Posts tagged livros

Emma Watson espalha cópias do livro Adoráveis Mulheres pelo mundo para celebrar o lançamento da adaptação

0

O filme só chega aos cinemas brasileiros em janeiro

Publicado no Exitoína

Para celebrar o lançamento do filme Adoráveis Mulheres nos Estados Unidos, Emma Watson espalhou cerca de duas mil cópias do livro Little Women, clássico escrito por Louisa May Alcott, em 38 países.

A ação é uma parceria com o The Book Fairies, clube que espalha livros pelo mundo com o intuito de conquistar mais leitores. As pessoas que encontrarem as diferentes edições podem levá-las gratuitamente e ainda conferir as anotações e comentários escritos por Emma.

A atriz foi fotografada por diferentes lugares de Londres, espalhando livros por memoriais de mulheres de grande impacto no mundo. Watson deixou cópias nas estátuas de Noor Inayat Khan e da cantora Amy Winehouse, e nos memoriais de Agatha Christie e das mulheres da Segunda Guerra Mundial.

Emma é uma das protagonistas da adaptação dos livros espalhados. O elenco ainda conta com Meryl Streep, Laura Dern, Florence Pugh, Saoirse Ronan e Timothée Chalamet.

O filme dirigido por Greta Gerwig chega aos cinemas brasileiros em 9 de janeiro.

https://twitter.com/i/status/1206268713034485762

A Metade Sombria será próximo livro de Stephen King a virar filme

0

Imagem: Reprodução

Publicado no UOL

A febre por adaptações de Stephen King continua ditando grandes projetos em Hollywood. Segundo o Deadline, a MGM vai bancar um novo longa inspirado em A Metade Sombria, livro de King que já foi transportado para os cinemas em 1993.

Alex Ross Perry, diretor e roteirista responsável por filmes como Cala a Boca Philips (2014) e Her Smell (2018), vai comandar e escrever a produção. Sua responsabilidade é substituir o mestre do terror George A. Romero, que dirigiu a adaptação original.

Em 1993, Timothy Hutton (vencedor do Oscar por Gente Como a Gente) interpretou Thad Beaumont, um escritor razoavelmente bem-sucedido que esconde um segredo: sob o pseudônimo de George Stark, ele também escreve livros de terror que vendem muito melhor do que os seus.

Quando a dupla identidade é descoberta, Beaumont zomba da situação e, junto à esposa, resolve “enterrar” Stark em uma cerimônia simbólica. É quando o pseudônimo ganha vida e começa a matar todos envolvidos na enganação.

Curiosamente, King escrever A Metade Sombria como resposta à revelação que ele mesmo tinha um pseudônimo: Richard Bachman, nome com o qual assinou alguns best-sellers de suspense.

Livraria Cultura deve vender a Estante Virtual para o Magazine Luiza

0

Sérgio Herz, CEO da Livraria Cultura: lutando contra a crise | Foto: Reprodução

A casa livreira da família Herz “pede mais prazo pagar as editoras” e clama “pelo fornecimento de livros”, por causa do Natal

Euler de França Belém, no Jornal Opção

Vou ao Centro de Goiânia quase sempre para procurar livros nos sebos, notadamente no Didática, de Juari, e no Opção Cultural, de Lúcio. Os dois sempre dizem a mesma coisa: o portal Estante Virtual — a Uber do livro — está “salvando” seus negócios. Não fosse o site que reúne os principais sebos do país, os empreendimentos estariam em maus-lençóis.

Compro livros há anos da Estante Virtual e só tive problemas duas vezes. Uma vez o vendedor não me enviou o livro pedido — da escritora canadense Elizabeth Smart — e, como compensação, remeteu um livro de Paulo Coelho. Outra vez o livro não chegou, mas o sebo insiste que enviou. Se o fez, o Correios não entregou.

A Estante Virtual é um sucesso, inclusive financeiro — tanto que a Livraria Cultura, da família Herz, o adquiriu, em 2017. Agora, em crise, a Livraria Cultura deve vender o portal para o Magazine Luiza. O Publishnews informa que haverá um leilão. A assessoria do Magazine Luiz divulgou uma nota: “A Estante Virtual é um ativo da Livraria Cultura e, como parte do Processo de Recuperação Judicial da empresa, que está em andamento, há intenção de vendê-lo. Se determinadas condições forem cumpridas e o juiz competente aprovar, o Magazine Luiza poderá adquirir a Estante Virtual — após a publicação de edital e transcorrência de prazos legais”.

