Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged Harry Potter e a criança amaldiçoada

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada vende 15 mil exemplares em menos de uma semana

0

Rocco preparou primeira tiragem de 500 mil livros

 

Rocco preparou primeira tiragem de 500 mil livros

Caio Soares, no Omelete

A expectativa em torno do lançamento da edição nacional de Harry Potter e a Criança Amaldiçoada reverteu em números impressionantes já nos primeiros dias de venda. Em menos de uma semana, o livro alcançou o topo da lista geral do site especializado PublishNews com 14.551 exemplares.

Com 3.600 exemplares vendidos, o segundo lugar na lista de Infantojuvenil ficou com o Diário de Larissa Manoela, escrito pela atriz mirim conhecida pela série Carrossel. AuthenticGames – A batalha da torre, do youtuber Marco Túlio, completa o pódio da categoria com 1.695.

Na categoria ficção, O Orfanato da Srta.Peregrine para Crianças Peculiares, que foi recentemente adaptado para os cinemas, ficou na liderança com 3.589 livros. A Garota no Trem, outra obra que virou filme, vendeu 3.395. O terceiro lugar ficou com Prometida, de Carina Rissi, com 2.083 exemplares. Confira abaixo o ranking dos 10 livros mais vendidos nas categorias Ficção e Infantojuvenil:

Ficção

Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares, Ransom Riggs (LeYa) – 3.589
A Garota no trem, Paula Hawkins (Record) – 3.395
Prometida, Carina Rissi (Verus) – 2.083
O Homem mais inteligente da História, Augusto Cury (Sextante) – 1.911
Como eu era antes de você, Jojo Moyes (Intrínseca) – 1.778
Depois de você, Jojo Moyes (Intrínseca) – 1.496
A espiã, Paulo Coelho (Paralela) – 1.371
Cidade dos etéreos, Ransom Riggs (Intrínseca) – 1.222
Biblioteca de almas, Ransom Riggs (Intrínseca) – 1.181
Enclausurado, Ian McEwan (Companhia das Letras) – 1.166

Infantojuvenil

Harry Potter e a criança amaldiçoada, J.K Rowling (Rocco) – 14.551
O diário de Larissa Manoela, Larissa Manoela (HarperCollins Brasil) – 3.600
AutenthicGames – A batalha da torre, Marco Túlio (Astral Cultural) – 1.695
Jogada final, RezendeEvil (Suma de Letras) – 1.207
O martelo de Thor, Rick Riordan (Intrínseca) – 1.149
Sinceramente Maísa, Maisa Silva (Gutenberg) – 1.133
Eu fico loko 3, Christian Figueiredo (Novas Páginas) – 921
Todo dia com a Bel, Bel (Única) – 769
Larissa Manoela, Larissa Manoela (Coquetel) – 757
AutenthicGames, Marco Túlio (Astral Cultural) – 676

Oitavo livro da série Harry Potter chega ao Brasil antes de filme

0

k81477744886

‘Harry Potter e a criança amaldiçoada’: a história nunca termina.

Publicado no Portal o Dia

O trem que partiu da Plataforma Nove e Meia, há quase dez anos, rumo à Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts não foi o último. A partir da meia-noite de segunda-feira, os brasileiros poderão comprar “Harry Potter e a criança amaldiçoada” (Rocco), o oitavo livro da série de J.K. Rowling, que sai com tiragem inicial de 500 mil exemplares. Ao contrário das sete obras anteriores, “A criança amaldiçoada” não é um romance, mas uma peça, em cartaz em Londres desde 30 de julho e com sessões esgotadas até 2017. O livro chega às prateleiras brasileiras a menos de um mês da estreia de “Animais fantásticos e onde habitam”, o primeiro de cinco filmes , como revelado por Rowling este mês, que se passam no universo de Potter, mas não têm o bruxo como protagonista.

