Canal Pavablog no Youtube
Cristina Danuta

Cristina Danuta

(1 comments, 12817 posts)

This user hasn't shared any profile information

Posts by Cristina Danuta

5 motivos para você ler o livro sobre o universo de ‘Stranger Things’

0

Fernando Gomes, no M de Mulher

A terceira temporada de ‘Stranger Things‘ está prestes a ser lançada pela Netflix e os fãs estão doidos para ver esses novos episódios. Conforme mostra o mais recente trailer, a trupe de Hawkins presenciará grandes mudanças em suas vidas – e conhecerá novos inimigos também.

E essa não é a única novidade acerca da série. ‘Stranger Things: Raízes do Mal‘ é o novo livro sobre o universo da trama – e conta detalhes interessantes do passado de Terry Ives, a mãe da Eleven.

Escrito por Gwenda Bond, a história gira em torno de Terry e seu envolvimento com os experimentos mirabolantes de Dr. Martin Brenner, responsável posteriormente pelos testes em Eleven. Entre diálogos e acontecimentos envolvendo os personagens, a obra consegue explorar o terror do Laboratório de Hawkins e sustenta-se como um spin-off de boa qualidade da série.

A gente já devorou o livro e listamos aqui cinco razões para apostar nessa leitura.

1- A narrativa é envolvente

Assim como na série, o leitor é completamente abraçado pela narrativa da obra. Entre diálogos e passagens de tempo, ‘Raízes do Mal’ tem o dom de prender o leitor em uma história que entretém e surpreende em diversos momentos.

O envolvimento da protagonista com os assuntos confidenciais e muitos suspeitos do governo ligados ao Laboratório de Hawkins criam uma teia de aranha instigante. A leitura é leve e divertida. Você se importa com as personagens e se vê ali, sentindo com elas as mesmas aflições contadas.

E é importante o leitor se sentir confortável com a história, principalmente se ele nunca tiver assistido à produção antes. Aqui, os leigos de ‘Stranger Things’ serão igualmente muito bem acolhidos.

2- Você entende basicamente toda a motivação da série

Agora, se você é fã, com certeza o livro irá te agregar muito. Por ser uma história antes dos eventos da série, a gente pensa que não haverá nenhuma conexão com ela – isso, claro, além do fato de que a mãe de Eleven é o centro das atenções neste contexto. Mas existem ganchos bem pertinentes aos mistérios de Hawkins retratados na série.

Assim que Terry começa a adentrar no mundo sombrio de Brenner, tomamos conhecimento sobre todo o projeto por trás da criação de Eleven. Isto é, as motivações, a organização e o poder de chefia dos líderes. Parte disso é introduzida na primeira temporada da série, mas aqui temos uma visão mais panorâmica do que realmente levou ao treinamento de crianças superdotadas como armas de guerra.

3- Conhecemos o primeiro time de voluntários de Hawkins

Além de Terry, outros personagens integram o primeiro time de voluntários dos experimentos super secretos. Alice, Ken e Glória rapidamente dominam as páginas com suas vivências, opiniões e desventuras durante o processo de Brenner.

Em linhas gerais, esta é a trupe original de Hawkins, equivalente ao grupo de Eleven no momento atual da série. Esse olhar sobre a primeira leva de pessoas é importante porque detalha alguns procedimentos realizados no Laboratório que não são muito aprofundados na produção em si.

Até mesmo reconhecemos alguns métodos reproduzidos em Eleven que foram originados lá atrás, quando esses personagens se propuseram a desvendar o porquê de tudo aquilo estar acontecendo.

4- A obra assinala a questão dos monstros da série

O mais próximo do que veio a ser chamado de Demogorgon na série teve sua primeira aparição durante os experimentos com o grupo de Terry. Uma das personagens começa a descrever visões de criaturas com “cabeça de flor” medonhas, o que significa muita coisa para a narrativa da história.

Um outro ponto positivo para a sua leitura é que você entenderá melhor como eles surgiram para as cobaias e qual é a mecânica por trás dessas visões.

5- Uma personagem da série tem um melhor aproveitamento no livro

No 7º episódio da segunda temporada da série, “A Irmã Perdida“, descobrimos pela primeira vez que existia uma garota parecida com Eleven, uma outra menina com poderes que cresceu sob os efeitos dos experimentos de Brenner. No livro, essa mesma personagens reaparece, ou melhor, aparece pela primeira vez.

Kali – batizada como Eight – foi uma das garotas que vivenciaram as mesmas bizarrices que Eleven. E isso desde pequena. Na época que em Terry entrou para os estudos de Hawkins, Eight era controlada por Brenner para que fizesse exatamente aquilo que ele havia planejado: ser uma evolução da raça humana e usar seus poderes em benefício do governo.

Felizmente, a forma como esta figura é apresentada é muito eficiente, ao contrário do que foi feito na série. Conhecemos como tudo começou com ela e temos uma visão mais aprofundada do que sabemos dela a partir daquele episódio da produção.

Uma bela dica é reassistir ao episódio após ler ‘Raízes do Mal’, pois tudo fica mais claro e a confusão causada pelos roteiristas da série é, portanto, desfeita.

