notícias

Chamado de “assassino de livros”, homem corta obras ao meio em nome da praticidade

0

Chamado de “assassino de livros”, homem corta obras ao meio para caber na bolsa (Foto: @alex_christofi/twitter)

Alex Christofi, escritor e editor do Reino Unido, viralizou no Twitter após confessar que costuma cortar publicações muito longas para torná-las “portáteis”

Publicado na Galileu

O escritor e editor britânico Alex Christofi gerou polêmica nas redes sociais após compartilhar como costuma driblar o excesso de peso na mochila por conta de livros muito pesados. “Ontem meu colega me chamou de ‘assassino de livros’ porque eu corto livros longos ao meio para torná-los mais portáteis. Mais alguém faz isto? Sou apenas eu?”, confessou o autor em sua conta no Twitter.

O tweet de Christofi já foi retweetado mais de 9 mil vezes e ganhou 65,9 mil curtidas, bem como milhares de comentários indignados concordando com seu amigo. “Meu Deus. Isso me deixa tão triste”, comentou um usuário. “Existe uma lista de coisas que são aceitáveis. Isso não está na lista”, disse outro. Houve também pessoas que o aconselharam comprar um e-reader e deixar os livros de papel em paz.

Surpreendentemente, há também quem adote a mesma estratégia do escritor. “Não é apenas você. Minha irmã fez isso no passado. E eu trasnformei um livro em uma coroa de flores recentemente, em memória de um amigo que morreu”, contou um usuário.

Christofi, autor dos livros Let Us Be True (2017) e Glass (2015), entrou na brincadeira e atualizou seu perfil no Twitter: “Editor sênior no @OneworldNews. Assassino de livros. Escrevi dois romances, ganhei o Prêmio Betty Trask. Agora estou escrevendo um livro sobre Dostoevsky. Minhas palavras são minhas.”

Você faria algo parecido com seus livros?

Rei Arthur terá série de TV inspirada em livros do escritor Bernard Cornwell

0

Publicado em Nos Bastidores

Foi anunciado pelo Epix a ideia de fazer uma série de TV inspirada na trilogia “The Warlord Chronicles”, do escritor Bernard Cornwel que conta a história do lendário Rei Arthur.

A emissora fez o anúncio em conjunto com outras produções que estarão em sua grade de programação original. A adaptação para a TV da série de Cornewell receberá o nome de O Rei do Inverno, nome do primeiro livro do autor.

A sinopse do livro diz: “O Rei do Inverno contará a saga mítica do rei Arthur. Comandado pela equipe de produção por trás de The Night Of e His Dark Materials, o drama adaptará a trilogia de romances arturianos de Bernard Cornwell, The Warlord Chronicles. No primeiro livro, Derfel Cadarn, um ex-guerreiro que jurou Arthur e agora é um monge idoso, conta a história de como Arthur se tornou senhor da guerra na Idade das Trevas, na Inglaterra, apesar da ilegitimidade do trono.”

Não há previsão de estreia para a série do Rei Arthur

Suzane Richthofen aciona STF após se irritar com livro sobre assassinato

0

Publicado em A Gazeta

Suzane von Richthofen conseguiu ler o livro “Suzane – Assassina e Manipuladora”, de Ulisses Campbell, no último fim de semana, mas a bonita ficou irritada com tudo o que está na obra, segundo informações do colunista Amaury Jr.

Ao colunista, o autor confidenciou que um dos principais trechos que revoltou Suzane foi o capítulo 10, em que estão divulgados alguns laudos do caso. O capítulo diz: “Nesses processos, os especialistas a descrevem com adjetivos típicos de vilã de novela: manipuladora, dissimulada, egocêntrica, infantilizada, simplista, insidiosa, narcisista, além de ter agressividade camuflada. Ainda segundo esses pareceres, a criminosa utiliza procedimentos primitivos e pouco elaborados na vida, tem fantasia de onipotência e é desvalorizadora do ser humano”.

Suzane achou o livro que fala do planejamento que ela mesma fez para matar seus pais, Manfred e Marísia von Richthofen, ofensivo, de acordo com Amaury Jr, e recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que a publicação fosse recolhida das livrarias.

“A publicação do livro afronta a própria Administração da Justiça e o Poder Judiciário, pois a publicação se utiliza de dados obtidos de processo de execução penal em tramitação sob segredo de justiça e trechos de laudos médicos psiquiátricos e psicológicos acobertados pelo sigilo profissional”, alegou Suzane por meio da Defensoria Pública de São Paulo.

Segundo o colunista, o STF não aceitou os pedidos da herdeira e o lançamento e comercialização do livro estão mantidos.

A Metade Sombria será próximo livro de Stephen King a virar filme

0

Imagem: Reprodução

Publicado no UOL

A febre por adaptações de Stephen King continua ditando grandes projetos em Hollywood. Segundo o Deadline, a MGM vai bancar um novo longa inspirado em A Metade Sombria, livro de King que já foi transportado para os cinemas em 1993.

Alex Ross Perry, diretor e roteirista responsável por filmes como Cala a Boca Philips (2014) e Her Smell (2018), vai comandar e escrever a produção. Sua responsabilidade é substituir o mestre do terror George A. Romero, que dirigiu a adaptação original.

Em 1993, Timothy Hutton (vencedor do Oscar por Gente Como a Gente) interpretou Thad Beaumont, um escritor razoavelmente bem-sucedido que esconde um segredo: sob o pseudônimo de George Stark, ele também escreve livros de terror que vendem muito melhor do que os seus.

Quando a dupla identidade é descoberta, Beaumont zomba da situação e, junto à esposa, resolve “enterrar” Stark em uma cerimônia simbólica. É quando o pseudônimo ganha vida e começa a matar todos envolvidos na enganação.

Curiosamente, King escrever A Metade Sombria como resposta à revelação que ele mesmo tinha um pseudônimo: Richard Bachman, nome com o qual assinou alguns best-sellers de suspense.

Autora de livros de World of Warcraft, Christie Golden estará na CCXP19

1

Rafael Romer, no The Enemy

Christie Golden, escritora da Blizzard e autora de obras inspiradas Star Trek, Star Wars, Assassin’s Creed e World of Warcraft, teve sua presença confirmada na CCXP19 nesta quinta-feira (21).

A escritora norte-americana participará do painel “Criando os mundos da Blizzard”, onde falará sobre o universo de World of Warcraft, sua experiência como escritora sênior no time de desenvolvimento criativo da Blizzard Entertainment e sobre o aniversário de 25 anos da franquia.

No debate, a autora convidará o público a mergulhar no vasto mundo do jogo, com detalhes sobre seu trabalho e dos mais de dez livros de sua autoria sobre a franquia. O painel acontecerá no sábado, 07 de dezembro, no Auditório Ultra.

A CCXP19 acontece entre os dias 05 e 08 de dezembro, no São Paulo Expo, em São Paulo.

Go to Top