Antes de estrear, série de Senhor dos Anéis já tem segunda temporada confirmada

0

Felipe Demartini, no Canal Tech

A Amazon confirmou a renovação de sua série original baseada na saga O Senhor dos Anéis, que sequer estreou. O anúncio demonstra confiança na ambiciosa produção, que ainda está em fase de pré-produção e nem mesmo teve elenco ou data de estreia confirmados, uma vez que as filmagens devem começar apenas no ano que vem, na Nova Zelândia.

A informação sobre a renovação foi publicada em caráter extraoficial pela imprensa internacional e ainda não foi confirmada pela Amazon, mas desde já demonstra a grande aposta que a companhia está fazendo no seriado. Para os fãs, a notícia é boa. O show terá um segundo ano e a história, passada milhares de anos antes dos eventos vistos nos filmes de Peter Jackson, terá longevidade.

A ideia, inclusive, é que o seriado siga a mesma estética dos filmes, já que, além do Amazon Studios, também estão envolvidas a Warner Bros, responsável por levar as adaptações aos cinemas, e o fundo responsável pelos direitos das obras de J.R.R. Tolkien. JD Payne e Patrick McKay, que também serão responsáveis pelo novo filme de Star Trek, são os showrunners e roteiristas da atração.

De acordo com as informações preliminares divulgadas pela Amazon, a série de O Senhor dos Anéis deve se passar em um período conhecido como Segunda Era. É o momento em que os Anéis do Poder, incluindo o Um Anel forjado por Sauron, passam a ser uma peça-chave nos conflitos desse universo.

Apesar de ausência de informações oficiais, os rumores já confirmam alguns nomes para o elenco. Will Poulter (Maze Runner), Joseph Mawle (Game of Thrones) e Markella Kavenagh (Romper Stomper) estariam entre os primeiros nomes confirmados, com ela estando ligada a uma personagem chamada Tyra, que teria sido criada originalmente para a série e não faria parte da mitologia dos livros.

A série de O Senhor dos Anéis também não teve data de estreia confirmada, mas como uma produção original Amazon, deve estar disponível exclusivamente no serviço da companhia, o Prime Video. No Brasil, a assinatura custa R$ 9,90 por mês e inclui outros serviços como uma plataforma de música e livros ou frete grátis em compras no e-commerce.

Fonte: Variety

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Livraria mais famosa de Veneza é tomada pela água

1

Publicado no Terra

A histórica inundação que alagou mais de 80% do centro histórico de Veneza no último dia 12 de novembro provocou danos em diversas atrações turísticas da cidade, incluindo sua livraria mais famosa.

A loja, ironicamente chamada “Acqua Alta”, fica a 600 metros da Praça San Marco, no coração do centro histórico veneziano, e foi tomada pela água na enchente da última terça.

O nome da livraria faz referência ao fenômeno da “acqua alta” (“água alta”, em tradução livre), que virou símbolo da cidade, mas vem provocando cada vez mais transtornos.

“Teremos de jogar fora 150 mil euros em livros. O dano é enorme, mas recomeçaremos”, disse o dono da loja, Luigi Frizzo. Os funcionários ainda tentaram colocar livros, revistas e discos de vinil em banheiras e na gôndola que fica dentro do estabelecimento.

“Mas desta vez não serviu de nada, a água subiu tanto que entrou na gôndola e nas banheiras. E esse é o resultado”, acrescentou Frizzo, apontando para seu filho, Lino, que empilhava centenas de volumes apodrecidos.

A “acqua alta” se caracteriza por marés iguais ou superiores a 80 centímetros acima do nível médio da Lagoa de Veneza. Na última terça, esse índice chegou a 187 centímetros, o segundo maior valor já registrado na história, atrás apenas dos 194 centímetros da inundação de 4 de novembro de 1966.

Porém nem todos os livros danificados serão desperdiçados. Boa parte será colocada na “escada” formada por exemplares atingidos por inundações anteriores e que fica nos fundos da livraria, criando uma espécie de terraço com vista para o canal. “Nunca se joga fora um livro”, disse Frizzo, agora sorrindo.

A Sociedade Italiana de Autores e Editores anunciou uma doação de 150 mil euros para ajudar livrarias e bibliotecas afetadas pelas enchentes em Veneza, incluindo a Acqua Alta. “Livros, discos, obras de arte e filmes são bens materiais e imateriais e, como tal, encarnam nossa cultura. É nosso dever defendê-los por aquilo que são e por aquilo que representam”, afirmou o presidente da entidade, Giulio Rapetti Mogol.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Exposição imersiva sobre Machado de Assis inaugura no Farol Santander

0

Machado de Assis por Bernardelli

Mostra gratuita reúne principais obras e registros do escritor brasileiro em proposta interativa e com inteligência artificial

Luciana Ramos, na Casa Vogue

Intitulada “Machado de Assims”, a mostra começa dia 19 de novembro no Farol Santander SP e reúne as diversas faces de um dos principais escritores brasileiros. Exibindo passagens da vida de Machado de Assis, como a infância difícil e marcada pelo trabalho infantil nos morros cariocas até a sua classificação como um dos autores mais importantes da literatura nacional, a exposição mostra ainda o seu envolvimento com questões sociais. Tudo com projeção interativa e de inteligência artificial.

Com curadoria de Marcello Dantas, a mostra ocupa um total de 75 m² de área expositiva e foi projetada entre duas enormes vírgulas, com direito à uma biblioteca imaginária formada por inúmeros livros que podem ser manuseados no local. O visitante terá fácil acesso às diversas edições das obras e às traduções em diferentes idiomas, como inglês, francês e italiano.