A história de “A criança amaldiçoada” começa no mesmo ponto em que terminou “Harry Potter e as relíquias da morte” (Rocco). Harry e sua mulher, Gina Weasley, levam os três filhos, Tiago, Alvo e Lílian, para o início das aulas em Hogwarts. É o primeiro ano de Alvo, que está bastante preocupado para qual das quatro casas — Grifinória, Sonserina, Lufa-Lufa e Corvinal — será mandado pelo Chapéu Seletor. Grifinória é a casa de Harry e de seus dois melhores amigos, agora casados, Ronald Weasley e Hermione Granger. É também a casa de Tiago, seu irmão mais velho, que o perturba com a possibilidade de Alvo ir para Sonserina, a casa do vilão Voldemort. Os fãs vão lembrar que, no primeiro livro da série, o Chapéu Seletor quase mandou Harry para a Sonserina.

OPOSIÇÃO ENTRE GERAÇÕES

Uma vez na escola, e aqui começam alguns spoilers, Alvo acaba indo para a Sonserina e se torna o melhor amigo de Escórpio Malfoy, filho de Draco Malfoy. Harry e Draco foram antagonistas ao longo dos sete livros e se enfrentaram na batalha que dividiu o mundo bruxo, já que a família Malfoy foi uma das principais aliadas de Voldemort. Essa oposição entre gerações é um dos pilares de “A criança amaldiçoada”, junto com as aventuras (e desventuras) da dupla Alvo e Escórpio. A relação de Harry e Draco com seus respectivos filhos é cheia de incompreensão e expectativas frustradas. A busca de Alvo pelo reconhecimento paterno, levando a reboque Escórpio, é um dos motores da trama.

“Eu não esperava que houvesse um oitavo livro. Ela tinha dito que a série teria sete livros, e para mim havia se encerrado. Mas isso não quer dizer que eu não tenha ficado muito contente”, diz Paulo Rocco, dono da editora que detém os direitos de todos os títulos da franquia.

O oitavo livro é também o único que não foi escrito apenas por J.K. Rowling. A peça foi construída a seis mãos, com o dramaturgo Jack Thorne e o diretor John Tiffany. A escalação do elenco não seguiu a adaptação cinematográfica. A atriz negra Noma Dumezweni foi escolhida para viver Hermione nos palcos, a personagem de Emma Watson nas telas. A decisão provocou ataques racistas, prontamente rebatidos por Rowling. A autora lembrou que a cor da pele da heroína nunca foi dita nos livros. “Com minha experiência em mídias sociais, eu imaginei que idiotas seriam idiotas. Mas o que você pode dizer? Esse é o jeito que o mundo é. Noma foi escolhida porque ela foi a melhor atriz para o trabalho’’, disse em entrevista ao “Observer” em junho.

Na estreia da peça, Rowling garantiu que a história de Harry Potter acaba em “A criança amaldiçoada”. Contudo, os fãs terão pouco tempo para lamentar. No dia 17 de novembro, estreia no Brasil “Animais fantásticos e onde habitam”, baseado no livro homônimo publicado em 2001. A obra e seu autor, Newt Scamander, são criações de Rowling. Scamander é um consagrado magizoologista e “Animais fantásticos e onde habitam” é um dos livros indicados na lista de materiais dos alunos do primeiro ano em Hogwarts. A obra faz um inventário das espécies do mundo mágico, e pouco é revelado sobre o seu autor.

Parte da trama dos cinco filmes já vem sendo desenvolvida por Rowling no site “Pottermore”. Lançado em 2012, o “Pottermore” é uma espécie de portal oficial do mundo bruxo. Ao longo dos anos, a autora continuou escrevendo textos relacionados ao universo da série. No mais recente, ela faz uma genealogia da família Potter, até então desconhecida. Em preparação para o lançamento de “Animais fantásticos”, Rowling descreveu em detalhes, no site, a formação da sociedade bruxa americana. No filme, Newt Scamander, vivido pelo ator Eddie Redmayne, chega a Nova York na década de 1920 com sua maleta mágica cheia de bichos fantásticos e precisará usar suas habilidades para capturar aqueles que escapam.

