Canal Pavablog no Youtube

Posts tagged quadrinhos

George R.R. Martin escreve carta emocionante em homenagem a Stan Lee

0

Quadrinista faleceu aos 95 anos, na última segunda-feira

Mariana Canhisares, Omelete

O autor George R.R. Martin usou o seu blog pessoal para escrever uma carta emocionante em homenagem a Stan Lee, lenda dos quadrinhos que faleceu na última segunda-feira (12). No texto, Martin lembra do impacto que o trabalho de Lee teve na sua vida, citando-o como uma das primeiras e grandes influências. O escritor ainda destaca a importância dele no universo dos quadrinhos, tratando-o como uma figura revolucionária nesta mídia.

Confira um trecho a seguir:

“Devo tanto a Stan Lee. Ele foi, em certo sentido, meu primeiro editor. ‘Caros Stan e Jack’. Essas foram as minhas primeiras palavras impressas. Na coluna de cartas de Quarteto Fantástico #20. Meu primeiro texto publicado, um comentário sobre a edição 17, comparando Stan a… hum… Shakespeare. Um exagero, você diria? Bem, ok. Eu tinha 13 anos…

Mas, ainda assim, se você pensar na comparação, ela tem algum mérito. Existiam peças antes de Shakespeare, mas o trabalho do Bardo revolucionou o teatro, deixando-o profundamente diferente do que fora até então. E Stan Lee fez o mesmo para os quadrinhos. Li HQs durante toda a minha infância, mas no final dos anos 1950 comecei a me afastar delas. Estava comprando cada vez menos ‘livros engraçados’ (como os chamávamos, na época) e mais livros de ficção científica e fantasia. Os quadrinhos da DC Comics que dominavam as prateleiras tornaram-se estereotipados e cansados, não mantinham mais meu interesse como quando eu era menor. Estava ‘superando’ os quadrinhos.

E então Stan Lee apareceu e me trouxe de volta. A primeira edição de Quarteto Fantástico que por acaso peguei (foi a #4, em que o quarteto encontra Namor) prendeu minha atenção de um jeito que não acontecia há anos. Pouco depois, veio o Homem-Aranha. E, então, o resto, um por um, em um período surpreendemente curto. O Hulk. Thor. Homem de Ferro. Homem-Formiga (e a incrível Vespa). Os X-Men. Os Vingadores. Wonder Man (que morreu na mesma edição que foi introduzido). Pantera Negra. Os Inumanos. Galactus e o Surfista Prateado. E os vilões… Dr. Destino, Dr. Octupus, Abutre, Homem-Areia, Mysterio, Loki… e a lista só continua. (Não falaremos do Ardiloso, isso é uma homenagem).

Esses personagens tinham personalidade. Peculiaridades, falhas, temperamentos. Os heróis não eram inteiramente bons, os vilões não eram completamente ruins. Os personagens cresciam e mudavam… Lá na DC, Superman e Lois Lane estavam presos no mesmo relacionamento há décadas, mas Peter Parker trocava de namoradas como um verdadeiro adolescente, ele se formou no Ensino Médop e foi para a faculdade, as pessoas podiam e de fato morriam.

Você tinha que estar lá para compreender o quão revolucionário foi isso. Os quadrinhos como conhecemos hoje não existiriam não fosse por Stan Lee. Eles poderiam nem sequer existir, verdade seja dita.

Não, claro, ele não fez tudo sozinho. Os artistas geniais da Marvel, especialmente Jack Kirby e Steve Ditko, nunca devem ser minimizados. Eles foram uma parte enorme da Marvel também. Mas Lee estava no centro de tudo.

[…] Você fez um bom trabalho. Enquanto as pessoas ainda lerem quadrinhos e acreditarem em heróis, seus personagens serão lembrados. Muito obrigado”.

