BKO WAVE SAÚDE

Posts tagged crianças

Animais Fantásticos | J. K. Rowling já está escrevendo o roteiro do terceiro filme da série

0

Escritora também está desenvolvendo outros projetos sem relação com a franquia

João Antonio, no Cinema com Rapadura

“Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald”estreia apenas no final do ano, mas a escritora britânica J. K. Rowling, a criadora de “Harry Potter” e roteirista dos derivados da franquia para o cinema, já está trabalhando no roteiro do próximo filme da saga.

Respondendo aos questionamentos feitos por alguns fãs em seu site oficial, o jkrowling.com, a escritora confirmou que atualmente está se dedicando à vários projetos, com destaque para o roteiro do terceiro “Animais Fantásticos“:

Eu acabei de terminar o quarto livro de [Robert] Galbraith [pseudônimo utilizado por Rowling em alguns livros], ‘Lethal White‘, e agora estou escrevendo o roteiro de ‘Animais Fantásticos 3’. Depois disso eu vou escrever outro livro para crianças. Eu tenho brincado com essa história [fora do universo ‘Harry Potter’] por cerca de seis anos, então já é hora de colocá-la no papel.”

A trama de “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald” seguirá Grindelwald (Johnny Depp), que escapa da custódia e prepara-se para reunir seguidores a fim de criar bruxos de sangue puro e dominar todos os seres não-mágicos. Em um esforço para frustrar os planos de Grindelwald, Alvo Dumbledore (Jude Law) recruta seu ex-aluno Newt Scamander (Eddie Redmayne), mas essa missão também testará a lealdade deles à medida que enfrentam novos perigos em um mundo mágico cada vez mais perigoso e dividido.

O elenco conta também com os nomes de Katherine Waterston (“Alien: Covenant”), Ezra Miller (“Liga da Justiça”), Dan Fogler e Alison Sudol (ambos de “Animais Fantásticos e Onde Habitam”), além das adições de Isaura Barbé-Brown (“Legends: Identidade Perdida”), Callum Turner (“Assassin’s Creed”), Jessica Williams (“A Ressaca 2“) e Claudia Kim (“A Torre Negra”).

“Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald” estreia no Brasil no dia 15 de novembro de 2018. Por sua vez, “Animais Fantásticos 3” tem estreia prevista para 20 de novembro de 2020.

IT: A Coisa 2 – Bill Skarsgard, o Pennywise, diz que a sequência vai ser bem diferente do primeiro filme!

0

Lucas Rafael, no Legião de Heróis

O remake de IT: A Coisa obliterou bilheterias, rendendo um lucro astronômico para os estúdios da Warner. Agora, com a parte dois está em produção, o intérprete do palhaço, Bill Skarsgard, falou em uma entrevista com o Den of Geek sobre como a segunda parte da adaptação de Stephen King irá diferir drasticamente da primeira.

Skarsgard começou declarando que desta vez, o vilão Pennywise terá de contracenar com atores experientes e reconhecidos, que serão a contraparte das crianças introduzidas no primeiro filme:

Vai ser uma experiência bem diferente desta vez, só pelo fato de que você tem todos esses atores incríveis e experientes para contracenar, ao invés de todas as crianças. Vai ser uma experiência diferente, com certeza. Mas estou ansioso para ela.

Bill também confirmou que as filmagens da parte 2 devem iniciar em breve, fazendo com que ele volte a usar os adereços do palhaço demoníaco:

Estamos nos preparando agora, então estou no processo de voltar ao personagem de Pennywise. Estou meio que no estado mental e estamos nos preparando. Acho que começam em julho. Não sei exatamente minha data de início, mas vai ser neste verão.

IT: A Coisa – Capítulo 2 estreia nos cinemas dia 5 de setembro de 2019.

Via: HH

44% dos brasileiros não leem; saiba como incentivar a leitura em casa

0

Hábito pode ser estimulado tanto em crianças como em adultos

Publicado no Agora MS

Um relatório do Banco Mundial, divulgado em fevereiro de 2018, estima que o Brasil vai levar 260 anos para atingir o nível de leitura de países desenvolvidos. Aqui, de acordo com relatório Retratos da Leitura no Brasil, de 2016, encomendado ao Ibope Inteligência pelo Instituto Pró-Livro, 44% da população com cinco anos ou mais declarou não ter lido nenhum livro nos três meses anteriores à pesquisa. Os desafios são inúmeros e o caminho é árduo para promover o incentivo à leitura no país – tanto em crianças quanto em adultos.

No caso das crianças, é necessário que a atividade seja prazerosa. Por isso, uma dica é montar um cantinho da leitura em casa que seja aconchegante e divertido. Os pais são fundamentais nesse processo, porque, além de incentivarem o hábito, também criam um laço com seus filhos.

Prepare um espaço em casa específico para este momento, com luz adequada, uma cadeira confortável e comece a estimular a leitura. Como elas são muito imaginativas e lúdicas, principalmente nos primeiros anos de vida, vale até pensar em novos rumos para uma história ou finais diferentes.

Pratique regularmente em casa, até mesmo porque os professores nem sempre podem fornecer uma atenção individualizada e personalizada, já que o número de alunos pode ser alto. Se ela estiver aprendendo as palavras recentemente, não a repreenda quando houver um erro. Repita com calma as palavras que a criança errou para que ela possa aprender com tranquilidade. Fale sobre o livro e os personagens, mergulhe na história e converse com os pequenos sobre essa atividade.

A pesquisadora e professora de Língua Portuguesa Aileen Rosik diz que é importante que os pais não forcem este momento. “A criança não pode pensar que é um castigo. Se os pais a retiram de um momento de brincadeira para ler, ela vai associar a prática com algo ruim, uma obrigação. O ideal é que os pais sejam o exemplo de leitores praticantes e a convidem para a leitura, até ela mesma entender que esta é também uma atividade prazerosa, de lazer”.

