Uma vida com prioridades

Como a Biblioteca de Bagdá se prepara contra o Estado Islâmico

0

3d15

Publicado no Blog do Galeno

As prateleiras mal iluminadas e escurecidas pelo pó da Biblioteca Nacional de Bagdad escondem um tesouro de papéis enrugados que contêm crónicas verdadeiras de sultões e reis, imperialistas e socialistas, ocupação e libertação, guerra e paz.

São as crônicas originais da rica e tumultuosa história do Iraque – e agora há bibliotecários e acadêmicos em Bagdad a trabalhar a um ritmo frenético para preservar o que delas resta após as perdas ocorridas durante o auge da invasão liderada pelos EUA.

Quando os militantes do Estado Islâmico desencadearam o ataque à história e à cultura do Iraque, incluindo a livros e manuscritos insubstituíveis na cidade capturada de Mosul, um enorme projecto de preservação e digitalização foi posto em curso na capital para salvaguardar um milénio de história.

Em câmaras escuras situadas nos bastidores da biblioteca, os empregados recorrem a uma iluminação especial para fotografar alguns dos manuscritos mais preciosos. Mazin Ibrahim Ismail, chefe do departamento de microfilmes, disse que estão a testar o processo com documentos do Ministério do Interior do último monarca do Iraque, Faisal II, que governou o país entre 1939 e 1958.

“Assim que o restauro de alguns dos documentos mais antigos da era otomana, de há 200-250 anos, tiver sido completado, começaremos a fotografá-los para microfilme”, disse Ismail. O responsável disse também que os arquivos digitais, que não irão ficar imediatamente acessíveis ao público, servem sobretudo para garantir que os seus conteúdos sobrevivem a ameaças futuras.

O processo de restauro não fica aquém da microcirurgia, e o tipo de dano sofrido por cada documento conta uma história – e constitui um quebra-cabeças – em si mesmo. Alguns manuscritos estão rasgados pelo uso e pela idade, outros estão queimados ou manchados devido a ataques ou sabotagem. Há alguns que ficaram completamente fossilizados pelo tempo – o resultado combinado de humidade e temperaturas abrasadoras –, parecendo grandes pedras escavadas da terra.

“Estes livros são os mais difíceis de restaurar”, diz Fatma Khudair, a funcionária com mais experiência do departamento de restauro. “Aplicamos vapor com uma ferramenta especializada para tentar dar folga e separar as páginas.”

“Por vezes conseguimos salvar esses livros e depois aplicar outras técnicas de restauro, mas noutros casos os danos são irreversíveis”, acrescenta. (mais…)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Conheça essas 13 excelentes estratégias para turbinar e facilitar sua capacidade de estudo

0

06- amo-direito-post-estudantes23

Publicado no Amo Direito

Não há nada mais desmotivador do que chegar ao fim da página de um livro e perceber que a concentração foi embora entre um parágrafo e outro, e com ela, levou também a sua capacidade de retenção das informações.

Quando o volume de leitura exigido é grande, adotar estratégias é essencial para não ficar a ver navios enquanto os ponteiros do relógio dão voltas e os livros, um “baile” em você.

Mas, antes de sair em busca de soluções milagrosas, como o uso de remédios controlados, veja o que indicam três especialistas em técnicas de estudo para concursos públicos. As dicas estão divididas em três blocos (concetração, leitura rápida e retenção de informações) e valem para concurseiros, universitários e vestibulandos:

Para turbinar a concentração

1. Cuide do seu estado mental
“Não se consegue a alta performance de repente, sobretudo, para quem está afastado dos estudos há muito tempo”, diz José Roberto Lima, autor do livro “ Como passei em 15 concursos” (Editora Método).

De acordo com ele, com o hábito de estudar o rendimento melhora. “A persistência desenvolverá outro atributo importantíssimo: o prazer de estudar e de aprender”, diz.

2. Bloqueie distrações
“Isso significa desligar o celular para não ter mensagens chegando toda hora, sair do computador, fechar a porta do quarto e avisar para não ser perturbado”, diz Marcello Leal, professor do site Questões de Concursos.

Aquela escapadinha para conferir a timeline do Facebook é tão irresistível quanto prejudicial. “O cérebro perde a concentração que vinha mantendo e, para reiniciar o processo, demanda tempo e energia”, diz.

