notícias

Segunda temporada de ‘A Amiga Genial’ estreia em 2020

0

Série baseada nos livros de Elena Ferrante é exibida no Brasil pela HBO

Publicado no Correio 24Horas

As filmagens da segunda temporada da série “A Amiga Genial” já se encerraram na Itália. Serão nove episódios adaptando o segundo livro da tetralogia escrita por Elena Ferrante, “História do Novo Sobrenome”. A estreia será somente em 2020. No Brasil, a transmissão da série é pela HBO.

Os livros contam a história de duas amigas, Lenù e Lila, desde a infância até a idade adulta. Na nova temporada, além de Nápoles, cerne dos livros e da série, as filmagens aconteceram também em Caserta, Ischia e Pisa.

Na fase da adolescências, as duas amigas são vividas pelas atrizes Gaia Girace e Margherita Mazzucco.

A série é produção conjunta da HBO com a Rai Fiction. O italiano Paolo Sorrentino e a americana Jennifer Schuur são os produtores executivos.

Antes de estrear, série de Senhor dos Anéis já tem segunda temporada confirmada

0

Felipe Demartini, no Canal Tech

A Amazon confirmou a renovação de sua série original baseada na saga O Senhor dos Anéis, que sequer estreou. O anúncio demonstra confiança na ambiciosa produção, que ainda está em fase de pré-produção e nem mesmo teve elenco ou data de estreia confirmados, uma vez que as filmagens devem começar apenas no ano que vem, na Nova Zelândia.

A informação sobre a renovação foi publicada em caráter extraoficial pela imprensa internacional e ainda não foi confirmada pela Amazon, mas desde já demonstra a grande aposta que a companhia está fazendo no seriado. Para os fãs, a notícia é boa. O show terá um segundo ano e a história, passada milhares de anos antes dos eventos vistos nos filmes de Peter Jackson, terá longevidade.

A ideia, inclusive, é que o seriado siga a mesma estética dos filmes, já que, além do Amazon Studios, também estão envolvidas a Warner Bros, responsável por levar as adaptações aos cinemas, e o fundo responsável pelos direitos das obras de J.R.R. Tolkien. JD Payne e Patrick McKay, que também serão responsáveis pelo novo filme de Star Trek, são os showrunners e roteiristas da atração.

De acordo com as informações preliminares divulgadas pela Amazon, a série de O Senhor dos Anéis deve se passar em um período conhecido como Segunda Era. É o momento em que os Anéis do Poder, incluindo o Um Anel forjado por Sauron, passam a ser uma peça-chave nos conflitos desse universo.

Apesar de ausência de informações oficiais, os rumores já confirmam alguns nomes para o elenco. Will Poulter (Maze Runner), Joseph Mawle (Game of Thrones) e Markella Kavenagh (Romper Stomper) estariam entre os primeiros nomes confirmados, com ela estando ligada a uma personagem chamada Tyra, que teria sido criada originalmente para a série e não faria parte da mitologia dos livros.

A série de O Senhor dos Anéis também não teve data de estreia confirmada, mas como uma produção original Amazon, deve estar disponível exclusivamente no serviço da companhia, o Prime Video. No Brasil, a assinatura custa R$ 9,90 por mês e inclui outros serviços como uma plataforma de música e livros ou frete grátis em compras no e-commerce.

Fonte: Variety

HBO Max está desenvolvendo nova série de terror baseada em livro de R.L. Stine

0

Nefferson Taveira, no CinePop

De acordo com o Variety, a HBO Max está desenvolvendo uma nova série de terror antológica, intitulada ‘Point Fear‘, baseada nos livros de R.L. Stine (‘Goosebumps‘).

Stine será o produtor executivo da série e Jon M. Chu (‘Podres de Ricos‘) está em negociações para assumir a direção.

A produção está sendo descrita como uma trama que explora os horrores da adolescência. Cada episódio será focado em um dos livros da saga ‘Point Horror’, sendo contado com uma linguagem atual, mas cheia de nostalgia aos anos 90.

Lionsgate Television será responsável pela produção da série.

Novas informações devem ser divulgadas em breve.

Saga Harry Potter será lançada em audiolivros em 2020 no Brasil

1

Processo de seleção do elenco de voz ainda está em andamento

Nicolas Garófalo, no Omelete

Com mais de 500 milhões de unidades vendidas no mundo, a saga Harry Potter ganhará uma versão brasileira de audiolivros produzida pela Storytel, empresa sueca que já possui os direitos para transformar obra de JK Rowling em história falada em outros países.

De acordo com o jornalista Bruno Molinero, da Folha de S. Paulo, a empresa está em busca de um elenco de voz para narrar o livro e dublar as falas de Harry e seus amigos.

Ainda segundo o colunista, a intensão da Storytel é lançar o primeiro livro, A Pedra Filosofal, em 2020, com as continuações sendo lançadas uma a cada mês.

O primeiro livro da saga Harry Potter foi publicado originalmente em 1997, com a saga sendo concluída dez anos depois com o sétimo volume, As Relíquias da Morte. Nos cinemas, os livros foram adaptados pela Warner Bros., que produziu oito filmes baseados nos livros e outros dois derivados com a franquia Animais Fantásticos. O terceiro filme do spin-off está em fase de pré-produção e terá cenas gravadas no Brasil.

Americana pode ser presa por esquecer de devolver livros à biblioteca

0

Publicado no UOL

Uma americana corre o risco de ser presa por não devolver dois livros que pegou emprestado em uma biblioteca pública de Michigan. Ela descobriu por acaso que havia um mandado devido ao empréstimo e agora passa por audiências.

Melinda Sanders-Jones pegou dois livros emprestados em 2017 e esqueceu de devolvê-los. Ela foi avisada dos atrasos quando tentou usar uma impressora na Charlotte Community Library e foi impedida devido à pendência. Ela então encontrou os livros na estante de seu filho e os devolveu.

Melinda Sanders-Jones emprestou dois livros na biblioteca em 2017 e esqueceu de devolvê-los Imagem: Reprodução/CNN

Após a devolução, a mulher esperava para receber uma notificação da multa pelo atraso. Porém, na semana passada, Melinda descobriu que havia um mandado contra ela.

Ela passava por uma promoção na empresa onde trabalha e, na hora de seu chefe checar seus antecedentes criminais, constou o mandado. Quando ele a contou pelo telefone, ela riu, mas ele garantiu que falava sério. “Eu estava tipo, não, não tem jeito. Não tem jeito, eu tenho um mandado”, contou Melinda ao canal WILX, filiado da CNN.

A diretora financeira da biblioteca, Marlena Arras, contou à CNN que foram enviadas diversas notificações para Melinda. Depois de quatro meses, a biblioteca enviou um aviso: “Se você não devolver esses materiais em duas semanas, enviaremos à Unidade de Crimes Econômicos”, contou Marlena.

O caso se encaixa em roubo de propriedade que, no Código Penal do Estado do Michigan, pode levar a 93 dias de prisão e uma multa de 500 dólares (R$2 mil) se o valor roubado for menor que 200 dólares (R$800).

Ela já teve uma primeira audiência sobre o caso e uma segunda está marcada para ocorrer amanhã.

“Realmente não acho que ir para a cadeia por esses dois livros seja normal, e definitivamente não queria roubar suas propriedades”, disse Melinda.

Go to Top