Casa do Cosme Velho

Representando as fases distintas da trajetória machadiana, o visitante poderá acompanhar a produção literária da juventude romântica à maturidade realista do escritor, incluindo seus poemas, crônicas e peças de teatro, além dos romances e contos mais consagrados. “A proposta passa por explorar aspectos pouco conhecidos da figura de Machado de Assis. Então mostrar um personagem gigante por lados inusitados, daí o título trocar o sobrenome Assis por Assims, ou seja, de outros jeitos ou modos de ver. Como se fossem outros Machados, o menino vendedor, o enxadrista, o abolicionista, seus múltiplos pseudônimos e alter egos, sua saúde, e os lugares por onde andou por exemplo” afirma Dantas.

Dentre as experiências imersivas, será possível interagir com duas grandes imagens do escritor, baseadas em retratos históricos como a clássica fotografia feita por Marc Ferrez em 1890, que serão animadas com inteligência artificial, e com as falas do Bruxo do Cosme que, inspiradas no conto A Cartomante, proferirão palavras que Machado escreveu, deleitando os visitantes com pílulas de sabedoria machadiana.

E entre os destaques da exposição, estão edições raras dos livros Memórias Póstumas de Brás Cubas e Dez Contos, ilustradas por Cândido Portinari e Antônio Henrique Amaral. No exemplar de Portinari, as imersões ocorrem por uma combinação de animações e realidade aumentada, onde personagens da obra ganham vida, como é o caso do verme a quem o “defunto autor” Brás Cubas dedica suas memórias. Já na edição com ilustrações de Henrique Amaral, projeções dão movimentos às gravuras que retratam cenas e cenários dos contos, interpretados pelo olhar lírico do artista.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Livro que deu origem ao filme “O Irlandês” é relançado no Brasil

0

“O Irlandês” Obra que inspirou Scorsese se torna um clássico junto ao anúncio de estreia do longa

Publicado no Cabine Cultural

Notável diretor de cinema, o norte-americano Martin Scorsese inspirou-se no livro O Irlandês escrito por Charles Brandt para dar-lhe vida nas telas de cinema. A história, lançada em 2005 nos Estados Unidos e em 2016 no Brasil, ganhou uma nova capa e será relançado pela editora Seoman em conjunto à estreia do filme neste mês de Novembro.

Apesar de se tratar de uma trama atual, filme e livro já ganharam ares de clássico e receberam críticas positivas por quem os lê e/ou assiste. Nomes como Robert de Niro, Al Pacino e Joe Pesci são os protagonistas deste drama policial que detalha o funcionamento da máfia americana.

O livro conta a saga de Frank Sheeran (interpretado por De Niro nas telonas), um veterano de guerra dividido entre dois trabalhos: ser caminhoneiro e assassino de aluguel preferido da máfia. Frank torna-se o principal suspeito quando Jimmy Hoffa (Pacino), o ex-presidente da associação sindical que ele agora comanda, desaparece sem deixar vestígios. O Irlandês mostra a realidade do pós-guerra norte-americano dominado pela máfia. A partir de uma investigação minuciosa, o livro relata de forma precisa e impecável a forma como crimes eram encomendados – e executados – por matadores de aluguel sem que não fossem deixados vestígios.

A adaptação para o cinema teve custos de aproximadamente 160 milhões de dólares, onde a maioria dos recursos financeiros foram empregados em computação gráfica. O recurso foi usado especialmente para deixar mais jovens os protagonistas da trama, uma vez que a trama se desenrola pelo período de 4 décadas.

Repaginado em sua capa e diagramação, a nova versão em português de “I Heard You Paint Houses” (expressão usada para se referir ao matador de aluguel que, ao assassinar alguém, espirra o sangue das vítimas nas paredes e piso) é um livro com o poder de prender a atenção do leitor por toda a trama. Um prato cheio para os amantes de livros policiais e que falam sobre a hierarquia e atividades da máfia.

Sobre o autor:

Nascido e criado na cidade de Nova York, Charles Brandt é um ex-professor de Inglês do ensino fundamental, perito-investigador do serviço de assistência social do East Harlem, advogado de acusação em casos de homicídio e primeiro-suplente do procurador-geral do estado de Delaware. Exercendo a advocacia de maneira independente desde 1976, Brandt foi eleito presidente da Associação dos Advogados Criminalistas e da Banca de Juristas Americanos, as duas entidades em Delaware. Foi nomeado por seus pares como um dos “Melhores Advogados dos Estados Unidos” e um dos “Melhores Advogados de Delaware”. Ele é frequentemente requisitado como palestrante sobre técnicas de acareação e interrogatório de testemunhas relutantes. Brandt também é autor de um romance baseado em casos criminais de grande repercussão que ele resolveu através de interrogatórios: The Right to Remain Silent (“O Direito de Permanecer em Silencio”). Ele vive entre Lewes, em Delaware, e Sun Valley, em Idaho, com sua esposa, Nancy. O casal tem três filhos adultos.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

HBO Max está desenvolvendo nova série de terror baseada em livro de R.L. Stine

0

Nefferson Taveira, no CinePop

De acordo com o Variety, a HBO Max está desenvolvendo uma nova série de terror antológica, intitulada ‘Point Fear‘, baseada nos livros de R.L. Stine (‘Goosebumps‘).

Stine será o produtor executivo da série e Jon M. Chu (‘Podres de Ricos‘) está em negociações para assumir a direção.

A produção está sendo descrita como uma trama que explora os horrores da adolescência. Cada episódio será focado em um dos livros da saga ‘Point Horror’, sendo contado com uma linguagem atual, mas cheia de nostalgia aos anos 90.

Lionsgate Television será responsável pela produção da série.

Novas informações devem ser divulgadas em breve.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Go to Top