notícias

Antes de estrear, série de Senhor dos Anéis já tem segunda temporada confirmada

0

Felipe Demartini, no Canal Tech

A Amazon confirmou a renovação de sua série original baseada na saga O Senhor dos Anéis, que sequer estreou. O anúncio demonstra confiança na ambiciosa produção, que ainda está em fase de pré-produção e nem mesmo teve elenco ou data de estreia confirmados, uma vez que as filmagens devem começar apenas no ano que vem, na Nova Zelândia.

A informação sobre a renovação foi publicada em caráter extraoficial pela imprensa internacional e ainda não foi confirmada pela Amazon, mas desde já demonstra a grande aposta que a companhia está fazendo no seriado. Para os fãs, a notícia é boa. O show terá um segundo ano e a história, passada milhares de anos antes dos eventos vistos nos filmes de Peter Jackson, terá longevidade.

A ideia, inclusive, é que o seriado siga a mesma estética dos filmes, já que, além do Amazon Studios, também estão envolvidas a Warner Bros, responsável por levar as adaptações aos cinemas, e o fundo responsável pelos direitos das obras de J.R.R. Tolkien. JD Payne e Patrick McKay, que também serão responsáveis pelo novo filme de Star Trek, são os showrunners e roteiristas da atração.

De acordo com as informações preliminares divulgadas pela Amazon, a série de O Senhor dos Anéis deve se passar em um período conhecido como Segunda Era. É o momento em que os Anéis do Poder, incluindo o Um Anel forjado por Sauron, passam a ser uma peça-chave nos conflitos desse universo.

Apesar de ausência de informações oficiais, os rumores já confirmam alguns nomes para o elenco. Will Poulter (Maze Runner), Joseph Mawle (Game of Thrones) e Markella Kavenagh (Romper Stomper) estariam entre os primeiros nomes confirmados, com ela estando ligada a uma personagem chamada Tyra, que teria sido criada originalmente para a série e não faria parte da mitologia dos livros.

A série de O Senhor dos Anéis também não teve data de estreia confirmada, mas como uma produção original Amazon, deve estar disponível exclusivamente no serviço da companhia, o Prime Video. No Brasil, a assinatura custa R$ 9,90 por mês e inclui outros serviços como uma plataforma de música e livros ou frete grátis em compras no e-commerce.

Fonte: Variety

HBO Max está desenvolvendo nova série de terror baseada em livro de R.L. Stine

0

Nefferson Taveira, no CinePop

De acordo com o Variety, a HBO Max está desenvolvendo uma nova série de terror antológica, intitulada ‘Point Fear‘, baseada nos livros de R.L. Stine (‘Goosebumps‘).

Stine será o produtor executivo da série e Jon M. Chu (‘Podres de Ricos‘) está em negociações para assumir a direção.

A produção está sendo descrita como uma trama que explora os horrores da adolescência. Cada episódio será focado em um dos livros da saga ‘Point Horror’, sendo contado com uma linguagem atual, mas cheia de nostalgia aos anos 90.

Lionsgate Television será responsável pela produção da série.

Novas informações devem ser divulgadas em breve.

Saga Harry Potter será lançada em audiolivros em 2020 no Brasil

1

Processo de seleção do elenco de voz ainda está em andamento

Nicolas Garófalo, no Omelete

Com mais de 500 milhões de unidades vendidas no mundo, a saga Harry Potter ganhará uma versão brasileira de audiolivros produzida pela Storytel, empresa sueca que já possui os direitos para transformar obra de JK Rowling em história falada em outros países.

De acordo com o jornalista Bruno Molinero, da Folha de S. Paulo, a empresa está em busca de um elenco de voz para narrar o livro e dublar as falas de Harry e seus amigos.

Ainda segundo o colunista, a intensão da Storytel é lançar o primeiro livro, A Pedra Filosofal, em 2020, com as continuações sendo lançadas uma a cada mês.

O primeiro livro da saga Harry Potter foi publicado originalmente em 1997, com a saga sendo concluída dez anos depois com o sétimo volume, As Relíquias da Morte. Nos cinemas, os livros foram adaptados pela Warner Bros., que produziu oito filmes baseados nos livros e outros dois derivados com a franquia Animais Fantásticos. O terceiro filme do spin-off está em fase de pré-produção e terá cenas gravadas no Brasil.

Americana pode ser presa por esquecer de devolver livros à biblioteca

0

Publicado no UOL

Uma americana corre o risco de ser presa por não devolver dois livros que pegou emprestado em uma biblioteca pública de Michigan. Ela descobriu por acaso que havia um mandado devido ao empréstimo e agora passa por audiências.

