Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged teatro

Abertura da Flip terá Fernanda Montenegro e Jocy de Oliveira

0

Fernanda Montenegro e Jocy de Oliveira: leitoras de Hilda Hilst – Divulgação / Agência O GLOBO

 

Atriz e compositora farão juntas tributo a Hilda Hilst, autora homenageada da festa em 2018 

Publicado em O Globo

RIO — A Festa Literária Internacional de Paraty vai reunir grandes mulheres na abertura de sua 16ª edição. O evento começa no dia 25 de julho em uma mesa-espetáculo com a atriz Fernanda Montenegro, um dos mais importantes nomes da dramaturgia brasileira desde a década de 1950, e a compositora Jocy de Oliveira, pioneira na criação de uma obra multimídia que envolve música, teatro, instalações, textos e vídeo. Elas farão um tributo a Hilda Hilst, escritora homenageada deste ano. As duas também devem lançar livros em Paraty. A atriz apresenta a fotobiografia “Fernanda Montenegro itinerário fotobiográfico” (Edições do Sesc), enquanto a compositora terá sua trajetória comentada por autores e especialistas em “Leiture de Jocy” (Sesi-SP Editora). O anúncio programação completa da festa, com todas as atrações nacionais e internacionais, deve acontecer no final de maio.

— A escolha das duas, autoras da geração de Hilda e que continuam a produzir com imensa vitalidade, é também um modo de homenageá-las — diz Joselia Aguiar, curadora da Flip.

Além de serem leitoras de Hilda, Fernanda e Jocy vêm realizando coisas juntas há mais de meio século. Colaboraram na encenação dos espetáculos “Apague meu spotlight”, de 1961, e “As Malibrans”, ópera multimídia estreada quase quarenta anos depois.

— São duas artistas que dominam a arte do palco — diz Joselia. — A Jocy se voltou para a realização de óperas multimídia e hoje a Hilda tem no teatro um grande campo para sua obra, muitas montagens sendo realizadas.

Além de lançar “Fernanda Montenegro itinerário fotobiográfico”, com uma seleção de fotos inéditas do seu acervo, a atriz prepara o seu aguardado livro de memórias. Previsto ainda para este ano, “Meus Papeis” (Companhia das Letras) narra a sua trajetória pelo teatro, cinema e TV. Já “Leituras de Jocy” reúne uma amostra abrangente do estado atual da pesquisa que focaliza a obra da compositora.

 

Caio Castro lança livro sem gostar de ler: ‘Cansa a vista’

0

caio_castro

Ator, que já declarou não ir ao teatro, conta em livro viagem feita há quatro anos: ‘Foi uma brisa’

Publicado na Veja

Isso deve explicar o tamanho dos textos, alguns curtos como legenda de Instagram. Caio Castro, que está lançando É por aqui que Vai pra Lá (Globo Estilo, 144 páginas, 39,90 reais), livro inspirado nas viagens que fez em 2012, quando tirou um ano sabático depois de quatro de labuta na Globo, admite não gostar de ler. “Cansa a vista”, diz.

Isso não impede o ator de “obter conhecimento”, como diz. “Não gosto da leitura para o lazer, não fico ‘Nossa, quero ler um romance’. Tem várias vezes que eu falo ‘Quero ler uma parada de física’, mas é difícil, me cansa muito a vista assim. Aí, eu busco um documentário”, conta Caio, que parece não se importar com o que pensam dele. Em 2014, o ator foi criticado por colegas de profissão ao dizer, em entrevista a Marília Gabriela, não gostar de ir ao teatro.

Ele deve esperar, porém, que os fãs gostem ao menos um pouquinho – se não de ler, das fotos que recheiam o volume, impresso em papel especial. O livro sai com uma tiragem de nada menos que 25.000 exemplares.