Thaiane Oliveira, professora da Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense (UFF), destaca que se observa no caso de Harry Potter o desenvolvimento de novas narrativas que dialogam com os livros, mas que não são necessariamente uma continuação da narrativa original.

— O “Pottermore” foi uma grande estratégia que a autora utilizou para manter o universo da narrativa vivo. Na plataforma, ela desenvolve outras histórias e aprofunda detalhes que não constam nos livros— explica Thaiane. — A criação de novas narrativas a partir de uma já existente é um dos principais conceitos das obras transmídia. Harry Potter caminha para um produto transmídia apesar de não ter surgido como tal.

LANÇAMENTO À MEIA-NOITE

À meia-noite de segunda-feira, livrarias vão abrir as caixas do novo “Harry Potter” e colocá-lo à venda. Na Saraiva do Rio Sul, os trabalhos começam às 20h de amanhã, com distribuição de brindes e atividades da equipe do fã-site “Potterish”.

Na Travessa do Shopping Leblon, um encontro de fãs vai começar às 22h de amanhã e seguir noite adentro. Já na Livraria Cultura do Cine Vitória, haverá atividades no dia 31 a partir das 9h.

Fonte: O Globo

Warner estaria planejando filmar Harry Potter e a Criança Amaldiçoada com Daniel Radcliffe

0

Harry-Potter-Older-Glasses-epilogue-deathly-hallows

Wilson Vianna, no Pipoca Moderna

A Warner estaria planejando retomar a franquia “Harry Potter” com Daniel Radcliffe. O boato foi plantado por fontes ouvidas pelo jornal New York Daily News, uma publicação de formato tabloide, especializada justamente em boatos de celebridades.

Mas até o informante do jornal garante que o estúdio teria que se esforçar – e pagar – muito para convencer Radcliffe a voltar ao papel. Afinal, ele já declarou o seu desejo de se distanciar do personagem e tem privilegiado produções independentes que o desafiem como ator.

O jornal procurou a Warner, que não confirmou planos de novos filmes da franquia, além da produção do spin-off “Animais Fantásticos e Onde Habitam” e suas sequências.

Entretanto, o estúdio já registrou a marca “Harry Potter and the Cursed Child” no Reino Unido, visando a produção de um filme sobre a peça “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”, que também rendeu um lançamento literário best-seller.

“Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”, por sinal, é uma continuação direta da história dos livros de J.K. Rowling e dos filmes produzidos pela Warner, acompanhando os filhos de Harry Potter. A trama se passa 19 anos depois do fim da franquia. Potter é um pai de três filhos e empregado do Ministério da Magia, e vê seu filho Alvo enfrentar um destino que ele nunca desejou e o peso de fazer parte de sua família.

Livro de Harry Potter sairá em 31 de outubro no Brasil

0
Indianos posam com o novo livro de J.K. Rowlingís - ARUN SANKAR / AFP (31/7/2016)

Indianos posam com o novo livro de J.K. Rowlingís – ARUN SANKAR / AFP (31/7/2016)

 

Publicado no Jornal Cruzeiro

O feitiço de J. K. Rowling funcionou mais uma vez – pelo menos no palco. A crítica teatral britânica aplaudiu a peça “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”, que estreou no sábado (30), em Londres, e chegou a compará-la a um Dickens, só que com mágica. A edição em inglês chegou às livrarias do mundo em 31 de julho. A brasileira sairá em 31 de outubro, pela Rocco.

O problema é que ainda deve demorar para os fãs do bruxinho poderem ver a peça montada pelo mundo. Ela funcionará como livro? É pedir muito que uma geração de jovens acostumados à linguagem do best-seller leiam um texto teatral? O formato de roteiro não deve ser obstáculo, porque a leitura flui, como deve ser um best-seller -e as descrições das cenas trazem algo do humor que marca Rowling, que assina o livro em parceria com o diretor John Tiffany e o dramaturgo Jack Thorne.

