Contando e Cantando (Volume 2)

Posts tagged eventos

Game of Thrones | Derivado focará em “área pouco explorada nos livros”

0

“Westeros era um lugar muito diferente”, explica George R.R. Martin

Natalia Bridi, no Omelete

George R.R. Martin conversou com a Entertainment Weekly sobre a série derivada de Game of Thrones (que pode se chamar The Long Night; entenda).

Segundo Martin, que trabalha com a showrunner Jane Goldman na criação do programa, o prelúdio deve se passar entre 10 e 5 mil anos antes dos eventos já vistos na TV. “Nos livros é mencionado 10 mil anos, mas você tem lugares onde os arquimeistres dizem ‘não, não foram 10 mil anos, foram 5 mil anos”, explicou o autor, justificando que muito da história de Westeros é oral e portanto imprecisa.

Ainda assim, Martin garante que a Westeros da nova série é um lugar bastante diferente: “Não há Porto Real, Trono de Ferro, Targaryens – Valíria mal tinha começado a ascender com os dragões e o grande império que eles construíram. Estamos lidando com um mundo diferente e mais antigo e isso, espero, será parte da diversão da série. [Golman] é incrivelmente talentosa. Ela veio para Santa Fé e passamos uma semana discutindo ideias. Ela vai seguir por um território que não explorei muito nos livros, apenas insinuei”.

Ainda não há previsão de estreia para o derivado, que contará com Naomi Watts e Josh Whitehouse no elenco. Já Game of Thrones exibe sua conclusão na HBO em abril de 2019.

Inspirado em Harry Potter, Itália sedia Mundial de Quadribol

0


Evento terá delegações de 20 países
Divulgação

Esporte até então fictício era o preferido dos alunos da escola de magia da saga. O evento ocorre em Florença com a presença de mais de 20 países

Publicado no R7

A Copa do Mundo de Quadribol, esporte praticado pelos bruxos da saga Harry Potter, será disputado entre os dias 27 e 1º de julho, em Florença, na Itália.

Organizado pela Associação Internacional de Quadribol (IQA, em inglês), em parceria com o grupo Human Company e a Prefeitura de Florença, o campeonato contará com a presença de 29 países e comemorará o aniversário de 20 anos do lançamento do primeiro livro da série.

Adaptado dos livros de J.K. Rowling, o Quadribol combina o rugby e a queimada, em um esporte que visa a velocidade e o contato.

Apelidado de Quadribol dos “trouxas”, que são os seres não-mágicos de Harry Potter, os atletas sobem em vassouras e devem acertar os “balaços”, bolas de queimada, nos outros jogadores, e as “goles”, bolas de vôlei murchas, nos alvos.

O jogo termina quando o “pomo de ouro”, representado por uma bola de tênis dentro de uma meia, é pego.

A cerimônia de abertura, no dia 27 de junho, será no centro histórico de Florença e as disputas oficias durante os seis dias de torneio serão no Campo de Marte. O Brasil e a Itália começam a Copa ambos no grupo C.

Ao longo da semana, eventos como caça ao tesouro e visitas relacionadas ao tema invadem Florença para festejar o mundo de Hogwarts. A Human Company é o principal organizador do calendário do evento, além de hospedar os times e as equipes técnicas no novo Firenze Camping in Town, a poucos quilômetros do centro histórico.

Mr. Mercedes | 2ª temporada ganha data de estreia

0

Caio Coletti, no Observatório do Cinema

A segunda temporada de Mr. Mercedes, baseada na série de livros de Stephen King, tem data para estrear – 22 de agosto de 2018.

Enquanto a primeira temporada explorava a caçada pelo serial killer Brady (Harry Treadaway) enquanto ele atormentava a vida do detetive aposentado Bill (Brendan Gleeson), a segunda se passará um ano depois de Brady ser deixado em estado vegetativo no hospital.

Infelizmente, o serial killer pode estar matando até do além-túmulo – ou pelo menos é essa a suspeita de Hodges quando eventos bizarros começam a ocorrer com funcionários do hospital.

Tessa Ferrer, de Grey’s Anatomy e Sobrenatural: A Última Chave, é uma das novidades do elenco. Ela será a esposa do Dr. Feliz Babineau (Jack Huston), chefe de marketing de uma grande empresa farmacêutica, sendo uma mulher extremamente ambiciosa.

A série Mr. Mercedes é baseada em um dos livros, de nome homônimo, na trilogia Bill Hodges, no qual estão Mr. Mercedes, Finders Keepers e O Último Turno.