3. Escolha o ambiente adequado
A luminosidade deve ser apropriada, assim como a tranquilidade do ambiente. “Se a casa tem muita gente ou muita distração, o ideal é procurar uma biblioteca”, indica João Mendes, coordenador do curso Ênfase.

4. Mantenha postura correta
Estudar na cama só é bom para embalar o sono. “A pessoa deve evitar ler deitada ou escorada, e, sim, ler sentada, com a coluna ereta, o joelho dobrado a 90 graus e não ficar com a cabeça excessivamente baixa”, diz Mendes.

5. Faça pausas
“Saiba também que não dá para ficar concentrado durante muito tempo, então é importante estabelecer metas e prazo”, diz Marcello Leal, professor do site Questões de Concursos.

Estude por no máximo 50 minutos antes de fazer um intervalo. Depois se dê até 10 minutos de descanso antes de voltar para os estudos. Durante a pausa, levante da cadeira, faça alongamentos, ande um pouco, indica Leal.

6. Use o seu relógio biológico a seu favor
Você é do tipo matutino, vespertino ou noturno? “Cada pessoa possui um período do dia no qual produz mais. Seja ele pela manhã, tarde ou noite, trate esse momento como sendo o mais importante e estude durante ele os pontos mais difíceis”, diz Leal.

Para ler mais rápido (mais…)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Confira essas 4 estratégias de estudo que aumentam em mais de 60% as suas notas

0

06-+amo-direito-post-estuidante

Publicado no Amo Direito

Estudo feito por pesquisadores da Universidade de Nebraska-Lincoln, nos Estados Unidos, revela métodos de estudos que aumenta de 29% a 63% as notas dos estudantes.

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Nebraska-Lincoln, nos Estados Unidos, revelou técnicas de estudos que podem aumentar em 29% a 63% os resultados dos alunos em testes. Os estudantes que foram bem-sucedidos utilizaram métodos como gravar notas completas, criar quadros comparativos, desenvolver associações e perguntas práticas. As metodologias foram empregadas em computadores portáteis como laptops e iPads.

A pesquisa, feita por Ken Kiewra e Dharmananda Jairam, foi publicada no Journal of Educational Psychology. “Nosso estudo mostrou que os resultados realmente melhoram quando os estudantes usam estratégias mais poderosas de estudo”, disse Kiewra, professor de psicologia educacional e especialista em métodos de estudo.

O professor chama o conjunto de estratégias de método SOAR. A sigla corresponde a quatro ações nos estudos: selecionar ideias principais do conteúdo, organizar as informações com quadros comparativos e ilustrações, associar ideias para criar conexões significativas e regular o aprendizado por meio da prática. “Essa técnicas complementam a maneira como o cérebro processa informações. O aprendizado é melhor quando informações importantes são selecionadas de ideias menos importantes”, completa Kiewra.

O especialista argumenta que com o aumento cada vez maior do uso de computadores para o estudo, é vital para os alunos aprendam maneiras melhores de processar e usar as informações. Para o autor, o sucesso dessas técnicas também depende dos professores. “Os docentes precisam ajudar os estudantes a dissipar métodos de estudo debilitantes como grifar, sublinhar e ensaiar, e ensiná-los estratégias que os ajudem a ser bem-sucedidos”, diz.

Fonte: Universia Brasil

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Atividade cerebral é maior em crianças que escutam histórias de ninar

0
Ler para crianças pequenas amplia o repertório de linguagem

Ler para crianças pequenas amplia o repertório de linguagem

Perri Klass, no UOL [via The New York Times]

Pouco mais de um ano atrás, a Academia Americana de Pediatria divulgou uma diretriz dizendo que todos os cuidados pediátricos primários deveriam incluir a promoção da leitura, começando no nascimento.

Isso significa que os pediatras deveriam aconselhar rotineiramente os pais da grande importância da leitura, mesmo para as crianças menores. A diretriz, que escrevi com Pamela C. High, contava com uma análise crítica da pesquisa volumosa sobre os vínculos entre crescer com livros e leitura em voz alta e o desenvolvimento posterior da linguagem e do sucesso escolar.

Porém, embora saibamos que ler para uma criança pequena esteja associado a bons resultados, existe uma compreensão limitada de qual mecanismo pode estar envolvido. Dois estudos novos examinam as interações inesperadamente complexas que acontecem quando se coloca uma criança no colo e se abre um livro com gravuras.