Melinda Sanders-Jones pegou dois livros emprestados em 2017 e esqueceu de devolvê-los. Ela foi avisada dos atrasos quando tentou usar uma impressora na Charlotte Community Library e foi impedida devido à pendência. Ela então encontrou os livros na estante de seu filho e os devolveu.

Melinda Sanders-Jones emprestou dois livros na biblioteca em 2017 e esqueceu de devolvê-los Imagem: Reprodução/CNN

Após a devolução, a mulher esperava para receber uma notificação da multa pelo atraso. Porém, na semana passada, Melinda descobriu que havia um mandado contra ela.

Ela passava por uma promoção na empresa onde trabalha e, na hora de seu chefe checar seus antecedentes criminais, constou o mandado. Quando ele a contou pelo telefone, ela riu, mas ele garantiu que falava sério. “Eu estava tipo, não, não tem jeito. Não tem jeito, eu tenho um mandado”, contou Melinda ao canal WILX, filiado da CNN.

A diretora financeira da biblioteca, Marlena Arras, contou à CNN que foram enviadas diversas notificações para Melinda. Depois de quatro meses, a biblioteca enviou um aviso: “Se você não devolver esses materiais em duas semanas, enviaremos à Unidade de Crimes Econômicos”, contou Marlena.

O caso se encaixa em roubo de propriedade que, no Código Penal do Estado do Michigan, pode levar a 93 dias de prisão e uma multa de 500 dólares (R$2 mil) se o valor roubado for menor que 200 dólares (R$800).

Ela já teve uma primeira audiência sobre o caso e uma segunda está marcada para ocorrer amanhã.

“Realmente não acho que ir para a cadeia por esses dois livros seja normal, e definitivamente não queria roubar suas propriedades”, disse Melinda.

O que você precisa saber para assistir His Dark Materials

0

Nova série da HBO é inspirada na franquia literária Fronteiras do Universo

Camila Sousa, no Omelete

Uma das grandes apostas da HBO para a nova temporada de séries é His Dark Materials, série inspirada na franquia de livros Fronteiras do Universo. Com a segunda temporada já garantida pelo canal, a atração tem no elenco nomes como Dafne Keen (Logan) no papel principal de Lyra Belacqua, Ruth Wilson (The Affair) como Marisa Coulter e James McAvoy (Fragmentado) como Lord Asriel.

Confira abaixo o que você precisa saber para assistir à série. O lançamento está marcado para 4 de novembro.

Quem é Lyra?

His Dark Materials/HBO/Divulgação

Vivida por Dafne Keen, Lyra Belacqua é a protagonista da história. Com 11 anos no começo da história, ela é uma órfã que foi criada na universidade de Oxford por professores e reitores do local. Seu único parente conhecido é o tio, Lord Asriel, que já foi interpretado nos cinemas por Daniel Craig e agora é vivido por James McAvoy na série da HBO.

Também conhecida nos livros como Lyra da Língua Mágica, a protagonista é descrita como curiosa e destemida. Por não ter um tutor muito próximo – seu tio a deixa na universidade para realizar grandes viagens – Lyra cresce com muita liberdade pelo campus e por isso aprende a escalar janelas e muros para saber tudo o que está acontecendo. A jovem também conhece todos os funcionários da universidade e se torna grande amiga de Roger, outra criança do local.

Daemons e a conexão com humanos

His Dark Materials/HBO/Divulgação

No universo de His Dark Materials, as almas dos seres humanos se manifestam em seres em forma de animais que existem fora de seus corpos, os daemons. Cada pessoa tem um daemon, que possui nome e conversa com o humano ao qual pertence. As pessoas enxergam os daemons umas das outras, mas não é permitido tocar o daemon do outro. Quando dois humanos se encontram e passam algum tempo juntos, é comum que seus daemons interajam entre si, algo permitido pelas regras.

Os daemons acompanham os humanos durante toda a vida e por isso se tornam grandes amigos. Durante a infância, eles não possuem uma forma física fixa, refletindo a personalidade ainda não formada da pessoa. No caso de Lyra, por exemplo, seu daemon Pantalaimon aparece como diversos animais durante a história. É no período da adolescência que o daemon assume uma forma física fixa para o resto da vida, refletindo a personalidade firmada pelo seu dono.

Além desse grande laço emocional entre daemons e humanos, há também uma ligação física. Com a exceção de feiticeiras e pajés, todos precisam ficar próximos fisicamente de seus daemons. Grandes distâncias causam dor e agonia nas duas partes. Daemons também sentem as dores físicas afligidas em seus donos e vice-versa.