De fato, este livro acrescenta não só ao entretenimento e prazer da leitura, mas também aos acontecimentos que série – que, às vezes indiretamente, estão interligados. Se você estava procurando um título para ler, agora você já sabe em qual deve apostar.

Série de Sandman na Netflix terá roteirista de Mulher-Maravilha e produção de Neil Gaiman

0

Ayrton Magalhães, em Nos Bastidores

oi oficialmente confirmado que a Netflix e a Warner Bros. TV fecharam um acordo para produzirem uma série baseada em Sandman, HQ escrita por Neil Gaiman.

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Sandman será a série mais cara da DC Comics já produzida e terá produção do próprio Gaiman em parceria com David Goyer (Batman Begins).

O escritor Allan Heinberg (Mulher-Maravilha ) será o showrunner da série.

Mais detalhes não foram divulgados.

Sandman não tem previsão de lançamento.

The Stand | Série baseada em livro de Stephen King começa sua produção

0

Adaptação de A Dança da Morte

Cesar Gaglioni, no Jovem Nerd

A revista Production Weekly anunciou o começo da produção de The Stand, série da CBS baseada no livro A Dança da Morte, de Stephen King.

O título de produção da série é “Radio Nowhere”. O nome vem de uma música de Bruce Springsteen, um dos artistas mais admirados por King, e referenciado algumas vezes na obra. É uma escolha acertada já que a faixa, bem como o livro, descreve um cenário apocalíptico.

A Dança da Morte é o livro mais longo da carreira de Stephen King, com aproximadamente 500 mil palavras em sua versão original, o que, na maioria das edições, equivale a cerca de 1.200 páginas.

A trama é ambientada em uma Terra que foi dizimada após um vírus mortal contaminar a humanidade e matar 99,4% da população. Os 0,6% que sobreviveram se dividiram em duas facções: uma liderada pelo sombrio Randall Flagg e seus poderes malignos, e uma outra comandada por Abagail Freeman, uma mulher que está recebendo visões de Deus. A partir disso, os dois grupos se enfrentarão em uma grande batalha do bem contra o mal.

A série não tem previsão de estreia

‘IT: A Coisa’: Após o Capítulo 2, franquia pode ganhar novos filmes

0

Renato Marafon, no CinePop

‘It: A Coisa’ faturou US$ 700,4 milhões e se tornou a maior bilheteria da história para um filme de terror, um marco invejável conquistado pela Warner Bros.

Com o Capítulo 2 se aproximando e encerrando a história do livro de Stephen King, é claro que os envolvidos já estão procurando maneiras de continuar a franquia milionária com novos filmes.

Segundo o roteirista Gary Dauberman, uma das ideias é criar filmes derivados que serão focados em passagens do livro não usadas no cinema.

Sim, acho que há espaço para construir um universo cinematográfico usando a mitologia do livro, porque A Coisa existe desde o início dos tempos, mas não sei se há planos para isso. Fiquei muito feliz em abordar o livro em diferentes produções, mas sempre sendo respeitosos com o material do livro…“, afirmou ao Bloody Disgusting.

Andy Muschietti (‘Mama’) retorna à direção, que terá novamente Gary Dauberman (‘A Freira’) como roteirista.

Como a cada 27 anos o mal revisita a cidade de Derry, Maine, a sequência volta a acompanhar os mesmos personagens – que há muito tempo seguiram seus próprios caminhos – de volta como adultos, quase três décadas depois dos eventos do primeiro filme.

O elenco conta com o retorno de Bill Skarsgård, no papel de Pennywise, e das crianças Jaeden Lieberher, Wyatt Oleff, Sophia Lillis, Finn Wolfhard, Jeremy Ray Taylor, Chosen Jacobs e Jack Dylan Grazer.

Jessica Chastain, James McAvoy, Bill Hader, Jay Ryan, James Ransone, Andy Bean e Isaiah Mustafa interpretarão as versões adultas dos personagens.

A sequência será lançada nos cinemas nacionais no dia 5 de setembro.

Jogo de realidade aumentada de Harry Potter é liberado no Brasil

0

Harry Potter: Wizards Unite já está disponível no Brasil (Foto: Divulgação)

 

Publicado na Galileu

Depois de ser liberado em outros países, finalmente chega ao Brasil o Harry Potter: Wizards Unite, jogo inspirado na saga criada por J. K. Rowling. Disponível para Android e iOS, o game pode ser baixado gratuitamente nas lojas Google Play, App Store ou Galaxy Store.

O jogo é desenvolvido pela Niantic — mesma empresa que criou Pokémon GO — e usa o GPS do smartphone e a realidade aumentada para trazer os personagens do mundo bruxo para a sua realidade.

No aplicativo, os usuários se tornam membros do Statute of Secrecy Task Force, um grupo que tem a missão de manter os bruxos em segredo enquanto artefatos, criaturas e personagens mágicos acabaram se espalhando pelos trouxas (os não bruxos).

Esta missão é explicada no começo do game, quando os jogadores recebem uma mensagem direta do próprio Harry Potter.

Cristina Danuta's RSS Feed
Go to Top