Stanley Martin Lieber nasceu em 28 de dezembro de 1922 em Nova York. Mais conhecido pelo apelido Stan Lee, o roteirista e empresário foi um dos mais notáveis criadores de histórias em quadrinhos do mercado, sendo corresponsável por grandes super-heróis e vilões da Marvel Comics, como o Homem-Aranha, X-Men, Quarteto Fantástico, Os Vingadores, Incrível Hulk, Demolidor e O Poderoso Thor

Wild Cards | Hulu vai adaptar série de livros de George R.R. Martin

0

Lucas Nascimento, no Observatório do Cinema

O The Hollywood Reporter anunciou nesta terça-feira (13) que a Hulu está em negociações finais para transformar Wild Cards, criação de George R.R. Martin (Game of Thrones) em uma série.

O plano do serviço de streaming é desenvolver múltiplas séries através do universo de livros, histórias em quadrinhos e outros produtos criados por Martin e vários colaboradores a partir de 1987.

Uma sala de roteiristas será montada para desenvolver duas séries baseadas em Wild Cards, contando com Andrew Miller (The Secret Circle). Melinda Snodgrass, Vince Gerardis e o próprio Martin serão produtores executivos.

“O universo compartilhado de Wild Cards divergiu do nosso em 15 de setembro de 1946, quando um vírus alienígena desceu à Terra, mais especificamente à Manhattan, e matou 90% da população”, explicou Martin. “9% se tornaram mutantes deformados, e 1%, os mais sortudos, ganharam poderes inexplicáveis e incríveis”.

O autor comparou o seu universo de histórias, expandido por vários outros autores desde 1987 (tudo sob supervisão de Martin) com o universo da Marvel. “Antes de ser livros, quadrinhos ou games, Wild Cards é um universo completo e expansivo, tão excitante quanto o da DC ou da Marvel (talvez um pouco mais sombrio)”, brincou o autor em um post de seu site oficial.

Wild Cards ainda não tem previsão de estreia.

Stranger Things: Netflix e Dark Horse fecham parceria para HQs da série

0

Publicado no Aficionados

É, nos próximos anos Stranger Things deve se concretizar como uma grande franquia. Apenas alguns dias após anunciar que o programa vai ganhar uma série de livros pela Penguin Random House e videogames pela Telltale Games, a Netflix fechou uma nova parceria: com a Dark Horse.

Isso mesmo, Stranger Things vai ganhar histórias em quadrinhos. E, pelo visto, a parceria foi fechada para “vários anos”.

As aventuras de Will no Mundo Invertido

O anúncio da nova parceria foi feito pela EW nessa segunda-feira, e segundo o veículo, ela consiste em uma “linha de publicações de vários anos”!

Os primeiros quadrinhos – a serem lançados já a partir de setembro – vão explorar as aventuras de Will Byers (Noah Schnapp) depois que ele foi transportado para o extra-dimensional Mundo Invertido. Ao todo, quatro HQs vão contar um pouco do que Will vivenciou na experiência aterradora.

A narrativa não foi apresentada na série, que apenas mostrou o que aconteceu no mundo “normal” enquanto Will estava desaparecido, mas não abordou o que de fato aconteceu com ele entre o momento em que foi sequestrado pelo Demogorgon e o momento em que sua mãe o resgata.

Em declaração oficial, a Dark Horse afirmou que os quadrinhos serão:

“Uma oportunidade de explorar o misterioso mundo de Hawkins, Indiana.”

O presidente da Dark Horse, Mike Richardson, também se pronunciou na declaração:

“A Dark Horse é conhecida por histórias e contadores de histórias campeões. Nós estamos tão empolgados em trabalhar com a Netflix para trazer o mundo de Stranger Things para os quadrinhos.”

As primeiras quatro HQs terão texto de Jody Houser, ilustração de Stefano Martino, pintura de Keith Champagne, cores por Lauren Affe e letreiros por Nate Piekos.

A EW ainda divulgou prévias das primeiras edições, com capas assinadas por Kyle Lambert, Rafael Albuquerque e Aleksi Briclot.

A primeira HQ de Stranger Things tem lançamento marcado para o dia 26 de setembro.