Porém, como boa literatura infantojuvenil, o livro tenta encantar não só pela técnica, mas por falar de questões que meninas e meninas vivem como conflitos: o que eu quero ser quando crescer? Devo seguir os planos que meus pais traçaram para mim? E é esse o conflito central do livro. Na primeira cena, encontramos Harry Potter adulto, com três filhos, prestes a embarcar o do meio, Alvo, para a escola de magia de Hogwarts.

A relação dos dois é péssima. Filho de um sujeito que encarna a virtude, Alvo responde às expectativas depositadas sobre si com agressividade contra o pai. É um personagem em luta para fortalecer a própria identidade perante os pais. Chegando à escola, Alvo acaba selecionado para a Sonserina, escola de bruxos malvadinhos que sempre foram inimigos de Harry, que é da Grifinória, a casa dos valentes.

Para completar, Alvo ainda vira melhor amigo de Scorpius, filho do arquirrival de Harry nos tempos de escola, Draco. Também no centro da trama, estão as viagens no tempo, pelas quais os personagens tentam mudar o passado, disparando a ação na trama. No fim, elas também remetem às relações familiares. Ao fazer planos para os filhos, os pais da trama também tentam reescrever o próprio passado, gerando uma série de ressentimentos.

Os autores acertam ao voltar ao tema do amadurecimento, já presente na série original, que pode ser lida como um romance de formação. Porém, a influência de Dickens, tão evidente nos outros livros, inclusive com o senso de ironia dickensiano, aqui aparece mais diluída. O erro está quando a história cai na armadilha do best-seller: em dado momento, passa a apostar mais na ação do que nos personagens -problema que pode ser resolvido no teatro, a depender dos atores. Harry Potter e a Criança Amaldiçoada. (Folhapress)

Agora é pra valer: novo livro de Harry Potter é o último da série

0
(foto: Divulgação)

(foto: Divulgação)

 

J. K. Rowling confirmou que a história do bruxinho acabou porque ela não escreverá mais sobre ele, depois de editar o roteiro da peça que estreou nesse fim de semana, em Londres

Publicado no Uai

J.K. Rowling, a escritora, de 51 anos, que se tornou uma multimilionária depois de escrever a série de livros Harry Potter, admitiu que a nova peça ‘Harry Potter and the Cursed Child’ é a última história que ela irá escrever sobre o bruxinho fictício.

O primeiro livro, ‘Harry Potter e a Pedra Filosofal’, foi publicado em junho de 1997.

Em entrevista no Palace Theatre, em Londres, no dia do lançamento oficial da produção, Rowling disse: “[Harry] passa por uma grande jornada durante estas duas peças e, então, sim, acho que acabamos”.

“Esta é a próxima geração, você sabe. Então, estou muito feliz de ver isso tão bem realizado, mas, não, Harry acabou agora”.

O espetáculo de dois atos estreou no sábado em Londres e, a partir desse domingo, os fãs já puderam comprar ou baixar uma cópia do roteiro.

A peça mostra Harry como funcionário “sobrecarregado de trabalho” no Ministério da Magia e gira em torno do filho dele e de Ginny Weasley, Albus.

A história se passa 19 anos depois dos livros e filmes spin-off de J.K. Rowling e também conta com os personagens Ron Weasley e Hermione Granger, agora mais velhos.

J. K. Rowling recentemente pediu aos fãs para não espalharem o conteúdo do espetáculo para outros membros do público.

Ela disse em um vídeo no YouTube: “Vocês têm sido fantásticos há anos guardando os segredos de Harry Potter, assim vocês não prejudicam os livros para os leitores que vieram depois de vocês”.

“Então estou pedindo a vocês mais uma vez para guardarem os segredos e deixarem o público curtir ‘Cursed Child’ com todas as surpresas que construímos na história”.

“Os fãs de Potter sempre cuidam uns dos outros”.

‘Harry Potter and the Cursed Child’ também está programado para ser encenado na Broadway após a temporada em Londres.

Colin Callender, produtor do espetáculo, afirmou: “Nós temos que respirar fundo (…) e então nós vamos lidar com o que a próxima fase será – e espero que a Broadway seja parte disso”.

Go to Top