Na sexta-feira, 29, a repórter Maria Fernanda Rodrigues, do “Estadão”, publicou na coluna “Babel”: “A Livraria Cultura” pediu “mais prazo para pagar as editoras e” clama “pelo fornecimento de livros neste [Natal] que é um dos melhores períodos do ano para o setor”.

A Livraria Cultura solicita o adiamento de “pagamentos atrasados”. A empresa quer o parcelamento dos “novos faturamentos em quatro vezes, pagando a partir de janeiro”. “Não queremos e nem podemos perder a venda de Natal”, diz e-mail dos Herz enviado aos fornecedores.

Segunda temporada de ‘A Amiga Genial’ estreia em 2020

0

Série baseada nos livros de Elena Ferrante é exibida no Brasil pela HBO

Publicado no Correio 24Horas

As filmagens da segunda temporada da série “A Amiga Genial” já se encerraram na Itália. Serão nove episódios adaptando o segundo livro da tetralogia escrita por Elena Ferrante, “História do Novo Sobrenome”. A estreia será somente em 2020. No Brasil, a transmissão da série é pela HBO.

Os livros contam a história de duas amigas, Lenù e Lila, desde a infância até a idade adulta. Na nova temporada, além de Nápoles, cerne dos livros e da série, as filmagens aconteceram também em Caserta, Ischia e Pisa.

Na fase da adolescências, as duas amigas são vividas pelas atrizes Gaia Girace e Margherita Mazzucco.

A série é produção conjunta da HBO com a Rai Fiction. O italiano Paolo Sorrentino e a americana Jennifer Schuur são os produtores executivos.

Livraria mais famosa de Veneza é tomada pela água

1

Publicado no Terra

A histórica inundação que alagou mais de 80% do centro histórico de Veneza no último dia 12 de novembro provocou danos em diversas atrações turísticas da cidade, incluindo sua livraria mais famosa.

A loja, ironicamente chamada “Acqua Alta”, fica a 600 metros da Praça San Marco, no coração do centro histórico veneziano, e foi tomada pela água na enchente da última terça.

O nome da livraria faz referência ao fenômeno da “acqua alta” (“água alta”, em tradução livre), que virou símbolo da cidade, mas vem provocando cada vez mais transtornos.

“Teremos de jogar fora 150 mil euros em livros. O dano é enorme, mas recomeçaremos”, disse o dono da loja, Luigi Frizzo. Os funcionários ainda tentaram colocar livros, revistas e discos de vinil em banheiras e na gôndola que fica dentro do estabelecimento.

“Mas desta vez não serviu de nada, a água subiu tanto que entrou na gôndola e nas banheiras. E esse é o resultado”, acrescentou Frizzo, apontando para seu filho, Lino, que empilhava centenas de volumes apodrecidos.

A “acqua alta” se caracteriza por marés iguais ou superiores a 80 centímetros acima do nível médio da Lagoa de Veneza. Na última terça, esse índice chegou a 187 centímetros, o segundo maior valor já registrado na história, atrás apenas dos 194 centímetros da inundação de 4 de novembro de 1966.

Porém nem todos os livros danificados serão desperdiçados. Boa parte será colocada na “escada” formada por exemplares atingidos por inundações anteriores e que fica nos fundos da livraria, criando uma espécie de terraço com vista para o canal. “Nunca se joga fora um livro”, disse Frizzo, agora sorrindo.

A Sociedade Italiana de Autores e Editores anunciou uma doação de 150 mil euros para ajudar livrarias e bibliotecas afetadas pelas enchentes em Veneza, incluindo a Acqua Alta. “Livros, discos, obras de arte e filmes são bens materiais e imateriais e, como tal, encarnam nossa cultura. É nosso dever defendê-los por aquilo que são e por aquilo que representam”, afirmou o presidente da entidade, Giulio Rapetti Mogol.

Go to Top