A idade para se iniciar, de acordo com a especialista, é o quanto antes. “Existem pesquisas atuais que mostram que há um vínculo muito maior, logo após o nascimento, quando a mãe lê em voz alta para o seu filho, quando ele ainda está na barriga dela. Por meio da voz, a ligação se estabelece e essa prática cria laços de afeto para toda a vida. Antes mesmo de a criança entrar na fase da alfabetização, é interessante que ela tente, por meio das ilustrações, criar hipóteses de leitura. Isso estimula a criatividade e desenvolve o vocabulário”.

Leitura na fase adulta

Incentivar o hábito da leitura quando as pessoas já são adultas pode ser uma tarefa espinhosa – mas não impossível. O essencial é que a leitura esteja ao alcance do indivíduo de forma prática e descomplicada. Caso contrário, o hábito vai sendo deixado de lado para outras tarefas cotidianas e que possivelmente passarão na frente da atividade.

A pessoa adulta precisa entender os benefícios palpáveis do hábito de ler, como o ingresso à universidade, ao conhecimento e a novas oportunidades de trabalho e de emprego. Até mesmo o fato de debater com os amigos assuntos com maior propriedade é um argumento para a imersão no mundo dos livros.

Para promover o acesso fácil à leitura, existem alguns projetos nos quais os livros são oferecidos de forma gratuita em pontos estratégicos de grande fluxo de pessoas. Um exemplo é o projeto Leitura no Vagão, que distribui livros em pontos estratégicos da cidade de São Paulo, como ônibus e metrô. Quando possuem uma grande quantidade de livros, fazem ações especiais e temáticas.

Professor de Gana que viralizou ao ensinar computação na lousa comemora primeira doação de notebook

0

Professor comemora doação do primeiro computador para ensinar computação (Foto: Reprodução/ Facebook)

Owura Kwadwo disse que o computador vai permitir que as crianças aprendam informática.

Publicado no G1

Depois de ficar “famoso” na internet ensinando computação com um desenho de uma página do Microsoft Word na lousa, o professor de Gana que se apresenta como Owura Kwadwo comemorou em um post no Facebook a primeira doação de um computador.

Foi ele próprio que postou no Facebook fotos da aula ensinando computação com o desenho do Word na lousa. O post viralizou e chamou a atenção até da Microsoft.

Por enquanto Kwadwo recebeu apenas um computador. Ele disse que a doação foi de Amirah Alharthi, estudante de doutorado da Universidade de Leeds, na Inglaterra.

“A doação do laptop para a escola vai possibilitar o ensino e o aprendizado de informática”, afirma.

Segundo a BBC, o professor se apresenta como Owura Kwadwo, mas seu verdadeiro nome, segundo o site Quartz Africa, é Richard Appiah Akoto.

De acordo com o professor, a escola onde dá aulas não tem nenhum computador desde 2011, apesar de os estudantes serem obrigados a prestarem um exame de informática para passar para o colegial.

Owura Kwadwo comemorou a doação do notebook com os alunos (Foto: Reprodução/ Facebook)

“Esta não foi a primeira vez (que desenhei). Faço isso sempre que estou na sala de aula”, disse Akoto ao site Quartz.

Sobre as fotos terem viralizado, ele afirmou ter ficado surpreso, já que sempre posta imagens na rede social. “Eu não sabia que elas ganhariam a atenção das pessoas dessa forma.”

ONG de cantora country nos EUA celebra 100 milhões de livros infantis doados

0

Dolly Parton (direita) revela o título do livro de número 100 milhões doado por sua ONG Biblioteca da Imaginação, em evento na Biblioteca do Congresso dos EUA (Foto: Divulgação/Shawn Miller/Library of Congress)

Dolly Parton, cantora e atriz norte-americana, criou ONG para doar livros todo mês a crianças de zero a cinco anos; na semana passada, campanha chegou à marca de 100 milhões de livros doados.

Publicado no G1

A cantora country e atriz norte-americana Dolly Parton comemorou, na semana passada, a doação de 100 milhões de livros infantis a crianças dos Estados Unidos. Por meio da ONG Imagination Library (Biblioteca da Imaginação, em tradução livre do inglês), Dolly celebrou a marca em um evento na maior biblioteca do mundo: a Biblioteca do Congresso dos EUA, instituição cultural mais antiga do governo americano.

A ONG de Dolly Parton existe desde 1995 e seu maior objetivo é a alfabetização na primeira infância. Os 100 milhões de livros foram doados todo mês a crianças entre zero e cinco anos de quatro países diferentes: EUA, Canadá, Reino Unido e Austrália.

“A vontade de Dolly é nutrir o amor pela leitura entre as crianças em idade pré-escolar de seu país e suas famílias, dando de graça, a cada criança, um livro por mês na idade apropriada para ela, até que ela comece a escola”, explica a página oficial da ONG no Facebook.

Dolly Parton lê livros para crianças e adultos na Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos (Foto: Divulgação/Shawn Miller/Library of Congress)

De acordo com a Biblioteca do Congresso, o livro de número 100 milhões foi doado pela ONG à própria biblioteca, que é a maior do mundo, foi criada em 1832 e em 2017 contava com 167.000.738 itens em suas coleções de livros, revistas, manuscritos, mapas, periódicos e outros materiais audiovisuais.

Carla Hayden, responsável pela biblioteca, afirmou que “não existe uma maneira de quantificar o impacto que esse programa teve no desenvolvimento de jovens leitores no país e em outras partes do mundo. Isso é um presente extraordinário para a humanidade”.

Go to Top