prioritárias.

PRIORIDADE PARA TRÊS REGIÕES DO BRASIL
COMO SERÁ: Será priorizado o atendimento de alunos matriculados em cursos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste (excluindo Distrito Federal).
ANTERIOR: Não havia recorte de prioridade para regiões ou estados. E 60% dos contratos eram com estudantes de estados do Sul, do Sudeste ou Distrito Federal.

JUSTIFICATIVA: Ministério diz que decisão se soma a “outras várias políticas sociais federais que buscam corrigir as desigualdades regionais”. Alunos de outros estados continuarão a ser atendidos, mas em patamares menores do que os das áreas consideradas prioritárias.

VALIDADADE DAS MUDANÇAS
COMO SERÁ: Mudanças só valerão para os próximos contratos.

JUSTIFICATIVA: “Você não pode mudar um contrato por vontade unilateral. O governo firmou um contrato com milhões de estudantes com determinadas regras e essas regras serão mantidas e respeitadas”, disse o ministro Renato Janine Ribeiro.

NOTAS MÍNIMAS NO ENEM
COMO SERÁ: Alunos precisam de 450 pontos na média do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) e nota diferente de zero na redação.
ANTERIOR: A mudança passou a valer para contratos firmados neste ano. Antes, só era preciso ter prestado o exame.

JUSTIFICATIVA: A iniciativa busca aumentar o nível dos profissionais formados com apoio do financiamento público, de acordo com o governo.

UNIVERSIDADES DARÃO DESCONTO EM MENSALIDADES
COMO SERÁ: Instituições participantes vão oferecer um desconto de 5% sobre a mensalidade para os estudantes com contrato do Fies.
ANTERIOR: Estudante pagava a mensalidade mais barata cobrada na instituição pelo curso.

JUSTIFICATIVA: “O governo é um grande comprador de cursos pelo Fies. Ao ser um grande comprador ele deve se beneficiar de descontos que são dados de modo geral quando você compra em grandes quantidades. Calculando 5%, quer dizer que três mil vagas das 61,5 mil são geradas por essa nova economia”, afirmou o ministro.

PRAZO PARA PAGAMENTO
COMO SERÁ: Três vezes a duração do curso
ANTERIOR: Até 2010, era de duas vezes a duração.

Crescimento do Fies
A reformulação do Fies em 2015 ocorreu depois de o programa crescer de forma exponencial nos últimos anos. Ao mesmo tempo, o MEC precisou fazer ajustes no orçamento diante de cortes do ajuste fiscal.

Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o Fies gastou R$ 13,7 bilhões em 2014.

Entre fevereiro e agosto do ano passado, o governo federal publicou três medidas provisórias para abrir crédito extraordinário para o Fies, que passou a atender também a alunos de mestrado, doutorado e cursos técnicos.

Para conter gastos, o MEC decidiu limitar o prazo para pedido de novos contratos (antes, era possível entrar com a solicitação em qualquer momento do semestre letivo), vincular a aceitação do pedido de financiamento a cursos com notas mais altas nos indicadores de qualidade, privilegiar instituições de ensino fora dos grandes centros e exigir que os estudantes interessados em contratos de financiamento do governo tivessem média de pelo menos 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

As novas restrições no programa, porém, se depararam com a crescente demanda dos estudantes e o resultado foi um período de instabilidade nos sistema, devido à grande procura por novos contratos, e o esgotamento da verba do Fies de todo o ano de 2015 para novos contratos.

O orçamento do Fies para novos contratos durante todo o ano de 2015 era de R$ 2,5 bilhões e, segundo o ministro, essa verba foi gasta inteiramente para atender aos 252.442 novos contratos fechados no prazo do primeiro semestre. Segundo o MEC, 178 mil pessoas tentaram celebrar novos contratos e não conseguiram.

Por isso, a segunda edição do programa para novos contratos ficou indefinida até que o governo federal finalizasse o reajuste orçamentário.

Go to Top