Editora dedicada a novos autores brasileiros abre as portas para eventos literários nacionais e internacionais

0

Editora Illuminare comemora três anos publicando com maestria

Julie Gouveia, no Terra

A Editora Illuminare – editora física e online para todo o Brasil -comemora seus três anos com 85 livros lançados e mais de 350 autores publicados em livros solos e antologias de contos, crônicas e poesias.
A Illuminare nasceu em janeiro de 2014, fruto do desejo de unir livros e leitores, democratizando a leitura e descobrindo novos talentos na literatura nacional e internacional.

1445633d-3578-4e71-a82c-c7a2944a9eb6

Em 2015, a Illuminare fundou a livraria Illuminare, e em 2016, criou a Revista Literária Contos & Letras, formando o Grupo Editorial Illuminare. Com atuação em vários estados, mais de 30 blogueiros em seu grupo de marketing e filial internacional em Buenos Aires- Argentina, a Illuminare se dedica a novos talentos da literatura brasileira, objetivando valorizá-los e destacá-los indo além de livros em prateleiras.

Ciente de que novos autores precisam de destaque, entrevistas, resenhas, eventos nacionais e internacionais, a Illuminare abraçou esse desafio e hoje realiza essas estratégias com maestria.

Indo muito além de uma empresa comercial, a Illuminare se dedica também ao lado social da literatura. Por isso uniu-se ao Instituto PEGAÍ Leituras Grátis (www.pegai.info),parceria por meio da qual prepara, organiza e edita livros para distribuição e leitura gratuita, como no caso da 4ª edição do livro Contos e Crônicas do Absurdo, da escritora Rô Mierling; e da 2ª edição do livro O Sapo Tonico e Sua Descoberta, da paranaense Ale Dossena. Em dezembro deste ano a Illuminare editará uma versão e edição especial do Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, com um número que ultrapassa 15 mil exemplares destinados a leituras gratuitas.

No quesito eventos literários, a Illuminare está sempre promovendo eventos multiculturais gratuitos para autores e leitores. Como é o caso da Feira de Livro Livre, que terá sua 4ª edição no próximo dia 10 de novembro, no Centro Cultural da Embaixada Brasileira em Buenos Aires. E no dia 25 de deste mês a Illuminare promoverá a 7ª Tarde Literária, na Biblioteca Viriato Corrêa – Vila Mariana, em São Paulo – SP.

Como uma das únicas novas editoras brasileiras com eventos e portas abertas em nível internacional, a Illuminare tem em catálogo livros de autores dos mais diversos estilos, como no caso de Tito Prates (Agatha Christie From My Heart – Uma Biografia de Verdades), um dos maiores estudiosos do mundo no quesito vida e obra de Agatha Christie; e Márcio Muniz (Microamores), poeta carioca que promove saraus de poesia no Rio de Janeiro, entre outros grandes talentos.

Sabendo das dificuldades que os novos autores têm para adentrar no mercado literário, a Illuminare promove antologias nos mais diversos temas, por meio de seletivas, com foco em publicar contos diversos de autores já em desenvolvimento e/ou iniciantes, antologias essas que se tornam uma verdadeira estratégia para criar uma estrada para novos escritores. (Veja novas seletivas em https://www.editorailluminare.com.br/antologias.)
Disposta a receber originais de quaisquer assuntos, a Illuminare publica os mais diversos temas de ficção – romance, terror, poesia, crônicas, suspense -, inclusive tendo um selo especial para a publicação de livros de autoajuda e livros científicos.

(Envie seu original para: [email protected])
A união da valorização da literatura brasileira com o respeito ao novo autor e seu sonho faz da Illuminare uma editora socialmente em evolução.

Fonte: Divulga Escritor

Website: https://www.editorailluminare.com.br/

Há 20 anos no Centro Histórico de Cuiabá, sebo resiste à falta de apoio

0
Cleito Albuquerque, proprietário do Bazar do Livro - Alair Ribeiro/MídiaNews

Cleito Albuquerque, proprietário do Bazar do Livro – Alair Ribeiro/MídiaNews

Proprietário lamenta a ausência de políticas que incentivem a leitura em Mato Grosso

Cintia Borges, no Midia News

A alternativa mais acessível para os amantes de livros são os sebos – lojas que vendem livros usados. Em Cuiabá, o mais antigo deles sobrevive há quase 20 anos no Centro Histórico.