Neil Gaiman anuncia nova linha de quadrinhos de Sandman

0

Dyeison Martins, no Poltrona Nerd

Neil Gaiman, autor da celebrada série em quadrinhos Sandman, que foi lançada pela DC Comics (e depois foi para o selo Vertigo) no início dos anos 1990, anunciou a Entertainment Weekly uma nova linha de quadrinhos em seu universo.

Serão lançadas quatro novas séries de quadrinhos ambientadas no mundo de Sandman. Gaiman não irá escrever nenhuma delas, mas estará presente no projeto, que irá expandir o universo do Sonhar.

Sandman narrava as aventuras de Sonho, a personificação antropomórfica dos sonhos, que se encontrava e lidava com deuses, monstros e humanos, enquanto analisava a própria essência das histórias. A série durou oito anos, e foi uma das mais importantes de seu tempo, ganhando diversos prêmios, como o World Fantasy Award.

O novo projeto começará em agosto, com uma edição única que permitirá aos leitores saberem o que acontece com o universo do Sonhar. Sonho está desaparecido, o que trouxe caos ao seu reino. Uma fissura entre os mundos mostra que existe algo além do Sonhar. Lucien ainda é o bibliotecário da biblioteca dos livros sonhados, mas jamais escritos, mas um desses livros foi parar no reino desperto, com um grupo de crianças.

Existe um novo residente no Sonhar, porque agora existe uma Casa dos Sussurros (House of Whispers, em tradução livre), que surgiu junto a Casa dos Mistérios, de Abel, e da Casa dos Segredos, de Cain. Lúcifer caiu de novo, mas dessa vez em um Inferno mais seu. E o menino Timothy Hunter tem sonhos de ser o maior mago da Terra, ou ser seu pior vilão.

The Sandman Universe #1 foi pensada por Gaiman, mas escrita por Nalo Hopkinson, Kat Howard, Si Spurrier e Dan Watters, com arte de Bilquis Everly e capa de Jae Lee. Cada um dos escritores vai escrever uma das novas séries, que ainda não tiveram seus artistas anunciados:

Hopkinson vai escrever House of Whispers, e explicar como a entidade vodu Erzulie chegou no Sonhar com uma casa própria. Isso pode ter relação com uma mulher em coma chamada Latoya, cuja namorada e irmãs usaram o Livro dos Sussuros para curá-la. Agora já acordada, ela acredita que está morta, e passando essa crença para as pessoas ao seu redor e aumentando a fissura que existe no Sonhar.

Howard vai escrever Books of Magic, sequencia de uma minissérie escrita por Gaiman em 1990, e explorar a educação mágica de Timothy Hunter, que está separado entre dois destinos.

Spurrier vai escrever The Dreaming, que vai seguir o elenco de apoio de Sandman, como Lucien, o corvo Matthew e como eles viajam através do Sonhar, procurando Sonho.

Watters vai escrever Lucifer, que encontra o personagem título cego e destituído, vivendo em uma pensão de uma quieta cidade, onde ninguém pode sair.

The Sandman Universe #1 vai sair em agosto.

Han Solo ganhará livros e quadrinhos antes do lançamento do filme

0

Publicações terão ligação direta com o novo longa

Fabio de Souza Gomes, no Omelete

Além de Han Solo: Uma História Star Wars, a Disney planeja lançar uma série de livros que mostrarão outras histórias envolvendo o mercenário. A EW revelou detalhes das publicações, que terão ligação direta com o filme e responderão dúvidas envolvendo o novo longa baseado no personagem.

Ron Howard assumiu o comando do filme após a saída de Phil Lord e Chris Miller – saiba mais. O elenco conta com nomes como Alden Ehrenreich, Donald Glover, Woody Harrelson, Emilia Clarke e Thandie Newton. A estreia no Brasil está marcada para 24 de maio.

Han Solo foi originalmente interpretado por Harrison Ford na franquia Star Wars, enquanto Lando Calrissian foi vivido por Billy Dee Williams em O Império Contra-Ataca e O Retorno de Jedi.

Go to Top