Sebastião Selfie – Não gostar de ler também pode explicar o gosto do ator por títulos de fotografia. Caio Castro conta que a inspiração para o livro, que sai em caprichada edição de capa dura, é o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, conhecido por seu trabalho próximo ao etnológico junto a comunidades indígenas e de sem-terra. A técnica de Castro, no entanto, é um tanto diferente: o ator é adepto de selfies, recurso que permite a ele estar em todas as imagens.

“Um tempo atrás, eu comprei um livro do Sebastião Salgado, e comecei a me interessar por livros de fotografia”, diz. Segundo o ator, sua intenção era, como Salgado, motivar os leitores a saírem da zona de conformo e explorar o mundo. “Eu me senti muito inspirado, querendo viajar e conhecer esses lugares.”

Revelado em um concurso para escolher atores para a novelinha adolescente Malhação, feito pelo Caldeirão do Huck em 2008, Caio Castro resolveu dar um tempo de tudo em 2012 e se jogou em uma maratona de viagens, de Washington a Amazônia, passando pelo Japão e França. Caio, que este ano voltou a cair na estrada na companhia de amigos, disse ter se baseado nas memórias e nas fotos para escrever o livro. “Foi uma brisa assim.”

Warner estaria planejando filmar Harry Potter e a Criança Amaldiçoada com Daniel Radcliffe

0

Harry-Potter-Older-Glasses-epilogue-deathly-hallows

Wilson Vianna, no Pipoca Moderna

A Warner estaria planejando retomar a franquia “Harry Potter” com Daniel Radcliffe. O boato foi plantado por fontes ouvidas pelo jornal New York Daily News, uma publicação de formato tabloide, especializada justamente em boatos de celebridades.

Mas até o informante do jornal garante que o estúdio teria que se esforçar – e pagar – muito para convencer Radcliffe a voltar ao papel. Afinal, ele já declarou o seu desejo de se distanciar do personagem e tem privilegiado produções independentes que o desafiem como ator.

O jornal procurou a Warner, que não confirmou planos de novos filmes da franquia, além da produção do spin-off “Animais Fantásticos e Onde Habitam” e suas sequências.

Entretanto, o estúdio já registrou a marca “Harry Potter and the Cursed Child” no Reino Unido, visando a produção de um filme sobre a peça “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”, que também rendeu um lançamento literário best-seller.

“Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”, por sinal, é uma continuação direta da história dos livros de J.K. Rowling e dos filmes produzidos pela Warner, acompanhando os filhos de Harry Potter. A trama se passa 19 anos depois do fim da franquia. Potter é um pai de três filhos e empregado do Ministério da Magia, e vê seu filho Alvo enfrentar um destino que ele nunca desejou e o peso de fazer parte de sua família.

Um teatro do século XIX convertido numa espetacular livraria em Buenos Aires

0

antiguo_teatro-argentina4_0

Publicado no Idealista

O Ateneu Gran Splendid em Buenos Aires abriu em 1919 como teatro, mas em 2010 converteu-se numa livraria e loja de música de 2.000 m2 de superfície. Conserva os frescos do teto pintados pelo artista italiano Nazareno Orlandi e as cariátides esculpidas por Troiani Troiano.

O arquiteto argentino Francesco Manzone liderou a reconversão em 2012 deste espetacular edifício. Onde havia lugares de plateia colocou estantes cheias de livros e música. Muitos detalhes do antigo teatro foram conservados, tal e qual, como o auditório.

antiguo_teatro-argentina3

antiguo_teatro-argentina2

antiguo_teatro-argentina1

antiguo_teatro-argentina_0

antiguo_teatro-argentina4

Harry Potter chega ao teatro como adulto e pai de três filhos

0

19308870

Pré-estreia é a manhã e já foram vendidos mais de 175 mil ingressos para as apresentações regulares, a partir de 30 de julho

Publicado no Zero Hora

O personagem Harry Potter chega ao teatro na terça-feira em Londres em uma obra que apresenta o menino bruxo criado pela escritora J.K. Rowling como pai de três filhos.