O Magisterium

His Dark Materials/HBO/Divulgação

O universo de Lyra possui uma grande instituição religiosa, o Magisterium, que coordena a sociedade em questões sociais, religiosas e políticas. Na história, o Magisterium tem algumas características próximas da igreja católica, apesar de ser formado pela união de vários órgãos religiosos. Exatamente por isso existem várias disputas internas de poder, já que cada liderança tem interesses próprios.

O poder do Magistério no universo de His Dark Materials é enorme. Um dos maiores exemplos é o controle da instituição sobre a ciência, chamada até mesmo de “teologia experimental”. A organização permite que estudos científicos sejam feitos, desde que eles se enquadrem nas doutrinas e não tentem contradizer suas regras.

Pó, heresia e inocência

His Dark Materials/HBO/Divulgação

Um bom exemplo de como o Magisterium age é sobre o Pó, uma substância presente no universo de His Dark Materials, mas que não pode ser citada por regras da instituição. O Pó é constituído de minúsculas partículas douradas que se fixam em seres vivos, especialmente nos humanos durante a adolescência. Embora algumas criaturas possam enxergar o Pó a olho nu, os humanos só conseguem fazer isso com a ajuda de alguns instrumentos específicos.

Na história, é observado que as crianças não possuem o Pó, que é mais comum em adultos que já passaram pela juventude. O Pó começa a ficar presente no corpo das pessoas na mesma época da juventude em que os daemons fixam sua forma. O Magisterium considera que o Pó é a representação direta do pecado e por isso não é permitido falar ou pesquisar sobre a substância. Para a instituição, o Pó simboliza a perda da inocência das crianças e há quem acredite que deveria haver uma forma de impedir que isso aconteça com elas.

Com tantos paralelos sobre o posicionamento de algumas instituições religiosas, a obra de Philip Pullman foi duramente criticada por algumas organizações ao longo dos anos, incluindo o Vaticano e a Liga Católica dos EUA, que fez campanha contra a adaptação aos cinemas lançada em 2007.

A Bússola de Ouro

His Dark Materials/HBO/Divulgação

Este é o nome do primeiro livro da trilogia e também da adaptação aos cinemas e por isso um dos mais conhecidos pelo público. Dentro da história, a bússola é um aletiômetro, um artefato capaz de mostrar a verdade para quem aprender a usá-lo. A bússola é um dos vários objetos importantes do universo de His Dark Materials, ao lado da Faca Sutil e da Luneta mbar, que dão nome aos outros dois livros principais da franquia.

A protagonista Lyra recebe o aletiômetro do reitor da universidade Jordan logo no começo da história, pois ele acredita que ela será capaz de interpretar o que o objeto tem a dizer. A leitura acontece quando o usuário aponta três agulhas do objeto para diferentes símbolos, mentalizando o que deseja saber. Em seguida, uma quarta agulha aponta para a imagem que significa a resposta. Há vários símbolos dentro da bússola, como a Ampulheta, Caldeirão, Coruja, Espada, entre outros e interpretá-los é a chave para saber a verdade.

O aletiômetro é um objeto raro e extremamente poderoso. Apenas seis foram criados em toda a história e o Magisterium destruiu quatro, preocupado com sua capacidade de falar a verdade. Logo, quando Lyra o recebe, precisa escondê-lo, já que ela pode se tornar alvo da instituição se alguém souber que ela está com ele. Outra preocupação do Magisterium sobre a bússola é porque ela utiliza do Pó para saber e dizer a verdade ao usuário e, como descrito acima, utilizar a substância é considerada uma heresia.

Futuro

His Dark Materials/HBO/Divulgação

O universo de His Dark Materials é vasto e a HBO tem material para trabalhar em várias temporadas, se desejar. A linha do tempo principal é composta por três publicações: A Bússola de Ouro, A Faca Sutil e A Luneta Âmbar. Todos desenvolvem a história de Lyra e também apresentam outros nomes que se tornam importantes na trama.

Além deles, o autor Philip Pullman lançou dois livros derivados: A Oxford de Lyra, situado dois anos após o término da série principal, e Era Uma Vez no Norte, um prelúdio focado em Lee Scoresby (personagem de Lin-Manuel Miranda na HBO) e no urso Iorek Byrnison, um dos personagens mais icônicos da história.

A série literária mais recente do autor é O Livro das Sombras, uma trilogia que volta à história de Lyra, dessa vez mostrando acontecimentos do passado, presente e futuro da personagem. La Belle Sauvage abre a trilogia como um prelúdio, mostrando Lyra ainda bebê e sua chegada à Oxford. O segundo livro, The Secret Commonwealth, foi publicado em outubro deste ano e mostra a história de Lyra sete anos após os acontecimentos de A Luneta Âmbar. Ainda não há detalhes do que será mostrado no livro de encerramento da série, que não tem título definido.

Go to Top