A crise financeira e política que atingiu o Brasil em 2015 não popoupou o Bazar do Livro, mas a empresa ainda resiste, prestes a completar 20 anos.

O proprietário Cleito Albuquerque afirma que se houvesse mais incentivos por parte do poder público a eventos culturais relacionados à cultura literária, o mercado de livro em Cuiabá estaria em uma melhor situação.

“Em quase vinte anos de funcionamento, o último um ano e meio foi um dos piores para mim. Governo, Prefeitura, Secretaria de Cultura e Educação teriam que fazer mais eventos para fomentar literatura, para estimular a compra de livros. Não só cultura, porque eventos culturais existem, mas feiras de livro são poucas”, disse o empresário.

Ele conta que o recentemente seria realizado um grande evento para a cultura literária, a LiteraMato, mas que foi cancelado sem qualquer explicação.

O evento deveria acontecer entre os dias 19 e 22 de outubro deste ano, mas foi cancelado.

O empresário lembra que o último grande evento para fomento da leitura aconteceu em 2005, com a LiterAmérica, ainda no Governo Blairo Maggi. “[Ricardo Guilherme] Dicke estava vivo, foi mais ou menos em 2010. Faz muito tempo”.

A falta de incentivo e a crise fizeram com que o empreendimento, que antes empregava sete pessoas, hoje funcione apenas com duas.

Outro fator que contribuiu para a queda nas vendas foi o grande números de escolas que mudaram o sistema de ensino. Antes as loja de livros usados tinham grande fluxo de vendas nos materiais didáticos. Com a inserção e crescimento dos sistemas apostilados – como os sistemas de ensino Objetivo, Positivo, COC –, as vendas caíram.

“Na volta às aulas as vendas eram muito fortes. Por enquanto, no que diz respeito a livros literários continua normal”, diz.

Entretanto, a incerteza quanto o futuro ainda gera temor. “Eu vejo uma luz no fim do túnel, mas eu tenho medo. Cuiabá sempre foi fraca no setor literário, falta incentivo”, diz.

História

O Bazar do Livro abriu a sua primeira loja em 1998, na Rua 7 de Setembro, no Centro Histórico de Cuiabá.

“Eu trabalhei em um sebo em Goiânia por dois anos, e trouxe a ideia para cá em junho de 1998. Eu montei junto com meu irmão, mas ele foi mexer com outra área, e há seis anos sou o único dono”, disse.

Um ano depois, o sebo mudou-se para o endereço atual: Rua Antônio Maria Coelho, número 344, no Centro Sul da Capital..

“Já tivemos um filial na Pedro Celestino, na Prainha e na Avenida Mato Grosso. Mas os alugueis eram muito caros”.

Albuquerque lembra dos anos de ouro da livraria. Ele conta que entre os anos 2000 e 2010, o Bazar do Livro teve seu ápice.

Eram vendidos, além dos livros, CDs, DVDs, fitas cacetes e vinis. “Mas a internet tirou isso tudo da gente”, afirma.

“Os vinis também paramos de vender uma época, mas eles voltaram com força, e, recentemente, compramos um lote com duas mil unidades. Tem uns oito anos que não vendíamos”, conta.

O Bazar do Livro vive atualmente de venda e troca de livros usados. O empresário explica que, caso o amante de livros não queira comprá-los, pode levar um usado e trocar por outro.

“A pessoa traz o livro para eu fazer a avaliação. Em resumo é o seguinte: o livro que vale R$ 10 eu troco por outro livro de R$ 5”, conta. Ele ainda esclarece que, atualmente, pela grande quantidade de livros expostos, não faz a compra de títulos.

“Tenho mais de 40 mil títulos, com certeza. Não há livros novos, 95% são usados”.

Dentre os títulos, há livros para todos os gostos e bolsos. “O preço médio é de R$ 10 a R$ 11. Mas, se você chegar aqui com apenas R$ 10, você consegue levar até cinco livros”, aponta o proprietário para um banca com exemplares a preço promocionais.

Raridade

A grande curiosidade no sebo está no livro “Álbum Gráphico de Mato Grosso”.

Impresso em Hamburgo, na Alemanha, entre os anos de 1913 e 1914, o livro conta com imagens históricas do Estado.

“Salvo o engano foram editadas apenas 300 unidades. Ele tem um preço alto, custa R$ 2 mil. Nós temos apenas ele”.

Serviço

O Bazar do Livro fica na Rua Antônio Maria Coelho, número 344, no Centro Sul da Capital.

Go to Top