Neste mês, o periódico “Pediatrics” publicou um estudo que utilizou ressonância magnética funcional para estudar a atividade cerebral de crianças de três a cinco anos enquanto ouviam histórias adequadas à idade. Os pesquisadores encontraram diferenças na ativação do cérebro de acordo com a quantidade de leitura que as crianças estavam acostumadas em casa.

Crianças cujos pais relataram mais leitura em casa demonstraram ativação significativamente maior de áreas cerebrais em uma região do hemisfério esquerdo chamada córtex de associação parietal-temporal-occipital. “Essa área cerebral é toda voltada à integração multissensorial, que integra som e estimulação visual”, afirmou o autor principal, John S. Hutton, pesquisador clínico do Centro Médico Hospitalar Infantil de Cincinnati, nos Estados Unidos.

Essa zona é conhecida por ser muito ativa quando crianças mais velhas leem para si mesmas, mas Hutton observa que ela também é estimulada quando as mais novas escutam histórias. A grande novidade é o fato de as crianças expostas a muita leitura em casa mostrarem uma atividade significativamente maior nas áreas do cérebro que processam a associação visual, embora a criança estivesse no aparelho apenas ouvindo uma história e não pudesse ver as ilustrações.

“Quando as crianças estão ouvindo a narrativa, a mente fica imaginando a história. Por exemplo, ‘o sapo saltou o tronco’. Eu vi um sapo antes, vi um tronco antes. Qual é o sentido disso?”, disse Hutton.

Segundo ele, os níveis diferentes de ativação cerebral sugerem que as crianças com mais prática no desenvolvimento dessas imagens visuais, enquanto olham as gravuras dos livros e escutam as narrações, podem desenvolver habilidades que as ajudarão mais tarde a compor imagens e histórias a partir de palavras.

“Isso as auxilia a compreender qual é a aparência das coisas e pode ajudar na transição a livros sem ilustrações. Vai ajudá-las posteriormente a serem leitores melhores porque desenvolveram aquela parte do cérebro que as auxilia a ver o que está acontecendo na história.” (mais…)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Warner irá produzir versão para os cinemas do livro O Céu Está Em Todo Lugar

0

Filme terá as mesmas produtoras de O Melhor de Mim, Se Eu Ficar e Um Homem de Sorte.

oceu

Publicado em Adoro cinema
A Warner Bros. e a Di Novi Films adquiriram os direitos para adaptar para os cinemas a história do livro “O Céu Está Em Todo Lugar”, romance de estreia da autora americana Jandy Nelson. A Warner também detém os direitos do livro “Eu Te Darei o Sol”, também escrito por Nelson.

Sucesso entre o público juvenil nos Estados Unidos, “O Céu Está Em Todo Lugar” acompanha a história da adolescente Lennie Walker, que vivia uma alegre vida, cercada das coisas que mais gostava: literatura e música. Parte de seu bem estar se susntentava em sua irmã mais velha, Bailey, uma moça brilhante com quem tinha uma bela amizade. Quando Bailey morre, Lennie perde o chão. Ainda imersa no luto, ela acaba envolvida em um triângulo afetivo entre dois caras. Um deles a diverte e o outro é seu ombro amigo.

“O romance é uma celebração do amor, também um retrato da perda. A luta de Lennie, para encontrar sua própria melodia em meio ao ruído que a circunda, é sempre honesta, porém hilária e, sobretudo, inesquecível”, diz a sinopse oficial.

O Céu Está Em Todo Lugar terá a produção de Denise Di Novi e Alison Greenspan, que trabalharam juntas desenvolvendo outras adaptações literárias para os cinemas como O Melhor de Mim, Se Eu Ficar e Um Homem de Sorte.

Lançado em 2010, o livro “O Céu Está Em Todo Lugar” foi pré-selecionado para a disputa da Medalha Carnegie, que é entregue para reconhecer a qualidade de um livro voltado para crianças e jovens. “Eu Te Darei o Sol”, publicado em 2014, entrou para lista dos best-sellers do jornal The New York Times e faturou o Printz Award em 2015, importante premiação da literatura infanto-juvenil.

Os O Céu Está Em Todo Lugar e Eu Te Darei o Sol ainda não tem previsão de estreia.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Go to Top