Harry Potter and the Cursed Child (Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, em tradução literal) é ambientado 19 anos depois do sétimo e último livro da série da escritora britânica, da qual foram vendidos mais de 450 milhões de exemplares desde 1997. Os livros também geraram oito filmes, sucesso no mundo inteiro.

Como muitos de seus fãs, Potter cresceu e tem três filhos com sua esposa Gina Weasley, irmã de seu fiel amigo Rony, e trabalha no Ministério da Magia.

Potter continua utilizando seus clássicos óculos redondos e ainda tem a cicatriz em forma de raio na cabeça, que lembra seu confronto com o grande inimigo Lord Voldemort, mas agora precisa ajudar seu filho mais novo, Albus, a confrontar o passado obscuro da família.

As apresentações em pré-estreia começarão na terça-feira no teatro Palace de Londres, a preços reduzidos, antes da estreia oficial mundial em 30 de julho. Rowling pediu aos espectadores dessas apresentações prévias que não revelem detalhes da obra.

Foto: DANIEL LEAL-OLIVAS/AFP

Foto: DANIEL LEAL-OLIVAS/AFP

 

– Vocês foram incríveis todos estes anos guardando os segredos de Harry Potter para não arruinar a experiência dos leitores que vieram depois –, disse em uma mensagem em vídeo. Ela acrescentou: – Peço mais uma vez que guardem os segredos e permitam que as audiências aproveitem “A Criança Amaldiçoada” com todas as surpresas da história –, pediu.

A expectativa foi crescendo à medida em que se aproxima a estreia, também entre os protagonistas, como Jamie Parker, o ator de 36 anos que interpreta Potter.

– É uma história com a qual as pessoas viveram por toda a vida, com a qual cresceram, e agora se reincorporam ao conto, retomando-o de onde o deixaram. E eu sou uma delas –, explicou no site oficial de Harry Potter, Pottermore.

A obra promete ser um grande sucesso comercial. Os primeiros 175 mil ingressos foram vendidos em 24 horas em outubro, e o roteiro é um sucesso de vendas antes mesmo de sua publicação, porque já pode ser encomendado.

Mas a decisão de dividir a obra em duas partes, para vê-la no mesmo dia ou em duas noites consecutivas, causou estranheza. Os ingressos para os dois atos oscilam entre 30 e 130 libras (44-189 dólares) no total.

– A galinha dos ovos de ouro de Harry Potter está longe de ter se esgotado–, disse à AFP Phil, um blogueiro teatral do West End londrino que não revela seu sobrenome.

– Parece-me que dividir em duas partes é uma decisão muito cínica. Os fãs têm que comprar dois ingressos? Deveriam ter vergonha.

A obra foi escrita pelo dramaturgo britânico Jack Thorne, com base em uma história original coescrita por Rowling e John Tiffany, que é o diretor da peça.

Diante dos milhões de admiradores da saga em todo o mundo, a decisão de levar os personagens duas décadas à frente é arriscada.

Foto: Reprodução/Twitter Harry Potter Play

Foto: Reprodução/Twitter Harry Potter Play

 

– Alguns fãs preferem que não se coloque em dúvida o que acreditavam que havia acontecido com os personagens –, disse à AFP Catherine Horvath, editora do site para fãs The Leaky Cauldron. Ela segue: – Haverá uma tonelada de expectativas e muita pressão para que a história seja boa –, acrescentou.

Outro detalhe polêmico foi a escolha de uma atriz negra, Noma Dumezweni, como Hermione Granger, a companheira de aventuras de Potter, interpretada nos filmes por Emma Watson.

A decisão contou com a aprovação de Rowling, que escreveu no Twitter que nunca foi especificado que Hermione fosse branca.

A obra é um conto de aventuras, de amizade, do bem e do mal e, é claro, de magia. Potter está envolvido em seu trabalho no Ministério, mas não pode fugir de seu passado, nem seus filhos.

“Enquanto passado e presente se fundem ameaçadoramente, pai e filho descobrem a incômoda verdade: às vezes, a maldade aparece em lugares inesperados”, diz na sinopse da obra.

Go to Top